O Limce, Kelson Succi e Andrea Bak celebram a Consciência Negra em evento gratuito na Casa Rio

Na semana da Consciência Negra, a Casa Rio vai receber no dia 21/11, quinta-feira, a partir das 19h, a primeira edição do evento “Vozes Conscientes”, que vai reunir diferentes artistas negros para show, performances, exibição de clipe e debate. Todas as atrações são gratuitas. O rapper, escritor e poeta carioca O Limce fará um show e lançará o videoclipe “Cavalo de Troia”, que também será o tema do evento; o ator, diretor e dramaturgo Kelson Succi apresentará um trecho do movimento de arte “Cuidado com Neguin”; e a poeta, cantora e integrante do Slam das Minas, Andrea Bak, recitará poesias em uma performance.

 

Além disso, o evento contará com comida regional do Togo, elaborada pela chef togolesa Louise Nya e com a loja de camisetas da grife “Cuidado com Neguin”.

 

A noite começa às 19h com o debate “Cavalo de Troia – Corrupção, racismo e a história brasileira”, que terá a participação de O Limce, Kelson Succi e da roteirista Renata Sofia, idealizadora do longa original “MC Estrela”. A música “Cavalo de Troia” tornou-se tema do evento e do debate, pois sua letra faz uma analogia do “presente de grego” da guerra de Troia com as caravelas portuguesas, além de uma crítica à origem da corrupção na história do Brasil. Esse será o mote do debate, que também abordará o racismo no contexto histórico e atual.

 

Em seguida, às 20h, será lançado e exibido o clipe “Cavalo de Troia”, gravado por O Limce nas Ruínas do Lazareto, na Ilha Grande (RJ), local que foi erguido inicialmente para ser uma fazenda de café e que, durante o período da escravidão, transformou-se em hospital e posteriormente num presídio de presos políticos. A Ilha Grande, por quase cem anos (de 1802 a 1888), foi um dos principais entrepostos de recebimento de escravos ilegais no Brasil. O clipe tem participação do ator André Ramiro e mostra imagens fortes e realistas com inspirações na história das ruínas.

 

“A proposta visual do vídeo é trazer imagens realistas e muito chocantes para lembrarmos o sofrimento do povo preto e traduzirmos visualmente o conteúdo da letra de ‘Cavalo de Troia’. A música fala sobre corrupção, violência, racismo… E isso sempre foi parte da história do nosso país”, explica O Limce.

 

PERFORMANCES: CUIDADO COM NEGUIN E ANDRÉA BAK

 

Depois, o ator, diretor e dramaturgo carioca Kelson Succi vai apresentar um trecho do monólogo “Cuidado com Neguin”, que esteve em cartaz em três temporadas no Rio de Janeiro e em São Paulo. “Cuidado com Neguin” tem como base a vivência e o deslocamento de um jovem pobre, preto e favelado, que sobe e desce o Complexo do Alemão diariamente para ocupar a cidade.

 

Em sua primeira dramaturgia, Kelson propõe não somente um “papo reto” sobre a realidade do jovem morador da favela, mas também um movimento artístico, urbano e pragmático, que cruza a fronteira do palco, e surge da sua urgência de fala e da necessidade que essa história tem em ser contada.

“O neguin nada mais é do que a relação entre favela e cidade. Um corpo preto, que nasce em uma zona e se desloca até outra. E esse choque acaba transbordando em pensamentos e ideias, acaba desenvolvendo um senso crítico”, diz o idealizador, que também trará modelos de sua grife de camisetas para venda no evento.

Integrante do Slam das Minas e do grupo de rap Nefetaris Vandal, Andréa Bak também compõe a programação da noite e vai recitar poesias e textos em sua performance. Ela é cantora, poeta, estudante de Química e já teve suas poesias publicadas em diversas antologias. Recentemente, também foi convidada para recitar para Malala Yousafzai em sua vinda ao Brasil.

O evento é gratuito e a Casa Rio fica na Rua São João Batista, 105, Botafogo.

SOBRE OS ARTISTAS

 

O LIMCE é nascido e criado na Baixada Fluminense, em Duque de Caxias, e traduz para a linguagem urbana do rap as mazelas sociais, as desigualdades, as inequidades e o retrato de um Brasil injusto, visto e vivido a vida inteira pelo artista, nascido Luciano Moreira da Silva. Há mais de 20 anos compondo e escrevendo poesias e textos, O LIMCE usa suas canções como verdadeiras ferramentas de articulação para se expressar e contar um pouco de suas histórias e vivências. Suas composições e beats abordam de um jeito visceral o comportamento humano, além de problemas sociais como o racismo, a violência, a pobreza, a discriminação, entre outros, que o rapper viveu de perto em toda sua vida. Em 2018, o artista lançou seu primeiro livro “Cavalo de Troia” (Editora Autografia, 64 páginas), com uma compilação de 50 trechos de poesias. No mesmo ano, lançou também um EP com seis faixas disponíveis no Spotify e nas principais plataformas digitais, todas as músicas com fragmentos incluídos no livro.

