AHK Rio oferece aula inaugural de formação Dual Universitária

Acontece, nesta terça-feira (23 /7), a aula inaugural do programa Dual Study, no auditório das Faculdades Dom Bosco (AEDB), em Resende. O projeto está sendo trazido ao Brasil pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK Rio), por meio da rede Duale Hochschule Latinoamérica (DHLA). Trata-se de um método criado na Alemanha, em que o aprendizado de nível superior é dividido entre aulas na faculdade e vivência prática empresarial desde o início do curso, com remuneração dos estudantes. A palestra será ministrada, às 14 horas, por Antonio Roberto Cortes, que assumiu a presidência da AHK Rio neste ano e é o presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Em parceria com a Volkswagen Caminhões e Ônibus, as Faculdades Dom Boscov implementam o projeto de forma pioneira no país. Além dela, outras empresas da região já firmaram parceria com o projeto, como Agvap, TV Rio Sul (afiliada da Globo), Grupo Seb, Guardian, Saint Gobain, Maxion, Multi Terminais, BMB e a própria Dom Bosco. O primeiro curso a ser contemplado pelo sistema Dual será o de Administração. As empresas parceiras oferecerão estágio aos alunos já a partir do primeiro ano de curso. Além da parte prática garantida, os estudantes contam com o benefício de não pagar pelo curso e, ainda, ser remunerados desde a formação.

Segundo levantamento da rede DHLA, 87% dos formados por este modelo de ensino saem empregados. Além disso, depois da graduação 80% dos estudantes são contratados pela organização que os treinou – metade em posição de liderança. Isso permite aos recém-formados a segurança de um lugar no mercado de trabalho e às empresas reter talentos formados por eles mesmos.

Os índices de sucesso fizeram com que o modelo se tornasse um produto de exportação da Alemanha. Na América Latina, o sistema já é implantado em 23 campi de universidades, em países como Colômbia, Equador, Peru e México. Todos seguem o modelo didático da Duale Hochschule Baden-Württemberg (DHBW), pioneiros na Alemanha, desde 1970. Empresas como VWCO, Audi e Bosch, IBM e HP já abriram as portas para este modelo de ensino ao redor do mundo.

Segundo Roberto Cortes, o sistema de formação dual traz benefícios para todos os envolvidos: estudantes, universidades e empresas. “Aos estudantes, este tipo de formação permite uma conexão com o mundo profissional desde o início de seus estudos; para as universidades representa uma plataforma para atrair mais estudantes e estabelecer alianças de cooperação a nível internacional; às empresas o principal é “desenhar” profissionais que se ajustem especificamente às suas necessidades”, destaca o presidente da AHK Rio.