Naquele Dia Vi Você Sumir

Naquele Dia Vi Você Sumir chega aos palcos do Teatro III do Centro Cultural Banco do Brasil/RJ no próximo dia 15 de agosto para uma temporada de quarta a domingo até o dia 14 de outubro. O novo trabalho assinado pelo AREAS Coletivo é inspirado no primeiro romance do escritor Luiz Ruffato, “Eles eram muitos cavalos”, publicado em 2001 e vencedor de vários prêmios como o Troféu APCA da Associação Paulista de Críticos e o prêmio Machado de Assis da Fundação Biblioteca Nacional.

Assim como na obra original, a adaptação levada à cena se desenrola durante um dia na vida de alguns personagens inspirados no livro. São pessoas em situações limite de medos e fragilidade, porém, marcadas por um desejo real de vida. A montagem se ampara no processo coletivo e colaborativo do grupo que, seguindo a proposta de integração, convidou os atores Giordano Castro e Pedro Wagner, do Grupo Magiluth, de Pernambuco, para integrarem o elenco ao lado de Camila Márdila e Miwa Yanagizawa.

Ao longo da temporada carioca haverá um intercâmbio com o Grupo Código, de Japeri, com o objetivo de criar intervenções artísticas nas áreas comuns e públicas do CCBB.

“Essa é uma peça coletiva, onde o corpo e a palavra ditam os acontecimentos da cena. Não há elementos excessivos, tampouco recursos materiais, os signos e a própria dramaturgia estão ancorados nas presenças, nos corpos e vozes do elenco”, diz Camila Márdila, integrante do Areas.

Sobre o AREAS Coletivo

O AREAS Coletivo é formado por Camila Márdila, Liliane Rovaris, Maria Silvia Siqueira Campos e Miwa Yanagizawa. Criado em 2012, o grupo realiza espetáculos teatrais de criações colaborativas e fomenta um estudo continuado da cena em oficinas, residências e intercâmbios com principal interesse nos indivíduos – seus afetos, suas histórias, memórias e modificações – e suas inter-relações na sociedade. Mantém como atividade periódica de formação a oficina “Estudo para o ator: a Escuta”. Com inúmeras edições em diferentes estados do Brasil.

Em Junho de 2018, iniciou os projetos “Cenas Abertas”, um estudo de processos criativos compartilhado com o espectador, e “A Escuta Aberta”, um programa de encontros em que convidados de distintos campos de atuação dividem suas pesquisas e experiências, colaborando para a expansão da escuta no estudo do ator. Seu primeiro ciclo foi integrado por: Leno Veras, curador e comunicólogo, e Karen Akerman, cineasta e montadora.

O coletivo realizou os seguintes trabalhos, dentre outros: “BREU”, com texto de Pedro Brício (2012/13), “Minha vida está em meus versos” , a partir dos poemas de Wislawa Szymborska (2013), “Urgente” , em parceria com a Cia Luna Lunera (2016) e “ Plano sobre Queda”, com texto de Emanuel Aragão (2015-2017). Em  2017 ocupou o Sesc Ipiranga – SP, dentro do projeto Contaminações, com oficinas, residência e performances, a partir do livro “Eles eram muitos cavalos” de Luiz Ruffato.

Mais informações: https://www.areascoletivodearte.com/

Sobre o livro

 

Eles Eram Muitos Cavalos completou 15 anos em 2016. Foi vencedor dos prêmios APCA e Machado de Assis e está publicado em mais de cinco países. Estruturado em 69 episódios, retrata um dia da cidade de São Paulo, onde seus habitantes seguem realizando pequenos e grandes feitos cotidianos, protagonistas de uma narrativa subterrânea que representa, ao fim, o próprio tecido das grandes cidades.

