Crianças ensinam com filme que os pais não podem violar os direitos das crianças

70 anos de Direitos Humanos e ZERO de consciência Humana. (Herik Wooleefer – CAW)

A Declaração Universal dos Direitos Humanos completa 70 anos no ano que vem em tempos de desafios crescentes, quando o ódio, a discriminação e a violência permanecem vivos, disse a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay.

“Ao final da Segunda Guerra Mundial, a humanidade inteira resolveu promover a dignidade humana em todos os lugares e para sempre. Nesse espírito, as Nações Unidas adotaram a Declaração Universal dos Direitos Humanos como um padrão comum de conquistas para todos os povos e todas as nações”, disse Audrey.

“Hoje, a Declaração Universal chega aos seus 70 anos de existência em um tempo de desafio crescente. O ódio, a discriminação e a violência permanecem vivos”, disse Audrey.

Sete décadas após adoção da carta da ONU sobre os direitos humanos, ela continua sendo desrespeitada e atacada em todo o mundo.


Com certeza, não seria só a agressão física, a mais comum e a mais dolorosa do ponto de vista biológico. Seria ela a mais absurda? Claro que não. Todos os tipos de agressão, seja qual for, vem com danos ao indivíduo, e, quando se trata de crianças, aí o problema se agrava.
Convencer os pais de que palmadas não são necessárias na educação dá muito trabalho. Geralmente, os pais foram criados com palmadas, e essa é a única forma de poder que conhecem.
Na maioria dos casos, o agressor é parente, vizinho ou conhecido. Vale a pena ressaltar que as relações de vizinhança nas comunidades mais carentes são muito próximas, pois muitas vezes é com esses vizinhos que as mães deixam seus filhos quando vão trabalhar.
Somente com o amor que se educa.
Art. 4º É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária.

Realização
CAW – Cooperativa de Atores Wooleefer
CAW – Cooperativa de Atores Wooleefer – Desde 2005 Artistas e profissionais de baixa renda e de comunidades,  podem se qualificar com cursos gratuitamente, facilitando a inserção no mercado de trabalho através das realizações Teatrais, Audiovisuais, Musicais, Literatura Infantil, Fotográficas, Dança, Canto, Moda e Arte, gerando renda através do encaminhamento para apresentações e participações remuneradas, além da frequente ação Social, Cultural e Ambiental voluntária e Humanitária que todos precisam participar para que possam fazer os cursos, nossa moeda de troca, eles contribuem com suas habilidades para as Instituições parceiros como Hospitais, Orfanatos, Casa de Repouso para Idosos e oferecemos todo trabalho de qualificação e encaminhamento para o mercado de trabalho, beneficiando-os e contribuindo com sua qualificação Humanizada e inserindo os Artistas iniciantes no mercado de trabalho.  São 1550 crianças, jovens e idosos beneficiados mensalmente com atendimento artístico gratuito.

Queen Vision – Show tributo ao Queen n Teatro Rival

Bohemian Rhapsody”, filme sobre a banda Queen, é o hit dos cinemas. E se o tema é Queen, a banda cover brasileira Queen Vision é lembrada. O grupo vai fazer um show tributo que traz no repertório os grandes sucessos da banda britânica. Prepare-se para cantar “We are the Champions” no Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia, no dia 17 de dezembro, segunda, a partir das 19h30.

 

A Queen Vision tem como integrantes o fã e cantor Érico Becker – um dos pouquíssimos capazes de reproduzir voz e performance de Mercury, o guitarrista Hércules Costa, o baixista Robson Godoi, o baterista Luís Giordano e o tecladista Tigran Magnelli, formando um time digno de reproduzir com qualidade a força e a magia do som do Queen. Grandes sucessos como Bohemian Rhapsody, Another One Bites the Dust, We Will Rock You, Crazy Little Thing Called Love e muitos outros sucessos estarão presentes. 

 

O retorno da banda aos palcos atende aos pedidos dos fãs cariocas saudosos da banda inglesa Queen que, sem dúvida, liderada por Freddie Mercury foi um fenômeno não só do rock, mas de toda a história da música internacional. Através da mistura de elementos do pop, rock, glam, electro, funk, ópera, e até mesmo rockabilly, eles quebraram todas as barreiras estilísticas da música, mantendo-se idolatrados até hoje pelos clássicos da música mundial produzidos. 


Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Data: 17 de dezembro (segunda). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$ 50,00 (Inteira), R$ 35,00 (promoção para os 100 primeiros pagantes), R$ 25,00 (meia-entrada). Venda antecipada pela Eventimhttp://bit.ly/Ingressos2z0P23j. Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

 

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo

Projeto transforma crianças com câncer em autores de livros

Desenvolver um projeto que traga leveza e alegria para crianças em tratamento contra o câncer. Esse é o objetivo de um projeto piloto entre o Hospital da Baleia e a Estante Mágica – plataforma educacional para escolas públicas e privadas que transforma alunos em autores do próprio livro. Escritas por sete pacientes oncológicos, as obras serão lançadas no próximo dia 16 de dezembro, domingo, às 9h, no Clube Olympico, Belo Horizonte, MG, e autografadas pelos pequenos, que contarão com a presença de seus familiares e organizadores do projeto, além da leitura da obra “Fadinha Arco-Íris”.

A metodologia da Estante Mágica, que está presente em mais de três mil escolas localizadas em 630 cidades de 26 estados brasileiros, é aplicada sem custos por escolas de todo o país a crianças de 3 a 10 anos. A monetização para a plataforma ocorre pela compra o livro físico, que é entregue na sessão de autógrafos, caso pais e responsáveis solicitem a aquisição. Assim, a aplicação do projeto a crianças de um hospital – instituição de referência em Oncologia e Pediatria – é inédita.

Para implementação, em agosto, foram selecionadas sete crianças, de 8 a 11 anos, em tratamento contra o câncer, além de educadoras voluntárias de diferentes perfis, todas capacitadas com a metodologia da Estante Mágica. Ao longo de quatro meses, durante os dias de tratamento no hospital, os pequenos foram incentivados a criar personagens, construir suas histórias e ilustrar seus livros.

“Na parceria inédita com o hospital Baleia, as crianças foram estimuladas a criar suas próprias histórias, e parte da criação ficou por conta da escrita, sob orientação de organizadores mágicos. Além de proporcionar uma divertida experiência aos pequenos, queremos despertar nas crianças habilidades para o mundo moderno – os chamados 5Cs (comunicação, criatividade, colaboração, curiosidade e criticidade (pensamento crítico)) – transformando-as em protagonistas do próprio aprendizado”, explica o cofundador da Estante Mágica Robson Melo.

Para a coordenadora da Rede de Amigos do Hospital da Baleia, Cláudia Pereira, o sucesso do projeto piloto é motivo de celebração: “Por causa do difícil tratamento oncológico, nossos pequenos pacientes se ausentam da escola e passam a viver em um ambiente hospitalar. A fantasia vai ficando cada vez mais distante. Este projeto inovador fez com que estas crianças se expressassem com leveza e alegria, e percebessem que, mesmo longe da escola, são capazes de criar e superar a tristeza”, destaca a coordenadora. Para mais informações, acesse www.estantemagica.com.br.

 

Sobre a Estante Mágica

Criada em 2012 como plataforma educacional para escolas, transforma alunos em autores do próprio livro. Com parcerias com escolas públicas e particulares em todo o Brasil, já deu oportunidade para mais de 240 mil crianças e jovens escreverem os próprios livros. A startup faz com que as crianças desenvolvam a habilidade de escrever, em um processo de aprendizagem estimulante e de alto impacto social.

Sobre o Hospital da Baleia

Instituição filantrópica com 74 anos, pautada no atendimento humanizado e na excelência dos serviços de saúde. Anualmente, são mais de 500 mil procedimentos, 85% deles via Sistema Único de Saúde (SUS). Atende pacientes de mais de 80% dos municípios mineiros. É referência estadual em Oncologia Adulta e Pediátrica, Ortopedia, Pediatria, Cirurgia Buco-maxilo-facial, Cirurgia Geral, Nefrologia e Urologia.

