“Um Amor Impossível” estreia em 22/08

Título Original: Un Amour Impossible
Direção: Catherine Corsini
Roteiro: Catherine Corsini, Laurette Polmanss
Baseado no bestseller de Christine Angot
Elenco: Virginie Efira, Niels Schneider, Jehnny Beth
Distribuição: A2 Filmes

Sinopse: Baseado no bestseller de Christine Angot, no final dos anos 1950, em Châteauroux, França, Rachel, uma modesta funcionária de escritório, conhece Philippe, um jovem brilhante nascido de uma família burguesa. A partir desta breve mas apaixonada conexão nasce uma pequena filha, Chantal. Philippe se recusa a se casar fora de sua classe social e Rachel tem que criar a filha sozinha. Para Rachel, Chantal é sua grande felicidade e por isso luta para que nunca falte nada a ela, e exige que Philippe lhe dê seu nome à filha. Essa batalha dura de mais de dez anos e acabará por mudar as vidas de todos.

Anúncios

“Entre Tempos” estreia dia 22

ENTRE TEMPOS”, de Valerio Mieli, estreia nesta quinta-feira, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife e Campinas.

 

O longa é uma história de amor contada a partir das memórias de um jovem casal. Quando eles se conhecem, se apaixonam quase que imediatamente um pelo outro, apesar de personalidades tão diferentes: ele é mais fechado para a vida e ela possui a euforia de viver. Conforme convivem, suas identidades se mesclam e se transformam.

O filme, que foi exibido última edição do Festival do Rio e no Festival de Cinema Italiano 8 e 1/2, aborda esse romance a partir de duas perspectivas diferentes, a dele e a dela, refletindo os humores e suas mudanças internas. A jornada através dos anos de duas pessoas, unidas, divididas, felizes, infelizes, profundamente apaixonadas ou apaixonadas por outros, num único fluxo de emoções. Desta forma, apresenta ao público a possibilidade de se confrontar com o fato de que as histórias de amor estão relacionadas aos pontos de vista.

Este é o segundo longa-metragem do diretor italiano, que ganhou os prêmios David di Donatello e Nastro d’Argento por sua primeira obra “Dez Invernos”. Distribuído no Brasil pela Cineart Filmes, “ENTRE TEMPOS” foi o vencedor da categoria “BNL Gruppo BNP Paribas” no People’s Choice Award do ano passado com, aproximadamente, 70% dos votos, e do prêmio público no Giornale degli Autori na última edição do Festival de Veneza.

Sinopse 
Ele é encantador, irônico, nostálgico. Ela é cheia de vida, inteligente, apaixonada. Quando eles se encontram, se apaixonam instantaneamente. À medida em que crescem lado a lado, suas personalidades evoluem – enquanto ele fica mais leve, ela se torna mais melancólica. Entre Tempos é uma longa história de amor vista através das memórias do jovem casal. Lembranças moldadas por diferentes perspectivas e pelo próprio tempo mostram que pode haver tantas histórias de amor quanto há pontos de vista.

FICHA TÉCNICA 
Direção: Valerio Mieli
Produção: Angelo Barbagallo, Laura Briand
Elenco: Linda Caridi, Luca Marinelli, Giovanni Anzaldo, Camilla Diana, Anna Manuelli, Eliana Bosi
Duração: 106 min
Gênero: Romance, Drama
País: Itália
Ano: 2018

SOBRE A CINEART FILMES 

A Cineart Filmes é uma distribuidora 100% brasileira e independente, que tem como principal objetivo compartilhar conteúdos audiovisuais de alta qualidade. Trabalhando tanto com obras nacionais quanto internacionais, independentemente do gênero, o nosso compromisso é sempre o de oferecer cultura e entretenimento de qualidade ao maior número de pessoas possível. Para isso, além de valorizar o cinema nacional e abrir espaço para as produções regionais, a Cineart Filmes participa dos maiores festivais e feiras de cinema do mundo, como Cannes, Toronto, Berlim e AFM.

Nossa intenção é de alcançar cada vez mais o mercado exibidor e as redes de distribuição, sempre buscando conteúdos diversificados e de qualidade dentro e fora do Brasil. Assim, com ética nas relações e compromisso com os parceiros, vamos ampliando as nossas fronteiras, fortalecendo a indústria audiovisual no Brasil e no mundo, levando mais longe a magia do cinema.