Nas palavras de Ruffato: “O que leva alguém a se interessar pelo livro? Talvez o que mais esteja presente é uma questão transcendente… o que importa é tentar compreender o ser humano, buscando a coisa que mais nos interessa: a felicidade. Não importa em que lugar do mundo você esteja, nem sua classe social, o que está presente são as várias possibilidades (ou impossibilidades) de ser feliz”.

O romance é uma obra de experimentação da forma literária que, em seu trânsito de focos narrativos (cartas, anúncios, depoimentos, listas, imagem, diálogos), coloca o leitor em movimento constante.

SINOPSE SUGERIDA

 

É véspera de dia das mães no ano de 2002. Quatro pessoas têm as suas trajetórias alteradas a partir de suas relações com o outro e a cidade. Inspirado no livro “eles eram muitos cavalos”, de Luiz Ruffato.


FICHA TÉCNICA

 

Criação e Direção: AREAS Coletivo

          Dramaturgia: Ismael Caneppele, Liliane Rovaris, Camila Márdila, Miwa Yanagizawa,

          Giordano Castro e Pedro Wagner

Elenco: Camila Márdila, Giordano Castro Liliane Rovaris, Miwa Yanagizawa e Pedro Wagner.

Assistente de direção: Juliana Lohmann

Som: Azul e Chad Chalhoub

Programação Visual: Bruno Drolshagen

Cenário: Areas Coletivo

Direção de arte: Yumi Sakate e Areas Coletivo

Figurino: Yumi Sakate

Fotografia: Renato Mangolin

Desenho de luz: Beto Bruel

Consultoria técnica: Bruno Girello

Assessoria de imprensa: Minas de ideias

 

Equipe Quintal Produções

Direção Geral: Verônica Prates

Coordenação Artística: Valencia Losada

Produção Executiva: Thiago Miyamoto

Assistência de Produção: Eduardo Alves e Nely Coelho

 

SERVIÇO:

NAQUELE DIA VI VOCÊ SUMIR

Local: Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro. Tel.: 3808 2020.

Temporada: 15 de agosto a 14 de outubro de 2018.

Horário: Quarta a domingo às 19h30

Ingressos: R$ 30,00 / R$ 15,00

Duração: 80 minutos

Classificação: 16 anos.

Gênero: drama

Capacidade: 70 lugares

A bilheteria funciona de quarta a segunda, das 9h às 21h.

West Shopping apresenta animado show ‘A Era dos Games’

O West Shopping apresenta, neste domingo (19/08), o show performático ‘A Era dos Games’. A atração é gratuita, tem classificação livre, e acontecerá das 17h às 18h, na loja 277/278 (antiga West Shopping Kids).

No evento, a criançada se divertirá com personagens famosos do mundo tecnológico em um eletrizante e divertido show.

 

Serviço:

West Shopping apresenta animado show ‘A Era dos Games’

Data: 19 de agosto de 2018 (domingo)

Horário: Das 17h às 18h

Local: Loja 277/278 – Antiga West Shopping Kids

Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

O West Shopping fica na Estrada do Mendanha, 555, Campo Grande – RJ – Tel.: (21) 3178-9501 | 9502.

Ossos ou O salto de Prometeu

Num momento dramático limítrofe de sua existência, um homem reflete sobre a vida e a morte, relembrando o mito de Prometeu, personagem de uma das principais tragédias de Ésquilo. Com texto de João Cícero e interpretado por Maurício Lima, o monólogo “Ossos ou O salto de Prometeu” estreia dia 1º de setembro, no Espaço Cultural Sérgio Porto. A direção é de João Cícero e Laura Nielsen. Ao todo serão 12 apresentações, aos sábados, domingos e segundas.

A partir de reminiscências factuais desorganizadas e instáveis, o texto reflete sobre destino e livre-arbítrio a partir da tragédia grega “Prometeu Acorrentado”, uma das principais do dramaturgo Ésquilo. “Trata-se de uma performance lírico-reflexiva sobre o drama de um homem que atravessa um momento vertiginoso da existência, uma zona de turbulência, lançando um olhar sem moral para a morte iminente”, conta João Cícero, indicado como melhor autor nos prêmios Questão de Crítica e Cesgranrio com a peça “Sexo Neutro”.

