Grace Gianoukas volta em cartaz com a comédia “Hortance, a Velha”

A comédia “Hortance, A Velha”, com Grace Gianoukas,  volta em cartaz para uma curta temporada no teatro Folha, com espetáculos de 10 de outubro a 14 de novembro, somente as quintas-feiras, às 21h. A peça foi escrita por Gabriel Chalita, com a colaboração de Michelle Ferreira, Fred Mayrink e Grace Gianoukas. O espetáculo consolida a bem sucedida parceria entre Gianoukas e Mayrink, ocorrida na novela Haja Coração, de 2016, e que se repete agora, na próxima novela das 7 da rede Globo, Salve-se quem Puder.

Hortance, A Velha

Hortance é uma mulher pioneira, empoderada e de alma livre. Venceu  diversas barreiras, foi expulsa de casa por ser “moderna demais” e tornou-se dona de um cabaré que recebeu personalidades, como: Shakespeare, Nero, Getúlio Vargas, Stalin, Sartre, Simone de Beauvoir entre outros.

Agora, quase centenária, ela revisita as histórias que viveu e pessoas que conheceu, entretanto, por sua idade, ela confunde as histórias, os tempos e as biografias de todos que passaram por sua vida. A partir destas lembranças, Hortance  reconstrói, de maneira cômica e emocionante a sua própria vida, afirmando a dignidade de envelhecer tendo-a vivida por inteiro. Com o mundo inteiro dentro dela, Hortance é uma mulher de todos os tempos, de grandes amores e fortes laços de amizade.

O espetáculo é uma grande homenagem às mulheres e  a quem  consegue, apesar de todas as dificuldades, seguir seus objetivos de corpo e alma, provando que viver vale a pena.

“Tenho 35 anos de profissão e essa comédia veio como um abraço. Esse espetáculo me dá a oportunidade de, como atriz, andar nessa estrada de sinuosas emoções”, fala Gianoukas sobre este trabalho.

SERVIÇO

HORTANCE, A Velha

Texto: Gabriel Chalita

Colaboração dramatúrgica: Fred Mayrink, Grace Gianoukas e Michelle Ferreira

Direção: Fred Mayrink

Elenco: Grace Gianoukas

Gênero: Comédia

Recomendação: 14 anos

Duração 60 min

Temporada: de 10 de outubro a 14 de novembro, todas as quintas-feiras, às 21h.

Ingressos: setor A R$ 60 / R$ 30 (meia)

setor B R$50/R$25

Teatro Folha – 305 lugares

Shopping Pátio Higienópolis

Av. Higienópolis, 618 – Santa Cecilia

Bilheteria:

Ter. a Qui. 15h às 21h | Sex. 15h às 21h30 | Sáb. das 12h às 22h30 | Dom. 12h às 20h

Cartões: Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex.

Não aceita cheques.

Acesso para deficientes físicos.

Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885 ou (11) 3101-8589.

 

Pela internet: https://teatrofolha.showare.com.br/

Ficha Técnica

Texto: Gabriel Chalita

Colaboração dramatúrgica: Fred Mayrink, Grace Gianoukas e Michelle Ferreira

Direção: Fred Mayrink

Elenco: Grace Gianoukas

Cenário: Juliana Carneiro

Iluminação: Paulo Brakarz

Figurino: Alessandra Barrios

Trilha sonora: Iuri Sant’Anna

Visagismo: Eliseu Cabral

Assessoria de imprensa: Flavia Fusco Comunicação

Social mídia: O! Serviços Criativos

Realização: Ventilador de Talentos

 

ATRIZ- AUTORA- DIRETORA DE ESPETÀCULOS E CRIADORA DE PROJETOS CULTURAIS.

FORMAÇÃO: Artes Cênicas UFRGS – Porto Alegre (1981)

TEATRO:

Dias Felizes – de Samuel Beckett – direção Luis Lopretto – São Paulo (1985)

Nas Gôndolas do Tietê (1985), Tonturas de Verão (1987), SP em Surto (1988)

Carroça Sem Rumo (1989) e Troféu Creme de La Creme (de 1986 a 1992)

O Amigo da Onça – de Chico Caruso, direção Paulo Betti (1987)

O Pequeno Mago – com o Grupo XPTO (1996-1997)

Paraíso – direção de Luciene Adami (1998 a 2000)

Além do Abismo – com o Grupo XPTO (1999)

Sobre o Amor e a Amizade – de Caio Fernando Abreu (2002)

2014 – Espetáculo “ Adios Amigos” – Direção e Criação – Turnê Nacional e SP

2015 – Espetáculo “ Mulheres Insanas” – Direção, Criação e Atuação.