Preocupada em trabalhar sempre com conteúdo de alta qualidade, a Cineart busca um relacionamento próximo com os seus parceiros produtores desde as etapas iniciais dos projetos, acreditando que esse envolvimento contribui para o sucesso comercial do projeto, através da elaboração de planejamentos específicos e cuidadosamente pensados para cada trabalho, procurando traçar o perfil e o tamanho ideal de cada lançamento.

Shell Open Air em SP

Está chegando a hora de São Paulo ter mais um contato com o cinema que te leva além. Com uma seleção especial de clássicos e sucessos de bilheteria, shows e um espaço gastronômico, a super tela de 325m² do Shell Open Air, do tamanho de uma quadra de tênis, volta a São Paulo. Entre os dias 11 e 29 de setembro, o Jockey Club abrigará o maior cinema ao ar livre do mundo, exibindo filmes premiados, clássicos modernos e produções infantis. Com patrocínio da Shell, marca licenciada pela Raízen, o evento é realizado pela D+3 Produções. A venda dos ingressos terá início no dia 24 de agosto e estarão disponíveis pelo site www.openairbrasil.com.br,  com valores a partir de R$25.

Para a noite de estreia, dia 11 de setembro, com distribuição de ingressos nas redes sociais do evento, o Shell Open Air apresenta um sucesso de 2013 que fala sobre a paixão pela velocidade: “Rush – No Limite da Emoção”. Entre as produções recentes, estão os premiados “Green Book: O Guia”, “Infiltrado na Klan” e “Nasce uma Estrela”, sucesso com Bradley Cooper e Lady Gaga. “Rocketman”, filme musical biográfico baseado na vida de Elton John, e “Dor e Glória”, do diretor Pedro Almodóvar, também estarão na programação do evento, que traz ainda a maior bilheteria da história do cinema “Vingadores: Ultimato”.

Os tempos da brilhantina poderão ser conferidos com o inesquecível “Grease”. Em um resgate aos clássicos, o Shell Open Air comemora os 20 anos do lançamento de “Matrix” e “Um Lugar Chamado Notting Hill” e os 25 anos da estreia de “Priscilla, A Rainha do Deserto”. Os fãs de suspense e terror também tem lugar garantido, com as exibições de “Nós” e “Cemitério Maldito”.

Para os fãs de animação haverá exibição de “Toy Story 4”, em uma nova aventura de Woody e Buzz Lightyear. A garotada poderá curtir ainda “Turma da Mônica – Laços”, live-action nacional que bateu a marca de R$15,2 milhões nas bilheterias. Para fechar a edição 2019, o filme “ET – O Extraterrestre”, para que a família curta junto o clássico de Steven Spielberg que marcou uma geração.

Pelo terceiro ano consecutivo o Shell Open Air alia cinema, música, gastronomia e inovação e reforça o posicionamento da marca Shell – a Humanologia – que busca proporcionar experiências prazerosas e descomplicadas em todas as etapas da jornada do consumidor, seja no posto de combustível ou na hora da diversão com os amigos e a família, para que saiam destes momentos melhores do que entraram.

“O Shell Open Air já faz parte do calendário de eventos de São Paulo, sempre com atrações muito aguardadas pelo público. O sucesso estrondoso do evento é resultado das experiências únicas de entretenimento e gastronomia aliadas a uma tecnologia inovadora de som, luz e imagem”, celebra Marcelo Couto, diretor de Marketing da Raízen, que licencia a marca Shell no Brasil. “Mais uma vez, convidamos o público a vivenciar este espaço conosco, – em um momento prazeroso e inesquecível como os que sempre buscamos proporcionar aos nossos clientes”.

Ao longo de três semanas, sempre de quarta a domingo, o Shell Open Air combinará cinema, tecnologia, conforto e entretenimento. Além da telona, que vem da Suíça em quatro contêineres e pesa 70 toneladas, a projeção digital conta também com um sistema de som que envolve a plateia em uma experiência única. “Chegar ao Jockey Club, em um evento muito agradável e tranquilo, para assistir a um grande filme naquela tela enorme é uma experiência audiovisual inesquecível!”, explica Renato Byington, sócio-diretor da D+3 Produções.