 

KELSON SUCCI é cria do Complexo Alemão (RJ), e idealizador/ator-performer/dramaturgo e curador do movimento de arte “Cuidado com Neguin”. Estudou no Teatro O Tablado e no Coletivo Brecha. Foi convidado da People’s Palace Projects para ser artista residente, no projeto Creative Lab, em Londres. Em julho de 2018 foi convidado para protagonizar o longa metragem Selvagem (Pietá Filmes). Foi protagonista do filme de Baco Exu do Blues, “Blvesman”, premiado no GP em Cannes. Fez parte do núcleo de protagonistas da série “Cinema de Enredo”, dirigida por Luiz Antonio Pilar. Recentemente, esteve em cartaz com a peça Filhos D Medea, no Rio de Janeiro, dirigida por Marco André Nunes. Atualmente, desenvolve a criação de sua nova dramaturgia.

 

ANDRÉA BAK é poeta, cantora, estudante de Química e sonhadora. Cresceu no antigo Quilombo Praça Onze, situado no Centro do Rio de Janeiro. Acredita na transformação das pessoas através não só do conhecimento, mas também enxerga sua arte como meio de mudança e de forte influência na vida dos ouvintes. Em suas poesias, expressa o que o sistema tenta esconder: uma estrutura genocida e a diáspora histórica dos negros, mulheres e indígenas. Bak ainda é integrante do grupo de rap Nefetaris Vandal e do coletivo de poetas do estado do RJ, Slam das minas, compondo a cena representativa das mulheres na literatura e arte marginal. No mundo poético Bak tem seus poemas publicados em duas edições de zine em formato de caderno do coletivo ao qual integra, Slam das Minas. Em 2019, pela editora Orikí, teve suas poesias publicadas em uma antologia, livro Favela em Mim, que consta com a participação de outros poetas do Brasil. Em 2018, começou uma  iniciação científica sobre RAP, FEMINISMO E SLAM. Foi neste mesmo período, que a REDE NAMI, instituição feminista que luta através da arte do grafitti, a convidou para recitar para Malala Yousafzai em sua vinda ao Brasil.

 

RENATA SOFIA é autora e roteirista do longa original “MC Estrela” em produção pela Kromaki. Roteirista colaboradora da série infantil “Detetives do Prédio Azul” (12 e 13 temporadas); das séries de ficção em desenvolvimento “Ladrão que Rouba Ladrão”, “Paixão FC”, “Sonhos Suburbanos” e “Dissonantes”; e das séries animadas “Arabela”, “Get Along Gang” e do desenvolvimento do Núcleo Criativo da 2Dlab. Participou do painel “Afrobrasilidades” com o projeto original de série infantil “O Laboratório do Porão” no Rio Content Market 2017. Selecionada para o 1º Laboratório de Narrativas Negras para o Audiovisual – Flup, Film2B e TV Globo. Formada pela UERJ em Comunicação Social, trabalhou no jornal O Globo como repórter e por quatro anos na TV Globo como produtora de conteúdo web.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

 

19h – DEBATE “Cavalo de Troia – Corrupção, racismo e a história brasileira”

 

A música “Cavalo de Troia”, do rapper O Limce, faz uma analogia do “presente de grego” da guerra de Troia com as caravelas portuguesas e uma crítica à origem da corrupção na história brasileira. Ela e os temas envolvidos serão o mote do debate.

 

Participantes: O Limce (escritor, poeta e rapper), Kelson Succi (ator, diretor, dramaturgo e criador do projeto ‘Cuidado com Neguin’) e Renata Sofia (jornalista e roteirista).

 

20h – LANÇAMENTO e exibição do clipe “CAVALO DE TROIA”, de O Limce

 

Gravado na Ilha Grande, o clipe tem a participação do ator André Ramiro e tem como cenário o antigo presídio da Ilha que, por quase cem anos (de 1802 a 1888), tornou-se uma dos maiores locais de recebimento e transporte de escravos ilegais no Brasil.

 

20h15 – Performance “CUIDADO COM NEGUIN”, de Kelson Succi

O ator, diretor e dramaturgo Kelson Succi, cria do Complexo do Alemão, traz um trecho do monólogo “Cuidado com Neguin”.

 

20h45 – Performance Andrea Bak

A jovem poeta e cantora, integrante do Slam das Minas, recita e traz uma de suas performances para o evento.

 

21h – Show O LIMCE

Encerrando a noite, o rapper O Limce apresenta as canções do seu primeiro EP, “Cavalo de Troia”.

 

DURANTE TODO O EVENTO: comida típica do Togo, com a chef Louise Nya.

 

SERVIÇO:

Vozes Conscientes – Edição 1: CAVALO DE TROIA

Com O Limce, Kelson Succi, Andrea Bak e Renata Sofia.

Data: 21/11/2019 – quinta-feira

Horário: A partir das 19h

Local: Casa Rio

Endereço: Rua São João Batista, 105, Botafogo.

Informações: (21)2148-6999

Entrada gratuita. 14 anos.