“O Sal da Terra”, no Festival do Rio

Imovision apresenta na noite de abertura do Festival do Rio deste ano O SAL DA TERRA, documentário sobre um dos maiores fotógrafos do mundo, Sebastião Salgado. O novo filme do consagrado diretor Wim Wender (Pina 3D), codirigido por Juliano Ribeiro Salgado, filho do fotógrafo, será exibido na noite do dia 24 de setembro, e contará com a presença da família Sebastião, Juliano e a esposa Lélia.

Vencedor do Prêmio Especial na mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes em maio deste ano, O SAL DA TERRA vai além da documentação biográfica e revela também o trabalho grandioso deste homem que se tornou um importante ambientalista.

A data de estreia do filme está prevista entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015.

SINOPSE

Nos últimos 40 anos, o fotógrafo Sebastião Salgado tem viajado através dos continentes, aos passos de uma humanidade sempre em mutação. Ele testemunhou alguns dos principais eventos da nossa história recente; conflitos internacionais, a fome e o êxodo. Ele agora embarca na descoberta de territórios imaculados, da flora e da fauna selvagem e de paisagens grandiosas como parte de um enorme projeto fotográfico. Uma homenagem à beleza do planeta.

Vida e obra de Sebastião Salgado são revelados a nós por seu filho, Juliano, e pelo renomado diretor Wim Wenders.

FICHA TÉCNICA

Título original: Le Sel de La Terre

Direção: Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado

Roteiro: Wim Wenders, Juliano Ribeiro Salgado e David Rosier

Produção: David Rosier

Fotografia: Hugo Barbier e Juliano Ribeiro Salgado

Edição: Maxine Goedicke, Rob Myers

Gênero: Biografia, Documentário

País: Brasil, França, Itália

Ano: 2014

COR

Tempo: 110 minutos

Classificação: a verificar

O que dizem sobre O Sal da terra

“Uma suave e sedutora biografia do legendário fotografo brasileiro” – The Guardian

“Wim Wenders confirma sua maestria na forma documental com esta ode impressionante a Sebastião Salgado.” – Variety

“Uma suave e sedutora biografia do legendário fotografo brasileiro” – The Guardian

Anúncios

Festival de Vitóra – 21º Vitória Cine Vídeo

Até 17 de setembro, Vitória se transforma na capital nacional do cinema. Durante esses dias, cineastas jovens e veteranos, produtores, atores, profissionais do audiovisual e jornalistas de todo o Brasil se reúnem na capital do Espírito Santo para o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo (VCV). Com uma extensa e diversificada programação em torno da arte cinematográfica, o festival selecionou para suas diversas mostras 77 filmes, entre curtas e longas-metragens, de 12 estados brasileiros. Com entrada franca, todas as sessões acontecem no Theatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, com público estimado em 30 mil pessoas. O grande homenageado desta edição é o ator e diretor Paulo José. O encerramento do evento será com a exibição de “Macunaíma”, de 1969, protagonizado por ele no papel título do anti-herói brasileiro e dirigido por Joaquim Pedro de Andrade.

Realizado pela Galpão Produções e pelo Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o 21º Festival de Vitória fez a sua seleção entre mais de 400 filmes inscritos e oferece mais de 40 horas de exibição. Fazem parte da programação do 21º VCV: a 18º Mostra Competitiva Nacional de Curtas (16 filmes); a 4º Mostra Competitiva Nacional de Longas (6 filmes); a 3º Mostra Foco Capixaba (5 curtas) com o melhor do cinema local; a 3º Mostra Corsária (17 curtas) com filmes que apresentam pesquisas de linguagem da estética cinematográfica; a 4º Mostra Quatro Estações (5 curtas) com produções que abordam a temática da diversidade sexual; o 15º Festivalzinho de Cinema (10 filmes), que é voltado para o público infanto-juvenil; a 1ª Mostra de Animação (9 filmes) com o melhor do cinema brasileiro no gênero e, também, a Mostra Outros Olhares (6 filmes) com documentários capixabas.