“Prometeu Acorrentado” é uma das principais tragédias de Ésquilo, poeta e dramaturgo da Grécia Antiga. A história fala do castigo de Zeus a Prometeu, em decorrência de ele ter roubado o fogo, que pertencia aos deuses, e o ter concedido à humanidade. Como punição, Prometeu foi acorrentado a um rochedo para que uma águia devorasse seu fígado, que se regeneraria a cada noite, repetindo o drama por 30 mil anos. Um dia, o centauro Quíron o salva, libertando Prometeu das correntes e matando a águia.

QUEM SÃO

 

Mauricio Lima – Ator e performer formado pela Escola de Teatro Martins Pena e graduando em Teoria da Dança pela UFRJ. É membro da companhia Teatro de Extremos, em circulação com o espetáculo BALÉ RALÉ, a partir da obra do pernambucano Marcelino Freire. Atua no Coletivo Líquida Ação, como performer, investigando a relação corpo-palavra na construção de novas narrativas, atualmente em circulação com o trabalho Foz Afora, contemplado com o Rumos Itaú.

 

 

João Cícero – Pós-Doutor em Artes Cênicas pelo programa de Pós-Graduação da UNIRIO; Doutor em História Social da Cultura pela PUC-RIO, Bacharel em Artes Cênicas pela UNIRIO. Atua como docente em Ensino Superior há 10 anos, na Faculdade SENAI-CETIQT, e, desde 2016, na Faculdade CAL, ministrando disciplinas de História da Arte, do Teatro, Estética e Interpretação de Texto Teatral, entre outras. É colaborador da revista Questão de Crítica. Em 2015, fez a peça SEXO NEUTRO, sendo indicado como melhor autor para os prêmios Questão de Crítica e CESGRANRIO. Estreou em 2017 a peça BATISTÉRIO.

Laura Nielsen – Atriz (CAL – Casa das Artes de Laranjeiras), diretora (bacharel em Direção Teatral – UFRJ) e professora de teatro (licenciatura em Artes Cênicas – Universidade Candido Mendes). Integrante da companhia Teatro Inominável, atuou em espetáculos, como SINFONIA SONHO, de Diogo Liberano; BATISTÉRIO, de João Cícero; ABAJUR LILÁS, dirigido por Renato Carrera e indicado ao Prêmio Shell 2015, na categoria Melhor Direção; A VISITA DA VELHA SENHORA, dirigido por Sílvia Monte; BR-3, de Antonio Araújo, com o grupo Teatro da Vertigem; A FLAUTA MÁGICA, com direção de Moacyr Góis, entre outros. Participou de residência com o grupo Odin Teatret, em Hostebro (Dinamarca), que resultou na realização de duas performances: THE ETERNAL AGE, com direção de Eugenio Barba, e THE SPLENDOUR OF THE AGES, com direção de Tage Larsen. Dirigiu as peças: MINHA NOSSA, de Carlos Alberto Soffredini; A HISTÓRIA DO JARDIM ZOOLÓGICO, de Edward Albee; e ENTRE QUATRO PAREDES, de Jean-Paul Sartre. É professora de Interpretação na Faculdade CAL de Artes Cênicas e do Núcleo de Teatro e TV para Adolescentes e Crianças da CAL.

 

SINOPSE

“Ossos ou O salto de Prometeu” é uma performance lírico-reflexiva em que uma subjetividade (homem-negro), Maurício Lima, com poucas reminiscências factuais, desorganizadas e instáveis, narra uma experiência limítrofe atravessada por reflexões (saltos de leitura) da peça Prometeu Acorrentado, de Ésquilo.

