Espetáculo “Fran World Tour – Eu só preciso ser amada” utiliza a palhaçaria para abordar a liberdade criativa e a comicidade do corpo da mulher

Depois do sucesso da estreia em novembro de 2018, no Teatro Cândido Mendes, em Ipanema, Zona Sul do Rio, o espetáculo solo de palhaçaria “Fran World Tour – Eu só preciso ser amada”, de Rafaela Azevedo, terá única apresentação no dia 23 de fevereiro, às 19 horas, no Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, em Santa Teresa.

O evento faz parte da campanha de financiamento coletivo idealizado por Rafaela para custear a ida do espetáculo para a Europa. Após assistir ao solo no Rio no ano passado, Lina della Rocca, diretora artística do Teatro Ridotto, em Bolonha, na Itália, convidou a atriz para se apresentar no local dentro de um encontro de jovens artistas de todo o mundo.

Fran foge à imagem convencional dos palhaços. Esqueça o sapato gigante, as roupas coloridas e grandalhonas herdadas da tradição masculina da linguagem circense. O solo apresenta a palhaça Fran (Rafaela Azevedo) com muito glamour: capa de rainha, sapatos de paetê e roupas de cetim. Apenas o icônico nariz vermelho permanece intocável. Em cena, Fran brinda o desbunde e a fantasia trazendo ao palco seus sonhos e inquietações, traduzidos em tentativas diversas de cativar o público pelo riso com um pé na excentricidade e outro na alegria.

 

A estética do espetáculo está ligada à pesquisa desenvolvida por Rafaela nos últimos cinco anos. Ao fim, a investigação celebra a liberdade criativa da mulher e o corpo cômico da palhaça. Além da linguagem da palhaçaria e toda a liberdade que esta compreende, o solo utiliza ainda elementos de dança, comédia física, música e do burlesco, que aparece no espetáculo para dar vazão ao sonho da palhaça Fran de tornar-se um ícone mundial, fazendo rir sem perder o rebolado, nem a exuberância dos brilhos, das plumas e paetês.

 

Rafaela mergulhou na investigação sobre a palhaçaria e junto a outras artistas da cidade vem renovando a cena dessa linguagem no Rio de Janeiro promovendo cabarés e eventos em que as mulheres tem a vez e mostram que são, sim, cheias de graça. Para fortalecer ainda mais o laço – e o movimento do nariz vermelho feminino  a atriz e palhaça convocou a artista Natascha Falcão para a direção de seu primeiro solo.

 

– A linguagem da palhaçaria transforma em força cênica e universal os fracassos pessoais, estabelecendo assim a comunicação com o público que ri por se identificar tão humana(o)  quanto a palhaça ou o palhaço. Quando aceito minhas inadequações reconheço que todos têm as suas e respeito nossas diferenças. Meu sonho é que cada vez mais as palhaças inspirem pessoas a se aceitarem como são e também aos outros – comenta Rafaela.

 

Sinopse

 

Fran World Tour – Eu só preciso ser amada é o retrato íntimo de uma palhaça-artista que prepara um show para mostrar todas as suas habilidades “geniais”. Atriz, bailarina, cantora, poeta, modelo, estilista e apaixonada, Fran quer o que todo mundo também deseja: ser amada. Para cativar o espectador (real e imaginário), Fran irá romper os limites palco-platéia tornando o público seu cúmplice na realização dos seus sonhos.

 

Rafaela Azevedo é a atriz e idealizadora deste projeto. Formada pela CAL, há 9 anos vivencia intensa pesquisa acerca da pré-expressividade e da linguagem da máscara teatral, tendo integrado o Grupo Teatral Moitará por 5 anos e estudado com grandes mestres da palhaçaria no projeto de formação coordenado pelo Grupo Off-Sina.

 

Natascha Falcão dirige o espetáculo Fran World Tour. Atriz, cantora e bailarina formada pela Escola Angel Vianna, pesquisa o teatro e expressões artísticas desde 2006. Co-fundadora do grupo de pesquisa teatral “Fio dos Ventos” e da Cia Nina, também integra o grupo Las Panamericanas, onde investiga os cruzamentos da arte burlesca com a comicidade feminina.