O Festival conta ainda com as Sessões Especiais VCV, apresentadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com três longas-metragens: “Até que a Sbórnia nos separe”, de Otto Guerra e Ennio Torresan Jr.; “Lascados”, de Vitor Mafra, com Chay Suede no elenco, e “Cidade de Deus, 10 anos depois”, de Cavi Borges e Luciano Vidigal, sobre a trajetória de vida dos atores do filme “Cidade de Deus”. Entre os curtas-metragens selecionados, 17 estreiam no Festival de Vitória. Na Mostra Foco Capixaba, por exemplo, quatro dos cinco filmes em competição são estreantes. Em relação aos longas-metragens, o Festival buscou contemplar a diversidade da atual produção cinematográfica brasileira e exibirá trabalhos consagrados em outros festivais como “A Vizinhança do Tigre”, de Affonso Uchôa, vencedor na 17º Mostra de Cinema de Tiradentes, e “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante, grande vencedor do 6º Paulínia Film Festival. Pela segunda vez, o Festival de Vitória contará com um longa-metragem capixaba competindo, “Entreturnos”, de Edson Ferreira.

Na noite de sexta-feira, 12 de setembro, serão exibidos os primeiros filmes que concorrem às premiações do júri técnico do Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo. Logo após a Cerimônia de Abertura, será feita uma homenagem à diretora, jornalista e atriz capixaba Glecy Coutinho, seguida da exibição dos filmes da 3ª Mostra Foco Capixaba.

Pela primeira vez a Mostra conta com um filme de animação. O curta “Saia”, de Davi de Jesus Cáo, foi selecionado para o Panorama Internacional do Anima Mundi 2014. O documentário será representado por “Vitória F.C.”, de Vitor Graize e Igor Pontini, sobre o tradicional clube capixaba, e por “Desfragmentos”, da diretora estreante Melina Leal Galante. Duas ficções encerram a lista: “Pássaro de Papel”, de Leo Alves, sobre um personagem preso à nostalgia, e “Pela Janela”, de Diego de Jesus, curta que constrói um clima aterrorizante para falar da paranoia urbana cotidiana.

A maratona cinematográfica acaba na noite de 17 de setembro com a Cerimônia de Premiação e exibição de “Macunaíma”, de 1969, dirigido por Joaquim Pedro de Andrade e protagonizado por Paulo José. Na ocasião, serão anunciadas as melhores produções do Festival em mais de 20 categorias escolhidas por um júri formado por profissionais da área cinematográfica. Fazem parte do júri o realizador e professor Aleques Eiter, a pesquisadora e produtora Kênia Freitas, a realizadora e cineclubista Margareti Taquetti e os cineastas Bertrand Lira e Adriano Lima. Os filmes premiados recebem o Troféu Marlin Azul. São curadores do Festival de Vitória deste ano o professor universitário e pesquisador Erly Vieira Jr., o diretor e crítico de cinema Rodrigo de Oliveira e a programadora audiovisual Rosemeri Barbosa.

Além das sessões
Junto com as exibições, que acontecerão no Theatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, o 21º VCV ainda promove o 16º Concurso de Roteiro Capixaba e 3º Concurso de Mídias Alternativas. Este ano, uma outra novidade é o 1º Concurso Nacional de Web Séries. Trata-se de uma aposta na difusão de conteúdos multimídia e nos novos formatos audiovisuais e contará com um júri formado pela Coordenadora de Conteúdo e Novas Mídias do Canal Brasil, Gesiele Vendramini, e pela Diretora Sênior de Talento e Música para a Viacom (MTV, VH1, Nickelodeon e Comedy Central), Anna Butler.

O evento ainda contará com oficinas de formação na área audiovisual, além de debates e encontros com pesquisadores de cinema, realizadores e o público em geral. A cada ano, o VCV tem se firmado enquanto espaço para novos talentos e de reconhecimento da carreira de profissionais já consolidados. Maior evento do audiovisual no Espírito Santo, o Festival de Vitória, por meio de sua extensa programação, é uma janela para filmes inéditos ou fora dos circuitos comerciais e cumpre a importante tarefa de aproximar os realizadores do público.

Para a Diretora do VCV, Lucia Caus, o Festival de Vitória contribui para o pleno exercício da cidadania cultural dos criadores e dos espectadores e tem o compromisso de contribuir com o desenvolvimento da produção audiovisual brasileira, a reciclagem dos profissionais capixabas, a democratização do acesso da população aos bens culturais e a formação de plateia. “Temos mobilizado, anualmente, um público estimado em 30 mil pessoas. Este ano, comemoramos a maioridade plena do VCV, um evento que se consagrou na agenda cultural do Espírito Santo e no circuito nacional de festivais de cinema”, afirma Lucia, que, neste ano, recebeu inscrições de 360 curtas e 60 longas. “Além da difusão de filmes brasileiros, o Festival é um momento de intercâmbio e que promove a reciclagem dos profissionais capixabas”, acrescenta.

Mais informações no site: http://www.festivaldevitoria.com

Dia Internacional da Animação (DIA)

Prepare-se para embarcar nessa aventura animada. No dia 28 de outubro, o Dia Internacional da Animação (DIA) chega a 230 cidades do Brasil, revelando novos e já consagrados nomes da animação nacional. Neste ano, 100 curtas-metragens de vários estados do país foram inscritos para o evento que comemora a primeira projeção pública de imagens animadas, por Émile Reynaud, em 1892, em Paris.  O evento acontece em 51 países no mundo todo, como França, Portugal, Estônia, Romênia, Camarões, Rússia, Grécia, Egito, Bulgária, Estados Unidos, Canadá, Austrália, África do Sul, Coréia do Sul, dentre outros.  No Brasil, a organização do evento é da Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA) e visa difundir o cinema de animação no país, formando plateia e revelando novos talentos. A mostra foi criada pela Associação Internacional do Filme de Animação (ASIFA) e chega este ano à 11ª edição no Brasil.  Apesar de ter uma mostra infantil, o Dia Internacional da Animação é essencialmente uma atração para os adultos. A entrada é gratuita.

“O intuito principal do DIA é a formação de público, por isso o evento vai a lugares que muitas vezes nem têm cinema ou mostras de cinema. Este ano, o evento acontece em 230 cidades nas cinco regiões do Brasil”, ressalta o idealizador do DIA, Marcelo Marão.

Neste ano foram inscritos 100 curtas-metragens de animação de vários estados brasileiros. Destes, dez foram selecionados para a Mostra Nacional e nove para a Mostra Infantil.  Outros dez curtas-metragens compõem a Mostra Internacional. Completando a lista de filmes nacionais e, com o objetivo de resgatar a história do cinema de animação brasileiro, a coordenação de júri selecionou o filme ‘Frivolitá’ (1930), de Luiz Seel, que abrirá o programa brasileiro.  ´Frivolitá’ conta a história de uma mocinha coquete e modernista que, querendo dormir até mais tarde, tem de enfrentar o despertador, o gramofone e um bando de gatos. Um dos trechos de Frivolitá foi produzido com som óptico. Apesar de ter sido produzido há 84 anos, o curta é inédito no DIA. “O filme esteve perdido por quase setenta anos e foi restaurado no ano passado. Esta será a primeira exibição pública do curta após sete décadas desaparecido. O filme tem apenas três minutos e foi animado em técnica tradicional 2D, desenhado no papel e finalizado em acetato, filmado com truca, montado na moviola e finalizado em película”, descreve Marão . O evento traz, ainda, uma mostra especial para deficientes visuais, com audiodescrição, e outra para deficientes auditivos, além da Mostra Ambienta. “Cada cidade também tem liberdade para fazer suas mostras. É o que acontece, por exemplo, nos casoS da Mostra Carioca e Mostra Paulista, de caráter regional”, conta Marão.

O DIA traz um panorama da animação brasileira, apresentando não só curtas-metragens de diferentes locais do Brasil, como também produções que utilizam diferentes técnicas de animação, como massinha de modelar, desenho a mão, stop motion de objetos, computação gráfica 2D, animação direto na película e animação de areia. O júri de seleção foi composto por Alexandre Dubiela (MG), Nara Normande (PE), Sérgio Nesteriuk (SP), Márcia Deretti (GO) e Paulo Muppet (SP). A curadoria da Mostra Internacional foi selecionada pelos diretores Nara Normande (PE), Diego Akel (CE), Sávio Leite (MG) e Marcelo Marão (RJ).

