O destaque do canal da Palavra Z Produções Culturais essa semana será o Bando de Palhaços que completa 10 anos em 2020

Para contribuir com a campanha oficial de combate ao Covid-19, a Palavra Z Produções Culturais já disponibilizou mais de 20 (vinte) atividades entre elas, música, ópera, exposição, espetáculos infantis e adultos.

A ação intitulada TEATRO ONLINE, já conta com mais de 70 mil visualizações, alcançando uma média de 140 mil espectadores, em todo o Brasil, ao longo das mais de 20 mil horas de exibição. Essa semana, o projeto inicia na quinta-feira e inclui novos gêneros como contação de histórias para crianças e bebês.

Bruno Mariozz, diretor da Palavra Z, convida a todas e a todos, “espalhem esta ideia, vamos ficar em casa, nos protegendo, e também estimulando a proteção de quem nós amamos”, e aposta, “viva a arte que ajuda a curar”.

Para mais informações e detalhes de como assistir aos espetáculos, acesse www.palavraz.com.br

Programação de 17 a 19 de abril

*SEXTA* – Dia 17 de abril de 2020

_Para Família_

*Rio do Samba ao Funk*, produção Pagu Produções Culturais e realização Bando de Palhaços

Disponível de 10h às 17h

O espetáculo é um cortejo cênico musical que celebra a música e a cultura carioca a partir do olhar irreverente do palhaço, partindo do primeiro samba gravado da história da música nacional, “Pelo telefone”, e chegando às “Batalhas de passinho” do funk contemporâneo. O espetáculo é dirigido pelo premiado diretor paulista Fernando Escrich. Foi contemplado pelo Prêmio Fomento Cidade Olímpica para a sua montagem em maio de 2016 e, desde então, vem sendo constantemente apresentado. Já se apresentou no Circuito Sesc de Artes (São Paulo), no Meu Primeiro Festival (Rio de Janeiro), em diversas praças da cidade, entre outros.Com um repertório que inclui desde sambas clássicos, como “A voz do morro”, de Zé Ketti, a sucessos inesquecíveis do funk, como “Rap da Felicidade”, de MC Bob Run, “Rio do Samba ao Funk” é fruto de uma extensa pesquisa histórica realizada pelo Bando de Palhaços e faz um resgate cronológico do caminho percorrido pelos dois gêneros musicais de maior importância para a cultura carioca, desde os seus surgimentos até os dias de hoje.

Direção: Fernando Escrich
Direção musical: Fernando Escrich
Elenco: Ana Carolina Sauwen (Palhaça Lola);
Camila Nhary (Palhaça Catarina);
Mariana Fausto (Palhaça Maricota);
Matheus Lima (Palhaço Arlindo Ovelha);
Pablo Aguilar (Palhaço Tubias);
Tiago Quites (Palhaço Custódio)
Figurino e Adereços: Carla Ferraz
Projeto gráfico: Thaís Gallart
Fotografia: Helena Marques e Renato Mangolin
Assessoria de Imprensa: Aquela que Divulga
Direção de Produção: Tiago Quites
Produção Executiva: Pagu Produções Culturais
Realização: Bando de Palhaços

_Adulto_

*PAIS E FILHOS* texto e direção de Vinícius Piedade

Disponível das 18h às 00h

Um artista plástico recebe a visita inesperada de seu pai advogado em seu atelier e ambos tentam ensaiar o melhor modo de efetuar esse reencontro numa espécie de ensaio teatral sobre as próprias vidas ficando na linha tênue entre personagens e atores, ficção e realidade.