 

SERVIÇO

 

Fran World Tour – Eu só preciso ser amada

Dia 23 de fevereiro, às 19 horas

Local: Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo

Endereço: Rua Monte Alegre, 306, Santa Teresa

Gênero: palhaçaria

Duração: 50 minutos

Classificação: 14 anos

Entrada Gratuita com contribuição ao chapéu

 

Ficha técnica

 

Solo de Rafaela Azevedo

Direção e Figurino: Natascha Falcão

Assessoria Técnica da Linguagem: Renê Carvalho

Supervisão de Cenografia: Nara Menezes

Operação de Luz e Som: Debora Thomas

Assessoria de Imprensa e Produção: Pequena Via Produções | Ana Pinto

 

Anúncios

Em cartaz “Lugar de Escuta”

Após o sucesso de sua primeira temporada, realizada no final de 2018, o espetáculo “Lugar de Escuta” está em cartaz com sua segunda temporada no Teatro do Núcleo Experimental, na Barra Funda (SP), até o dia 27 de março, às terças e quartas, às 21h. A mulher, o feminismo e a busca por lugares de fala, de expressões e de reflexões são temas debatidos pelo musical que propõe um mergulho por esses temas.

“Lugar de Escuta” é uma produção do Projeto M.O.T.I.M (Mulheres Organizadas por um Teatro em Infinito Movimento) em parceria com a Arina Entretenimento. O musical tem em seu elenco somente mulheres, dirigidas por Fabiana Tolentino.

– A experiência da primeira temporada foi bastante intensa e transformadora. Como a peça é diferente a cada dia, era uma expectativa muito grande (inclusive para nós) de como iria ser aquele dia em específico. Teve cena que estreou na última sessão do último dia de temporada! Outra que só saiu uma vez e depois nunca mais. O Tarot sempre sabe o que é melhor para todos … Temos histórias incríveis de ‘coincidências’: no primeiro ensaio aberto, a primeira pessoa escolhida por uma das atrizes para sortear uma carta foi o Professor de Tarot da nossa taróloga (Luiza Luka), e a atriz que o escolheu não fazia ideia disso, só pra exemplificar – diz Fabiana Tolentino sobre a primeira temporada do espetáculo.

Lugar de Escuta é uma peça que se adapta a cada apresentação. As cenas, com diversos lugares de fala, buscam trazer um panorama sobre as infinitas questões e percalços que ser mulher e feminista nos dias de hoje representa, sem deixar de falar das delícias, por isso é também uma celebração. No total, são 22 cenas inspiradas pelos 22 arcanos maiores do tarô, porém somente oito delas serão apresentadas por sessão. Essas cenas serão selecionadas por um jogo de tarô com a seguinte pergunta: “Que peça de teatro a plateia de agora precisa assistir?” Sendo assim, a ausência de assuntos, de certa forma, também fala sobre eles.

Como na primeira temporada, a peça ganha um espaço, além dos palcos, onde haverá exposição de obras, especialmente criadas para o espetáculo, de cinco artistas. São elas: Beatriz Ghidalevich, Jessica Factor, Natalia Buell, Amanda Falcão e Mariana Rosa.

– Temos os painéis de quatro metros, já conhecidos de quem foi assistir, é a união do trabalho de quatro jovens artistas feministas da Belas Artes, todas, em algum lugar de sua obra, abordam questões feministas. Elas se uniram e criaram os dois painéis, inspiradas pelos textos da peça. E a Mariana Rosa é atriz, começou a pintar influenciada pelo teatro, pelas cenas que queria viver nele. Seu trabalho é baseado, não só, pela forma física da mulher, mas pela forma abstrata do universo feminino, a aura intensa, a Mãe Terra, galhos, flores.

