“O Homem Ideal?” estreia em 3/10

 Baseado na peça de teatro homônima, ‘M’esperarás?’ (Prêmio Palanca e Roca de Teatro no Prêmio Literário Ciutat Alzira em 2013), ‘O HOMEM IDEAL?’ – título em português escolhido pela Fênix Distribuidora para o lançamento no Brasil –  é o primeiro longa-metragem de Carles Alberola, que além de autor e diretor, também atua no filme.
Filmado em versão original em Valência, na Espanha, com o mesmo elenco de atores que formou a peça, ‘O HOMEM IDEAL?’ é uma comédia romântica e divertida com diálogos ágeis e dinâmicos.
Reunindo muitos dos temas e obsessões que Alberola vem desenvolvendo em seus textos teatrais e obras televisivas, o roteiro do filme apresenta ao espectador: um indivíduo preso por uma realidade inóspita, o medo de lutar pelo que queremos e a esperança de tornar nossos sonhos realidade.
Tomando as adaptações cinematográficas das comédias de Nova York de Neil Simon como referência e, mais recentemente, a adaptação do texto teatral “LE PRÉNOM” ou “CARNAGE”, Alberola acredita no poder da situação dramática proposta por ‘M’ESPERARÀS?’ mantendo no filme, a unidade de tempo e espaço, assim como na peça de teatro.
O homem ideal?
(M’esperarás)
Espanha| 2017 | Comédia | 89 min
Um filme de Carles Alberola
Sinopse
Jaume e Raquel, casal exemplar, organizam um encontro às cegas com Rubén, um amigo neurótico e depressivo, separado há dois anos. A mulher que finalmente vai a esse encontro, coloca de cabeça para baixo o relacionamento deles, mudando tudo o que eles acreditavam estar imóvel. Mostrando a eles que nunca é tarde demais para recomeçar.
Sobre Diretor
CARLES ALBEROLA – AUTOR, DIRETOR E ATOR
Em 1994, junto com Toni Benaventi, criou a companhia Albena Produccions. Entre seus trabalhos como autor e/ou diretor, estão inclusos O TU OR RES e NIT I DIA (co-escritos com Ferran Torrent); CURRICULUM (Arts Escèniques Valencian Generalitat Awards de Melhor Texto, co-escrito com Pasqual Alapont); ESTIMADA ANUCHKA e PER QUÈ MOREN ELS PARES? (Prêmio da crítica da Interuniversity Institutede Valencian Philology de Melhor Texto); MANDÍBULA AFILADA (Prêmio “Cavall Verde” da Associação de Roteiristas na Língua Catalã e da crítica de Valencia de Melhor Texto); JOA, EL CENDRÓS e BESOS (Prêmio MAX de Melhor Autor Teatral em catalão, Prêmio da Associação dos Escritores de Valencia de Melhor Texto, Arts Escèniques Generalitat Valenciana Award de Melhor Peça); 23 CENTIMETERS e SPOT (os quatro últimos co-escritos por Roberto García); ALMENYS IS NOT CHRISTMAS, 13, THAT WE ARE LUCKY! (Prêmio de Melhor Texto pela Associação de Escritores de Valencia). Como ator, vale mencionar suas interpretações em O TU OR RES, NIT I DIA, CURRICULUM, MANDÍBULA AFILADA, BESOS, SPOT, ART, THAT WE ARE LUCKY!, MIDSUMMER, FICÇÃO, VOCÊ VAI ME ESPERAR? (Prêmio de Melhor Texto Teatral Ciutat Alzira), THE UGLY DUCKLING (Prêmio MAX de Melhor Peça Musical em 2016, co-escrito com Ernard J. Sorrentino) e o musical TIC-TAC, co-escrito com Rodolf Sirera e Pasqual Alapont (Prêmio MAX de Melhor Peça Musical em 2018). Para a televisão, ele escreveu, dirigiu, produziu e atuou nos programas de comédia AUTOINDEFINITS, SOCARRATS, CHECK-IN HOTEL e na sitcom MANIÀTICS. Ele atualmente coordena, dirige e opera uma série de esquetes chamadas AÇÒ ÉS UM DESTARIFO, pela À Punt Media.
Elenco
CARLES ALBEROLA
ALFRED PICÓ
CRISTINA GARCÍA
REBECA VALLS
Ficha Técnica
Roteiro e direção
CARLES ALBEROLA
Produção
ALBENA PRODUCCIONS
Em colaboração com IVAC/ CULTURARTS À PUNT MÈDIA
Produção executiva
TONI BENAVENT
CÉSAR MARTÍ
Gerente de produção
GLORIA GUILLOT
Assistente de Direção
XAVIER MACHANCOSES
Realização
RAFA PIQUERAS
Direção de fotografia
VÍCTOR ENTRECANALES
Direção de arte
JOSÉ LUIS COMPANY (TOTO)
Direção de atores
CARLES SANJAIME
Montagem
VICENTE IBÁÑEZ
RAFA PIQUERAS
Figurino
ROSA GARRIGA
Maquiagem e cabelo
MERCEDES LUJÁN
Trilha sonora
ARNAU BATALLER
Efeitos digitais
VICTOR SUÑER
Som
JOSÉ M. SOSPEDRA AGUADO
IVÁN MARTÍNEZ-RUFAT
Design de pôster
ASSAD KASSAB
Idioma original – Catalão
Anúncios