Serviço:

Sessão de autógrafos dos pacientes do Hospital da Baleia

Local: próximo dia às no Clube Olympico

Endereço: Rua Professor Estêvão Pinto, 783, Serra, Belo Horizonte, MG

Data: 16 de dezembro, domingo

Horário: 9h

Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

 Informações: www.estantemagica.com.br

Residência Artística reúne Carlos Vergara, o francês David Ancelin e mais 6 artistas

Uma experiência transversal que une arte e reflexão através de linguagens multidisciplinares é a proposta do projeto LABOR, que reúne Carlos Vergara e o francês David Ancelin juntamente com Arjan Martins, Caroline Valansi, Lynn Court, Oskar Metsavaht, Vincent Rosenblatt e Vicente de Mello. Com organização curatorial de Victor Gorgulho, a abertura da Residência Artística Cruzada do Instituto Francês do Brasil acontece neste sábado, dia 15, no studio OM.art, Rio de Janeiro, e tem como fio condutor a prática do silk screen (ou serigrafia).

“Fizemos uma pesquisa de mais de 30 nomes de artistas franceses e chegamos ao David Ancelin. Além de ter uma obra muito interessante e consistente, é um artista cuja prática possui afinidades técnicas e criativas com a de Carlos Vergara. Além do fato de que é um artista familiarizado com o cenário carioca pois já esteve duas vezes na cidade. Sua prática em serigrafia nos lembrou da produção do Vergara nos anos 60, quando o artista utilizava a técnica como forma de burlar a escassez de recursos durante a ditadura militar. O título LABOR nasce da união entre a ideia de trabalho manual, fundamental para a serigrafia, com a atmosfera de laboratório que o projeto possui”, explica Victor Gorgulho.

O projeto começou a partir da residência do artista francês David Ancelin, no ateliê de Carlos Vergara, em Santa Teresa, desde 1º de dezembro. No dia 10, Vergara e Ancelin seguiram para o studio OM.art, no Jardim Botânico, para uma imersão com todos os artistas convidados.

“A residência artística e os workshops são como viver em sociedade. É necessário que se tenha uma troca de informações, modelos e técnicas para que o nosso trabalho possa ser alimentado com o novo e o diferente, e, assim, possamos melhorar. Eu me senti muito bem com o Vergara, parecia que já tínhamos nos conhecido antes. O trabalho dele com o silk screen me impressionou muito, é impactante, com cores vibrantes e fortes. Eu sempre gostei de trabalhar em projetos colaborativos desde a faculdade de artes e acho que esse momento está sendo muito propício para todos.”, comenta  David Ancelin.

Durante uma semana, os artistas se unem para refletir, trocar experiências e moldar todo esse processo. A partir de 15 de dezembro, o resultado será apresentado ao público em obras individuais e coletivas.

“Eu ainda não tenho uma pré-visão do que será esse projeto, afinal, a residência artística é isso. Uma troca entre todos. Cada artista fazendo intervenções na obra coletiva e pensando sobre técnicas e processos. Quando tive contato com a obra do Ancelin fiquei muito interessado na maneira em que ele usava a serigrafia. A troca é sempre muito importante para um artista. Junto com todos, quero pensar em trabalhos com um viés dos direitos humanos, sem entrar no cunho político partidário. Mas acho que são questões que precisamos pensar e trabalhar em cima.”, explica o artista plástico Carlos Vergara.

O francês David Ancelin foi selecionado por Luisa Duarte e Victor Gorgulho. O projeto LABOR faz parte do programa Residência Artística Cruzada do Instituto Francês do Brasil, que trouxe David Ancelin para o país. O projeto terá continuidade em 2019, na França.

Sobre David Ancelin:

David Ancelin vive e trabalha em Paris, na França. Sua prática contempla mídias diversas, como gravura, pintura e escultura. O artista interessa-se pelas relações entre imagens originais e suas reproduções, utilizando tanto materiais e modos de produção industriais quanto técnicas artesanais em seus processos. Desde 2010, conduz o projeto Macumba Night Club Editions, em que produz gravuras a partir da colaboração com outros artistas. Dentre os artistas brasileiros que já colaboraram com a projeto estão Alexandre Vogler, AVAF (Assume Vivid Astro Focus), Jarbas Lopes e o coletivo Opavivará!. Ancelin já participou de exposições coletivas em diversas instituições e teve individuais em espaços prestigiados como o Palais de Tokyo e o Musée de la Monnaie, ambos em Paris.