“Lugar de Escuta” conseguiu sua segunda temporada graças ao financiamento coletivo. Em tempos em que a cultura brasileira sofre com a falta de investimento, além da ausência de políticas públicas que fomentem o teatro, surge cada vez mais a necessidade das pessoas se unirem, a fim de discutirem sobre temas pertinentes ao que regem os valores humanos e culturais.

– Eu acredito que qualquer espetáculo teatral ajuda a desenvolver um pensamento crítico, o teatro é a comunhão das almas, é onde nos reconhecemos ou não, e isso já nos tira do lugar de conforto. Eu acho que peças como ‘Lugar de Escuta’ tem o diferencial de proporcionar, além dos mil questionamentos internos e externos, um espaço de cura. Cura de dores passadas, de assédios sofridos, de dificuldades de lidar com a competição feminina ensinada… ouvimos muita coisa nesse sentido da plateia. Infelizmente, o acesso ao teatro ainda é algo a ser pensado por todos nós artistas, por isso acredito que qualquer iniciativa independente deveria ser incentivada, principalmente pela classe, que sabe o quanto é difícil produzir alguma coisa sem incentivo fiscal nesse país – finaliza Fabiana.

 

Lugar de Escuta

Terças e Quartas, 21h

De 05/02 a 27/03 (Não haverá espetáculo nos dias 05/03 e 06/03 – Carnaval)

Teatro do Núcleo Experimental

Rua Barra Funda, 637

65 lugares

Classificação: livre

Gênero: livre

Duração: Entre 60 e 90 min

Abertura da Bilheteria às 20h

Ingressos: 60 reais (inteira) / 30 reais (meia)

Venda antecipada: motim.ingressos@gmail.com

Ficha Técnica:

Idealização e Direção: Fabiana Tolentino

Texto: M.O.T.I.M (Fabiana Tolentino, Ágata Matos, Ana Paula Villar, Gabriela Medvedovski, Giovanna Moreira, Letícia Soares, Luisa Sabino, Luiza Borges Campos e Natália Glanz)

Elenco: Ágata Matos, Fabiana Tolentino, Gabriela Medvedovski, Júlia Sanches, Letícia Soares, Lívia Graciano, Luisa Sabino, Luiza Borges Campos, Nani Porto e Pamella Machado

Violoncello: Roberta Regina

Direção Musical: Pamella Machado e Ana Paula Villar

Arranjos: Pamella Machado e Roberta Regina

Arranjos vocais: Ana Paula Villar

Músicas originais: Déborah Cecília

Músicas adicionais: Giovanna Moreira e Ana Paula Villar

Participação em áudio: Amanda Acosta e André Frateschi

Figurino: Paula Martins

Cenário: Mariane Simão

Luz: Fabiana Tolentino

Artistas visuais/painéis: Amanda Falcão, Beatriz Ghidalevich, Jessica Factor e Natalia Buell

Exposição: Mariana Rosa

Identidade visual do coletivo: Bia Riedel

Design de arte “Lugar de Escuta”: Kau Swaelen

Produção executiva: Thaisa Areia e Mila Fogaça

Direção de produção: Fabiana Tolentino e Kau Swaelen

Assessoria de imprensa: MercadoCom

Realização: Arina Entretenimento e M.O.T.I.M

A peça LUGAR DE ESCUTA estreou no dia 21 de novembro de 2018. Sua primeira temporada ficou em cartaz até 13 de dezembro de 2018, com sessões lotadas no Teatro do Núcleo Experimental, na Barra Funda, São Paulo.