FICHA TÉCNICA

 

Ator: Maurício Lima

Direção: João Cícero e Laura Nielsen

Texto: João Cícero

Produção: Dayene Ruffo

Direção de arte: Ticiana Passos

Trilha: Márcio Pizzi

Direção de Movimento: Laura Samy

Direção de Produção: Dayene Ruffo

Iluminação: André Martins
Fotos: Felipe O’Neill

SERVIÇO

Direção: João Cícero e Laura Nielsen
Apresentações: 1, 2, 3, 8, 9, 10, 15, 16, 17, 22, 23 e 24 de setembro de 2018 (sábados, domingos e segundas)
Hora: 19h
Duração: 50 min – 1hora
Classificação etária: 18 anos
Iluminação: André Martins
Sonorização: Márcio Pizzi
Ingressos: R$ 30,00
Lotação: 20 lugares
Local: Espaço Cultural Municipal Sergio Porto
End: Rua Humaitá, 163 – Humaitá, Rio de Janeiro (entrada pela Rua Visconde de Silva)
Tel.: (21) 2535-3846

Carioca Arnaldo Neto desponta no mercado de coaching com método inédito: “Vivendo de propósito”

Com mais de 30 clientes ativos em menos de 6 meses e uma média de 10 atendimentos por dia, o carioca Arnaldo Neto, 30, se descobriu na carreira de coach. Buscando mudar a vida das pessoas para melhor, Arnaldo não somente mergulhou de cabeça na nova profissão, como criou um método inédito, o “Vivendo de Propósito”: “O meu método de trabalho trata a descoberta do propósito como ponto de partida para a resolução de qualquer objetivo. É isso que traz mais força de vontade, mostra aonde o cliente quer chegar e por isso facilita que qualquer objetivo secundário seja alcançado”. Sua missão vai ainda além, Arnaldo busca desmistificar a profissão de coach, mostrando para todos como funciona seu trabalho e como seu resultado pode ser positivo na vida de qualquer um.

Arnaldo passou pelas áreas de música, modelo, DJ e fundou, em 2010, a agência de marketing digital, Hola Que Tal (HQT), que atendia clientes como Multishow, NBA e Balada Mix. Em julho de 2017, ele vendeu a sua parte na empresa para focar na nova carreira. Foram muitos cursos e leituras e uma verdadeira imersão no universo do coach. A formação foi feita na Febracis, maior instituição de coaching da América Latina. De lá até hoje já são mais de 50 clientes atendidos e 30 ativos. Em uma semana cheia, Arnaldo chega a atender 50 clientes entre fixos e experimentais, em uma média de 10 por dia: “Saio de uma jornada de 10 sessões com energia para fazer mais 10. Faço o que amo e nunca me senti tão realizado”.

No horizonte estão o lançamento de um canal no Youtube, coaching para empresas e um treinamento para adolescentes que estão na fase de pré-vestibular: “Propósito. Palavra tão falada, mas pouco compreendida. Ideal muito buscado, mas pouco encontrado. As fontes de estudo acerca do assunto são as mais variadas. Passando por Sri Prem Baba a Tony Robbins, é difícil encontrar dois autores que concordem sobre o tema. Por isso, não me restou opção ao encontrar o meu: Ajudar o máximo de pessoas que puder a fazer o mesmo. Assim, a partir de um estudo profundo dos nomes já citados acima e muitos outros, desenvolvi um método inédito que vai ajudar as pessoas a encontrarem o seu propósito, a sua felicidade. Afinal, se for para viver, que seja de propósito!”.

MINI PERFIL

 

Instagram: @arnaldoneto23

Arnaldo Neto sempre sonhou em poder ajudar a transformar o mundo. Quando criança se fantasiava de super-herói e ficava olhando pela janela de noite esperando a oportunidade de salvar alguém. Na adolescência ser presidente do Grêmio do Colégio Santo Inácio e representante de turma não era suficiente. Se dedicou em paralelo ao futebol em mais uma tentativa de impactar vidas e o máximo que conseguiu foram alguns meses na reserva do Flamengo e as piores notas da sua vida na escola.