Atrações especiais

Nesta edição, o público também poderá curtir apresentações musicais de grandes nomes da música, entre eles Los Sebosos Postiços tocando Bob Marley & The Wailers e Academia da Berlinda. O DJ Tamenpi é o responsável por agitar a pista. Aos sábados, o evento vira um programão para a família, com direito à recreação infantil para aquecer a criançada antes da exibição dos filmes dedicados a eles. O Espaço Gourmet contará com diversas opções de gastronomia para o público curtir o evento do início ao fim. E a pipoca, claro, é sempre por conta da casa!

O Shell Open Air acontece através da Lei de Incentivo à Cultura, conta com patrocínio master da marca Shell e copatrocínio das marcas ComGás, Get Net, Hoteis.com e Telecine, além do apoio das marcas Yoki, Semp TCL, Estácio, Petra Gold, Claro, Mercure e Jockey Club de São Paulo. O evento é realizado pela D+3 Produções, Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura e Governo Federal.

PROGRAMAÇÃO

11 de setembro (Ingressos gratuitos com sorteio nas redes sociais do evento)

Filme: Rush – No limite da emoção (20h)

Atração: DJ Tamenpi (22h)

 

12 de setembro

Filme: Rocketman (20h)

Atração: DJ Tamenpi (22h)

13 de setembro

Filme: Infiltrado na Klan (20h)

Atração: Academia da Berlinda (22h)

14 de setembro

Atração: Recreação infantil (16h)

Filme: Aladdin (18h)

Filme: Matrix (22h)

15 de setembro

Filme: Capitã Marvel (18h)

18 de setembro

Filme: Dor e Glória (20h)

Filme: Nós (0h)

19 de setembro

Filme: Priscila, a Rainha do Deserto (20h)

Atração: DJ (22h)

 

20 de setembro

Filme: Nasce Uma Estrela (20h)

Atração: Dj Tamenpi (22h)

21 de setembro

Atração: Recreação infantil (16h)

Filme: Turma da Mônica Laços (18h)

Filme: Um Lugar Chamado Notting Hill (22h30)

22 de setembro

Filme: Vingadores: Ultimato (18h)

25 de setembro

Filme: Bacurau (20h)

Filme: Cemitério Maldito (00h)

26 de setembro

Filme: Grease – Nos Tempos da Brilhantina (20h)

Atração: DJ Tamenpi (22h)

27 de setembro

Filme: Green Book: O Guia (20h)

Atração: Los Sebosos Postizos toca Bob Marley & The Wailers (22h)

28 de setembro

Atração: Recreação infantil (16h)

Filme: Toy Story 4 (18h)

Filme: South Park: Maior, Melhor e Sem Cortes (22h30)

29 de setembro

Filme: E.T. – O Extraterrestre (18h)

 

 

SERVIÇO

Data: 11 a 29 de setembro – de quarta a domingo

Local: Jockey Club de São Paulo – Rua Dr. José Augusto de Queiroz, Portão 1 – Cidade Jardim, São Paulo, Brasil

Telefone: (11) 2161-8300

Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada)

Vendas no site openairbrasil.com.br , pontos de vendas e bilheteria do evento.

Capacidade de público do evento: 1.300 pessoas

Classificação etária das sessões de cinema: 16 anos. Menores de 16 anos só entram acompanhados dos pais ou responsável legal.

Classificação etária dos shows: 18 anos

Evento parcialmente coberto. Assentos da plateia do cinema não possuem cobertura.

Estacionamento terceirizado. Sujeito à lotação.

Se for beber, não dirija.

O Shell Open Air acontece mesmo em caso de chuva. Palco, ativações, banheiros e espaço gourmet funcionam em área coberta, enquanto a arquibancada e a Super Tela ficam ao ar livre. Se necessário, capas de chuva serão distribuídas gratuitamente antes do filme.

Sobre a Raízen

A Raízen é uma empresa integrada de energia que atua em todas as etapas do processo, desde o cultivo da cana, com a produção de açúcar, etanol e bioenergia, até a comercialização, logística e distribuição de combustíveis, tão essenciais no dia a dia das pessoas e dos negócios.

Conta com um time de cerca de 29 mil funcionários, que trabalha todos os dias para crescer junto com a companhia e gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir do bagaço da cana.

