Agenda de março da Audio Rebel

Agenda Audio Rebel

Março 2019

08 e 09/03

Mostra Essa Mulher

O evento coloca trabalhos liderados por mulheres no protagonismo.

08/03

Cancioneiras: Espetáculo que aponta novos caminhos na canção contemporânea brasileira feita por mulheres. O projeto reúne seis compositoras, instrumentistas e cantoras que mostram suas músicas acompanhadas umas das outras, seja ao violão, piano, flauta, ou em coro. Nasceu do encontro das artistas Aline Gonçalves, Claudia Castelo Branco, Ilessi, Luana Dias, Marcela Velon e Paloma Roriz.

Horário: 22h

Ingressos: R$20

09/03

Quarteto cAis (+ Aline Gonçalves e Joana Queiroz): O quarteto cAis, formado por Renata Neves (violino), Karin Verthein (violino), Tina Werneck (Viola) e Maria Clara Valle (violoncello), sobe ao palco da Audio Rebel apresentando o repertório de seu novo disco “Entre Rios”, que está em processo de gravação. Nele, o  grupo apresenta um repertório feito exclusivamente por compositoras contemporâneas, para essa formação. O grupo contará com a participação especial de algumas dessas compositoras e instrumentistas, como Joana Queiroz (clarinete) e Aline Gonçalves (flauta).

Horário: 20h

Ingressos: R$20

08/03

Guto

Guto lança o EP “Duplo”. O cantautor de Belo Horizonte estreou em 2018 com o lançamento do single “Sal”, faixa que abre seu primeiro EP, no qual Guto é responsável pela composição, produção e performance das quatro faixas. Estilisticamente, ouve-se o swing orgânico da música popular brasileira, a atmosfera onírica do rock psicodélico inglês, a ruidez planejada do pós-rock noventista, a inevitável rusticidade do indie pop diy. “Duplo” se constrói sob uma discussão que estabelece a dualidade — aquela que diz respeito à identidade — como aspecto intrínseco à experiência humana.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

10/03

SUNDAZE: Lâmmia, Apokalyptic Raids, B’URST! (SP), True Force (SP)

O Lâmmia segue na turnê de divulgação de seu mais recente single, “Pulling Chain”, o Apokalyptic Raids lança seu quinto álbum, “The Pentagram”, B’URST! está divulgando sua mais recente tape “Basement Sessions”, e os paulistanos do True Force fazem sua estréia em terras cariocas. O evento SUNDAZE quer reunir nas noites quentes de domingo do verão carioca bandas de estilos diversos, mas com um apreço em comum pela sujeira e o peso do rock subterrâneo. Nessa edição, misturam-se o black metal primitivo do Apokalyptic Raids ao peso psicodélico e hipnótico do Lâmmia, o hardcore-cruz-invertida do B’URST! e o crossover duro e das ruas do True Force.

Horário: 19h

Ingressos: R$20

11/03

PR.OG – Zé Sem Nome + Girauta + Bombardeio Blues

O evento PR.OG reúne três atrações em uma só noite. Bombardeio Blues faz improviso livre desregrado com participações especiais de Isabela Nobre, Felipe Neiva, Victor Lemos e Augusto Malbouisson. Zé Sem Nome é o rap hip hop experimental nervoso de Zé Felipe e Girauta no passinho do radinho AM e sintetizadores.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

12/03

Giovana Adoracion

Giovana Adoracion é cantora e compositora brasileira, com influências de jazz, soul, blues e bossa nova. A artista propõe inovação a cada show com o objetivo de levar o espectador a passear pelas canções conhecidas nas vozes das grandes divas, além de seu repertório autoral. O show passeará por composições da própria Giovana, já disponíveis em todas as plataformas digitais, que remetem às várias vertentes do jazz e soul, e outras releituras elegantes e contemporâneas de clássicos deliciosos do jazz e da música brasileira para dar o brilho necessário à essa noite única de NeoSoul. Giovana Adoracion se apresenta com Natan Gomes no piano, Alex Rocha no contrabaixo e Paulo Diniz na bateria.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