E assim seguiu tentando. Atuou na área de música, eventos, passarelas e como DJ. Tudo era visto como uma plataforma para poder contribuir. E nessa busca, Arnaldo teve um primeiro contato com o que sempre almejou ao abrir uma agência de MKT Digital em 2010, a Hola Que Tal (HQT). Ao ser visto como um líder e exemplo para colaboradores de empresa o sentimento de relevância começou a desabrochar. Mas ainda era pouco.

Após 7 meses de atuação no mercado, uma casa inteira como sede em Copacabana, clientes como Multishow, NBA e Balada Mix e mais de 20 funcionários, decidiu largar tudo para abraçar um chamado do destino. A saída da agência (que ainda existe, Arnaldo vendeu sua parte para os sócios) foi em Julho de 2017.

Anões entram de graça para ver “Mentira tem Perna Curta”

A estreia da comédia “MENTIRA TEM PERNA CURTA”, no último fim de semana, no Teatro Miguel Falabella/ Norte Shopping foi um sucesso e para não deixar a ‘peteca’ cair, a produção anuncia uma promoção especial para esse próximo fim de semana que comemoramos os Dias dos Pais.

Os PAIS acompanhados dos FILHOS não pagam ingresso neste fim de semana, nas apresentações desta 6af e sábado ( dias 10 e 11 de agosto ) 23h.

Outra promoção válida por toda a temporada, até o dia 25 de agosto/2018:

ANÃO não paga ingressos. Isso mesmo, se você é ANÃO ou és uma pessoa prejudicada verticalmente, como brinca o ator-comediante-anão, GIGANTE LÉO, protagonista do espetáculo, você é CONVIDADO ESPECIAL para se divertir no espetáculo MENTIRA TEM PERNA CURTA, em cartaz no Teatro Miguel Falabella/ Norte Shopping, 6af e sábados 23h.  

 

Venham se divertir com a comédia MENTIRA TEM PERNA CURTA que é protagonizado pelo ator-comediante-anão Gigante Léo e os atores André Lamare, Catarina Saibro, Magno Navarro e Renato Krueger.

‘Nessa história, o anão é o personagem principal, mostrado como uma pessoa inteligente e também malandra, agente de transformação da própria vida e daqueles que o cercam. As situações de limitação que um indivíduo com nanismo vive são introduzidas de maneira natural, e com o aval e a visão do próprio alvo das risadas’, conta Thiago Greco que assina a direção do espetáculo.

O espetáculo…

João é um pilantra com alto poder de convencimento, capaz de engendrar as maiores mentiras para se dar bem ou para ajudar aqueles de quem gosta.

Ah sim, faltou dizer que João é um anão de pouco mais de um metro de altura. Uma das armações de João acaba prejudicando o romance de Carlos, seu melhor e corretíssimo amigo, fazendo com que sua namorada, Ana, vá para os braços de seu patrão, o milionário mau caráter, Roberto.

Numa partida de Poker, para tentar ajudar o amigo, João arquiteta mais um de seus planos…

Será que vai dar certo? Vamos descobrir juntos, afinal… MENTIRA TEM PERNA CURTA.

FICHA TÉCNICA:

MENTIRA TEM PERNA CURTA

Texto Gigante Leo e Ulisses Mattos

Direção: Thiago Greco

Elenco: Gigante Léo, André Lamare, Catarina Saibro, Magno Navarro e Renato Krueger.

Produção: Vanart Produções Artísticas Produção- Cristiane Sanctos

Assessoria de Imprensa: João Luiz Azevedo

Teatro Miguel Falabella – Norte Shopping

Av. Dom Helder Camara 5.332 – Del Castilho – RJ.

Tel. 2597-4452.

Até o dia 25 de agosto/2018

Sextas Feiras e Sábados 23h.

