‘TEATRO É FODA!’ reúne espetáculos de Eliane Costa, Lucília de Assis e Soraya Ravenle na Casa Quintal

Três mulheres, três solos e três gestos. Nos dias 27 e 28 de julho, as atrizes, autoras e cantoras Eliane Costa, Soraya Ravenle e Lucília de Assis apresentam, em parceria com a produtora Maria Siman e a atriz Bianca Byington, o evento “TEATRO É FODA! Solos a 3”, uma mostra com três espetáculos teatrais seguidos  de música, dança e bate-papo na Casa Quintal, na Lapa.

Na programação, os solos “Cuidado! animais na pista”, de Eliane Costa, “Instabilidade perpétua”, de Soraya Ravenle, e “Não peça”, de Lucília de Assis, serão apresentados com um breve intervalo de 15 minutos entre eles. Aos final dos espetáculos, as três atrizes comandam uma cantoria acompanhadas do músico Alexandre da Costa (violão e cavaquinho). No repertório, estão canções de Claymara e Heurico, dupla criada por Lucília e Alexandre que completa 30 anos este ano, além de sucessos da MPB.

“Estamos  realizando a primeira  edição do TEATRO É FODA! em parceria com essas três múltiplas e maravilhosas artistas. Além de assistir aos espetáculos, o público pode desfrutar do bar e participar das rodadas de conversa e de música na Casa Quintal, um espaço afetivo e democrático em que todos se sentem verdadeiramente em casa”, convida a produtora Maria Siman. “É tudo feito com amor à arte, de forma independente, por meio de coletivos que se reuniram para construir trabalhos, como tantos outros, feitos na guerrilha da re-existência”, resume Soraya Ravenle.

 

“Cuidado! Animais na pista” Solo de  Eliane Costa, inspirado no livro “Sono”, de Haruki Murakami. Uma mulher deixa de dormir sem nenhuma explicação aparente. Transformações internas e externas vão acontecendo, até ela se transformar em um animal estranho. Com uma vertente fantástica de suspense e humor, a história é contada por uma única voz, abrindo a discussão sobre a falta de sono. O empoderamento feminino,  os ritos de passagem, as transformações que estamos vivendo e a questão de gênero são elementos fundamentais na dramaturgia. A personagem adquire superpoderes, ninguém sabe o que está acontecendo com ela e, no final, a explosão é inevitável. Uma metáfora dos novos tempos.

Texto, atuação e idealização: Eliane Costa. Direção: Rubens Camelo. Ambientação cênica: Eliane Costa e Rubens Camelo. Figurino e objetos de tricô: Ticiana Passos.  Movimento: Marcia Rubin. Iluminação:   Paulo Denizot. Arranjo original de guitarra: Anita Gonçalves. Direção de produção:  Barbara Montes Claros.

“Instabilidade perpetua”  – Solo de Soraya Ravenle, a partir do livro homônimo do filósofo Juliano Garcia Pessanha. O espetáculo indaga o estar vivo nesse mundo cada vez mais hipernomeado, técnico. Anotada a necessidade de outros nascimentos a partir do nascimento biológico, é enfim um convite para um enfrentamento do homem com a tortuosidade de estar vivo.

Concepção e atuação: Soraya Ravenle. Direção: Daniella Visco, Georgette Fadel, Julia Bernat, Stella Rabello. Dramaturgia: Diogo Liberano e Soraya Ravenle. Direção musical: Azul. Direção de produção: Carla Stefan.

Não peça” – Solo de Lucília de Assis, com direção de Bianca Byington. O monólogo fala da poética da comédia e da tragédia humana. Lucília dá vida à Jandira, funcionária de um teatro em onde desempenha as funções de faxineira, bilheteira e baleira. Um dia, recebe uma atribuição a mais: segurar o público até a chegada dos atores. É assim que a funcionária, testemunha de inúmeras peças e habituada a subir no palco apenas para limpar, passa a ocupar a linha de frente para contar suas histórias e receber seus primeiros e, quem sabe, últimos aplausos.

Texto e interpretação: Lucília de Assis. Direção: Bianca Byington. Direção de produção:– Maria Siman.  Figurino: Dora de Assis. Projeto gráfico e fotos: Alexandre Dacosta. Realização: Lucília de Assis e Primeira Página Produções

 

SERVIÇO

 

TEATRO É FODA! Solos a 3

Local: Casa Quintal – Rua Silvio Romero 36, Lapa. Informações: (21)  98119-8837 | casaquintalartescenicas@gmail.com

Data: 27 e 28 de julho – sábado e domingo, a partir das 17h.

Ingresso: R$ 20 para um espetáculo. Assistindo a mais de um, a contribuição é voluntária.

Pagamento em espécie e cartão de débito.

PROGRAMAÇÃO

 

Sábado

17h – abertura da casa, com bar e comidinhas

18h – espetáculo “Cuidado! Animais na pista”, com Eliane Costa;

19h15 – espetáculo “Não peça”,  com Lucília de Assis;

20h30 espetáculo “Instabilidade perpétua”,  com Soraya Ravenle;

21h30 – cantoria das três atrizes com o músico Alexandre Dacosta.

 

Domingo

17h – abertura da casa, com bar e comidinhas

18h – espetáculo “Instabilidade perpétua”,  com Soraya Ravenle;

19h15 – espetáculo “Não peça”,  com Lucília de Assis;

20h30 espetáculo “Cuidado! Animais na pista”, com Eliane Costa.

 21h30 – cantoria das três atrizes com o músico Alexandre Dacosta.

Anúncios