Workshop: Elaboração de Projetos Culturais on line

Júlio Luz, ator e produtor, com mais de 20 anos de experiência, realizará no dia 06 de junho, das 15h às 19h,  o Workshop: Elaboração de Projetos Culturais.

Se você é ator, artista, músico e quer tirar o seu projeto da gaveta, esse é o momento. O Workshop – Elaboração de Projetos Culturais irá direcionar e elaborar um plano estratégico para trilhar o caminho do SUCESSO.

Abordarei itens essenciais para o planejamento e elaboração do projeto cultural, tais como: apresentação, objetivo, justificativa, público alvo, equipe, etapas de trabalho, cronograma de atividades, orçamento, plano de divulgação, plano de distribuição e plano de contrapartidas

Breve Currículo

Júlio Luz, professor, diretor, produtor e ator. No mercado há 21 anos. Coordenou da Casa Aguinaldo Silva de Artes (SP). Formado em licenciatura em Teatro pela Universidade Estácio de Sá. Lecionou por 02 anos na Casa Aguinaldo Silva de Artes (SP e RJ), no curso de Atuação – Módulo Básico e leciona na Sede da Cia de Teatro Contemporâneo nas disciplinas: História do Teatro Mundial e História do Teatro Brasileiro.

No teatro seus últimos trabalhos foram: “Sonho”, “Os Contos que trago” (2019), “Amor, um show poético”, “Viva Suassuna”, “ Mulheres de Lorca”, “Isso é um absurdo” (2018), “Histórias de Suassuna e outros contos” (2017 e 2018), (In)definido “Cururu: o sapo jururu”, “Memorial de Amor Inquieto” (2018 e 2017), Salinama: mar de lama,  entre outros.

Serviço

Sábado – 06/06/2020.

Horário: 15h às 19h

Inscrição

https://www.sympla.com.br/workshop—elaboracao-de-projetos-culturais__839631

Autor carioca Daniel Pandeló Corrêa disponibiliza primeiros livros da carreira em formato digital inédito

O carioca Daniel Pandeló Corrêa se prepara para lançar seu primeiro trabalho em formato de áudio, que mesclará poesia com inspiração slam e música no EP “Invocações”. Comemorando o novo momento na carreira, o autor acaba de disponibilizar seus três primeiros livros – “Bucolidade Urbana” (2006); “Nadastar” (2007), ambos independentes, e a novela “Tristes Camelos” (2009), da editora Faces – em formato digital revisado e inédito. As obras podem ser baixadas para o Kindle, na loja da Amazon Brasil, e estarão disponíveis gratuitamente no site do autor.

Acesse: http://www.danielpandelocorrea.com.br 

No ano em que completa 30 anos, Daniel relembra sua trajetória de escritor em formação, quando lançou seu primeiro trabalho aos 16. Desde então, vem transitando por diferentes formatos, linguagens e gêneros literários onde se mostra um afiado cronista urbano de sua vivência em um subúrbio carioca povoado por igrejas pentecostais e milícias, dias ensolarados e futuros incertos. Da singeleza de um haicai a um extenso cordel, passando por conto, roteiro e letras de músicas, ele povoa suas narrativas com versões de si próprio e personagens exuberantes e complexos.

Agora, prestes a lançar “Invocações”, Daniel abraça de vez suas publicações anteriores e que estavam fora de circulação em formato físico ou digital. E será o digital que vai nortear seus próximos três lançamentos, todos narrados pelo próprio autor em álbuns que serão disponibilizados no Spotify, Deezer e principais plataformas de streaming já a partir de junho.

“Parte do processo para eu finalmente querer lançar esses novos foi uma aceitação da minha jornada. Do que me fez chegar até aqui. Esses livros foram feitos durante minha adolescência, dos 13 aos 19 anos, e bem, a gente muda muito desde então e não se relaciona com quem éramos. Mas isso não apaga o que eu era. Os dois próximos lançamentos, ‘Invocações’ e ‘Voando Reto num Muro de Tijolos’, falam muito como podemos fugir de muita coisa da vida, exceto do passado. Então decidi finalmente lançar esses livros digitalmente”, revela.