Preço dos ingressos: R$ 60,00 / R$ 30,00 ( meia para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)

Classificação: 12 anos

Tempo de duração: 60 minutos

“Nerium Park” no Glaucio Gill

Inédita no Brasil, a peça “Nerium Park”, do dramaturgo e diretor catalão Josep Maria Miró, ganha uma montagem dirigida por Rodrigo Portella (de “Tom na Fazenda” e “Insetos”). A falência do sonho de uma classe emergente, o desemprego e a crise imobiliária são apenas alguns dos temas que rodeiam a vida de um casal isolado num condomínio nos arredores de uma grande cidade. Idealizador do projeto, o ator Rafael Baronesi buscava um texto para montar quando decidiu entrar em contato com Miró, que lhe enviou cinco peças. A conexão com a história de “Nerium Park” foi imediata. Baronesi divide a cena com a atriz Pri Helena, da Cia Cortejo. O espetáculo estreia em 18 de agosto, no Teatro Glaucio Gill, com direção de produção de Rogério Garcia. A obra foi traduzida por Daniel Dias da Silva, que dirigiu e traduziu “O Princípio de Arquimedes”, texto de Miró encenado em 2017, no Brasil.

Em cena, Miguel e Malu são um casal de classe média em busca de qualidade de vida e da possibilidade de construir uma família longe da loucura da cidade. A compra de um apartamento no condomínio Nerium Park, um empreendimento residencial, parece ser a tradução desse sonho. Mas o entusiasmo inicial do casal com o conforto e o espaço da nova casa, com piscina e um parque, vão desaparecendo à medida em que os meses se passam e ninguém mais se muda para os prédios. É como se eles vivessem em uma cidade fantasma. A crise econômica e o desemprego afastam os possíveis compradores, e Miguel e Malu se veem isolados dentro de um estilo de vida que parecia perfeito para eles. Porém, quando uma terceira pessoa aparece no condomínio, a trama ganha um outro sentido.

Escrita em 2012 e montada em dez países, “Nerium Park” é um suspense que se desenvolve em 12 cenas, cada uma correspondendo a um mês do ano. O título faz referência ao Nerium Oleander, nome científico de um arbusto ornamental e tóxico, conhecido, no Brasil, como espirradeira. “Essa peça fala, entre outras coisas, da solidão dos dias atuais. Cada vez vivemos mais sozinhos, numa dimensão individual e virtual. Estamos esquecendo de conviver de fato com as outras pessoas”, destaca Baronesi, idealizador do projeto. “Tem outro tema que a peça aborda, e que me interessa muito, se resume na seguinte pergunta: o que eu sou capaz de fazer no meu dia a dia para tornar a vida um pouco melhor para o outro?”, completa.

“O eixo central da peça gira em torno da falência do velho projeto de vida baseado na ideia do ter, na aparência, no acúmulo de bens, numa vida individualizada, privada, plastificada, higienizada, territorializada e que está mais comprometida com o futuro do que com o presente. A peça também aborda a crise do masculino diante da revolução do feminino, apresentando uma inversão de papeis que contraria o sistema patriarcal que vivemos”, destaca Rodrigo Portella. “As novas gerações não têm mais o sonho da casa própria, não querem mais ter carros, um casal de filhos e um único emprego fixo. Elas querem viajar, conhecer pessoas, criar e empreender. A relação falida desse casal é o espelho de uma camada da sociedade ocidental, que ainda não enxerga as transformações pelas quais o mundo está passando, por isso ainda destrói com o que é real (e natural) para construir pequenos e falsos paraísos”, diz o diretor.

RODRIGO PORTELLA (diretor)

Natural de Três Rios, interior do Estado do Rio, o autor e diretor Rodrigo Portella dirigiu 19 peças. No Rio, cursou direção teatral na UNIRIO e publicou “Trilogia do Cárcere”. Em sua cidade natal, fundou a Cia Cortejo. Realizou cerca de 200 apresentações de “Antes da Chuva” por todo o país com o projeto Palco Giratório. Atualmente, se dedica a pesquisar as experiências de Charles Deemer e o Hiperdrama no Teatro, por meio de uma bolsa da FAPERJ, sob orientação de Moacyr Chaves. É diretor geral do “Off Rio – Multifestival de Teatro de Três Rios”, que em 2018 chega à sua sexta edição.

