O Julgamento de Sócrates

A partir do dia 03 de novembro o Teatro Cândido Mendes, em Ipanema, recebe o espetáculo “O Julgamento de Sócrates”. Com texto de Ivan Fernandes, a peça marca a celebração dos 50 anos de carreira do ator Tonico Pereira. No ar na novela das 21h da Rede Globo, o ator sobe ao palco no papel de Sócrates para interpretar seu primeiro monólogo. Tonico faz nesta peça um verdadeiro tour-de-force, conversando e levando a plateia com a intimidade de um grande artista.

“O Julgamento de Sócrates” é uma livre adaptação de “Apologia de Sócrates”, de Platão. O espetáculo dramatiza a defesa de Sócrates, no julgamento que o condenou à morte por envenenamento. Trata-se, talvez, do primeiro grande caso na história da humanidade de um homem ser condenado por ter ideias diferentes do estabelecido pela sociedade. Através desse caso, a peça debate a liberdade de expressão e o pensamento no mundo contemporâneo.

No palco, Sócrates sozinho, em figurino neutro e atemporal, defende perante a plateia de “espectadores-jurados” não apenas suas ideias, mas sobretudo o direito de tê-las. Defende a necessidade de examinar a vida do ponto de vista ético e a busca pela sabedoria, e não pela satisfação material. E são nesses conteúdos que está a grande força do espetáculo, pela imensa relevância de suas palavras para o momento em que vivemos.

Para o autor da peça, Ivan Fernandes, a inspiração veio da ideia de se falar dos tempos de hoje, tempos conturbados político e socialmente que estamos vivendo. Ao estudar o texto original, escrito por Platão, e fazer a adaptação, Ivan ficou impressionado em como as coisas escritas naquela época (399 a.C.), sobre aquele julgamento, cabem tão bem no momento em que nossa sociedade vive hoje.

“Não queria falar de nada diretamente sobre isso, até porque muitas pessoas estão sem distanciamento. Então me ocorreu em falar que tudo virou um grande julgamento – a sociedade, as redes sociais e etc. Dessa ideia me veio o julgamento de Sócrates, que é considerado o primeiro grande julgamento da história, e considerado por muitos o ponto inicial onde a sociedade rejeitou a razão em nome de outros interesses. E isso ilustra muito os dias de hoje”, conta Ivan.

Para Tonico o espetáculo é um “anti-teatro”, ou seja, não é um espetáculo pirotécnico cheio de glamour, e sim uma troca de ideias, um teatro onde o ator é o responsável pelo espetáculo. Cenário simples, figurino simples, luz e trilhas simples. Se tivesse um slogan para peça o ator chamaria de: “VENHAM TROCAR PENSAMENTOS”.

SINOPSE

Diante de um tribunal popular – a plateia – Sócrates, interpretado por Tonico Pereira, defende-se das acusações que lhe são feitas: ter ideias diferentes do estabelecido pela sociedade e pela religião (como o livre pensamento e a busca pelo conhecimento), corrompendo a juventude com essas ideias. O espetáculo é dividido em 3 partes: na primeira, Sócrates faz sua defesa; na segunda, após a condenação, Sócrates tem o direito de propor uma pena alternativa, mas se nega a fixar uma pena para si mesmo, pois isso seria reconhecer alguma culpa; e finalmente, após a condenação final, ele diz suas últimas palavras para a sociedade que o condenou, prevendo tempos duros para Atenas e para todas as sociedades posteriores.

SERVIÇO

Temporada: 03 de Novembro a 17 de Dezembro

Local: Teatro Cândido Mendes

Endereço: Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema – RJ

Telefone: 2523-3663

Horário: Sextas, sábados e domingos, às 20h

Ingressos: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia)

Classificação: 12 anos

Duração: 70 minutos

Gênero: Drama