Abaixo os filmes selecionados para o DIA 2014:

SESSÃO OFICIAL – MOSTRA NACIONAL – (58min)

– Frivolitá, de Luis Seel – 1930 (03’00″)
– Erros – Dir. Rodrigo Soldado (9’19”)
– Lambada com Farinha – Dir. Thomate (4’37”)
– Jam – Piscar de Olhos – Dir. Cesar Cabral (2’29”)
– Fluxos – Dir. Diego Akel (2’42”)
– A Pequena Vendedora de Fósforos – Dir. Kyoko Yamashita (9’12”)
– Nightmare on Cork Street – Dir. Lucas Paio (1’00”)
– Super Plunf – Dir. Camila Kauling Rumpf e Henrique Luiz Pereira Oliveira (8’41”)
– O Sapato – Dir. Leandro Angare (3’59”)
– Estrela – Dir. David Mussel (1’49”)
– Guida – Dir. Rosana Urbes (11’20”)

MOSTRA INFANTIL (48 min)

– Dalivincasso – Dir. Marcelo Castro e Marlo Tenório (11’)
– Andar de Trem – Dir. Jon Russo (3’28”)
– Ode a Sujeira – Dir. Guilherme Alvernaz (2’18”)
– Sistema Digestório – Dir. Simon Pedro Brethé (2’08”)
– Polvo Paul – Dir. Thomate (3’29”)
– Erros – Dir. Rodrigo Soldado (9’19”)
– Vida – Dir. Gordeeff (2’59”)
– Ninja – Dir. Marão (3’43”)
– Super Plunf – Dir. Camila Kauling Rumpf e Henrique Luiz Pereira Oliveira (8’41”)

SESSÃO OFICIAL – MOSTRA INTERNACIONAL (56 min)

– Villa Antropoff – Dir. Kaspar Jancis e Vladimir Leschiov – Estônia, 2012, 13 min, 2D
– Electric Soul – Dir. Joni Männistö – 5 min – Finlândia e Coréia do Sul, 2013 – Stop Motion
– Fight – Dir. Steven Suboyinick – EUA – 4min – 2D.
– Fly Mill – Dir. Anu-Laura – Estônia, 7 min 30 seg – Stop Motion
– My Name Is Maria – Dir. Elio Quiroga Rodriguez – 04min – Espanha – 2010 – 2D
– I Look & Move – Dir. Irina Neustroeva – 1min 30seg -Rússia, 2012 – Pixilation
– La Funambola – Dir. Roberto Catani – 6 min – Itália, 2002 – 2D
– Niespodzianka – Dir. Tereza Badzian – 10 min30seg – Polônia, Stop Motion – 1965
– Camera Takes Five – Dir. Steven Woloshen – 03min -Canadá, 2002 – Direto na película
– En La Opera – Dir. Juan Pablo Zaramella – Argentina, 1 min – Stop Motion de massinha

Mais da programação do RioMarket 2014

A edição 2014 do RioMarket, área de negócios do Festival do Rio, que acontece de 24 de setembro a 2 de outubro no Cais do Porto, no Rio de Janeiro, vai contar com a presença da produtora executiva da premiada série “The Walking Dead”. Gale Anne Hurd, aclamada também pelas produções de Alien, “O Exterminador do Futuro” e “O Incrível Hulk”, participa de uma conversa com o público no dia 24 de setembro às 11h30, dentro do RioSeminars, que reúne diversos seminários voltados para a indústria audiovisual.

Geek assumida, Gale se apaixonou pelo Rio de Janeiro quando filmou “O Incrível Hulk” em 2007 na favela Tavares Bastos e na Floresta da Tijuca. A produtora vai contar alguns dos segredos, curiosidades e artimanhas dos bastidores dos filmes e da série e técnicas de produção. Para participar do seminário é preciso se inscrever no site do RioMarket: http://www.riomarket.com.br/

SERVIÇO:
RioMarket 2014
Período: 24 de setembro a 2 de outubro de 2014
Horário: 9h às 19h
RioSeminars – Conversa com Gale Anne Hurd
24 de setembro – às 11h30
Local: Sede do Festival do Rio – Armazém da Utopia – Av. Rodrigues Alves, s/n – Armazém 6 – Cais do Porto, Rio de Janeiro
Inscrições e informações: http://www.riomarket.com.br/

“O Garoto”, de Charles Chaplin, no Municipal

A genialidade e os múltiplos talentos de Charles Chaplin foram revelados ao mundo logo em seu primeiro longa-metragem. O Garoto (The Kid), comédia dramática lançada em 1921, conquistou imenso sucesso e transformou seu diretor, roteirista, produtor, protagonista e compositor em uma lenda viva. O filme é a atração da série Música & Imagem, de 13 a 18 de setembro, realizada pela Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro – vinculada à Secretaria de Estado de Cultura –, dentro da programação artística elaborada pelo Maestro Isaac Karabtchevsky. O concerto com a projeção do filme mudo dirigido e estrelado por Charles Chaplin celebra o centenário do carismático personagem Carlitos, criado pelo múltiplo artista em 1914, quando o “Adorável Vagabundo” com chapéu coco e bengala entrou de vez na sua galeria de tipos. A Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal irá executar a música também de autoria de Chaplin, com arranjos de Carl Davis, sob a regência de Tobias Volkmann. Nas sessões de 60 minutos, a cópia que será exibida é fornecida pelo instituto alemão European Filmphilharmonic.

“Não poderíamos deixar de apresentar este clássico do cinema mudo que, além da história poética, nos traz a inspirada música composta pelo próprio Chaplin”, comenta Carla Camurati, presidente da Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

“A música composta para o filme O Garoto é mais uma prova do artista multifacetado, versátil e extremamente talentoso que foi Charles Chaplin. Não satisfeito em ser somente um excelente ator, mímico, comediante, diretor, roteirista e dançarino, Chaplin resolve também dar espaço a seu talento musical, compondo para seus filmes. Os temas compostos por ele para este filme, além de singelamente belos, são extremamente eficazes em termos de ambiência na película. Há várias melodias que certamente permanecerão por um bom tempo na memória de quem vier ao Theatro Municipal, por serem simplesmente encantadoras, assim como o sorriso do Garoto e o amor de Carlitos“, afirma o Maestro Tobias Volkmann.

Sinopse

Uma mãe solteira sai de um hospital de caridade com seu filho recém-nascido, mas percebe que não pode dar a ele todo o cuidado de que precisa. A mulher decide abandoná-lo, prendendo um bilhete junto ao menino, pedindo que quem o achar cuide do seu bebê, e o deixa no banco de trás de um carro de luxo, na esperança de que tenha uma vida digna. Logo depois, o veículo é roubado por dois ladrões que, quando descobrem o bebê, o abandonam no fundo de um beco, perto de uma lixeira. Sem saber de nada um vagabundo faz o seu passeio matinal e encontra o bebê. Inicialmente ele quer se livrar da criança, mas diversos fatores sempre o impedem e, gradativamente, ele passa a amá-lo. De outro lado, a mãe se arrepende e tenta reencontrar seu filho, mas quando descobre que o carro foi roubado tem um choque, passando a crer que ela nunca mais verá sua criança.

Serviço:
Série Música & Imagem – O Garoto
Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal
Direção e script: Charles Chaplin
Música: Charles Chaplin, com arranjos de Carl Davis
Regência: Tobias Volkmann
Elenco: Charles Chaplin, Jackie Coogan, Edna Purviance, Carl Miller, Elenco: Charles Chaplin, Jackie Coogan, Edna Purviance, Carl Miller, Tom Wilson e grande elenco
Edição: Filmphilharmonic
Filme por cortesia de: Roy Export S.A.S.
Música por cortesia de: Bourne Co. Music Publishers.
Parceiros em cooperação: Filmphilharmonic Europeu
Latino América Filme Filarmônico (LAFF)
Produção: 3 Tempos Produções Culturais – Gustavo Ariani
Buenos Dias Projetos e Produções Culturais – Márcia Dias

Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano, s/nº – Centro
Dia 13 de setembro, às 16h
Dia 14, às 17h
Dias 16 e 18, às 20h
Preços:
* Frisas e camarotes – R$ 420,00
* Plateia e balcão nobre – R$ 70,00
* Balcão superior – R$ 50,00
* Galeria – R$ 18,00
Classificação etária: Livre
Duração: 60 minutos
Informações: (21) 2332-9191
Vendas na Bilheteria, no site da Ingresso.com ou por telefone 21 4003-2330. Desconto de 50% para estudantes e idosos.