“Eri Pinta e Johnson Borda” no Fashion Mall

“Eri Pinta e Johnson Borda” É uma comédia divertidíssima escrita e interpretada pelo ator Eri Johnson, com a intenção de pintar e bordar com o seu público, através de uma completa interatividade entre todos. Dirigida por Roberto Talma. Trata-se de um espetáculo teatral com início, meio e fim, onde o ator mistura histórias reais com fictícias. Ele relembra no palco alguns dos seus personagens, como por exemplo, o Gay Lulu da novela Barriga de Aluguel. E para aqueles que gostam das tão famosas imitações, dessa vez elas estão inseridas no contexto da peça (Romário, Evandro Mesquita, Caetano Veloso, Ney Latorraca, Alexandre Frota, Marília Pêra, Roberto Carlos, Lula, Papa João Paulo …) Educação, relacionamentos amorosos, amizade e principalmente a família. São alguns dos temas abordados e interpretados pelo ator, nessa comédia que tem  01h:15 min. de duração, ou mais. Pois com Eri Johnson no palco, o espetáculo só tem hora para começar. Em “Eri Pinta Johnson Borda”, encontramos vários efeitos de luzes e sons que contracenam com o ator, cenário ilusionista. Tudo para assegurar uma qualidade teatral digna de um espectador de teatro. Nesse espetáculo, Eri Johnson interpreta personagens encantadores e engraçadíssimos, que levam a platéia as gargalhadas, tais como: O Gaguinho desempregado, Os Bêbados, o Casado , o Carioca poliglota, o Namorado iniciante, o Dançarino e o quase protagonista ¨Feio da Turma¨. A trilha sonora é da premiada Túnica, e temos ainda as participações das vozes de Gabriela Duarte e Cesar Filho. Venha fazer parte dessa diversão, talvez você saia desse espetáculo muito mais famoso do que entrou.
Serviço:
Eri Pinta Johnson Borda
Teatro Fashion Mall
End: Estrada. da Gávea, 899 – São Conrado
Estreia dia 04 de Janeiro
Temporada de 4 de janeiro a 24 de fevereiro
Sextas, sábados e domingos
Horário: 20h
Ingresso: sexta e domingo R$70,00 / 35,00
Sábado: R$ 80,00 / R$ 40,00
Duração:01h15min
Classificação 12 anos

Espetáculo musical “Com Todas as Letras” abre financiamento coletivo para estrear em São Paulo

“Com Todas as Letras” é uma comédia romântica musical, com músicas de artistas LGBT+ brasileiros, que precisa da ajuda do público para contar essa história real, atual e tão necessária nos dias de hoje. 
 
No pôr do sol, do que parece ser um dia qualquer, um homem se debruça no parapeito de uma ponte, pronto para se jogar no abismo e acabar com o sofrimento que o sufoca. Quando um jovem, sem jeito, interrompe pedindo ajuda para também se jogar do mesmo lugar. Os dois se reconhecem no outro e contam seus motivos e histórias para chegar naquele ponto. 
 
São várias histórias dentro do universo que engloba as siglas LGBTQICAPF2K+. São muitas letras, que tentam representar pessoas, que são a mistura de várias letras, que formam novas palavras e significados. Essa é acima de tudo uma peça que mostra que não devemos julgar o livro pela capa, pois uma pessoa dificilmente é apenas o que sua imagem parece ser. É sobre descobrir quem você é, qual é o seu lugar no mundo, e qual caminho seguir para ser quem você é de verdade. Seja lá quem você for. 
 
O Brasil é o país que mais mata pessoas LGBTQ+, tendo 3 vezes mais crimes desse tipo do que o México, que está em segundo lugar nessa triste lista. Qual o motivo desse número alarmante? Falta de informação. O desconhecimento com o tema causa medo, estranhamento, que leva aos ataques. Então pra que fazer uma peça que conta histórias dessas minorias? Pra mostrar que essas pessoas são seres humanos como qualquer outro, com sonhos, desejos, planos, talentos, amores, e que só querem uma coisa: RESPEITO. Direito de viver, conquistar seu lugar na sociedade. Apenas viver, como eu e você. 
 
Quando assistimos um musical, tudo parece fluir fácil, deve parecer simples. Mas leva anos para se criar e estrear uma peça. A peça estreará dia 7 de maio, mas esse projeto está em produção desde 2016, quando começou a ser criado e experimentado, com pesquisas, leituras e workshops em Natal, Rio de Janeiro e São Paulo, até chegar na formação atual.  
 