Sobre o studio OM.art (@_om.art_):

Inaugurado em maio de 2018, o studio OM.art é um espaço idealizado por Oskar Metsavaht que abriga conteúdos de reflexão contemporânea sobre arte, ciência e filosofia, por meio do olhar de curadores e intelectuais convidados. Seu propósito experimental é a transversalidade entre as várias plataformas de expressão. O studio fica localizado no cluster de arte Vila Portugal dentro do Jockey Club carioca, no bairro do Jardim Botânico.

 

           Clique para download de fotos:  http://bit.ly/labor_dez2018

 

// Serviço// 

Labor – Residência Artística Cruzada com Carlos Vergara e o artista francês David Ancelin com os convidados Arjan Martins, Caroline Valansi, Lynn Court, Oskar Metsavaht, Vincent Rosenblatt e Vicente de Mello.

Abertura: 15 de dezembro de 2018 de 16h às 22h

Visitação: Quarta a sábado, das 13h às 18h – até 19 de janeiro de 2019

Local: studio OM.art
Endereço:  Rua Jardim Botânico, 997 – Rio de Janeiro, RJ

Fernanda Montenegro inaugura novo Teatro PetroRio das Artes

Palco de grandes montagens teatrais, por onde já passaram nomes como Marco Nanini, Paulo Gustavo, Andrea Beltrão, Mônica Martelli, Fabio Porchat, Leandro Hassum, entre outros, o Teatro das Artes acaba de completar 20 anos mais pujante do que nunca. A partir do dia 15 de dezembro, a casa comandada por Rosali Finkielsztejn desde 1998 passará a se chamar Teatro PetroRio das Artes, com uma intensa programação paralela, patrocinada por uma das maiores produtoras independente de petróleo do Brasil. O lançamento da nova fase será realizado com uma sessão exclusiva do monólogo “Nelson Rodrigues por ele mesmo”, com Fernanda Montenegro.

Assim como faz com o esporte, apoiando o Instituto Reação, a companhia também quer investir na cultura, que é um dos seus pilares, através do naming rights do teatro e a realização de diversas atividades durante dois anos. “A PetroRio é uma empresa brasileira com muito orgulho e quer retribuir a este estado parte das alegrias que recebemos em nossa jornada, investindo cada vez mais em arte e iniciativas sociais”, diz Nelson Tanure, CEO da PetroRio. “Os vinte anos de um dos mais vibrantes palcos da cidade mereceria um projeto que incentivasse parte da nossa cultura, que é tão rica e diversa. Desta forma, também reforçamos os nossos pilares que, além da cultura e esporte, englobam a sustentabilidade e responsabilidade social”, completa Blener Mayhew, CFO da empresa. Idealizado pela produtora Constelar, em parceria com a PetroRio, o projeto tem curadoria de Tatianna Trinxet.

Em 2019 entram em cartaz as primeiras montagens abertas ao público. Os destaques ficam para a estreia da primeira adaptação mundial para o teatro de “Perfume de Mulher”, com Silvio Guindane, Gabriela Duarte e direção de Walter Lima Junior, e o musical “Raul Fora da Lei”, com Roberto Bomtempo, dando início às homenagens ao artista Raul Seixas, que faleceu há 30 anos, e aos espetáculos do projeto Quartas Musicais. O NEOJIBA – Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia receberá apoio da PetroRio para a manutenção e expansão de seus projetos, além de fazer apresentações em Salvador e Rio de Janeiro.

