Coro Juvenil Unirio recria músicas da banda Biltre em vídeo gravado à distância

Mantendo acesa a chama da música mesmo durante tempos de isolamento social devido à pandemia do Covid-19, a banda Biltre mostra uma faceta diferente de seu cancioneiro em uma interpretação vocal realizada pelo Coro Juvenil UNIRIO. As canções “Nosso amor foi um gif”, “Wilson” e “Biscoitinho” foram marcantes nos dois primeiros discos do grupo carioca – “Bananobikenologia” (2015) e “Nosso Amor Vai Dançar” (2018) – e agora ganham um registro reunindo 16 vozes. Além de revelar a homenagem, a Biltre estabelece suas lives fixas via Instagram, colocando o grupo em contato com os fãs via internet pelo menos uma vez por semana.

Assista ao vídeo do Coro Juvenil UNIRIO: https://youtu.be/sMcuk7IZiIY 

Acompanhados apenas do violão de Érico Alexandre (que fez os arranjos e também canta), os membros do Coro reúnem diferentes naipes – sopranos, contraltos, baixos e tenores – em torno das faixas da Biltre, conhecidas por sua amplitude de gêneros musicais e bom humor nas letras. O coral juvenil da UNIRIO é um projeto de extensão que existe desde 2013 na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, dedicado à musicalização de jovens a partir de 13 anos e com o objetivo de levar conteúdo do mundo acadêmico para a comunidade externa. A atividade é gratuita e conta com jovens das mais diversas regiões do Rio de Janeiro, oferecendo aos participantes a oportunidade de se desenvolverem como regentes, arranjadores, cantores e instrumentistas. 

Comandado pelo professor Julio Moretzsohn, o projeto abarca tendências da música pop como forma de incentivo à participação dos jovens. Após conhecer o som da banda Biltre, Julio propôs aos estudantes o arranjo de três canções do grupo, com o primeiro ensaio acontecendo em março. Porém, logo em seguida foram decretadas medidas de isolamento social que levaram a atividade para o ambiente online. 

“Em dezembro do ano passado o filho de uma amiga, que assistiu uma apresentação do grupo, sugeriu que deveríamos cantar a música Wilson da banda Biltre. Como não os conhecia, baixei no Spotify as canções do grupo e gostei muito do trabalho! Achei que o coro teria uma identidade com o senso de humor e o trabalho vocal da banda. Sugeri então que o meu aluno Érico escolhesse algumas músicas para fazer um arranjo que criou grande empatia de imediato com os cantores. Contudo, logo depois entramos na quarentena. Sugeri então, como atividade para esse período, que os integrantes me enviassem vídeos cantando suas vozes para eu editar”, revela o professor. 

O resultado é uma interpretação jovial e cheia de harmonia que, em seu formato minimalista, contrasta com todo o aparato pop do quarteto formado por Arthur Ferreira, Dioclau Serrano, Diogo Furieri e Vicente Coelho. Na musicalidade da banda, um som delirante e moderno se encontra com tradições regionalistas brasileiras, em uma irresistível mistura. Essas características fazem da Biltre um dos destaques da cena independente carioca, somando às suas letras e às performances que privilegiam o lado cômico e teatral do grupo. 

Seja incorporando a música popular do norte do Brasil em “Piranha” (uma releitura do clássico de Alípio Martins); fazendo uma crônica das frustrações de um músico em “Pissaicou”; ou criando uma comédia de erros num cenário praieiro em “Bagana”, a Biltre mescla duas de suas maiores forças: um lado lírico entre o deboche e a sinceridade escancarada, embalado por melodias rasgadas e dançantes.

Após seus dois elogiados discos e passagem por festivais e palcos renomados em diversas regiões brasileiras, o grupo se movimenta para um novo capítulo. No fim de  2019, os músicos revelaram uma parceria com Letrux no clipe “Vamos gozar”, uma ode ao prazer que ganha proporções intergaláticas no vídeo. E em clima de pré-Carnaval, lançou sua própria versão do hit “Jennifer”. “Jefferson” ressignifica a letra: ao invés do Tinder, o affair surgiu no Grindr. Desde então, revelou também parcerias com o grupo Tuyo em “Lara”, e Lenine e Lucas Estrela em “Aceitar”. Por fim, lançou também o single “Degustar”.

Para manter a música fluindo, mesmo em tempos de quarentena, a Biltre está com uma programação de lives em seu perfil no Instagram (https://www.instagram.com/bandabiltre/). A Rádio Biltre, com Dioclau, acontece todas semanas, de quarta para quinta-feira, à 1h da manhã. São 45 minutos de seleções temáticas, com as primeiras edições trazendo cancioneiro brasileiro, músicas dançantes dos anos 80 e 90 e R&B. Outros formatos, como a MPBiltre, onde a banda vai homenagear grandes nomes da música nacional, e demais lives vão ser anunciadas pontualmente no perfil da banda no Instagram.

Enquanto segue em isolamento social, a Biltre continua trabalhando em outros lançamentos projetados para os próximos meses. 

Acompanhe Biltre: 

https://www.facebook.com/bandabiltre

https://www.instagram.com/bandabiltre/