Sem patrocínio o espetáculo será financiado pelo público, que estará transformando sonhos em realidade. Tornando possível uma transformação na vida das pessoas que irão fazer esse musical, e principalmente na vida de quem vai assistir essa história. Neste projeto quem colabora se torna um sócio, financiador, não apenas doador.  
 
Para doar e ser parte deste projeto, basta apenas entrar no site Benfeitoria (https://benfeitoria.com/comtodasasletras), as doações são a partir de R$25,00 e podem ser feitas até o dia 28 de fevereiro de 2019. 
 
  
 
FICHA TÉCNICA DO PROJETO 
 
Texto, direção e coreografia: Tomaz Quaresma 
 
Direção musical: Guilherme Leal 
 
Arranjos: Leonardo Córdoba 
 
Produção: Maria Fernanda Aidar 
 
Cenário e figurinos: Kleber Montanheiro 
 
Visagismo: Teresa Baesa 
 
Preparação de elenco: Erika Altimeyer 
 
Iluminador: Gregory Guimarães 
 
Designer de som: Gabriel Hernandes 
 
Assessoria de imprensa: Unicórnio Assessoria e Mídia 
 
Designer: Lucas de Brito 
 
Marca: Elisa Sampaio 
 
Elenco: Alicia dos Anjos, Vanessa Abate, Vitor Moresco, Elaine Marinho, Lívia Graciano, Tomaz Quaresma, Wilson Granja, Bruna Grasselli, Erick Ferrari, Raphael Mota, João Pedro Aldozza, Dalton Caldas, Aline Serra, Maria Gerjoy, Ananda Ismail, Everton Salzano, Ana Paula Lobo e Caio Junquilho. 
 
  
 
Vídeo com o elenco: 
 
 
  
 
Vídeo da campanha: 
 

Oscar Filho comemora o início do 11º ano em cartaz de seu Stand-Up Comedy com Sessão Especial no Teatro Gazeta

“Putz Grill…”, definitivamente, é um show de Stand-Up Comedy que merece menção no Guinness Book, o livro dos Recordes pelos números que apresenta. É o único show solo de stand-up no Brasil em cartaz por 11 anos ininterruptos.

Sucesso absoluto de público, com mais de 1 milhão de espectadores, marca a volta aos palcos paulistanos com uma Sessão Especial no dia 16 de fevereiro, às 21h, no Teatro Gazeta, onde cumpriu temporada de sucesso por vários anos.

E, logo após, entra em cartaz no Teatro MorumbiShopping, com sessões aos sábados, às 23h, a partir do dia 16 de março onde espera fazer jus, mais uma vez, às melhores avaliações em sites de vendas e continuar enchendo as sessões e garantindo a confiança do público.

No espetáculo, vida pessoal e fatos do cotidiano fazem parte do repertório do show, sob o ponto de vista sarcástico e irônico de Oscar Filho. Valendo-se de seu talento como ator, a criatividade de seus textos e com um trabalho de corpo marcante, a comédia mostra seus vários talentos, que é o que garante a longevidade do espetáculo e as gargalhadas da plateia.

O Espetáculo foi eleito, no dia 26 de março de 2018, como o melhor Humor Stand-Up de 2017, pelo blog do Arcanjo

Sobre Oscar Filho

Depois de merecidas férias, o ator Oscar Filho volta ao teatro para o 11º  ano do sucesso “Putz Grill…”.

O multiartista Oscar Filho ficou conhecido do grande público ao fazer parte da equipe do extinto programa CQC, da Band, e desde então pode ser visto e atuando em comédias, peças teatrais, filmes, e séries de TV, como “Xilindró”, exibida pelo canal Multishow, já em sua terceira temporada.

Conhecido pelo público adulto, Oscar Filho surpreendeu o público infantil interpretando o vilão atrapalhado Gonzalito, nos dois filmes inspirados na novela infantil Carrossel, que atingiu a incrível marca de 5 milhões de espectadores.

Além dos eventos corporativos em que se apresenta com seu stand-up, com toda a bagagem das telas e dos palcos, ele foi convidado a ministrar palestras em empresas, onde divide com a plateia toda a sua trajetória profissional e pessoal, traçando um paralelo entre seu dia a dia e o da empresa.