Se repensar enquanto criador é uma constante no trabalho de Daniel Pandeló Corrêa. “Nadastar”, por exemplo, foi distribuído originalmente em uma espécie de livro digital pré-Kindle: o cordel era enviado gratuitamente via celular utilizando a ainda recente tecnologia bluetooth. Agora, o escritor quebra novas barreiras de circulação irrestrita de seus trabalhos disponibilizando todos os livros em formato mobi, epub e pdf, além da leitura online. 

“Acho que o digital sempre foi meu caminho. Eu cresci num bairro no subúrbio do Rio onde não tinha livrarias até eu ter meus 15 anos, mais ou menos. Então a ideia do livro físico era algo que dava um trabalho e não era muito fácil de conseguir. E eu cresci naquele momento que a internet estava começando a se popularizar e era muito geek de querer imaginar novas possibilidades. Esses três livros foram pensados para o digital antes de tudo, para serem lidos numa tela ou em movimento, no transporte público. Gosto muito de experimentar novos formatos pois sou muito contra o que falam que as pessoas não leem mais. As pessoas leem muito – não do modo como poderíamos pensar a leitura, mas leem. Passam o dia em aplicativos de mensagens com textos, com redes sociais… Eu  estou tentando pensar algum modo de adaptar meus textos ao ritmo das pessoas”, conta.

Em “Bucolidade Urbana”, ele reflete muito do ritmo das cidades. O livro de estreia reuniu contos e poemas publicados por Daniel em seu blog entre 2003 e 2006. São pequenas tragédias urbanas, de encontros e desencontros, alegrias e tristezas, com os nuances do olhar adolescente sobre uma realidade desigual. Já em “Nadastar”, oferece uma mistura da linguagem de cordel com os poemas de voz de João Cabral de Melo Neto. A obra cria um nordeste mítico em um interior qualquer para contar a história de amor entre uma mulher e uma televisão. Por fim, “Tristes camelos” é uma novela sobre obsessões. Sob o ponto de vista de um homem que não consegue lidar com um amor fracassado, a trama expõe personagens que permearam de modo quase despercebido a vida daquele casal.

Prestes a se lançar como artista de áudio, adaptando o conceito da poesia falada para seus próximos trabalhos, Daniel Pandeló Corrêa segue surpreendendo a si mesmo – e, principalmente, aos leitores. Os livros “Bucolidade Urbana”, “Nadastar” e “Tristes camelos” já estão disponíveis na loja Amazon. Para 2020, o autor lançará “Invocações” e “Voando reto num muro de tijolos”, livros musicados de poesia que serão estrearão nas principais plataformas de streaming em 01/06 e 06/07, respectivamente.

Acesse: http://www.danielpandelocorrea.com.br 

Sobre o autor

Daniel Pandeló Corrêa é um escritor, roteirista de cinema e TV e comunicólogo. Criado no subúrbio do Rio de Janeiro e morador de Petrópolis, o autor une todas as suas trajetórias profissionais em uma: a de contador de histórias.

São elas que movem a sua carreira, iniciada com textos em blogs no início dos anos 2000 e complementada com o lançamento independente de “Bucolidade Urbana”, em 2006. O livro de contos teve seus textos selecionados pelos leitores e foi o pontapé inicial para que o jovem escritor se tornasse presença marcante em feiras e eventos literários, sempre defendendo a internet e a tecnologia como ferramenta criativa. 

No ano seguinte lançou seu segundo livro, o cordel “Nadastar”, em forma de um aplicativo para celulares distribuído via bluetooth, que acabara de chegar ao país. Em 2009, divulgou sua novela “Tristes Camelos” em uma edição independente disponibilizada gratuitamente na internet sob o selo creative commons. O livro chamou a atenção da editora Faces, que o lançou no ano seguinte.

Em 2010, o autor deu uma pausa na carreira literária e se dedicou à sua formação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, o que lhe possibilitou um trabalho voltado para as artes em geral. Daniel passou pela produção cinematográfica, pelo processo de criação e montagem de exposições em galerias importantes até chegar ao trabalho com mídias digitais e marketing na gravadora Deckdisc e artistas como Cícero, Pitty, Nação Zumbi, Arlindo Cruz, Toro y Moi e Broken Social Scene. O trabalho com a indústria fonográfica levou à criação de sua própria empresa, a Build Up Media, iniciativa que oferece uma abordagem diferenciada à comunicação estratégica voltada para artistas.

Essas múltiplas experiências são hoje o ponto de partida para uma série de projetos em desenvolvimento pelo autor. Atualmente, Daniel se dedica a um novo romance e uma série de lançamentos em áudio.

