Live Rodrigo Sha e DJ Mam

Nos jardins do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, às margens da Baía de Guanabara, de frente para a vista deslumbrante do Pão de Açúcar, o músico Rodrigo Sha e DJ Mam, personalidades marcantes da cena musical carioca, apresentam seu novo projeto: “Jazz Botânico”. As batidas, os instrumentos e os efeitos sonoros criados pela dupla se fundem à beleza e natureza da cidade neste novo álbum, que traz dez músicas. A transmissão do show acontece pelo Youtube do Blue Note (https://bit.ly/livejazzbotanico), dia 19 de março, às 21 horas. O disco sai pelo selo Sotaque Carregado.

Ative o lembrete do show, garanta seu ingresso consciente e faça o Pré-save do single – https://linklist.bio/jazzbotanico

O PROJETO

“O Jazz Botânico foi concebido com o propósito de comunicar o Meio Ambiente através da música. Ficamos imersos numa galeria de arte no bairro do Jardim Botânico e nos apropriamos desse diálogo com os sons do bairro, regados à exuberante natureza da Mata Atlântica. O álbum, fruto da Mãe Natureza com a arte contemporânea, é parido no MAM-RJ, mesmo local em que nosso duo original, o Brazilian Lounge, nasceu há 20 anos, suspenso em seu Jardim, assinado por Burle Marx”, explica DJ Mam.

“Jazz Botânico é um projeto que consolida minha parceria com o DJ Mam, compomos e produzimos o álbum juntos. Montamos um estúdio provisório no Jardim Botânico, o que nos inspirou muito para essa sonoridade e todo o clima que permeia o disco, de naturalidade musical, despretensioso, somente querendo uma música de qualidade, agradável e com a nossa identidade carioca universal”, completa Rodrigo Sha.

Para o DJ, o álbum fala de um Rio nos primórdios, quando ainda era habitado pelos índios. “Não à toa, estamos à beira da Baía de Guanabara, de onde os indígenas viram e receberam em seu paraíso Botânico os europeus e a diáspora Africana. O nosso disco fala desse Rio, uma das matrizes do Povo Brasileiro”.

Majoritariamente instrumental e com samples da natureza e do cotidiano, o álbum “Jazz Botânico” conta ainda com a música Vai falar com Deus, lançada no festival SOS Rainforest Live, realizado por Sting, tendo uma versão cantada, produzida no período da pandemia, e que conta com Marcos Suzano.

Lançada também na próxima sexta, e apresentada pela primeira vez no Festival Demarcação Já Remix, que tem a curadoria do DJ Mam e foi realizado no dia 1º de março, aniversário do Rio de Janeiro, a música “Do Guarani ao Guaraná” é composta por um trecho da canção “Demarcação Já”, de Carlos Rennó e Chico César. A versão de Sha e DJ Mam conta com a voz do mestre da MPB Gilberto Gil e participação especial de outro grande nome de nossa música, o pernambucano Lenine, além do canto ancestral milenar “Nhanderu tenondeguiae”, do Coral Guarani Tenonderã. A produção musical foi feita em parceria com o trio Manie Gang.

A introdução da faixa traz os dizeres “O Rio de Janeiro é área indígena”, na voz do artista visual indigenista Xadalu, que há um ano hasteou a bandeira “Atenção: área indígena”, no mastro do Museu de Arte do Rio, em plena Praça Mauá. O símbolo ilustra a capa do single, que terá videoclipe lançado no dia 19/03.

LIVE NOS JARDINS DO MUSEU DE ARTE MODERNA DO RIO DE JANEIRO

DJ Mam e Rodrigo Sha. Foto: Simone Kontraluz

O lançamento contará com uma live, no dia 19 de março, a partir das 21 horas, transmitida pelos canais de Youtube do Blue Note, através da iniciativa ‘Lives pela Arte’, desenvolvida pela casa de shows. Além das faixas de “Jazz Botânico”, a apresentação contempla a canção “Redentor”, que ganhou o concurso de música-tema dos 80 anos do Cristo Redentor, em 2011, além da música “Oba Rio”, lançada em parceria com a RioTur.

“Jazz Botânico tem uma sonoridade que combina com ambiente ao ar livre, e fazer uma live no terraço do MAM, às margens da Baía de Guanabara, com Pão de Açúcar ao fundo e Museu a frente, assim como centro da cidade, rodeado de arte natural e contemporânea, foi um momento muito especial, tudo se completou.”, comenta Sha.

Para DJ Mam, a escolha do Blue Note como “palco vitual” da live foi ideal. “Acredito que o Blue Note seja o palco perfeito para destacarmos nosso caráter jazzístico, que no Brasil, e principalmente no Rio, se deu através dos arranjos da Bossa Nova, no Jazz Botânico, magistralmente assinado pelo Sha”.

SERVIÇO: LIVE PELA ARTE – RODRIGO SHA & DJ MAM
Data: 19 de março (sexta-feira)
Horário: 21 horas
Transmissão – Youtube Blue Note: https://bit.ly/livejazzbotanico
Ingresso consciente (opcional): a partir de R$30 (https://bileto.sympla.com.br/event/67630/d/97044/s/528158)

FICHA TÉCNICA – JAZZ BOTÂNICO
Arranjos: Rodrigo Sha
Produção musical: Rodrigo Sha e DJ Mam
Gravado por Rodrigo Sha no estúdio “Colméia Azul” e por DJ MAM no “Brazilian Lounge estúdio móvel”
Mixado por Alex Moreira e Rodrigo Sha
Produção executiva: DJ Mam

FAIXAS

Tropical
(Dj Mam / Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha: programação rítmica, violão, baixo, syntetizadores, piano, sax soprano, vocais
Marilia Passos: Voz
Marcos Suzano: Pandeiro
DJ Mam: Scratches e samples

Chega devagar
(DJ Mam/ Rodrigo Sha)
Poesia incidental: DJ MAM
Rodrigo Sha: programação rítmica, violão, baixo, syntetizadores, flauta transversa
DJ Mam: Voz, programação de samples e scratches

Terra Boa
(Dj Mam/ Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha: programação rítmica, violão, baixo, syntetizadores, piano, flauta transversa, sax Tenor, vocal
DJ Mam: Vocal, programação rítmica e samples
Marilia Passos: Voz

Nosso Jardim
(DJ Mam / Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha: programação rítmica, violão, baixo, syntetizadores, piano, voz e samples
DJ Mam: Voz, programação rítmica, programação de samples e scratches
Percussão: Laudir de Oliveira

Vai falar com Deus
(DJ Mam / Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha: programação rítmica, violão, baixo, syntetizadores, piano, sax soprano, vocais e coro
DJ Mam: Vocais, percussão vocal, programação rítmica e programação de samples

Papo de Janela
(DJ Mam/ Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha: programação rítmica, violão, baixo, syntetizadores, piano elétrico, sax tenor, sax barítono
DJ Mam: Programação de samples

Renovação
(Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha : programação rítmica, baixo, teclados, syntetizadores, flauta transversa
DJ Mam: voz e scrathes

LoungeANDO
(DJ Mam / Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha: Rodrigo Sha: programação rítmica, violão, baixo, syntetizadores, Organ, guitarra e vocais
Dj Mam: Vocoder e scrathes

Vai falar com Deus (Tribal Mix)
(DJ Mam / Rodrigo Sha)
Rodrigo Sha: vozes, programação rítmica, Baixo, syntetizadores, piano, coro
DJ Mam: Vocais, percussão vocal, programação rítmica e programação de samples
Marcos Suzano: Percussões

Do Guarani ao Guaraná
Arranjo: Rodrigo Sha
Produzido por: Dj Mam e Rodrigo Sha
Mixagem: Rodrigo Sha
Masterização: Lucio K
Programação rítmica: Manie Gang, DJ Mam
Baixo, violão, teclados, sax soprano, sound design: Rodrigo Sha
Coral: Guarani Tenonderã
Voz falada: Xaladu
Voz: Gilberto Gil
Voz: Lenine

RODRIGO SHA
Cantor, compositor, arranjador, produtor e multi-instrumentista, Rodrigo Sha tem mais de 20 anos de carreira, oito álbuns solo, diversos singles, EP’s e prêmios da música brasileira. Ao da sua trajetória artística, tocou com grandes artistas da música nacional, como Bebel Gilberto, Leo Jaime, Ritchie, Blitz, Kid Abelha, Seu Jorge, entre outros, e já se apresentou em grandes festivais de música, como o Rock In Rio.
DJ MAM
Um dos principais nomes da cena carioca, DJ Mam ganhou o Prêmio Noite Rio de Melhor DJ de MPB/Regional em 2014 e 2012. O artista foi atração de megaeventos como o tradicional Réveillon de Copacabana e as festas de 450 e 451 anos do Rio. Sua pesquisa de sons do Brasil deu origem a seu primeiro álbum autoral, o “Sotaque Carregado”. O álbum foi finalista do Prêmio da Música Brasileira em 2013 e chegou ao top 20 da World Music Charts Europe, a parada musical das rádios europeias. Reconhecimento que o levou para importantes palcos internacionais como o Roskilde Festival e o WOMAD Chile.
Lupa Comunicação