Marina Cyrino homenageia centenário de Claudio Santoro com show na Cidade das Artes e EP

No centenário de nascimento de Claudio Santoro, a cantora Marina Cyrino lança o EP Três Canções Populares. O lançamento será no dia 5 de outubro, às 11h, na Cidade das Artes. Nessa ocasião, o soprano faz um recital com esse repertório e com mais outro ciclo de dez canções – as Canções de Amor. Todo esse cancioneiro é uma parceria de Claudio Santoro com Vinicius de Moraes.
Quem acompanha Marina Cyrino, tanto na gravação do EP quanto no show, é o pianista Flavio Augusto. A apresentação na Cidade das Artes conta com direção cênica de Menelick de Carvalho, e direção de arte de Marc Kraus – que faz um videografismo especial para o repertório escolhido, com imagens do Rio de Janeiro, Paris e Moscou.
Cantar as parceiras de Claudio Santoro e Vinicius de Moraes, para Marina, tem todo um significado especial. “As Canções de Amor e as Três Canções Populares foram compostas entre 1957 e 1960, fruto de um encontro dos dois artistas em Paris. Há uma clara influência da Bossa Nova. As canções falam de um amor perdido, trazendo as fases porque passamos quando um amor se vai. Falam de negação, desespero, até chegarmos à aceitação e contarmos a história que vivemos. Todos que já viveram um grande amor irão se encantar com o espetáculo”, pontua a cantora.
Marina leva seus recitais e performances de forma independente. Ela acaba de lançar um álbum com canções variadas de Villa-Lobos, e vem pesquisando canções e óperas em suas produções próprias. Na Cidade das Artes, fez o show Cores de Villa-Lobos, e no Teatro Maison de France, montou a ópera “Prazeres de Versalhes” e fez o show “Mélodies”, de canções francesas. Agora, tem dedicado suas pesquisas à canção brasileira.
“Penso que devemos valorizar mais a nossa música. Por isso, comecei o ano de 2019 homenageando Villa-Lobos e agora apresento as canções de Claudio Santoro. Estou finalizando um single de uma canção de Ronaldo Miranda. Temos compositores incríveis no nosso país, e precisamos celebrá-los”, frisa a cantora.
Sobre Marina Cyrino

Marina estudou canto e interpretação com grandes nomes no Brasil e nos Estados Unidos, com destaque para professores das famosas escolas de Juilliard, Northwestern e HB Studio. Em 2019, Marina se dedicou ao lançamento do seu primeiro álbum, “Cores de Villa-Lobos”, que homenageou os 60 anos de morte do compositor Heitor Villa-Lobos, fazendo um apanhado de várias fases de sua carreira.

A cantora vem se destacando no cenário musical carioca, sendo solista em óperas como “Os Prazeres de Versalhes” de Charpentier, “O Morcego” de Strauss e “L’Incoronazzione di Poppea” de Monteverdi, e em produções de música de câmara, como o concerto “Calvariae”, com peças de Vivaldi e Pergolesi, e o espetáculo “Mélodies”, que levou canções francesas para teatros no Rio e Niterói. Em São Paulo, foi solista na execução do Magnificat de Vivaldi, com a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos, sob a regência de Emiliano Patarra.
Serviço do show

CANÇÕES DE AMOR – CLAUDIO SANTORO E VINICIUS DE MORAES
Domingo, 5 de outubro, às 11h

Local: Cidade das Artes – sala Teatro de Câmara
Endereço: Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca
Telefone: (21) 3325-0102

Ingressos: R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia-entrada)

Duração: 60 minutos
Classificação etária: livre

Ficha técnica
Intérpretes
Soprano: Marina Cyrino
Piano: Flavio Augusto
Direção geral: Marina Cyrino
Direção cênica: Menelick de Carvalho
Direção de arte: Marc Kraus
Anúncios