“Geração Trianon”, fruto da 22ª edição do projeto Passageiro do Futuro, estreia em outubro

Nas primeiras décadas do século XX, o Rio de Janeiro foi o principal centro de produção teatral do país. As comédias de costumes e o teatro de revista encantavam o público carioca. Para garantir a bilheteria, as temporadas eram curtas e os autores contratados para escrever peças destinadas à diversão da plateia burguesa que frequentava as salas da Praça Tiradentes e o Theatro Trianon. Desta forma, se firmou o “gênero Trianon”: um teatro leve, feito para rir e garantir boa bilheteria.

 

“Geração Trianon”, escrito por Anamaria Nunes, fala desse momento teatral e foi escolhido por Anna Wiltgen, diretora e professora, e por Juliana Teixeira, idealizadora e coordenadora do projeto Passageiro do Futuro, que fomenta uma nova geração de profissionais do mercado através de oficinas de capacitação.

 

A trupe fará 10 apresentações, a partir do dia 11 de outubro, em diversas escolas, instituições e no Teatro Maria Clara Machado, na Gávea, no dia 21 de outubro, segunda-feira, às 15h30. As apresentações são gratuitas e abertas ao público.

 

Sobre o projeto

A demanda por profissionais qualificados nas artes cênicas inspirou a atriz e produtora Juliana Teixeira a criar em 2001 o projeto itinerante Passageiro do Futuro, que vai muito além da instrução técnica e artística para jovens de baixa renda. Em seis meses de aulas, 50 alunos participam de oficinas de capacitação e recebem orientação e acompanhamento da equipe formada por profissionais do mercado e assistentes sociais. O bom desempenho escolar e a participação da família são fundamentais para o sucesso do projeto que este ano chegou a sua 22ª edição, em São Cristóvão.

 

Há 18 anos o Passageiro do Futuro vem apostando na formação de qualidade em áreas técnicas das artes, apresentando opções para a atuação em um crescente mercado de trabalho. Em suas aulas, os professores traçam um paralelo entre o conteúdo da educação formal e as disciplinas do projeto. É possível, por exemplo, relacionar os conceitos de biologia às aulas de caracterização; matemática e geometria à cenografia; física à sonorização; literatura à interpretação entre outras.

 

“A ideia é que seja um projeto completo, que melhore a vida desses jovens e da comunidade. Fazemos acompanhamento individual e familiar, além de encaminhá-los a serviços sociais e monitorar o rendimento escolar, condição indispensável para participação no projeto”, explica Juliana.

 

Mais de 1550 jovens de comunidades carentes já foram atendidos pelo projeto e aprenderam diversas funções técnicas no teatro como sonorização, iluminação, caracterização (maquiagem), figurino, corpo e voz, cenário, além de interpretação. Durante os seis meses de formação, os alunos se preparam para uma nova montagem que irá circular por diversos teatros e instituições parceiras, com entrada gratuita.

 

Além das aulas, os jovens participam de palestras e dinâmicas sobre diversos temas como não violência entre gênero e bullying. Também visitam em grupo centros culturais e assistem espetáculos que estão em cena. Em breve, os alunos darão início à montagem de uma peça teatral, sob orientação dos professores.

 

Passageiro do Futuro 22ª edição é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, pelas empresas Valid Soluções e Libra Terminais Rio, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS. A realização é da Nova Bossa Produções Culturais.

 

Com formato itinerante, permanece ao menos dois anos em cada comunidade e já atuou em Vila Aliança (Bangu), Vila Kennedy (Bangu), Água Santa, Del Castilho, Rio das Pedras, Andaraí, Engenho de Dentro, Copacabana, Caju e atualmente está em São Cristóvão.

