“Fausto” no Theatro Municipal

Caberá à ópera Fausto, ausente dos palcos cariocas há quase meio século, o papel de finalizar, dia 14 de julho, as comemorações pelos 110 anos do Theatro Municipal, com uma apresentação às 17h00 sob a direção musical do maestro Ira Levin.

Neste que será um domingo marcado por diversos espetáculos gratuitos, com participação dos corpos artísticos do Municipal, o público assistirá à consagrada montagem da obra-prima de Charles Gounod, criada pelo diretor artístico André Heller-Lopes, que colheu inúmeros elogios de público e crítica na abertura do XXI Festival Amazonas de Ópera, em 2018.

O espetáculo chega ao Rio de Janeiro antes de seguir carreira internacional: em novembro, encerra a temporada do prestigioso Theatro Municipal de Santiago, a ópera nacional do Chile, numa rara parceria entre teatros do Brasil e outros países da América Latina. A história do cientista que vende a alma ao diabo em troca de juventude, imortalidade e prazeres mundanos, terá nessa versão carioca, uma coreografia inédita para o balé “A noite de Walpurgis”, uma das cenas mais marcantes da ópera, quando Mefistófeles (o Diabo) leva Fausto para um culto à sensualidade, entre faunos e bacantes. O balé é assinado pelo premiado coreógrafo paulista Luiz Fernando Bongiovanni. Renato Theobaldo assina a cenografia, Sofia Di Nunzio, os figurinos, e Fábio Retti, a iluminação.

No elenco, teremos dois tenores se revezando no papel-título: Atalla Ayan, brasileiro de carreira estrelar no Metropolitan Opera House, no La Scala, no Covent Garden e na Ópera de Paris, Giovanni Tristacci, jovem cantor em franca ascensão. O demônio Mefistófeles será interpretado pelo baixo-barítono chileno Homero Pérez-Miranda, que cantou o papel no Festival Amazonas. Os sopranos Gabriela Pace e Flavia Fernandes interpretam Marguerite; Homero Velho,Valentin; Lara Cavalcanti, Siebel; Andressa Inácio, Marta; e Ciro d’Araújo, Wagner.

Baseada na obra homônima do escritor alemão Johann Wolfgang von Goethe, a ópera Fausto tem libreto de Jules Barbier e Michel Carré. Estreou no Théâtre Lyrique de Paris, em 19 de março de 1859, e estabeleceu a reputação mundial do compositor francês Charles Gounod ao inaugurar o Metropolitan Opera House, em Nova Iorque, em 1883.

O Theatro Municipal é considerado a principal casa de espetáculos do Brasil e uma das mais importantes da América do Sul.

 

Elenco:

Fausto – Atalla Ayan (dias 14, 17, 19 e 21) / Giovanni Tristacci (dias 24, 26 e 28)

Mefistófeles – Homero Pérez-Miranda

Marguerite – Gabriela Pace (dias 14, 17, 19 e 21) / Flavia Fernandes (dias 24, 26 e 28)

Valentin – Homero Velho

Siebel – Lara Cavalcanti

Marta – Andressa Inácio

Wagner – Ciro d’Araújo

Coro e orquestra sinfônica do TMRJ

Direção musical e regência – Ira Levin

Concepção e Direção Cênica: André Heller-Lopes

Ballet do TMRJ

 

Horários:

Domingo: dias 14, 21 e 28 às 17h00

Quarta-feira: dias 17 e 24 às 19h00

Sexta-feira: dias 19 e 26 às 19h00

Ingressos:

Entrada gratuita na apresentação do dia 14/07, às 17h00.

Nos demais dias:

Frisas e camarotes (6 lugares) – R$ 360

Camarotes (5 lugares) – R$ 300

Plateia e balcão nobre – R$ 60

Balcão superior – R$ 40

Balcão superior lateral – R$ 20

Galeria – R$ 20

Galeria lateral – R$10

Theatro Municipal do Rio de Janeiro – Praça Floriano s/n° – Centro

Lotação – 2.226 lugares

Duração total – 3 horas

Ingressos na bilheteria ou no ingressorapido.com

 

O Theatro Municipal é vinculado à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro

Realização: Theatro Municipal

Homepage: http://www.theatromunicipal.rj.gov.br/

Instagram: @theatromunipalrj

Facebook: https://www.facebook.com/theatro.municipal.3/