Foi indicado ao Prêmio Shell 2013 (Melhor Direção por “Uma História Oficial” e Melhor Texto por “Antes da Chuva”), Prêmio APTR 2010 (Melhor Iluminação por “Na Solidão dos Campos de Algodão”) e Prêmio Cesgranrio 2016 (Melhor Texto por “Alice Mandou um Beijo”). Em 2017, dirigiu “Tom na Fazenda” – peça vencedora dos prêmios Cesgranrio (vencedor de três categorias, incluindo Melhor Direção), Shell (vencedor de duas categorias: Direção e Ator para Gustavo Vaz), Botequim Cultural (vencedor de sete categorias, incluindo Melhor Direção), APTR (vencedor na categoria Melhor Espetáculo), Cenym (vencedor de oito categorias, incluindo Direção) e Questão de Crítica.

Atualmente, Rodrigo está em turnê com “Insetos”, espetáculo que comemora os 30 anos da Cia. dos Atores, pelas quatro unidades do Centro Cultural Banco do Brasil (Rio, Brasília, São Paulo e Belo Horizonte). Portella concorre ao Prêmio Shell 2018 de Melhor Direção por “Insetos”.

JOSEP MARIA MIRÓ (autor)

Nascido em Barcelona, o dramaturgo e diretor catalão Josep Maria Miró é formado em Direção e Dramaturgia pelo Institut del Teatre em Barcelona e em Jornalismo pela Universitat Autònoma de Barcelona (UAB). Desde de 2013, é membro do Conselho Consultivo do Teatre Nacional de Catalunya (TNC).

Miró é autor de “La travesía” (2015), “Umbrío” (2014), “Rasgar la Tierra” (2013), “Humo” (2012), “Nerium Park” (2012), “El principio de Arquímedes” (2011), “Gang Bang (Abierto hasta la hora del Angelus)” (2010/2011 – peça escrita durante uma residência no Teatre Nacional de Catalunya), “La mujer que perdía todos los aviones” (2009), “Una historia contada al revés” (2009), “La mujer y el debutante” (2008), entre outras.

Premiado por suas obras, incluindo com o consagrado “Premi Born” (vencedor em 2009 e 2011, e finalista em 2015), Miró já teve suas peças traduzidas em mais de 20 idiomas e montadas em cerca de 30 países, entre eles Argentina, México, Reino Unido, França, Itália, Estados Unidos da América, Chipre, Grécia, Alemanha, Rússia, Croácia, Brasil, Uruguai, além da Espanha.

RAFAEL BARONESI (ator e idealizador)

Rafael Baronesi é ator e apresentador de TV. Estudou na Escola de Atores Wolf Maya, no Tablado, na Cal, na Casa de Cultura Laura Alvim e na Escola de Teatro Raul Serrano, em Buenos Aires. No teatro, participou de montagens como “Baal” e “O Beijo no Asfalto” (direção de Thierry Tremouroux), “O Ateneu” (direção de Leonardo Brício), “Aniversário de Casamento”, entre outras.

Na TV, Rafael foi apresentador do programa “Zapping Zone”, no Disney Channel e, recentemente, do programa “Vídeo News”, na Band. Participou da série “Natalia”, no Canal Brasil e dos seguintes programas e novelas da TV Globo: “Cama de Gato”, “Deus Salve o Rei”, “Caras de Pau”, “Laços de Família”, “Malhação”, “Kubanakan” e “Um Só Coração”.