 

Sobre Juliana Teixeira

Atriz e produtora cultural, ingressa adolescente na escola O Tablado e posteriormente na CAL. Começou a atuar aos 15 anos em campanhas publicitárias, como o lançamento da Pepsi no Brasil. Viaja para Nova Iorque (1986-1989), para formação de teatro e dança. De volta trabalha em novelas na TV Globo, no cinema e no teatro. Em 1998 funda a Nova Bossa Produções Culturais e começa a produzir espetáculos teatrais e filmes de curta metragem e a partir de 2001 implementa o primeiro projeto sociocultural, Passageiro do Futuro. Atriz e produtora do espetáculo Aos Domingos, direção de Bruce Gomlevsky e texto de Julia Spadaccini. Indicado aos prêmios Shell e Cesgranrio 2013, como melhor texto, a peça foi escrita especialmente para os atores Juliana Teixeira e Jorge Caetano. Em 2015 e 2016, esteve em cartaz com Anti Nelson Rodrigues, com texto Nelson Rodrigues e direção novamente de Bruce Gomlevsky, atuando ao lado de Tonico Pereira, Joaquim Lopes e Yasmin Gomlevsky, entre outros. A peça percorreu o CCBB- RJ, Teatro Glaucio Gill e Centro Cultural Parque das Ruínas, além de um circuito em lonas e arenas da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e circuitos Sesi RJ e Sesc RJ. Em 2018 atuou em Memória D´alma, direção Guilherme Scarpa e Camilo Pellegrini, indicado ao Prêmio Botequim Cultural nas categorias melhor texto inédito e atriz, foi ganhador do prêmio nacional CENYM em ambas as categorias.

Ficha Técnica – Geração Trianon

 

Texto original: Anamaria Nunes

Idealização e Coordenação: Juliana Teixeira

Direção: Anna Wiltgen

 

Elenco e Técnicos: Ana Luísa Nascimento Pereira, André Roberto de Sá Dantas, Beatriz Leão Roder Borges, Carlos Eduardo Leal Tocantins, Denilsa dos Santos Silva, Diego dos Santos Reis Botelho, Ester Pereira Simões, Fernanda Freire Ferreira, Flávio Cantanhade Alves, Jenyffer Nascimento dos Santos , Jéssyca Nascimento dos Santos, Juliana de Jesus Soares, Juliana Trindade da Rosa, Kaylane da Silva Sales, Lariane de Mesquita Alves, Leandra Evelly Manú da Silva, Liriel Macintyre de Souza, Luiz Gustavo dos Santos, Marco Antônio Costa, Maria Clara Marques de Brito Rego, Maria Eduarda dos Santos, Maria Fernanda da Silva da Costa, Patrick Melônio de Jesus, Pedro Henrique Bento Martins, Rayane Pereira dos Reis Adão, Samyla Moura Felipe do Nascimento, Sthéfany Borges da Silva, Talita Cantanhede Alves, Thaís de Jesus Silva, Thaís Oliveira da Silva, Vanessa Alves da Silva, Vitória Pereira da Silva e Yasmin Ribeiro Andrade

 

Produção executiva: Thaís Pinheiro

Professora de cenografia: Vanessa Alves

Professora de figurino: Rosa Ebee

Professora de caracterização: Tainá Lasmar

Professor de sonorização: Chico Rota

Iluminação: Luiz Oliva

Design gráfico: Eduardo Damm

Assessora de imprensa: Bianca Senna

Fotos: Marcelo Piu

Mídias sociais: Alaina Paisan

Realização: Nova Bossa Produções Culturais

 

Serviço: Geração Trianon

 

11 de outubro, às 17h

Paróquia Santo André

Rua Bela, 1.265 – São Cristóvão

Entrada Franca

 

14 e 15 de outubro, às 16h

Colégio Estadual Professor Ernesto Faria

Av. Bartolomeu de Gusmão, 890 – São Cristóvão

Entrada Franca

 

16 de outubro, às 15h

Casa São Luiz

Rua Gen. Gurjão, 533 – Caju

Entrada Franca

 

18 de outubro, às 15h

Fundação Gol  de Letra

Rua Carlos Seidl, 1.141 – Caju

Entrada Franca

 

21 de outubro, às 15h30

Teatro Maria Clara Machado

Av. Padre Leonel Franca, 240 – Gávea

Entrada Franca

 

22 de outubro, às 16h

Escola Municipal Roma

Av. Nossa Senhora de Copacabana, 165 – Copacabana

Entrada Franca

 

24 de outubro, às 15h

CRAS XV de maio

Rua General  Sampaio, 74 – Caju

Entrada Franca

 

25 de outubro, às 16h

Solar Meninos de Luz

Rua Saint Roman, 149 – Copacabana

Entrada Franca

26 de outubro, às 16h

Escola Municipal Gonçalves Dias

Campo de São Cristóvão, 115 – São Cristóvão

Entrada Franca