Acompanhe o autor:

https://www.facebook.com/danielpandelocorrea

https://www.instagram.com/danielpandelocorrea/

Monique Ferreira lança consultoria de carreira para projetos independentes

Muitas bandas que estão iniciando sua carreira artística encontram dificuldades no planejamento de etapas e metas. Foi pensando nisso que a produtora Monique Ferreira, da agência Na Beira do Palco, criou o serviço de consultoria de carreira para bandas independentes. Neste modelo, a produtora oferece uma análise de caso exclusiva para auxiliar artistas com suas dificuldades. Artistas interessados devem preencher o formulário neste link: http://bit.ly/contatobandas

Monique, que atua na área de produção há 17 anos, explica que a necessidade das bandas por orientação a incentivou a lançar o modelo de serviço. Segundo a produtora, “percebo muito que os artistas independentes travam na hora de desenvolver a música como um projeto, uma profissão mesmo. É nesse ponto que eu quero ajudar. Colocar a galera pra pensar como empreendedores, planejar, analisar. E lógico, monetizar!”

A consultoria foi pensada para ser um serviço simples, com custo reduzido, e que pode mudar totalmente o caminho de carreira das bandas. “Eu trabalho no independente, não podia colocar um serviço com custo altíssimo e pouco resultado. Quero que a galera invista dentro das possibilidade de cada um e se desenvolva. O crescimento do mercado me faz crescer também”, explica.

Solicite a consultoria neste link: http://bit.ly/contatobandas

Para pacotes de serviços, acesse este link: https://apoia.se/nabeiradopalco

Monique Ferreira é produtora formada em Produção Audiovisual, tendo trabalhado em grandes empresas como Record e Conspiração Filmes, produzindo novelas e séries como Detetives do Prédio Azul. Na música, passou por produções como o Rock in Rio e o Último Show da turnê de Sandy e Junior, além de atuar no mercado independente com shows de bandas como Supercombo e Fresno. Possui um veículo de mídia onde divulga diariamente shows e lançamentos de artistas de todas as proporções. Na agência Na Beira do Palco, realiza shows no mercado independente do Rio e cuida da carreira de bandas e artistas. Tem se dedicado à produção de conteúdo e publica vídeos semanalmente no Instagram e YouTube com dicas para artistas.

Acompanhe o trabalho:
Apoia.se: apoia.se/nabeiradopalco
Instagram: instagram.com/nickasferreira
YouTube: youtube.com/nabeiradopalcobrrj
Facebook: facebook.com/nabeiradopalco
Site: nabeiradopalco.com.br

Samba da Ouvidor realiza lives para arrecadar fundos para comunidades no Rio de Janeiro

Hoje os integrantes do Samba da Ouvidor farão uma sequência de lives no Instagram para divulgar a campanha de arrecadação de fundos para doação de cestas básicas para áreas críticas dos Morros da Mangueira e do Salgueiro. As apresentações começam com Gabriel da Muda (@gabrieldamuda), às 17h30, seguido de Iuri Bittar (@iuribittar), às 18h15, Ronaldo Gonçalves (@ronaldogoncalves.oficial), às 19h, e Julião Pinheiro, às 19h45.

As doações podem ser feitas no site Vakinha, pelo link vaka.me/1019161.

Comunicado oficial:

A situação nas favelas cariocas, que já era precária, foi acentuada em decorrência da pandemia do Coronavírus.

Apesar de a ajuda estar chegando de várias formas, detectamos a necessidade de uma distribuição mais orgânica que possa atender de imediato os moradores das cinco regiões mais pobres dentro de cada uma dessas favelas.

Qualquer ajuda é válida. A quantia pode ser a que for possível nesse momento que não é fácil para nenhum de nós ou apenas ajudando na divulgação.

As Lives acontecerão no Instagram, no dia 21 de maio, nos perfis pessoais de cada um dos integrantes.

#sambadaouvidor

“Me Cante uma História” com Natália Boere

Na escola, Natália Boere adorava escrever redação. Sempre começava pelo título, fazia a conclusão (que, claro, tinha que ser lacrante) e só então partia para o “recheio”. O mesmo processo se repetiu na criação de ME CANTE UMA HISTÓRIA, uma série de lives que estreia nesta quinta, 21 de maio, às 20h, nas quais a cantora, compositora e jornalista vai conversar com grandes compositores brasileiros sobre as histórias por trás das canções da sua autoria.

