Estreia “Para Dentro”, curta-metragem inspirado na obra de Clarice Lispector

Em plena pandemia, Clarice, uma executiva bem-sucedida e solitária é surpreendida pelo pedido de demissão de sua empregada. Sozinha em casa, inicia uma arrumação do “jeito dela”. Numa tentativa de colocar as coisas no seu devido lugar começa a fazer uma viagem “Para Dentro”, e revisitar a sua própria história.

Em meio à arrumação, o inusitado, o estranho; encontra um ovo, que a desconserta e a faz levantar várias hipóteses sobre sua origem. A cada ato de arrumação uma reflexão sobre questões sociais, amor e morte.

A personagem Clarice traz questões sociais de uma mulher, que emergiu socialmente, se deixou levar pelas convenções sociais, e tem uma empregada 24h por dia. Ao mesmo tempo, reflete sobre sua condição solitária e a sua incapacidade de se relacionar.

Livremente inspirado na atmosfera lírica da obra de Clarice Lispector e no seu romance A Paixão Segundo G. H., e em homenagem ao centenário de

nascimento da escritora, o filme é uma realização conjunta da atriz e produtora Joelma Di Paula e do produtor de comunicação e cineasta Allan Fernando.

A atriz Joelma Di Paula, que já interpretou no teatro a Macabéa, de A Hora da Estrela, percebeu que as questões trazidas pela obra de Clarice são sempre atuais, e que era possível fazer um paralelo com a pandemia:

– Em 2015, eu fiz a Macabéa, da Hora da Estrela. Mas muito antes, eu li A Paixão Segundo G.H em um curso livre na Escola Martins Pena, desde então, fiquei com o livro na cabeça. Como a personagem está sozinha em casa, depois da empregada se demitir, percebi que tinha uma situação análoga ao que estamos vivendo na pandemia, e a partir daí, chamei o Allan Fernando, parceiro de outros trabalhos para criarmos um roteiro, que refletisse o momento atual e que também trouxesse as questões existencialistas tão características da obra de Clarice, como uma singela homenagem ao seu centenário de nascimento.

O cineasta Allan Fernando viu nesta parceria não apenas a possibilidade de homenagear a escritora de quem também é fã, mas também como ter um olhar crítico sobre as questões que a pandemia trouxe:

– A narrativa de Clarice sempre me inspirou, muito além da ficção, eu sou apaixonado por um livro de entrevistas dela, de quando ela trabalhou para o Jornal do Brasil, como repórter. Quando eu ia escrever as sugestões de fala, folheava um livro que tenho dela com fotos e trechos de seus livros, basicamente eu pedia licença e a imaginava comigo, na dúvida, perguntava “o que você acha, Clarice?”, Fico sempre me perguntando, o que ela escreveria ou diria desse momento de pandemia. Talvez esse curta tenha me ajudado com essa questão.

O projeto foi contemplado pelo edital Cultura Presente nas Redes da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro (SESEC), gravado durante a pandemia, respeitando os protocolos de segurança e utilizando apenas o interior de um apartamento como set.

O filme estará disponível no dia 08.10 nas plataformas do YouTube e Instagram dos realizadores Joelma di Paula e Allan Fernando.

Ficha Técnica:

Idealização: Joelma Di Paula

Roteiro: Joelma Di Paula e Allan Fernando

Direção, fotografia,montagem, sonoplastia, edição e arte: Allan Fernando

Elenco: Joelma Di Paula

Produção : Joelma Di Paula e Samuel Belo

Voz off do Ministério da Saúde: Allan Fernando

Voz off Radialista e Repórter: Samuel Belo

Trilha Sonora: Youtube Audio Library

Comunicação, marketing e assessoria de imprensa: Joelma Di Paula e Allan Fernando

Serviço:

Duração: 30min

Estreia: 08.10.2020 às 20h15 na plataforma do youtube

Instagram: @joelmadipaula @allanfernando5

Youtube: Joelma Di Paula

Link para a estreia: