“Os Inquilinos” no Ágora Teatro

Em diálogo com a luta do Movimento Antimanicomial, o  espetáculo “Os Inquilinos”, de Fábio Takeo com o Estúdio Stanislávski,  conta a história de almas abandonadas e solitárias que travam uma batalha intensa para viver e existir, apesar de sua aparente invisibilidade. Por meio de estudos sobre a literatura de Anton Tchekhov e uma pesquisa a respeito da vida nos manicômios judiciais e hospitais psiquiátricos brasileiros, o grupo criou os personagens encontrados na narrativa. As apresentações acontecem no Ágora Teatro até 15 de dezembro, com sessões aos sábados e domingos, às 17h.

Em um manicômio prestes a ser fechado, um homem luta para manter vivas suas memórias. Ao registrar suas lembranças, ele relembra das pessoas que fizeram parte da sua vida, dos sonhos deixados para trás e das perspectivas em relação ao futuro. Ao longo da peça, o público vê se materializar no palco uma série de pessoas complexas, profundas e contraditórias que lutam para não serem esquecidas.

“A principal inspiração para a peça foi o conto ‘Enfermaria N. 6’, de Anton Tchekhov. No entanto, outras histórias do autor auxiliaram na criação da essência dos personagens, como  ‘Sonhos’, ‘Vanka’, ‘Volodia’, ‘Um Homem conhecido’ e a ‘A Dama do Cachorrinho’. Além disso, serviram como material de estudo para o grupo o livro ‘Holocausto Brasileiro’ (Daniela Arbex) e os documentários ‘Juqueri’ (Goulart de Andrade), ‘Stultifera Navis’, ‘Em Nome da Razão’ (ambos de Helvecio Ratton), ‘Imagens do Inconsciente – Nise da Silveira’ (Leon Hirszman) e ‘Estamira’ (Marcos Prado)”, conta Takeo.

Para desenvolver a dramaturgia, Takeo usou como base o material criado pelos atores Bernardes Pavanelli, Carlos Sobrinho, Silvia Sivieri e Tati de Souza a partir dos estudos da companhia. A encenação e o cenário minimalista abrem passagem para que a fusão entre os personagens e a natureza criadora dos artistas aconteça de forma plena e orgânica, funcionando como uma ponte entre a obra e os espectadores. “Fazer essa peça foi a maneira que encontramos de honrarmos as existências de todas essas vidas, que foram marginalizadas por suas condições psíquicas”, afirma o diretor.

SOBRE O ESTÚDIO STANISLÁVSKI

Espaço criado em 2015 para a investigação contínua do ofício do ator, tem como foco a prática que era realizada por K. Stanislávski nos estúdios de atuação que ele criou e desenvolveu nos últimos dez anos de trabalho. A investigação está baseada nos conceitos: “O Trabalho do Ator Sobre Si Mesmo” , “A Natureza Criadora Orgânica” e o “Método das Ações Físicas”. A ideia é que cada intérprete conheça profundamente a sua própria Natureza Criadora Orgânica por meio do trabalho prático e contínuo, investigando nas profundezas de sua alma os mistérios da criação artística.

Os propósitos do Estúdio são a busca pelo “domínio do fazer”, a autonomia do ator no processo de criação, a profundidade do processo de Vivência e a precisão da Transmissão dos conteúdos vivenciados pela maestria do ofício do ator, ou como dizia Stanislávski: “trabalhar para que sejamos mestres, não apenas de um papel, mas de papéis”.

O Estúdio Stanislávski é fruto de mais de uma década de pesquisa realizada pelo ator e pedagogo teatral Fábio Takeo sobre o último período de vida e obra do mestre russo e que tem também no seu núcleo estável os atores Bernardes Pavaneli, Silvia Sivieri, Carlos Sobrinho e Tati de Souza.

 Sinopse

Em um manicômio prestes a ser fechado, um homem luta para manter vivas suas memórias. Ao fazer um registro de suas lembranças, ele se lembra das pessoas que fizeram parte da sua vida, dos sonhos deixados para trás e das perspectivas em relação ao futuro.

 FICHA TÉCNICA

Dramaturgia e Direção: Fábio Takeo
Elenco: Bernardes Pavanelli, Carlos Sobrinho, Silvia Sivieri, Tati de Souza e Fábio Takeo
Figurino e Adereços: Silvia Sivieri, Tati de Souza, Fábio Takeo, Carlos Sobrinho, Bernardes Pavanelli
Maquiagem: Roberta Hokama
Iluminação e Trilha: Fábio Takeo
Produção: Estúdio Stanislávski
Assessoria de imprensa: Bruno Motta Mello e Verônica Domingues – Agência Fática
Realização: Netuno Núcleo de Artes
Apoio: Ágora Teatro e  Munclair Iluminação

SERVIÇO
Os Inquilinos, de Fábio Takeo
Ágora Teatro –  Rua Rui Barbosa, 672
Temporada: até 15 de dezembro
Aos sábados e aos domingos, às 17h
Ingresso: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada)
Contato para Vendas: Ágora Teatro – Telefone: (11) 3284-0290 | (11) 3141-2772 | Whatsapp: (11) 98859-6939
E-mail: agora@agorateatro.com.br
Formas de pagamento: dinheiro, débito ou crédito
Duração: 120 min
Classificação: 18 anos
Lotação: 35 lugares
Facebook: https://www.facebook.com/estudiostanislavski/
Instagram: @estudiostanislavski

 

Anúncios