RioMarket 2014, no Festival do Rio

O RioMarket 2014, área do Festival do Rio voltada para o mercado audiovisual já está com data marcada: acontece de 24 de setembro a 2 de outubro no Armazém 6 do Cais do Porto, no Rio de Janeiro. Também já estão abertas as inscrições para seus tradicionais workshops, master classes e seminários, que reúnem grandes profissionais do setor, diretores, produtores, roteiristas, técnicos e autoridades para discutir com o público os temas mais atuais do mundo do cinema e da televisão. Inscrições e informações sobre valores estão disponíveis no site http://www.riomarket.com.br.

Em 2014, o RioMarket chega com formato renovado, com a programação dividida em dois mercados segmentados. O RioMarket TV, focado especificamente na indústria da televisão, ocorre entre 24 a 26 de setembro, e apresentará os modelos de negócios e tendências de sucesso. De 29 de setembro a 2 de outubro, o RioMarket Film reunirá os profissionais da indústria cinematográfica abordando temas relevantes e discutindo as oportunidades de negócios atuais. O participante este ano tem a opção de se inscrever para os três dias de RioMarket TV ou quatro dias de RioMarket Film, de acordo com seu interesse.

Dentro de cada segmento, o já consagrado RioSeminars vai trazer debates com temas diversos e atuais de interesse dos profissionais. Ele abre sua programação, no dia 24, com a mesa ‘Como atender ao perfil de programação e custos de produção do canal?’, que vai reunir profissionais da TV para discutir os erros e acertos dos modelos de produção dos últimos anos. Em seguida, Gale Anne Hurd, produtora executiva da série “The Walking Dead” dá ao público a oportunidade de uma troca de ideias sobre o seriado e curiosidades e fatos sobre suas outras produções.

Coproduções e oportunidades para negociação também terão grande espaço no RioSeminars em diversos seminários, como ‘As oportunidades do Brasil com a América Latina’, ‘International Film Financing’ e ‘Coproduções com países onde o Brasil ainda não tem acordo oficial’. No dia 1 de outubro, serão realizadas palestras voltadas para as oportunidades entre o Brasil e o México, país homenageado no Festival do Rio esse ano, com a presença de produtores e exibidores mexicanos.

Profissionais envolvidos no processo de adaptação da série “Sessão de Terapia” debatem sobre o crescente sucesso e o desafio de produzir uma terceira temporada que não existiu na série original, no dia 25 de junho. Outros temas, como canais infantis de TV, o futuro da dramaturgia na TV, produção de documentários, transmídia e o futuro dos filmes no Brasil também estão na programação.

Além dos seminários, os workshops e master classes trazem a oportunidade de uma experiência dinâmica e contato com grandes especialistas. Nomes de peso da indústria audiovisual estão confirmados para o evento e vão apresentar, desde aulas sobre roteiro, até uma master class sobre figurino.

Os destaques ficam para o ‘Workshop Produzindo Um Filme’ e master class com Andrew Meyer, produtor executivo do filme “Tomates Verdes Fritos”, o ´Workshop de Som para TV e Cinema’ com Rui Miranda, designer de Som da série “The Walking Dead” e a ‘Master Class de Figurino’ com Janie Bryant, figurinista do seriado americano “Mad Men’’ e Monica Corcoran Harel, best-seeller do New York Times e consultora de moda. O roteirista dos seriados “The Carrie Diaries”, “Brothers & Sisters” e “The Client List”, Marc Halsey, ministrará o Workshop de Roteiro, explicando seu processo ao escrever um episódio.