No Brasil, é líder na produção de açúcar, etanol e bioenergia – com 860 mil hectares de áreas agrícolas cultivadas – e uma das maiores no setor de combustíveis, com mais de 6.400 postos da marca Shell – além de cerca de 950 lojas de conveniência Shell Select. Destaca-se como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no país, com R$ 86,2 bilhões na safra 17/18.

São 26 unidades de produção de açúcar, etanol e bioenergia + planta de etanol 2G que produzem cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano e 4,2 milhões de toneladas de açúcar. E conta também com uma capacidade instalada para produzir 1GW de energia elétrica a partir do bagaço da cana, com capacidade instalada de 3,9 TW/ano.

Comercializa a cada ano aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo, operando em todas as regiões do país por meio de 68 bases de abastecimento em aeroportos e 68 terminais de distribuição de combustível.

Criada há mais de 15 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Na Argentina, onde começou a atuar em 2018 com a compra dos ativos de downstream da Shell, a Raízen comercializa aproximadamente 6 bilhões de litros de combustíveis por ano, incluindo uma rede com 665 postos Shell, uma refinaria, uma planta de lubrificantes, três terminais terrestres, duas bases de abastecimento em aeroportos e ativos de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo).

Sobre a D+3 Produções

A D+3 Produções cria e realiza grandes eventos de cultura, entretenimento e comunicação de marca há mais de 20 anos. Desde 1996, realizou projetos como Shell Open Air, BRaJAZZ, Pepsi Twist Land, Rider Weekends, Veste Rio, Telefônica Sonidos, Claro Q é Rock!, Cinema Inflável e Choro na Gamboa, além de ter assinado produções em Portugal, na Espanha, França, Argentina e Chile.  dmaistres.com.br / facebook.com/dmaistres

 

Para mais informações:

 

Assessoria de Comunicação – MNiemeyer:

Leandro Gomes / leandro@mniemeyer.com.br

(21) 2178-2112 / 99628-7718

Adriano Meirelles / adriano@mniemeyer.com.br

(21) 2178-2104 / 99159-7557

Andrea Pessoa / andrea@mniemeyer.com.br

(21) 2178-2101 / 99155-1222

“Alma Imoral” estreia em 8 de agosto

No dia 8 de agosto, Alma Imoral chega aos cinemas. Depois de vender 300 mil cópias em diversos países e inspirar a peça de teatro vista por 500 mil espectadores, o livro do Rabino Nilton Bonder ganha versão de documentário. Com direção de Silvio Tendler, Bonder apresenta a história de personagens que recorreram à transgressão como única possibilidade de fazer o que era correto. Entre os temas abordados estão adultério, ateísmo, homossexualidade, traição, rompimento e inovação na política, religião, arte e ciência. No filme, entrevistas são intercaladas com coreografias da Cia. de Danças Debora Colker. A narração é de Bel Kutner, Júlia Lemmertz, Letícia Sabatella, Mateus Solano e Osmar Prado.

Personagem condutor do filme, Bonder parte numa jornada na busca da Alma Imoral pelo Brasil, EUA e Israel, entrevistando destacados transgressores do pensamento e da atualidade em sua própria “tribo”. Entre os personagens estão Frans Krajcberg, Michael Lerner, Rebbeca Goldstein, Etgar Keret, Uri Avneri, Reb Zalman Schachter, Rabino Steven Greenberg, Noam Chomsky, irmãos Rosenberg etc. O filme mostra também passagens e mitos bíblicos que revelam a arte de transitar no território da interdição e da transgressão, trazendo uma nova reflexão sobre o que é lícito e apropriado, sobre o tabu e sua quebra. Como no sucesso da obra teatral, o filme é um projeto instigador, poético e filosófico, que trata o particular como modelo para o universal.

“A transgressão é o elemento capaz de renovar a vida, de impulsioná-la a um novo horizonte de possibilidades. Essa transgressão está localizada na alma”, explica Bonder. A Alma Imoral é um dos maiores sucessos editoriais e de teatro no Brasil. O livro vendeu 300 mil cópias, sendo traduzido para o inglês, espanhol, italiano e hebraico. A peça, estreada por Clarice Niskier, em 2006, está há 13 anos ininterruptos em cartaz e já foi vista por 500 mil espectadores. Fora do país, o espetáculo foi sucesso também na França, Itália e Argentina.

