“A Última Estrofe” no Pessoal do Faroeste

A Última Estrofe faz curta temporada no espaço Pessoal do Faroeste, em São Paulo, somente aos domingos, em dezembro (1,8,15 e 22).

A direção é de Rodrigo Ferraz, que comemora 15 anos de carreira no teatro e no audiovisual. O elenco é formado por Wood Moura, Daniel Alexs, Whintney Polato, Carola Valente, Rafael Sabinos e Evelyn Simões.

De autoria do jovem ator e dramaturgo Wood Moura, em parceria com Whintney Polato, A Última Estrofe fala de paixão, ódio e possessão.

É o primeiro texto teatral assinado pela dupla de artistas. Reúne suspense, drama, audiovisual, interatividade e muita música.

Dado é um cantor no auge do sucesso, que está passando por um momento de dúvidas na sua vida e conhece um policial que o salva de um precipício.

De caráter duvidoso, Dado não vai medir esforços para conquistá-lo; mal sabe ele que a partir desse dia começa uma nova jornada na sua trajetória.

Você faria de tudo pra conquistar alguém? Sim ou não?

O diretor Rodrigo Ferraz leva para o teatro a sua experiência no audiovisual.  A peça conta com a exibição de curtas-metragens que fazem uma introdução sobre a vida de cada personagem.

Os vídeos serão exibidos antes do início de cada sessão e trazem participações muito especiais de Ferraz, e dos atores Eliana Guttman, Erick Zamorim, Bianca Belain e Ray Vieira.

Outro destaque da montagem é a trilha sonora, que além de composições musicais exclusivas, traz grandes sucessos do rock brasileiro dos anos 80 e 90.

O público tem a tarefa de decidir o final da história.

Ficha Técnica:

Texto: Wood Moura, em parceria com Whintney Polato.

Direção: Rodrigo Ferraz.

Elenco: Wood Moura, Daniel Alexs, Whintney Polato, Carola Valente,Rafael Sabinos e Evelyn Simões.

Assistente de direção: Evelyn Simões
Direção Musical: Evelyn Simões
Autor: Wood Moura
Sonoplastia: Alice Bartelochi e Wood Moura
Operador de Som: Sérgio Sampaio
Iluminação e Operador de Luz: João Della Piagge e Roberto Bueno
Áudio Visual (Video Maker e Edição) Sérgio Sampaio
Diretor de Fotografia e fotógrafo: Sérgio Sampaio
Ilustrador do Cartaz: Marcos Garutti
Assessoria de Imprensa: Adriana Monteiro e Nanda Rovere
Mídias Sociais: Wood Moura
Produção: Rodrigo Ferraz e Wood Moura
Auxiliar de Produção: Esdras Bailone

Serviço:

Local: Teatro do Pessoal do Faroeste.

Endereço: Rua do Triunfo, 301/305. São Paulo/SP.
Contato: 011 97220- 8582.whatsapp.

Datas e Horários: Em cartaz em dezembro, somente aos domingos, às 19h30: Dias: 1,8,15 e 22.

Ingressos: 20 reais (inteira) e 10 reais (meia).
Duração: 85 min.
Capacidade: 70 lugares.
Faixa Etária: 16 anos.

Instagram: @aultimaestrofe.

Sobre Wood Moura

Ator, dramaturgo, sonoplasta e produtor

Idealizador do projeto, formado pela escola Braapa em 2012, também estudou teatro musical na 4ACT Performing art. Com uma vasta experiência em teatro de rua e eventos em parques, como o extinto Playcenter e o Hopi Hari. Atuou no espetáculo “Let´s Rock“ em 2013. Em 2015, protagonizou o espetáculo “Um Dia você vai entender” com a Ilustre CIA de teatro, dirigido por Felipe Lima e texto de Kiury. Também fez parte do espetáculo “(A)perto” também escrito por Kiury, em cartaz no Teatro Ribalta. Em 2018, ingressou nos espetáculos “Afroditxs“ escrito por Kiury e Silvia Diaz e direção de Kiury e Rodrigo Ferraz, e na segunda temporada de Nosso Luto, escrito por Kiury, e direção de Rodrigo Ferraz. Também trabalha como dançarino em eventos e desde adolescente realiza pesquisas nas áreas de teatro e dança.

Sobre Rodrigo Ferraz:

Diretor e Produtor

Diretor, ator, apresentador, jornalista, produtor e cineasta. É especialista em projetos transmídia. Estudou na SP Escola de Teatro, Academia Internacional de Cinema, em união à Fundação Getúlio Vargas, Oficina de Atores Nilton Travesso e Recriarte Actor School. Faz matérias sobre cultura para o site O Cabide Fala. No audiovisual soma-se mais de 10 trabalhos nas mais diversas áreas. No teatro foi assistente de direção em “Lixo e Purpurina” (baseada na obra de Caio Fernando Abreu) com temporada de sucesso no Sesc Pompeia e em “Luz Negra”, da Cia Pessoal do Faroeste. Foi o responsável pelo “Projeto (transmídia) Sim e Não”, em homenagem à atriz Etty Fraser. Diretor e produtor da comédia “O Que Terá Acontecido a Nayara Glória?!“. Dirigiu e coproduziu o drama “Nosso Luto” por duas temporadas de sucesso. Também dirigiu o monólogo musical “Canto para as Estrelas”. Foi co-curador do projeto “O Zero Hora Celebra Nery Gomide”, projeto que relembrava a história e a obra do dramaturgo.