Texto e direção: Vinícius Piedade

com Evas Carretero e Roberto Borenstein

*SÁBADO* – Dia 18 de abril de 2020

_Infantil_

*O Jogo*, produção Pagu Produções Culturais e realização Bando de Palhaços

Disponível de 10h as 17h

é uma viagem pelo mundo dos esportes. Uma emocionante e divertida partida em que muito mais importante do que ganhar ou perder é o prazer de jogar. Na plateia, pais e filhos se envolvem com as mais variadas modalidades esportivas enquanto assistem às inúmeras aventuras vividas pelo Bando de Palhaços.
Direção: Bando de Palhaços
Concepção, dramaturgia e atuação: Ana Carolina Sauwen,
Matheus Lima, Tiago Quites
Direção musical: Zé Luiz Rinaldi
Figurino: Bruno Perlatto
Adereços: Tuca
Cenário: Dodô Giovanetti
Iluminação: Anderson Ratto
Direção de movimento: Bando de Palhaço e João Ferreira
Assistente de figurino: Alessandra Almeida
Costureira: Angela Sardinha
Programação visual e ilustrações: Diogo Monteiro
Assessoria de imprensa: Aquela que Divulga
Conteúdo digital e campanha de captação : Ana Righi
Fotos: Helena Marques e Marcelas Rimes
Operação de som: Daniel Mazza
Operação de luz: Julia Faria
Produção: Pagu Produções Culturais
Realização: Bando de Palhaços

_Adulto_

*BIRD*, de Coletivo ERRANTE – direção e dramaturgia: Livs Ataíde

Disponível das 18h às 00h

Uma família janta, reunida. Os abismos que os separam residem na pouca escuta. Maria Elisa revela para sua mãe que é um homem. Dia seguinte: uma barba toma conta de seu rosto. Assim, a cada novo dia, seu corpo acorda de uma nova maneira. Mas não é permitido renascer todo dia. A família entra em colapso. A mídia invade, expondo de maneira cruel a situação. Tudo desaba. Por fim, crescem asas em Maria Elisa. Seu corpo já é pássaro. Resta o voo.

*DOMINGO* – Dia 19 de abril de 2020

_Infantil_

 *Sobre Narizes & Jalecos*, do Bando de Palhaços

Disponível das 10h às 17h

Um espetáculo que aborda temas relacionados à saúde de forma nunca vista! Contando com a colaboração preciosa de uma guitarra ao vivo, microfones, muitas plumas e paetês, a Banda do Bando de Palhaços faz diversos números musicais (e outros nem tanto) que tratam de temas como exames médicos, remédios e até um parto, realizado de forma nada convencional.

Criação: Bando de Palhaços
Supervisão de cena: Matheus Lima
Cenário /Figurino: Bando de Palhaços
Iluminação: Tiago Quites e Pablo Aguilar
Elenco: Ana Carolina Sauwen (Neca de Pitibiriba), Camila
Nhary (Catarina), Filipe Codeço (Batatinha), Mariana
Fausto (Maricota), Matheus Lima (Arlindo Ovelha), Pablo
Aguilar (Tubias), Tiago Quites (Custódio).

_Adulto_

*Luas de Há Muito Sóis*, Cia Nina

Disponível das 18h às 00h

A peça faz uso de uma linguagem poética, mas não recitada, e máscaras, para abordar a mulher em um arquétipo triplo, moça, mulher e velha, metaforizado pelas fases da lua. Evelina, Flornela e Gilda: crescente, cheia e minguante. Filhas do viúvo Rosaldo, as três crescem isoladas do mundo como propriedades exclusivas do pai. Entretanto, tudo se desestrutura com a chegada de um jovem forasteiro. O conto se transforma na jornada de três velhas irmãs que viajam num espaço­tempo encantado à procura das portas do mundo, uma busca que empreendem por si mesmas e por um destino mais amoroso. “Três mulheres, três vultos de aves velhas, três agouros, três desejos, três irmãs juntas e desencontradas, o espetáculo é um mergulho, com final surpreendente, nas profundezas e imaginários fantásticos do universo feminino”, explica Moncho Rodriguez.

Direção: Moncho Rodriguez

Elenco: Marina Duarte, Natasha Falcão e Priscila Danny.