Programação Gratuita

O RioMarket 2014 também contará com programação aberta ao público nos dias 27 e 28 de setembro. Nesses dias serão apresentados workshops sobre os temas mais atuais da indústria audiovisual e uma programação em parceria com a GloboNews com mostra de filmes, workshops e seminários. No dia 26 será oferecido um workshop aberto ao público comandado pelo diretor de fotografia, Renato Falcão, responsável pelo trabalho de Camera & Staging em filmes como “Rio”, “Rio 2”, “Era do Gelo 4” e “Reino Escondido”. Em todas estas atividades, é necessário fazer a inscrição pelo site.


RioMarket 2014 abre mercado para novos produtores com inscrições de projetos e produções

Profissionais do cinema e TV podem comercializar seus projetos no RioScreenings Rodadas de Negócios e Film Show

Profissionais da indústria audiovisual têm até o dia 15 de setembro para inscrever seus novos projetos no RioMarket, área de negócios do Festival do Rio, que acontece entre os dias 24 de setembro e 2 de outubro no Armazém 6 do Cais do Porto, no Rio de Janeiro.

Durante o já tradicional RioScreenings, produtores podem disponibilizar suas produções a profissionais interessados em aquisição, distribuição ou coprodução. Esses projetos podem ser de qualquer formato audiovisual (programas de TV, conteúdos para internet, celular e mídias digitais) que se encontrem finalizadas ou em fase de finalização, desde que haja um suporte audiovisual e que tenham sido produzidos a partir de 2012.

Também estão abertas as inscrições para as Rodadas de Negócios – reuniões pré-agendadas em que produtores apresentam seus projetos disponíveis para aquisição, distribuição e coprodução, de cinema, TV, VOD, etc., a profissionais do mercado audiovisual, convidados do RioMarket. Estas reuniões aproximam produtores dos profissionais do mercado, possibilitando intenso networking e troca de informações.

Para completar as oportunidades oferecidas aos produtores, o RioMarket traz esse ano o Film Show, onde produtores brasileiros poderão apresentar seus projetos disponíveis para distribuição e coprodução para produtores, distribuidores e sales agents, que comporão uma comissão. Os produtores poderão se inscrever projetos em fase avançada de desenvolvimento com proposta de roteiro e orçamento, além de outras informações.
Tanto o RioScreenings quanto as Rodadas de Negócios e o Film Show são ótimas oportunidades de viabilizar projetos audiovisuais.


 

SERVIÇO:
RioMarket 2014
Período: 24 de setembro a 2 de outubro de 2014
Horário: 9h às 19h
Local: Sede do Festival do Rio – Armazém da Utopia – Av. Rodrigues Alves, s/n – Armazém 6 – Cais do Porto, Rio de Janeiro
Inscrições e informações: http://www.riomarket.com.br/

A Culpa é das Estrelas, agora em casa

A Fox-Sony Pictures Home Entertainment traz a extraordinária história de amor e superação de dois jovens em A CULPA É DAS ESTRELAS que chega em Blu-ray™, DVD e Filme Digital no dia 12 de setembro para venda e locação. Com atuações brilhantes de Shailene Woodley e Ansel Elgort que tornaram o filme um favorito dos fãs e críticos, este conto moderno de inspiração romântica vai do riso às lágrimas. Os fãs do livro e do filme compareceram em peso nos cinemas do mundo todo para compartilhar seus “pequenos infinitos” com seus amados personagens, levando cerca de $256 milhões em bilheteria mundial!

Hazel (Shailene Woodley) e Gus (Ansel Elgort) compartilham um senso de humor sarcástico, um desgosto para o convencional e, finalmente, um amor que os leva a uma viagem inesquecível. Embora os dois adolescentes enfrentem desafios, a coragem e dedicação de um ao outro prova que enquanto a vida não é perfeita, o amor ainda pode ser extraordinário. Laura Dern (Little Fockers) e Sam Trammell (True Blood, série de TV) também estrelam o filme baseado no romance de John Green, best seller da New York Times.

EXTRAS DO DVD: Comentário em áudio de Josh Boone e John Green; Featurettes Promocionais; Galeria; Trailer do Cinema

EXTRAS DO BLU-RAY: Comentário em áudio de Josh Boone e John Green; Cenas excluídas; Alinhamento das Estrelas; Featurettes Promocionais; Galeria; Trailer do cinema; Espiadinha