O filme é distribuído pela Elo Company. Sabrina Nudeliman Wagon, CEO da empresa, afirma: “Sempre fui grande fã do Rabino Bonder, li todos seus livros e assisti diversos debates. O filme trata de questões contemporâneas de forma sensível e inteligente. Tivemos grande sucesso de vendas internacionais do filme ‘Querido Embaixador’ de temática judaica o ano passado e vejo ‘Alma Imoral’ com o mesmo potencial”.

TRAILER: https://youtu.be/o2n7GnGMlhU

FICHA TÉCNICA


Direção: Silvio Tendler
Produção Executiva: Ana Rosa Tendler
Baseado em “A Alma Imoral”, de Nilton Bonder
Argumento: Silvio Tendler
Roteiro:
Nilton Bonder e Silvio Tendler
Entrevistas: Nilton Bonder e Silvio Tendler
Diretor Assistente: Lilia Souza Diniz, Luis Carlos de Alencar, Douglas Duarte
Assistente de Direção: Vladimir Seixas, Patricia Francisco
Direção de Fotografia: Lúcio Kodato
Fotografia Adicional: Maycon Almeida, Tao Burity, Vitor Foguel, Vladimir Seixas
Edição: Jordana Berg: Ricardo Moreira
Coreografia: Cia de Danças Debora Colker
Narradores: Bel Kutner, Júlia Lemmertz, Letícia Sabatella, Mateus Solano e Osmar Prado.

SERVIÇO
Lançamento de filme
Título: Alma Imoral
Direção: Silvio Tendler
Argumento: Silvio Tendler
Roteiro:
Nilton Bonder e Silvio Tendler
Entrevistados: Frans Krajcberg, Michael Lerner, Rebbeca Goldstein, Etgar Keret, Uri Avneri, Reb
Zalman Schachter, Rabino Steven Greenberg, Noam Chomsky, irmãos Rosenberg entre outros.
Lançamento nos cinemas: 08 de agosto
Duração: 1h58
Classificação etária: 12 anos

Elo Company

Empresa especializada em produção e distribuição audiovisual, fundada por Ruben Feffer, Flavia Feffer e Sabrina Nudeliman Wagon. No mercado há 13 anos, conta com uma estrutura completa de produção de conteúdo, distribuição de obras audiovisuais em todas as plataformas e vendas para o mercado nacional e internacional. Na unidade ELO Produções, são três lançamentos no ano de 2019 e mais de dez projetos em seu lineup, incluindo coproduções. Na unidade ELO Distribuições, são mais de 100 títulos em seu lineup, entre eles “Vou Nadar Até Você”, primeiro filme protagonizado por Bruna Marquezine; “Emicida”, produzido pela RT Features; “Miss Beach Star”, dirigido por Cris D’Amatto e protagonizado por Fabiana Karla; “Prisioneiro da Liberdade”, de Jefferson De; “Torre das Donzelas”, de Susanna Lira (vencedor do prêmio de Melhor Documentário pelo público na Mostra de Internacional de São Paulo); “Aos Olhos de Ernesto”, da premiada Ana Luisa Azevedo; “Tito e os Pássaros”, de Gustavo Steinberg, pré-indicado ao Oscar de 2019; “O Menino e o Mundo”, de Ale Abreu, indicado ao Oscar de melhor animação; “S.O.S: Mulheres Ao Mar 2”, apenas para citar alguns. A Elo Company tem entre seus principais objetivos criar, produzir e divulgar as narrativas brasileiras em múltiplas telas e países. A empresa tem como princípios a valorização da diversidade na frente e atrás das telas com projetos inovadores, como o Selo ELAS, com o intuito de fomentar projetos de longa-metragem com direção feminina.

Cadê Você, Bernadette?

Quem nunca sentiu vontade de ligar o modo avião e dar uma pausa nas obrigações? Bernadette Fox levou essa ideia a sério e, quando sua vida começou a parecer sem rumo, ela desapareceu misteriosamente, deixando todos a se perguntarem: ‘Cadê Você, Bernadette?’. Baseado no premiado best-seller de Maria Semple, que permaneceu na lista de mais vendidos do New York Times por quase um ano, o longa conta com direção de Richard Linklater (‘Boyhood: Da Infância à Juventude’) e é estrelado pela vencedora do Oscar, Cate Blanchett (‘Blue Jasmine’). ‘Cadê Você, Bernadette?’ chega aos cinemas nacionais em 14 de novembro e a Imagem Filmes é a distribuidora responsável pelo lançamento.

