Qual é meu nome, mamãe?

O Teatro Municipal Maria Clara Machado recebe de 05 a 27 de outubro, aos sábados e domingos sempre às 16h, o espetáculo infantil “Qual é meu nome, mamãe?”, do Cegonha – Bando de Criação, grupo indicado ao Prêmio CBTIJ de Melhor Projeção Cênica com a peça-game Makupuni (2017). Baseado no premiado livro “My name is not Refugee” (2016), da escritora e ilustradora escocesa Kate Milner, a montagem, com adaptação, dramaturgia e direção de Vida Oliveira, narra a história de Mãe e filho que são obrigados a deixar o país de origem em busca de sobrevivência.

Mesclando circo, manipulação de bonecos, teatro de formas animadas e projeção em vídeo mapping, a narrativa parte do olhar curioso e genuíno de uma criança diante da experiência de ter que viajar por diversos países e culturas na missão de encontrar um novo local para morar.  Aos poucos, o menino divide com o público todos os momentos dessa inesperada mudança, desde a despedida dos amigos, dos brinquedos preferidos, passando pela travessia, pela descoberta de novos idiomas, de novos sabores de comida, pela indiferença de algumas pessoas, até a chegada no país onde irão reconstruir a vida do zero. A jornada – desta mãe e filho – abre reflexão para temas importantes como identidade e pertencimento das pessoas que se tornam invisíveis quando estão tentando se estabelecer em uma cultura distinta da sua. Na obra de Milner, a personagem da mãe diz: “Vão te chamar de refugiado, mas lembre-se, esse não é o seu nome”.

“Mesmo enfrentando momentos difíceis, o menino não deixa de lado a sua capacidade de brincar, de se divertir e de ver leveza em uma situação tão adversa. E é isso que a gente queria: despertar a reflexão e a empatia por aqueles que são obrigados a deixar o seu país de origem para viver em uma cultura totalmente diferente. Além disso, a montagem fala também de coragem, resiliência e perseverança”, destaca Vida.

Em cena, estão os atores Brisa Rodrigues, Luiza Süssekind, Miguel Araujo e Pedro Ivo Maia. A trilha sonora e as canções originais são assinadas pelo músico Ricco Viana (A Gaiola, Isaac no Mundo das Partículas e Makupuni).

Sinopse:

Mãe e filho são obrigados a deixar o país de origem em busca de sobrevivência. A história dessa viagem – desde a despedida de casa, passando pela travessia, até a chegada em um novo lugar para morar – é contada pelo olhar genuíno de uma criança. Linguagem circense, manipulação de bonecos, teatro de formas animadas e projeção em vídeo mapping compõem a encenação do grupo Cegonha – Bando de Criação.

Serviço:

“Qual é meu nome, mamãe?”

Local: Teatro Municipal Maria Clara Machado

Endereço: (Av. Padre Leonel Franca, 240 – Gávea)

Temporada: 05 a 27 de Outubro de 2019

Dia e Horário: Sábados e Domingos às 16h

Ingresso: R$40,00 (inteira); R$20,00 (meia)

Classificação: livre

Telefone: (21) 2274 7722

Duração: 50 minutos.

**excepcionalmente nos dias 26 e 27 de outubro o espetáculo integra a programação do Festival Cine Out Kids, que ocupará o pátio do teatro com shows ao vivo, food trucks, barraquinhas e DJs. Neste caso, será cobrada a entrada única de R$70 (teatro + evento) e não haverá venda separada para a sessão de teatro.

 

Ficha Técnica

 

Texto original: “My name is not Refugee” de Kate Milner.

Idealização do projeto: Miguel Araujo e Vida Oliveira
Direção: Vida Oliveira

Assistente de direção: Miguel Araujo
Adaptação dramatúrgica: Vida Oliveira
Elenco: Brisa Rodrigues, Luiza Süssekind, Miguel Araujo, Pedro Ivo Maia.

Idealização das formas animadas: Miguel Araujo e Vida Oliveira
Concepção e confecção dos bonecos da Mãe, Menino e Amiga: Ademir de Souza

Assistência de confecção dos bonecos: Márcio Newlands

Bonecos e objetos de cena: Luiza Süssekind, Miguel Araujo e Vida Oliveira

Cenário: Miguel Araujo e Vida Oliveira
Figurino: Luiza Süssekind e Vida Oliveira

Supervisão de cenário e figurino: Danielle Geammal

Desenho e operação de luz: Ricardo Rocha
Animações e desenho de mapping: Nicole Schlegel

Trilha sonora original: Ricco Viana

Pesquisa musical: Pedro Ivo Maia

Voz OFF: Emanuel Araujo

Voz canção “Despedida”: Ricco Viana

Voz canção “Meu nome”: Emanuel Araujo

Operação de projeção: Arthur Waite

Operação de som: Hebert Said

Costureira: Vicentina Mendes

Cenotécnico: Renato Marques

Identidade visual: Gbdesign | Guilherme Borges

Assessoria de Imprensa: Aquela que divulga | Lyvia Rodrigues

Mídias sociais: Kamyla Abreu

Direção de produção: Vida Oliveira

Produção executiva: AR Produções | André Roman

Assistente de produção: Joana Martins e Miguel Araujo

Realização: Cegonha – Bando de Criação

Anúncios