2015 – Espetáculo “ Homens Insanos” – Direção e Criação.

2015/2016 – Espetáculo “ Grace Gianoukas Recebe” –  Direção , Criação e Atuação.

2016 – Espetaculo “ Lili e Cia” – Direção

2017/2018 – Espetáculo “ Hortance, a Velha” – Direção Fred Mayrink.

2017/2018 – “Arquivo Terça Insana” – Direção e Criação – Turnê Nacional e SP

AUTORA, ATRIZ E DIRETORA:

O Pequeno Grande Pônei (1987 -1989)

Não Quero Droga Nenhuma- A Comédia (1990 – 1995)

Terça Insana – Projeto Teatral dedicado á comédia contemporânea (Desde 2001 até o presente momento)

2017/2018 – Direção do projeto “Arquivo Terça Insana” Em cartaz em SP e em turnê nacional.

2019- turnê Espetáculo Terça Insana 18 anos

TELEVISÃO:

Chapadão do Bugre – minissérie TV Bandeirantes – Direção de Valter Avancini

(1986)

TV MIX – programa diário de variedades – TV Gazeta – Direção de Fernando

Meirelles (1987)

O Grande Pai – seriado SBT – Direção de Valter Avancini (1988)

Ra-tim-bum – série educativa TV Cultura – Direção de Fernando Meirelles (1989)

Escolinha do Professor Raimundo – TV Globo – Direção de Cininha de Paula

(1993-94)

Sex Appeal – minissérie TV Globo – Direção de Ricardo Wadington (1994)

Castelo Ratimbum – série educativa TV Cultura – Direção de Cao Hamburguer

(1995)

2014 –  Participação na novela “ Chiquititas ( SBT)” – Personagem Benedita

2016 – Integrante do elenco principal da novela “ Haja Coração ( Globo)” – Personagem Teodora

Abdala

2017- Participação na Série da Multishow “ Eu, Ela e  1 milhão de seguidores” de Rafinha Bastos.

2017/2018 – Integrante do Elenco da novela da Globo “ Orgulho e Paixão”

2019- Participação nas Séries para o canal Multishow: Vai Que Cola e   O Dono do Lar.

CINEMA:

A Festa – Direção de Ugo Georgetti (LM)

Flores Impares- Direção de Sung Fai (CM)

Eu não conhecia Tururú – Direção de Florinda Bolkan (LM)

Dossiê Rê Bordosa- Direção de César Cabral (CM de animação stop-motion)

PRÊMIOS:

Troféu Açoriano pelo espetáculo – “O Acre vai à Rússia”

Prêmio Mambembe – Melhor Atriz  no espetáculo “O Pequeno Mago”

Troféu Nelson Rodrigues – Prêmio Referência Nacional

Prêmio Arte qualidade Brasil – Melhor Atriz espetáculo teatral de Comédia

Autor – GABRIEL CHALITA

Revelou-se escritor já aos 12 anos, quando publicou seu primeiro livro. Aos 15, criou uma coleção destinada a crianças em idade de catequese. Em sua obra, estão mais de 70 títulos. Dos livros publicados, dois já foram lançados no exterior: “Os dez mandamentos da ética” (em 2004, na Argentina, no Chile e na Espanha, pela Editora Aguillar/Santillana) e “Pedagogia do amor” (em 2006, na Espanha, pela Editora PPC/SM). Preside a Academia Paulista de Letras, é educador, palestrante, mestre e doutor em Direito e atualmente escreve as histórias de um projeto que conta com a participação de Stan Lee (escritor e criador de super-heróis como Homem-Aranha, Hulk e Homem de Ferro).

Direção – FRED MAYRINK

Começou a carreira como ator. Em 1984, estreou no teatro, num espetáculo infantil. Na televisão, sua estreia foi em 1987, na novela BAMBOLÊ, aos 11 anos. Fred atuou em diversas outras produções da TV Globo até que, há cerca de 20 anos, começou a trabalhar atrás das câmeras, como assistente de direção. Como diretor-geral, tem em seu currículo novelas como CAMINHO DAS ÍNDIAS, que conquistou o 37º Emmy Internacional, em 2009, SETE PECADOS, VIVER A VIDA, O ASTRO, que também levou o Emmy, em 2012, ARAGUAIA, SALVE JORGE, ALTO ASTRAL e HAJA CORAÇÃO. Fred Mayrink  ainda escreveu e dirigiu o espetáculo infantil “Pedro no mundo da imaginação”.