PRI HELENA (atriz)

Pri Helena é formada em Comunicação Social e pós-graduada em Artes Cênicas. Começou a carreira em Juiz de Fora, sua cidade natal, quando tinha 12 anos. Integrante da Cia Cortejo, dirigida por Rodrigo Portella, Pri estuda interpretação na Escola de Teatro Martins Penna e graduação na CAL. No teatro, seus principais trabalhos foram “Antes da Chuva”, “Uma História Oficial” (ambos da Cia Cortejo e indicados ao Prêmio Shell de Teatro), “Floriano – Parte Baixa” (com direção de Portella), “Estação dos Passageiros Invisíveis”, “Terra fértil para Balões de Ar”, “Vértice IN-Cômodos” e “Sementes de Aço”. Este ano, participou da segunda temporada da websérie “Além de Alice”.

FICHA TÉCNICA

Texto: Josep Maria Miró

Direção: Rodrigo Portella

Elenco: Rafael Baronesi e Pri Helena

Tradução: Daniel Dias da Silva

Iluminação: Paulo César Medeiros

Trilha Sonora: Marcelo H.

Cenário: Julia Deccache e Rodrigo Portella

Figurino: Ticiana Passos

Programação Visual: Raquel Alvarenga

Divulgação em mídias Sociais: Egídio La Pasta

Preparação Corporal: Lu Brites

Assessoria de Imprensa: Paula Catunda e Catharina Rocha

Assistência de produção: Ana Luiza Pradel

Assistência de direção: Mariah Valeiras

Direção de Produção: Rogério Garcia

Idealização e produção: Rafael Baronesi

Realização: Dingão Produções e Usina D’Arte produções artísticas

SERVIÇO Espetáculo: “Nerium Park” Temporada: De 18 de agosto a 10 de setembro. Dias e horários: De sexta a segunda, às 20h. Local: Teatro Glaucio Gill (Praça Cardeal Arco-Verde, s/n – Copacabana) Informações: (21) 2332-7904.

Capacidade: 1o0 lugares. Recomendação etária: 16 anos. Gênero: suspense/drama Duração: 100 minutos. Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

Palco do Reino oferece recreação infantil com danças típicas brasileiras no NorteShopping

O NorteShopping está com uma atração especial e gratuita durante os fins de semana do mês de agosto. A brincadeira do Palco do Reino deste domingo (12), a partir das 16h, será a apresentação “Danças e Encantos”. As danças típicas brasileiras de cada estado estimulam e encantam quem as vivencia, pesquisam e reproduzem de maneira a compreender a si mesmo e a formação cultural brasileira e suas características singulares, com suas histórias e narrativas.

 O Palco do Reino é um evento feito especialmente para as crianças se divertirem com atividades educativas e lúdicas no NorteShopping. Todos os domingos, sempre às 16h, os pequeninos poderão se reunir para curtir oficinas, espetáculos teatrais, shows de mágica, música, dança entre outras atividades. O evento tem classificação livre.

NorteShopping se localiza na Av. Dom Hélder Câmara, 5474 – Cachambi. Outras informações pelo telefone 3315-4300 ou no www.facebook.com/norteshoppingrj;

 

Sobre o Reino NorteShopping

O NorteShopping é o único empreendimento que possui um programa de fidelidade especialmente voltado às famílias que frequentam o local. O Programa de Fidelidade ReinoNorteShopping permite que crianças desfrutem de todas as opções de lazer e entretenimento do shopping com vantagens especiais. O objetivo do programa é manter um relacionamento de proximidade com as famílias clientes do NorteShopping. Para os adultos, são oferecidas vantagens econômicas únicas e para as crianças as vantagens são voltadas para experiências com foco em diversão, lazer e convivência em um ambiente de alegria e novidades.

SERVIÇO:

Palco do Reino – Danças e Encantos

Data: 12/08

Local: NorteShopping – Pátio

Horário: a partir das 16h

Endereço: Av. Dom Hélder Câmara, 5474 – Cachambi

Faixa etária: Livre.