Bernadette é uma mulher notável e uma mãe excepcional, que deixou de lado seu trabalho como arquiteta para se dedicar à vida em família. Com o passar do tempo, ela se reconhece cada vez menos como a profissional revolucionária que um dia já foi, e mais como uma dona de casa comum… tão comum, que ninguém esperava que ela jogasse tudo para o ar e desaparecesse misteriosamente de uma hora para outra. Determinada a se reencontrar, Bernadette decide que é hora de sair de sua zona de conforto e partir em busca de desafios. Agora Bee, sua filha, precisará juntar todas as pistas para descobrir onde foi parar essa mulher que imaginava conhecer tão bem, mas que se transformou em um verdadeiro ponto de interrogação.

Em entrevista ao Entertainment Weekly, Cate Blanchett explica que o filme “não é apenas sobre quão complexa e absurda a vida de Bernadette é, mas sobre a maneira frágil como ela se opõe ao mundo”. A atriz, desde o início, relacionou-se diretamente com a personagem e afirma que “muitas mulheres vão se identificar com a Bernadette, ela é uma pessoa que foi devorada pelo fracasso e acabou abrindo mão da sua identidade para se dedicar à educação dos filhos”. Dar vida à personagem foi um desafio fascinante para Blanchett, que conclui: “Todos nós, em um determinado momento, já pensamos ‘Eu não aguento mais, não seria mais fácil desaparecer?’”

‘Cadê Você, Bernadette?’ conta ainda com Billy Crudup (‘Liga da Justiça’), Kristen Wiig (‘Mãe!’), Judy Greer (‘Homem-Formiga e a Vespa’), Laurence Fishburne (‘John Wick 3 – Parabellum’) e Troian Bellisario (‘Pretty Little Liars’) no elenco.

Links
Trailer: https://youtu.be/lHnPnemLRWM
Download Trailer: http://bit.ly/Trailer-Cade-Voce-Bernadette
Download Spot Instagram: http://bit.ly/TrailerInsta-Cade-Voce-Bernadette
Download Posts Redes Sociais: http://bit.ly/Redes-Cade-Voce-Bernadette
Fotos: http://bit.ly/Fotos-Cade-Voce-Bernadette
Pôster: http://bit.ly/Poster-Cade-Voce-Bernadette
Facebook: fb.com/imagemfilmes
Instagram: @imagemfilmes

Sinopse
Quem nunca sentiu vontade ligar o modo avião e sumir do mapa? Quando a vida de Bernadette (Cate Blanchett) começou a parecer sem rumo, ela resolveu fugir da sua zona de conforto e desaparecer misteriosamente, deixando tudo para trás. Agora Bee (Emma Nelson), sua filha, precisará juntar todas as pistas para descobrir onde foi parar essa mulher que imaginava conhecer tão bem, mas que se transformou em um verdadeiro ponto de interrogação.

Ficha técnica
Direção: Richard Linklater
Roteiro: Richard Linklater, Holly Gent, Vince Palmo
Produção: Megan Ellison, Nina Jacobson, Brad Simpson, Ginger Sledge
Produção Executiva: Jillian Longnecker
Direção de Fotografia: Shane F. Kelly
Direção de Arte: Gregory A. Weimerskirch

Elenco
Cate Blanchett
Judy Greer
Kristen Wiig
Billy Crudup
Troian Bellisario
Laurence Fishburne
Kathryn Feeney
Jóhannes Haukur

‘Greta’ fará sua estreia nacional no 29º Cine Ceará

GRETA, de Armando Praça, e protagonizado por Marco Nanini fará sua estreia nacional no 29º Cine Ceará, que acontece em Fortaleza de 30 de agosto até 6 de setembro. O filme, que fez sua estreia mundial na Mostra Panorama do Festival de Berlim de 2019, chega aos cinemas brasileiros em circuito comercial ainda em 2019, com distribuição da Pandora Filmes.

Estou muito feliz que a primeira exibição do Greta no Brasil seja no Cine Ceará. O filme foi feito em Fortaleza, e ter a equipe e elenco completos presentes, fará dessa sessão, uma sessão inesquecível! Exibi todos os meus curtas no Cine São Luís, dentro do Cine CE e é um Festival que acompanho há pelo menos uns 20 anos”, comemora o diretor, Armando Praça.