As lives acontecerão sempre às quintas-feiras, às 20h, no perfil de Natália Boere no Instagram: @nataliaboere. E o primeiro convidado dispensa apresentações: Roberto Menescal. Nas próximas quintas, nomes como Pretinho da Serrinha, Moreno Veloso, Mahmundi, João Cavalcanti e Danni Carlos já estão confirmados.

“Acho fascinante o processo de composição. Para mim, é algo muito intuitivo. Sempre tive curiosidade de saber o que inspira outros artistas e queria compartilhar isso com o público. Acho que a música pode ser um conforto nesta quarentena”, explica ela, que além de cantar e compor, também é repórter do jornal O Globo.

ME CANTE UMA HISTÓRIA vai explorar histórias curiosas dos compositores, segredos sobre o processo de composição e inspiração, e também o atual momento e o que isso pode influenciar artisticamente na sua criatividade.

“É importante falar de arte e de música agora. Muitos artistas podem se inspirar nas conversas para continuarem produzindo e criando na quarentena”, conclui Natalia.

SOBRE: Natural de Salvador, Natália Boere mora no Rio desde 2009. Na capital carioca, foi uma das vocalistas da segunda formação da banda “O espírito da coisa”. Na capital baiana, cantou com a banda Timbalada no extinto Candeal Guetho Square e também fez shows com os grupos Sputnik e Acarajazz Blues Band. Também possui formação em Teatro Musical, na Broadway. Em 2019, fez show no Palco do Aterro do Flamengo no Réveillon do Rio, com músicas autorais e sucessos da MPB e do samba. O seu show já passou pelo Teatro Ipanema, Beco das Garrafas, Forte de Copacabana, Teatro Café Pequeno, Casa da Gávea e pelo Centro da Música Carioca Artur da Távola.

VEJA NATÁLIA BOERE NO YOUTUBE: https://www.youtube.com/user/nataliaboere

SERVIÇO:
ME CANTE UMA HISTÓRIA com Natália Boere

Quando: quintas, às 20h

Estreia: 21/5 – quinta – com Roberto Menescal

Onde: www.instagram.com/nataliaboere/

Convidados confirmados: Pretinho da Serrinha, Moreno Veloso, Mahmundi, João Cavalcanti e Danni Carlos.

Theatro Municipal Palco Livre convida Jésus Figueiredo e Lara Cavalcanti em O Canto Lírico e os cuidados com a voz

Theatro Municipal Palco Livre convida Jésus Figueiredo e Lara Cavalcanti em O Canto Lírico e os cuidados com a voz

Cantar bem é admirável, mas para obter êxito nesta carreira é preciso de muito estudo e técnica. Pensando em mostrar ao público um pouco deste universo e em dar algumas dicas de como manter uma boa voz, o Theatro Municipal Palco Livre convida o maestro Jésus Figueiredo e o mezzo-soprano Lara Cavalcanti, ambos do Coro do TMRJ para um bate-papo na próxima terça-feira, às 15h. O tema será O Canto Lírico e os cuidados com a voz.

O maestro vai abordar um breve histórico sobre a origem e a evolução do canto lírico, destacar os principais compositores e suas óperas, a influência do bel canto em várias gerações e explicar como é um coro de ópera, em especial, o coro do TMRJ.

A cantora lírica Lara Cavalcanti vai ressaltar os cuidados com a voz e a produtividade em uma rotina de ensaios e apresentações de um coro profissional. Lara também vai recomendar como fazer um aquecimento vocal correto.

E claro, os artistas vão responder as perguntas do público que poderá participar, a partir das 15h, na live, ao vivo, no Instagram do Theatro Municipal.

Sobre o maestro Jésus Figueiredo

Jésus Figueiredo é Maestro Titular do Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (TMRJ), onde trabalhando ininterruptamente desde 1999, e atua também junto a Orquestra Sinfônica do TMRJ na preparação de Óperas, dirigindo concertos e na regência de Balés.

 É também Regente Titular dos Coros e Diretor Musical da Associação Canto Coral (RJ), instituição fundada em 1941 pela maestrina e musicóloga Cleofe Person de Mattos, e a qual teve como incentivador e patrono o maestro Heitor Villa-Lobos.