Em janeiro será lançado o edital “Música Por Toda Parte” para receber em seu palco shows de artistas de rua (solos, em duplas ou bandas) do Rio de Janeiro, para se apresentarem às quartas-feiras, a partir de março. Também serão realizadas oficinas no próprio teatro, além de receber outras montagens teatrais, shows e palestras. Em fevereiro André Carvalhal, idealizador da ALHMA, participará de um encontro para falar sobre sua trajetória e os próximos rumos da moda. “A entrega do Teatro PetroRio das Artes é resultado de um ano e meio de trabalho e o início de mais dois anos em que receberemos, no coração da Zona Sul carioca, projetos de artistas e companhias de muito talento.  Além de produções teatrais, oficinas e palestras gratuitas, lançaremos um edital que vai selecionar os melhores músicos de rua, dando oportunidade e renda a pessoas que tem amor pelo que fazem. Nossa missão é democratizar o acesso, formar plateia e criar experiências únicas para o público!” celebra a curadora e gestora, Tatianna Trinxet.

Para a proprietária da casa, Rosali: “Foi com muita alegria que recebi a proposta da PetroRio em investir em arte feita em um momento especialmente delicado, onde os incentivos são cada vez mais escassos”, comemora.

Calendário de apresentações PetroRio das Artes (1º trimestre)

Dezembro de 2018:
-15 de dezembro – “Nelson Rodrigues por ele mesmo”, com Fernanda Montenegro.

Janeiro de 2019:

– Lançamento do Edital “Festival música por toda parte”.

– Estreia do espetáculo “Perfume de mulher”.

– Estreia do espetáculo “Raul fora da lei”, que dará início ao projeto Quartas Musicais do edital “Festival música por toda parte”.

– Início da oficina de teatro para funcionário da PetroRio, composto por quatro aulas.

Fevereiro de 2019:

– Seleção dos contemplados pelo edital “Festival música por toda parte”

– Início das oficinas teatrais gratuitas para crianças e jovens

Março de 2019

– Primeiras apresentações dos selecionados no edital “Festival música por toda parte”, nas Quartas Musicais.

Sobre a PetroRio

Nascida no Rio e 100% brasileira, a PetroRio hoje é uma das maiores produtoras independente de petróleo do país, com crescimentos expressivos no setor. Prova da ótima fase é que 80% dos seus funcionários fazem parte do quadro acionista da empresa. Como forma de retribuir o saldo positivo conquistado atuando no estado do Rio, a companhia apresenta diversas iniciativas voltadas ao fomento da cultura, esporte, sustentabilidade e responsabilidade social.

 

Sobre o Teatro das Artes

Inaugurado em 1998 o Teatro das Artes, administrado pela Teatreli Produções Culturais, está situado no Shopping da Gávea. Sua estréia ocorreu com o texto “Arte”, de Yasmina Reza, com elenco formado pelos atores Pedro Paulo Rangel, Paulo Goulart e Paulo Gorgulho.

 

Sobre a produtora Constelar

A expertise da gestora de cultura Tatianna Trinxet, que atua há 15 anos no mercado de entretenimento do Rio de Janeiro, está diretamente conectado a Produtora Constelar, que já contabiliza 38 produções teatrais e mais de 100 indicações ao principais prêmios do país. A empresa se destaca ainda na idealização de projetos personalizados para grandes empresas com o foco na união dos pilares de cultura e de responsabilidade social.

 

Teatro PetroRio das Artes
Abertura com o espetáculo “Nelson Rodrigues por ele mesmo”, com Fernanda Montenegro
15 de dezembro
Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 / 2º andar

Sugestão de Pauta – ‘Loja do Bem’ do Center Shopping Rio recebe donativos para a CAW – Cooperativa de Atores Wooleefer

O Center Shopping Rio em Jacarepaguá, acaba de inaugurar a ‘Loja do Bem’.

Como o próprio nome sugere, é um espaço destinado a fazer o bem ao próximo.

Para participar dessa ‘corrente’ de solidariedade, clientes, funcionários e lojistas poderão doar mantimentos que são doados mensalmente pela CAW aos moradores em situação de rua e famílias de comunidades que possuem cadastro social nas Instituições parceiras.