O filme é livremente inspirado na peça ‘Greta Garbo, Quem Diria, Acabou no Irajá’, do dramaturgo Fernando Melo, lançada no início dos anos 1970. À época, as personagens retratadas eram abordadas por meio da caricatura e do estereótipo. “Quando conheci o texto, em 2008, percebi o quanto o enredo era atual e bonito e o quanto aquela forma de olhar para os personagens havia ficado anacrônica. Isso me provocou o desejo de atualizar essa história com uma nova abordagem”, explica o diretor, que também assina o roteiro.

Assim, partindo do material original, Praça abandonou o tom cômico do texto, abraçando o drama, mas mantendo o humor. “Mudar o gênero do texto original me parecia um desafio interessante como roteirista e diretor”, diz. Assim, construiu a narrativa do filme com temas universais do cotidiano atual, apresentando um submundo realista e sexual de personagens pouco representados na cinematografia brasileira. “Procurei na ambiência sociocultural de Fortaleza as contradições que se revelam nos desejos e anseios dos próprios protagonistas”.

Em GRETA, Pedro (Nanini) precisa liberar uma vaga no hospital onde trabalha para internar sua melhor amiga, a travesti Daniela (Denise Weinberg). Para isso, ele resolver ajudar Jean (Demick Lopes), um jovem criminoso hospitalizado, a fugir do hospital e assim liberar um leito para a internação da amiga, que sofre de insuficiência renal grave. Pedro, então, esconde Jean em sua casa até que ele se recupere, mas os dois acabam tendo um envolvimento romântico.

E é a partir desse relacionamento entre os personagens de Pedro e Jean que o longa se desenvolve e a trama se constitui. “A concepção do filme como um todo é fortemente influenciada pelas obras de alguns artistas contemporâneos, como o cineasta malaio Tsai Ming Liang, o filipino Brillante Mendonza e a argentina Lucrécia Martel, cuja maneira de desconstruir e flertar com os gêneros me inspira profundamente”, finaliza Praça.

GRETA é coproduzido pela Carnaval Filmes e pela Segredo Filmes, com produção de João Vieira Jr., Nara Aragão e Armando Praça.

SINOPSE 
Pedro (Marco Nanini), um enfermeiro homossexual de 70 anos e fervoroso fã de Greta Garbo, precisa liberar uma vaga no hospital onde trabalha para Daniela (Denise Weinberg), sua melhor amiga. Para salvar Daniela, ele decide ajudar Jean, um jovem que acaba de ser hospitalizado e algemado por ter cometido um crime. Pedro o ajuda a fugir e esconde-o em sua própria casa até que ele se recupere e nesse período, eles se envolvem afetiva e sexualmente. Essa relação será essencial para que Pedro sobreviva à perda de Daniela, mas também gere mudanças surpreendentes em si mesmo e no modo como ele lida com a solidão.

FICHA TÉCNICA 
Direção / Roteiro: Armando Praça
Produção: João Vieira Jr., Nara Aragão e Armando Praça
Produção Executiva: Maurício Macêdo e João Vieira Jr.
Direção de Produção: Maurício Macêdo
Direção de Fotografia: Ivo Lopes Araújo
Direção de Arte: Diego Costa
Montagem: Karen Harley
Figurino: Thaís de Campos
Maquiagem: Amanda Mirage
Edição de Som: Waldir Xavier
Som Direto: Pedro Moreira e Moabe Filho
Mixagem: Nicolau Domingues
Elenco: Marco Nanini, Denise Weinberg, Démick Lopes, Gretta Sttar
SOBRE O DIRETOR 
Armando Praça, nascido em 1978 em Aracati, Ceará é cineasta e sociólogo, trabalhou como assistente de direção, roteirista e preparador de elenco de importantes diretores brasileiros como, Marcelo Gomes, Karim Ainouz, Márcia Faria, Sérgio Rezende, Halder Gomes, Rosemberg Cariry, entre outros. Realizou curtas e médias-metragens. Entre eles: A Mulher Biônica (exibido no festival de curtas metragens de Clermont Ferrand), O Amor do Palhaço, Origem: Destino e Parque de Diversões. Atualmente está lançando seu primeiro longa, Greta e se prepara para filmar o segundo, Fortaleza Hotel, e desenvolve os projetos Ne Me Quitte Pas e Cachoeira do Descuido.