Vale a pena conferir este marco do humor paulista que já bateu 1 milhão de espectadores além de ter sido eleito, em 2011, melhor show de humor stand-up no Brasil pelo 10.o Prêmio Jovem Brasileiro.

Serviço:

 

“Putz Grill…”-  Stand Up comedy de Oscar Filho

Sessão Especial no Teatro Gazeta – única apresentação

Data: 16 de fevereiro, sábado, às 21h.

Recomendação: 14 anos

Duração: 60 minutos

Gênero: Humor Stand-up

Ingressos:  R$50 | R$25

Bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 20h ou até o horário do espetáculo. Informações (11) 3253.4102

Ingressos on line: – www.teatrogazeta.com.br

 

Teatro GAZETA – 700 lugares

Av. Paulista, 900 – Bela Vista

Informações: 11 3253-4102

Estacionamento Conveniado: MultiPark de quinta-feira a domingo Rua São Carlos do Pinhal, 303 – Subsolo . R$ 20 por 5 horas

Anos 80 – Um Show para Crianças e Pais

Se você foi criança na época em que pegar carona nessa cauda de cometa ou dançar na festa do estica e puxa eram garantia de muita diversão, vai adorar reviver tudo isso (e muito mais) em ANOS 80 – UM SHOW PARA CRIANÇAS E PAIS, show inédito para pais e filhos compartilharem juntos grandes hits e estilos da década de 1980 e reviverem toda a alegria da época. A estreia é nos dias 9 e 10 de fevereiro, às 17h e 16h, respectivamente, na programação do Festival Infantil do Teatro Clara Nunes.

Com direção de Lidy Marx, e sob a direção musical de Gugu Peixoto, o musical vai trazer aos pequenos de hoje, um pouquinho da infância inesquecível dos pais. O mundo colorido e cheio de alegria dos anos 1980 será mostrado no palco, de forma lúdica e cronológica, por meio das músicas da época. No show, uma criança (no telão) tem um livro mágico! E desse livro, saem todas as canções que vão embalar pais e filhos nessa viagem de clássicos, que só os adultos sabem cantar, mas que os pequenos vão adorar. O público entrará em um verdadeiro túnel do tempo de referências.

“Com muito respeito e carinho, vamos levar ao palco um show que vai reviver uma das melhores épocas de nossas vidas. A década de 1980 marcou a nossa história e todos aqueles hits ainda estão muito frescos em nossa memória. É uma alegria trazer isso à tona. É como se os pequenos de hoje abrissem um baú e descobrissem a infância dos pais”, diz a diretora Lidy Marx, que promete uma nova roupagem, que vai deixar pais e filhos encantados.

Verdadeiros hinos da época como as aberturas dos desenhos animados He-Man, She-Ra e Thundercats, sucessos infantis como o Balão Mágico, o Trem da Alegria, a Xuxa e as Paquitas, e muitas outras músicas marcantes estarão no repertório dos músicos Martina Blink e Lucas Corsino (vocalistas), Roberta do Recife e Arnaud Neto (backing vocal), Felipe Chernicharo (guitarra), Denilson Prata (baixo), Nelsinho Freitas (teclado) e John Caldwell (bateria).

“Os anos 1980 foram um período com um repertório vastíssimo e muito rico dentro da cultura POP. Escolhemos as canções que mais tocam a nossa memória afetiva, além daqueles hits que não saíam da boca da criançada”, conta Gugu Peixoto.

Além das canções, o público também vai conferir medleys impagáveis dos principais jingles de peças publicitárias da época, das melhores aberturas de desenhos animados e daquelas canções de super-heróis, que, quando tocavam na tevê de tubo, faziam todas as crianças se encherem de alegria.

“Quem vier, vai se emocionar, pular e brincar com as músicas, as manias e todas aquelas loucuras maravilhosas que só a década de 1980 tem. É uma oportunidade de mostrar aos pequenos de hoje, tudo o que nos fazia sorrir antigamente”, completa Gugu.

