Exposição “Vestígios”, de Lucas Araújo, entra em cartaz no Centro Cultural Light

O Centro Cultural Light recebe, a partir do dia 30 de outubro, a exposição individual “Vestígios” do artista Lucas Araújo e curadoria de Rafael Rodrigues de Maynart Ramos. A exposição fica em cartaz até 27 de novembro, com visitação de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 9h às 19h, na Pequena Galeria. A abertura contará ainda com uma performance artística a partir das 16h.

A exposição será composta por oito trabalhos, cinco deles são objetos instalativos, um deles uma pintura em tela, uma performance registrada em vídeo e outra performance que será efetuada no dia da abertura da exposição, o material resultante será colocado junto com os outros trabalhos após a execução.

Conceito da exposição

Por meio da proposta de uma exposição com tema “vestígios” tenta-se dar a visibilidade a camadas ainda mais profundas das peles, dos corpos e da mente de indivíduos diversos, entre eles alguns que não ocupam o “status” de cidadãos na vida das cidades.

O conjunto de obras, formado por uma complexa rede de fenômenos e experimentações cotidianas dos artistas, tece uma rede de forças direto da vida social e do desempenho da existência de cada um. Aproximando-se do lugar daqueles que habitam os espaços restantes, que transitam no limiar do risco, que sobrevivem sob estado permanente de alerta.

A cada momento dos trabalhos emerge das peles a obscurescência da verdade praticada, apresentando objetos que são vestígios dessas vidas, nas ruas, entre favelas, vias expressas, abrigos a flor da terra.

A caminhada que o artista força o público a fazer e a caminhada de vidas que não são registradas, cada peça que compõe as obras tem uma profundidade discursiva que só é acessada se testemunhada, se ativada.

Assim, os trajetos passo a passo vão reabrindo feridas, sulcando a memória no corpo, ruas marcadas pela experiência forçada a existir, pela transitoriedade dela, marcas de vidas nas ruas.

Sobre a performance

Dentro do conceito da exposição, a performance falará sobre marcas que são produzidas diariamente de maneira física e psicológica em corpos fragilizados por questões sociais e que os marcam através de feridas, cicatrizes e outros traumas. Ela acontece no a dia da abertura, 30 de outubro, a partir das 16h.

Serviço

Exposição: Vestígios

Abertura: 30/10 – às 16h

Visitação: De 31/10 a 27/11 – das 9h às 19h. De segunda a sexta-feira (exceto feriados)

Pequena Galeria – Centro Cultural Light

Av. Marechal Floriano, 168, Centro, Rio de Janeiro