 

SOBRE A CARNAVAL FILMES
Fundada e dirigida pelos experientes produtores João Vieira Jr. e Nara Aragão, Carnaval Filmes tem foco em conteúdo original e cinema autoral. Em parceria com mentes criativas, tem entre seus recentes lançamentos os documentários Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes e Casa, de Letícia Simões, o longa de ficção Greta, de Armando Praça e a série infantil de animação Bia Desenha, para a TV Brasil.
Se prepara para filmar em 2019 a série Chão de Estrelas, de Hilton Lacerda, para o Canal Brasil, e desenvolve o projeto de série de animação Dó Ré Mi Fadas e a série de ficção De Volta para Casa.
Seus próximos lançamentos serão os longas Vestido Branco, Véu e Grinalda, de Marcelo Gomes e Fim de Festa, de Hilton Lacerda

SOBRE A SEGREDO FILMES
Uma empresa que atua com pesquisa para roteiros, desenvolvimento de projetos para cinema, pesquisa e produção de locação, e produção e preparação de elenco. Dentre os principais trabalhos para pesquisa de roteiro, estão O Céu de Suely e Praia do Futuro, ambos de Karim Aïnouz; produção de locação e elenco no Ceará do premiado Onde Anda Você?, de Sérgio Rezende, dentre outros. Atua como produtora em parceria com outras empresas do ramo, como nas realizações de A Mulher Biônica, O Amor do Palhaço e Parque de Diversões, filmes que tiveram excelente êxito no Festival Internacional Clermont-Ferrand, no Latino Americano em Toulouse, Mecal e Barcelona, e em mais de 30 festivais nacionais e internacionais

SOBRE A PANDORA FILMES 
A Pandora é uma distribuidora de filmes independentes que há 30 anos busca ampliar os horizontes da distribuição de filmes no Brasil revelando nomes outrora desconhecidos no país, como Krzysztof Kieślowski, Theo Angelopoulos e Wong Kar-Wai, e relançando clássicos memoráveis em cópias restauradas, de diretores como Federico Fellini, Ingmar Bergman e Billy Wilder. Sempre acompanhando as novas tendências do cinema mundial, os lançamentos recentes incluem “The Square – A Arte da Discórdia”, de Ruben Östlund, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, e “O Apartamento”, de Asghar Farhadi, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Paralelamente aos filmes internacionais, a Pandora atua com o cinema brasileiro, lançando obras de diretores renomados e também de novos talentos, como Gustavo Steinberg, Ruy Guerra, Edgard Navarro, Sérgio Bianchi, Roberto Moreira, Beto Brant, Fernando Meirelles, Helena Ignez, Tata Amaral, Anna Muylaert, Petra Costa e Gabriela Amaral Almeida. Entre os próximos lançamentos, destacam-se “Greta”, de Armando Praça; “O Traidor”, de Marco Bellocchio, coprodução nacional, que concorreu à Palma de Ouro em Cannes; e “O Caso Morel” de Suzana Amaral.

Em 2019, a distribuidora criou o projeto Caixa de Pandora que visa programar filmes premiados, escolhidos através de uma cuidadosa curadoria para serem exibidos em salas comerciais da rede Cinépolis, em 25 cidades do Brasil.

O Mistério de Henri Pick

Título Original: Le Mystére Henri Pick
Direção: Rémi Bezançon
Roteiro: Rémi Bezançon, Vanessa Portal
Baseado no romance de David Foenkinos
Elenco: Fabrice Luchini, Camille Cottin, Alice Isaaz
Distribuição: A2 Filmes

Sinopse: Em uma biblioteca bretã bizarra, que guarda manuscritos nunca publicados, uma jovem editora descobre um romance que ela considera uma obra-prima. O texto foi escrito por um certo Henri Pick, um mero cozinheiro que morreu há dois anos e que, de acordo com sua viúva, nunca havia lido um livro em sua vida ou escrito nada além de uma lista de compras. Teria ele uma vida secreta? Quando o livro se torna um grande best-seller, Jean-Michel Rouche, um crítico literário cético e teimoso, junta-se a Joséphine, a filha de Pick, para desvendar esse mistério.

ESTREIA NOS CINEMAS
25 DE JULHO DE 2019