Karen Acioly disponibiliza trilogia de infantis de graça na Semana Santa

Para contribuir com a campanha oficial de combate ao Covid-19, a autora e diretora Karen Acioly, faz parceria com a Palavra Z Produções Culturais liberando a exibição de algumas obras infantis.

A AUTORA

KAREN ACIOLY formou-se em Comunicação Social na UFRJ em 1989 e se pós-graduou em Metodologia do Ensino Superior em 1997.

Foi a primeira pessoa a coordenar o Núcleo de Teatro infantil do Município do Rio de Janeiro (2001) e foi a fundadora e diretora artística do Centro de Referência Cultura Infância, no Teatro do Jockey (de 2003 a 2015), além de ser a idealizadora e diretora do Festival Internacional Intercâmbio de Linguagens (FIL).

Escreveu mais de 30 peças de teatro e tem publicados 14 livros infantis. Começou a fazer teatro aos 7 anos de idade e em 1985 ganhou seu primeiro prêmio, o Troféu Mambembe, pela peça De repente no recreio, que escreveu e dirigiu. Conquistou, ainda, os mais importantes prêmios do setor, como Sharp, Coca-cola, Zilka Salaberry e Maria Clara Machado.

Várias peças de sua autoria foram contempladas com o prêmio máximo da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, o Lucia Benedetti.

A ação intitulada TEATRO ONLINE, já conta com mais de 60 mil visualizações, alcançando 100 mil espectadores, em todo o Brasil, ao longo das mais de 15 mil horas de exibição.

O objetivo desta iniciativa, que contou com o apoio de todas e todos os profissionais envolvidos nas produções, é levar arte, cultura, entretenimento, diversão e bem-estar às famílias neste período de confinamento em casa.

Bruno Mariozz, diretor da Palavra Z, convida a todas e a todos, “espalhem esta ideia, vamos ficar em casa, nos protegendo, e também estimulando a proteção de quem nós amamos”, e aposta, “viva a arte que ajuda a curar”.

Para mais informações e detalhes de como assistir aos espetáculos, acesse www.palavraz.com.br

Programação de 2 a 5 de abril

*DE QUINTA A DOMINGO* – De 9 a 12 de abril de 2020

_EXPO VIRTUAL_

*FaceGenerationS* de Karen Acioly

https://www.fil.art.br/expo-facegenerations

É uma experiência inédita que investiga novas experiências do que pode ser a arte – sob a ótica de adolescentes e jovens de 14 a 19 anos.

A curadora e diretora Karen Acioly convidou 26 adolescentes e jovens a pensarem de que maneira eles se veem respondendo aos acontecimentos do mundo e os instigou a imaginarem, a partir de seus próprios repertórios e referências, novas formas de expressão. Ou seja, novas possibilidades de ampliação deste diálogo entre eles e o entorno, através e por meio da arte. Essa foi a primeira – chamada entrevista – das três etapas vivenciadas pelos convidados deste trabalhoaventura.

O Artista

Em um segundo momento, o de sensibilização, os jovens foram convocados a se olharem, por meio de seus autorretratos. Foi-se sugerido então que, a partir da percepção que tiveram quando defrontados às suas próprias imagens, construíssem trabalhos que traduzissem, de maneira plástica e imagética, o que gostariam de dizer, munidos já dos sentimentos e das reflexões que os atravessaram desde o início da jornada FaceGenerationS.

A Obra

Na terceira etapa do projeto os trabalhos gerados são apresentados e compartilhados para que mostrem os caminhos percorridos por cada jovem na busca de sua própria resposta singular. Caminhos esses que, por serem tão diversos, criam um mosaico de possibilidades criativas surpreendentes que nos faz abrir os olhos para novas expressões e percepções do que é a arte para a nova geração. Afinal o que é uma obra de arte? Ela mora no ‘o que’ ou mora no ‘como’?  E o que é beleza? Essas perguntas, muito mais do que respostas absolutas e fechadas, pedem novas e novas perguntas, que realimentam novamente o processo de diálogo com o mundo.

Ao final de 1 ano, FaceGenerationS terá apresentado aos internautas 52 pílulas digitais compostas pela etapa de sensibilização e obras de arte através do olhar destes novos artistas. A arte como portal de acesso.

*SEXTA* – Dia 10 de abril de 2020

*FEDEGUNDA*,de Karen Acioly, produção Borogodó

Disponível de 10h Às 17h

Fedegunda tem como companheiros de jornada o mar, personagem poderoso e sábio conselheiro; o vento, que a impulsiona para a ação; o desejo, belo, sedutor, com grande poder de transformar; o tempo, anjo protetor que a prepara, alimenta e possibilita a superação. A peça traz a oportunidade de refletir a respeito dos desafios a que somos submetidos na tomada de consciência de nossas dificuldades e no enfrentamento e na superação delas, acionando nossos recursos internos.

*SÁBADO* – Dia 11 de abril de 2020

*Experiência Yellow*,de Karen Acioly e Ciro Acioli, produção Borogodó

Disponível das 10h às 17h

O que você faria se os Beatles invadissem o seu quarto? Paulo, um “Beatlemaníaco” apaixonado, cuja adolescência desabrocha em plena incomunicabilidade e inquietude, vai descobrir. Vai descobrir ainda quem ele é, o que quer e como quer estar no mundo.

A criativa ópera pop rock é narrada por um jovem apaixonado que entra em seu submarino amarelo para viver uma aventura e interpretar versões em português de Frank Papaterra para clássicos dos Beatles.

FICHA TÉCNICA

Duração: 55 minutos

Autoria: Karen Acioly e Ciro Acioli

Elenco: Ciro Acioli, Edgar Araújo, Julia Gorman, Pedro Sol e Victor Ribeiro

*DOMINGO* – Dia 12 de abril de 2020

 *Os Cabelos Arrepiados*, de Karen Acioly e Ciro Acioli, produção Borogodó

Disponível das 10h às 17h

É a história de 5 crianças insones que acreditam ter seus sonhos roubados. Suspense, amizade, medo e amor compõem o texto que brinca com as diversas formas de narrativas dramáticas do teatro.Que criança nunca ficou acordada de noite, encolhida na cama imaginando coisas horríveis? Quando o sono escapa, a mente é capaz de criar os mais assustadores pensamentos, e qualquer sombra ou barulho se transformam em ameaças terríveis. Cabelos arrepiados conta a história de crianças insones que enfrentam os perigos gerados pelos maus pensamentos e pelos sonhos ruins, brincando com a imaginação de forma surpreendente e bem-humorada. Com projeções e com música cantada e tocada ao vivo esperamos brincar com os medos divertindo as crianças e os adulto.

Autoria e direção: Karen Acioly
Elenco: Daíra Sabóia / Haline de Oliveira / Jonas Hammar/ Jules Vandystadt, Kiko do Valle e Tatiana Köhler