A doação é realizada diretamente pelo cliente, em um sistema de autosserviço: bastará ele se dirigir ao local, sem nenhum tipo de intermediação, e deixar o mantimento nas prateleiras e caixas coletoras. Os donativos arrecadados serão destinados a CAW – Cooperativa de Atores Wooleefer – Desde 2005 Artistas e profissionais de baixa renda e de comunidades,  podem se qualificar com cursos gratuitamente, facilitando a inserção no mercado de trabalho através das realizações Teatrais, Audiovisuais, Musicais, Literatura Infantil, Fotográficas, Dança, Canto, Moda e Arte, gerando renda através do encaminhamento para apresentações e participações remuneradas, além da frequente ação Social, Cultural e Ambiental voluntária e Humanitária que todos precisam participar para que possam fazer os cursos, nossa moeda de troca, eles contribuem com suas habilidades para as Instituições parceiros como Hospitais, Orfanatos, Casa de Repouso para Idosos e oferecemos todo trabalho de qualificação e encaminhamento para o mercado de trabalho, beneficiando-os e contribuindo com sua qualificação Humanizada e inserindo os Artistas iniciantes no mercado de trabalho.  São 1550 crianças, jovens e idosos beneficiados mensalmente com atendimento artístico gratuito.

 E você pode contribuir para encher a mesa de famílias carentes da região de Jacarepaguá, atendidas pela Congregação Mariana do Hospital Colônia do Curupati, e moradores em situação de rua. A arrecadação e distribuição dos alimentos não perecíveis são feitas pela CAW – Cooperativa de Atores Wooleefer, responsáveis também pela exposição atual do Center Cultural ‘ # IN ÁFRICA’, em homenagem ao mês da Consciência Negra . O evento tem entrada gratuita e está instalado no Center Cultural (3º piso), de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 11h às 21h.

Na Mostra, Sob a curadoria do artista Herik Wooleefer, retrata as marcantes cores e os costumes da África, dando visibilidade e protagonismo a obra de arte negra que são raras, mostrando a sua variedade artística e cultural através da fotografia. A entrada é gratuita.

Serviço:

‘Loja do Bem’ do Center Shopping Rio recebe donativos para a CAW – Cooperativa de Atores Wooleefer

Horário: De segunda a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 11h às 21h.

Local da exposição: Center Cultural (3º piso)

O Center Shopping Rio fica na Av. Geremário Dantas, 404 – Jacarepaguá – Rio de Janeiro/ RJ. Tel.: (21) 3312-5000.

Desfile de encerramento de ano do IED traz shows ao Paço Imperial

O Istituto Europeo di Design (IED) promove no Paço Imperial uma programação festiva para celebrar os formandos de sua turma de 2018. A atração principal será, claro, a criação dos estudantes em um desfile que marca sua estreia nas passarelas. Completando o evento, haverá a abertura de exposições inéditas e pocket shows, ao som de Mikaev, Amazônia Hollywood e Natália Carrera. O Desfile Design de Moda e Moda Praia do IED acontece em 15/12 (sábado), a partir das 16h, com entrada gratuita.

 

As turmas do Saperfare em Design de Moda e do curso Libero em Design de Moda Praia revelam suas coleções originais embaladas por alguns dos trabalhos musicais mais empolgantes da cena carioca. É o caso de Mikaev, projeto de indie pop experimental da cantora e compositora Milena Godolphim. Unindo pop alternativo com uma base de charme, funk e trap, ela se prepara para lançar seu EP de estreia com produção de Natália Carrera (vencedora do Prêmio Multishow com o laureado álbum “Letrux em Noite de Climão”), que também se apresenta neste dia.

 

Já Amazônia Hollywood é projeto solo do cantor e letrista Jonas Póvoa. Ele já revelou os bem recebidos singles “Cheetah” e “Boa noite Brasil”, lançados pelo selo Toca Discos.

 

O evento acontece no Paço Imperial, localizado à Praça Quinze de Novembro, 48.

 

Serviço

Desfile Design de Moda e Moda Praia do IED com Mikaev, Amazônia Hollywood e Natália Carrera

Data: 15/12/2018 (sábado)
Horário: 16h

Local: Paço Imperial

Endereço: Praça Quinze de Novembro, 48 – Rio de Janeiro/RJ

Entrada: Gratuita

Classificação: Livre