É bacharel em Regência, em Órgão de Tubos e Mestre em Acústica Musical pela UFRJ, onde em diferentes períodos foi Professor de Regência, Prática Orquestral, Canto Coral e Regência de Banda Sinfônica. Ministrou aulas de Análise Musical, Harmonia, Canto Coral e Regência no curso de música na Universidade de Barra Mansa, e atualmente faz parte do quadro de professores da pós-graduação do Conservatório Brasileiro de Música.

Sobre o mezzo-soprano Lara Cavalcanti

Lara Cavalcanti é formada pela escola de música da UFRJ com diploma de dignidade acadêmica Magna cum laude, fez parte da Academia de ópera Bidu Sayão no teatro Municipal do Rio de Janeiro e é pós graduada em canto lírico pelo Instituto Superior de Educação Ateneu (Coletivo das artes). Atualmente cursa o mestrado profissional na UFRJ e é solista/ corista do Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Dentre suas atuações destacam-se:   La Tragédie de Carmen (Carmen),  Bodas de Fígaro (Marcellina), Faust (Siebel), Cavalleria Rusticana (Lola), João e Maria   ( João),  A menina das nuvens (Mãe),  Dido and  Aeneas (Dido), Serse     (Arsamene),  La Cenerentola  (Tisbe).  Em teatros variados: La Traviata (Flora), O Mambembe encantado (Ana Beleza), Cosi fan tutte (Dorabella), Suor Angelica (Tia Principessa), Carmen (Mercedes). Fez parte do Lyric Opera Studio de Weimar na Alemanha na edição de 2018. No repertório de concerto destaca, Il pianto di Maria de Ferrandini, 9ª sinfonia de Beethoven, Petite Messe Solennelle de Rossini, Das lied Von der Erde de Mahler,Te Deum de Bruckner e Les nuits d’été de Berlioz.

Foi premiada no concurso Maria Callas em 2015 e no concurso de música de câmara Francisco Mignone em 2016. Recebeu junto ao espetáculo “A modinha que não sai de moda” o Troféu de reconhecimento na categoria advento cultural não governamental no Congresso da sociedade de cultura latina seção Brasil ano – 2016. Gravou junto ao conjunto Brasil Ensemble o Magnificat de João Guilherme Ripper e Ladainha de Francisco Braga junto ao coro de câmara Sacra Vox.

Serviço:

Theatro Municipal Palco Livre convida Jésus Figueiredo e Lara Cavalcanti em O Canto Lírico e os cuidados com a voz

Data: 19 de maio – terça-feira

Live às 15h

Instagram: @theatromunicipalrj

Diogo Nogueira lança livro de culinária “Diogo na Cozinha”

Artista inquieto e multimídia, Diogo Nogueira, mesmo em tempos de confinamento, preparou novidades para seu público.

Como bom gourmet que é e chef de primeira, que adora cozinhar para os amigos e família, preparou um livro digital com suas receitas personalíssimas. Neste isolamento Diogo tem se divertido na cozinha e a ideia de fazer esse livro de receitas nasceu enquanto ele fazia um dos seus pratos favoritos: o “EstrogoNog”.

O livro “Diogo na Cozinha” traz 20 receitas, entre frutos do mar, aves, carnes e sobremesas e pode ser comprado pelo site http://diogonacozinha.com.br (R$ 24,90). “Meu livro traz receitas que carregam histórias de afeto, de viagens e de muitas reuniões regadas a samba e alegria”.E quem comprar até  amanhã, dia 09/05, ganha uma live exclusiva com o Diogo no domingo, 10/05, onde ele vai ensinar a fazer arroz de polvo para o almoço do Dia das Mães.

Diogo fez sua primeira live no domingo, dia 26/04, em seu canal no Youtube (diogo.no/youtube) comemorando seu aniversário de 39 anos com seus fãs, com música, comida, alegria e muito amor pelo samba e lançamento do livro – acompanhado de uma banda super enxuta, com os cuidados de higiene e distanciamento recomendados pela OMS. Neste dia ele fez uma moqueca de camarão e os comentários foram ótimos: “a Ana Maria Braga do samba”, “Diogo, quero ser seu Louro José”…

No próximo dia 17/05, domingo, ele vai fazer nova live às 12h, com muito samba no pé e receitas de dar água na boca.