“Elis, a Musical” no Prudential

“Elis, a Musical” ganha uma nova adaptação produzida pelo CEFTEM (Centro de Estudo e Formação em Teatro Musical) com apoio da Aventura Entretenimento. Produzido originalmente pela Aventura em 2013, o espetáculo foi um sucesso de público e crítica com a atriz Laila Garin vivendo a personagem título. A peça será apresentada às terças e quartas em curta temporada de 9 a 31 de julho no Teatro Prudential.

O texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade, tem direção de Pedro Rothe e direção musical de Délia Fischer, que fizeram parte da equipe da montagem de 2013, além de coreografia, e direção de movimento, de Clara da Costa. O espetáculo conta a vida e carreira da cantora Elis Regina, desde sua infância até sua morte.

– É uma alegria muito grande poder montar esse espetáculo e colocar jovens atores em contato com a vida e a obra de uma das maiores artistas que já tivemos no país. Contamos com o aval de Nelson Motta e a permissão de todos os filhos da Elis: Maria Rita, Pedro Mariano e João Marcelo Bôscoli, para contarmos essa história tão potente e emocionante – diz Reiner Tenente Fundador e Diretor artístico e pedagógico do CEFTEM.

A “Pimentinha” é representada, em diferentes fases da sua vida, por diferentes atrizes, divididas não só pela cronologia, mas também pelas várias facetas da artista.

– A peça é bastante baseada na montagem original em termos de texto, até mesmo alguns números. A grande diferença está na escolha de dividir Elis em fases, não só cronológicas, mas que também exploram as diferentes facetas da artista e a coexistência dessas fases no palco em alguns momentos da peça. Partindo da ideia de memória, de lembranças de Elis, a peça é um pouco mais fragmentada e permite esses encontros de Elis com ela mesma. A cenografia também representa esta fragmentação e acúmulo de momentos que vão preenchendo o palco, se entrecruzando, montando esta memorabilidade. A coreografia e direção de movimento também se difere da original em alguns pontos, partindo dos corpos dos alunos-atores para criar este universo (na verdade, estes universos). Além de alguns cortes e uma adição de música aqui, troca de música acolá (mas não direi quais, vai ser preciso conferir ((rs)) – diz Pedro Rothe.

Além disso, a nova adaptação de “Elis, a Musical” tem outro grande feito, será o primeiro musical a ser apresentado no novo Teatro Prudential.

– “Elis, A Musical” foi meu primeiro musical profissional, marcando também o início de minha relação de trabalho com a Aventura Entretenimento. Relação que já dura seis anos! É uma grande felicidade estrear essa releitura do musical no Teatro Prudential, mais uma casa da Aventura, e ter perto tantos amigos e parceiros que fiz nessa jornada. Claro que também aumenta a expectativa. Mas o teatro está lindo, bem equipado e é um enorme benefício para a cidade, especialmente neste momento complicado pelo qual a cultura está passando – completa o diretor.

Elis é vivida por diferentes atrizes em suas fases, na adolescência e juventude é vivida pelas atrizes Duda Santa Cruz e Karine Von Brandenburg, no auge da estrela o papel fica a cargo de Moira Osório e quando se reinventa, até o fim de sua vida, é vivida por Diana Cataldo.

Além de seus feitos na carreira, a peça aborda seus relacionamentos amorosos, o casamento com Ronaldo Bôscoli (Matheus Vieira) e, depois, com César Camargo Mariano (Gustavo Fagundes). Além de falar de seus amigos, e grandes parcerias, como Luís Carlos Miele (Felipe Durão), Lennie Dale (Pablo Marcell), seu empresário Marcos Lázaro (Kaíque Lopes), Jair Rodrigues (Celso Luz), Nelson Motta e Tom Jobim (ambos interpretados por Marco Dorville).

O espetáculo também irá abordar os conflitos familiares representados, além dos maridos, pela mãe Dona Ercy (Lívia Fraga) e pelo pai Romeu (Thiago Freitas).

– Eu sempre me perguntei o que Elis estaria produzindo hoje, tanto em termos artísticos quanto em termos de discurso. Com essa montagem, procuramos dar voz àquilo que ela já cantava e que permanece pertinente. Mas ainda me pergunto: o que Elis cantaria hoje? De que forma? – finaliza Rothe.

Completam o elenco: Eduardo Lanzini, Mariana Ferreira, Paula Serra, Thais Rodrigues e Victoria Orenbuch.

SERVIÇO:

“Elis, a Musical”

Teatro: Teatro Prudential Rua do Russel, 804 – Glória (RJ)

Telefone: (21) 2558-3862

Gênero: Musical

Dias: 09, 10, 16, 17, 23, 24 30 e 31 de Julho

Lotação:  359 lugares

Horário: 20h

Classificação etária: 12 anos

Duração: 170 min

Ingressos (preço): R$ 40 (inteira) R$ 20 (meia)

Ficha Técnica:

Elenco: Karine Von Brandenburg, Moira Osório, Diana Cataldo, Matheus Vieira, Gustavo Fagundes, Felipe Durão, Pablo Marcell, Kaíque Lopes, Celso Luz, Marco Dorville, Lívia Fraga, Thiago Freitas, Eduardo Lanzini, Mariana Ferreira, Paula Serra, Thais Rodrigues e Victoria Orenbuch.

Texto: Nelson Motta e Patrícia Andrade

Direção: Pedro Rothe

Direção Musical: Délia Fischer

Coreografia e Direção de Movimento: Clara da Costa

Assistente de Direção: Theodora França

Assistente de Direção Musical: Antônio Fischer-Band

Assistente de Coreografia e Direção de Movimento: Andressa Tristão

Cenografia: Vinícius Lugon

Desenho de Luz: Alexandre Farias

Desenho de Som: Lucas Couto

Figurinos: criação a partir de acervo

Assessoria de imprensa: Ribamar Filho / MercadoCom

Produção: CEFTEM (Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical)

Anúncios