Theatro Municipal Palco Livre e Petrobras convidam André Heller-Lopes e Carmen Gloria Larenas em Ópera e Balé: desafios latino-americanos

 A Diretora do Teatro Municipal de Santiago, no Chile, é a convidada especial da live Ópera e Balé: desafios latino-americanos, às 17h de quinta-feira, dia 04 de junho, no Instagram do Theatro Municipal do Rio de JaneiroBailarina de formação e diretora do Teatro Del Lago, Carmen Gloria Larenas, é um dos nomes mais destacados da indústria cultural latino-americana. Ela conversa com o Diretor Artístico do Theatro Municipal do RJ, Andre Heller-Lopes, que recentemente, levou a ópera Fausto, encenada em 2019 no TMRJ, para o palco do Municipal Chileno. Na pauta, os desafios da Ópera e do Balé na América Latina, em especial nos tempos atuais.

image.jpeg

 

Sobre André Heller – Lopes

O diretor artístico do Theatro Municipal, André Heller-Lopes, é um grande divulgador da ópera e de novos talentos no Brasil. Professor da UFRJ, PhD pelo Kings College London, André se especializou na Royal Opera House de Londres, na Ópera de São Francisco e no Metropolitan Opera de Nova York. Dirigiu óperas e concertos por todo o Brasil, 8 no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Portugal, Estados Unidos, Áustria, Inglaterra, Polônia, Malásia, Alemanha, França, Argentina e Uruguai. Em 2013, a revista internacional “Opera”, do Reino Unido, dedicou um perfil de nove páginas ao seu trabalho. Dentre as produções que levaram sua assinatura encontram-se Salomé, Nabucco, A Valquiria, O Diário do Desaparecido, Savitri, Don Pasquale, Idomeneo (Theatro Municipal do Rio e CCBB-RJ), Die Walküre, Götterdämmerung, La Fille du Régiment, Falstaff, Samson et Dalila, Der Rosenkavalier, Adriana Lecouvreur e Andrea Chenier (Theatro Municipal de São Paulo, Teatro São Pedro e OSESP), Hansel e Gretel, Trouble in Tathiti, A Bela Adormecida e Nabucco (Lisboa); Tosca e Eugene Oneguin (Salzburgo); Manon Lescaut, Rigoletto, Jenufa e Don Pasquale (Buenos Aires;) Tristão e Isolda e Medea, em Manaus; Macbeth e Ariadne auf Naxos, em Montevidéu; Rigoletto e Lucia di Lammermoor (Belo Horizonte). No Rio de Janeiro, no Parque Lage, encenou ao ar livre e com entrada franca A Midsummer’s Night Dream – espetáculo patrocinado pelo prêmio internacional Britten 100 Award e pelo British Council – que acabou indicado para o Opera Awards de 2014, o “Oscar da ópera”.

image.jpeg

Foto: Divulgação  

Sobre Carmen Gloria Larenas

Ela foi a primeira mulher a dirigir o Teatro Municipal de Santiago em seus 162 anos de história. Carmen Gloria Larenas é jornalista e gerente cultural, mas também foi bailarina profissional do Ballet de Santiago por dez anos e até se tornou solista. Atualmente, é diretora artística do Teatro del Lago e membro do Conselho Consultivo do Capítulo Chileno do Museu Nacional das Mulheres nas Artes, com sede em Washington.

Após a renúncia do atual diretor municipal, Frédéric Chambert, ela foi escolhida para assumir um desafio complexo, considerando a imensa dívida de quase US $ 7 bilhões que o teatro arrasta há anos. A história de Larenas com o local é longa, começou em 1984, primeiro como bailarina e depois como jornalista, onde trabalhou por oito anos como assessora de imprensa.

Como gerente cultural, foi gerente geral da Corporação Cultural de Lo Barnechea e, em 2009, ingressou no Teatro del Lago em Frutillar, depois assumindo a direção artística há três anos. Larenas foi nomeada pelo conselho que preside o prefeito de Santiago, Felipe Alessandri, e passou a ocupar o cargo desde o dia 16 de novembro de 2019.

image.jpeg

Foto: Divulgação

Patrocínio Ouro Petrobras

Serviço:

Theatro Municipal Palco Livre e Petrobras convidam André Heller-Lopes e Carmen Gloria Larenas em Ópera e balé: desafios latino-americanos

Data: 04 de junho – quinta-feira

Live às 17h

Instagram: @theatromunicipalrj