Muita cor, alegria, brincadeiras e as referências mais marcantes te esperam em ANOS 80 – UM SHOW PARA CRIANÇAS E PAIS.

SINOPSE: E se as crianças de hoje pudessem viver com os pais toda a alegria e a essência dos anos 1980? Chegou a hora de pais e filhos se divertirem juntos com ANOS 80 – UM SHOW PARA CRIANÇAS E PAIS, show musical no qual a banda interage com uma criança no telão, descobrindo várias aventuras dentro de um livro mágico que transportará o público para uma viagem no tempo: a cada página, uma nova canção.

FICHA TÉCNICA:

ANOS 80 – UM SHOW PARA CRIANÇAS E PAIS

Direção: Lidy Marx

Direção Musical: Gugu Peixoto

Roteiro, idealização e produção: Miçairi Guimarães e Lidy Marx

Vocalistas: Martina Blink e Lucas Corsino

Backing Vocal: Roberta do Recife e Arnaud Neto

Guitarra:  Felipe Chernicharo

Baixo: Denilson Prata

Teclado: Nelsinho Freitas

Bateria: John Caldwell

Criança no telão: Clara Guimarães

Figurino: Roberta de Recife e Martha Rapozzo

Fotos e videomaker: Dan Coelho

Edição e animação: Prisma e Mari da Matta

Design: Letícia Andrade

Realização: N4K Produções!

SERVIÇO:

ANOS 80 – UM SHOW PARA CRIANÇAS E PAIS

No Festival Infantil do Teatro Clara Nunes

Únicas apresentações: 09 (sábado) e 10 (domingo) de fevereiro de 2019.

Horários: dia 09 às 17h; e dia 10 às 16h.

Local: Teatro Clara Nunes

Endereço: Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea.

Duração: 70 minutos.

Bilheteria online: www.tudus.com.br

Bilheteria oficial: Teatro Clara Nunes – De segunda a segunda, das 13h às 21h.

Telefone: 2274-9696

Valores: R$70 (inteira) e R$35 (meia-entrada, para todos os casos previstos em lei).

750 lugares.

Livre.

Oscar Filho, Tiago Carvalho, Guto Andrade e Gustavo Pompiani em Cia do Stand Up Teatro Gazeta

No espetáculo Cia do Stand Up, cada comediante passa 15 minutos no palco, entretendo  a plateia

com seu ponto de vista cômico sobre o dia a dia.

São quatro comediantes experientes e com trajetórias completamente diferentes que se reúnem

neste projeto de sucesso:

São eles:

 

Gustavo Pompiani: É fundador e integrante

do Osascomedy, show que ficou em cartaz na zona oeste de São Paulo por mais de 4 anos.

Guto Andrade: Fundador da Noite da Comédia Stand Up,

show em cartaz na zona leste de São Paulo.

Oscar Filho: Pioneiro na comédia Stand Up do país, foi fundador e integrante do Clube da Comédia, o primeiro show de stand up comedy de São Paulo e há 10 anos em cartaz com seu “Putz Grill”. É ex-integrante do programa CQC.

Tiago Carvalho: Fundador e ex-integrante do show 4 amigos.

Cia do Stand Up

Com: Gustavo Pompiani, Guto Andrade, Oscar Filho e Tiago Carvalho

Data: dia 17 de fevereiro, domingo, às 19h

Recomendação: 14 anos

Duração: 60 minutos

Gênero: Humor Stand-up

Ingressos:  R$50 | R$25

Bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 20h ou até o horário do espetáculo. Informações (11) 3253.4102

​Ingressos on line: – www.teatrogazeta.com.br

Teatro GAZETA – 700 lugares

Av. Paulista, 900 – Bela Vista

Informações: 11 3253-4102

 

Estacionamento Conveniado: MultiPark de quinta-feira a domingo Rua São Carlos do Pinhal, 303 – Subsolo . R$ 20 por 3 horas