13/03

Goiaba convida Luíza Boê

A umbanda e o taoísmo, a neopsicodelia brasileira e o forró pé-de-serra, a urbanidade e a natureza. No primeiro álbum do produtor e multi-instrumentista goiano Goiaba, “Tranquilo”, tudo se mistura. Com a bossa-fossa-nova implícita num indie-technobrega, o trabalho é um mosaico da sua história e influências. O álbum se construiu por meio da parceria com Bruna Mendez, Lucas Tomé, Pedro Kastelijns, Benke Ferraz (Boogarins), Felipe Cabral, Rozinaldo Miranda, Natália Vitral e Hare Dan. Ao longo da carreira, Goiaba dividiu palco com artistas como Manu Chao, Maglore, Pato Fu, Caetano Veloso, Céu, Curumin, entre muitos outros. Nessa noite, Goiaba recebe no palco a cantora Luíza Boê, que chamou atenção na cena independente com seu disco homônimo de estreia, lançado em 2018.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

14/03

Michel Temer Trio / Chinese Cookie Poets / Wallace Função

“Michel Temer” (voz, bateria, sintetizadores) se une a Marcos Campello (guitarra elétrica) e Felipe Zenicola (contrabaixo elétrico) no Michel Temer Trio, novo projeto cujo primeiro álbum foi lançado em janeiro deste ano. Na mesma noite, o power trio carioca Chinese Cookie Poets retorna ao palco da Rebel para mostrar mais de sua combinação de Free Jazz e No Wave. Por fim, a entidade schizofunk Wallace Função, egresso diretamente dos bailes de corredor dos anos 90, funk free para ouvidos fortes.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

15/03

Pomar Convida

O selo independente Pomar apresenta empolgantes novos trabalhos no palco da Rebel. Após chamar atenção com os álbuns “Futuro Imaginário” e “Oeste”, a cantora goiana Sarah Abdala comemora o lançamento de seu novo single, “Migrante”. Ela se apresenta com Tai Fonseca no backing vocal e violão. Na mesma noite, Nuvem faz show de lançamento de seu EP. O trio de world music também pesquisa movimentos ativistas, urbanos, de rua e lisérgicos desde 2017 e é formado por Pedro Bienemann, Milena Takatsu e Bruno Bertassoli. O novo EP busca linguagens e texturas características de referências do hip hop, sambarock, soul, rock, pop, rap e groove.  O evento recebe ainda pocket shows em formato voz e violão de Samantha Jones, cantora e atriz baiana radicada no Rio que apresentará músicas autorais inéditas, presentes em seu disco de estreia, com lançamento previsto para 2019 pelo Pomar; e da cantora e compositora Gabriela Garrido, mesclando repertório de seus dois EPs, “Mergulho” e “Entre”.

Horário: 19h

Ingressos: R$20

16/03

Afro Coltrane

Retorno do espetáculo Afro Coltrane, com Nivaldo Ornelas (sax), Sergio Barrozo (contrabaixo), Marcelo Magalhães Pinto (teclado), Didac Tiago (percussão) e Roberto Rutigliano (bateria). Depois de ter lançado o disco “As músicas de Miles e Coltrane”, em finais de 2017, Roberto Rutigliano desenvolve este projeto a partir da vontade de realizar todo um repertório com arranjos com ritmos afro-latinos, brasileiros e ancestrais para a música de John Coltrane. O show inclui “Afro Blues”, “Lonnie’s Lament”, “Blue Train” e outros sucessos. Isso sem abrir mão de uma interpretação mais pessoal para o grupo, que imprime em cada tema a personalidade de seus músicos. Destaque especial para a concepção coltraniana do sax de Nivaldo Ornelas no seu som e na composição “Sonata para batera”, de sua autoria.

Horário: 20h

Ingressos: R$30

17/03

La Floripondio

Com uma história de quase 30 anos, La Floripondio é um grupo liderado por Aldo Asenjo “Macha” (vocalista da banda Chico Trujillo) e seu novo álbum “Gimnasia para Momias” foi lançado em 2018. Este projeto, que começou pós-ditadura no Chile, agora é uma banda icônica que faz parte da juventude e rebelião do país. Com uma mistura de som experimental de gêneros de punk, ska, reggae, dub, e Folclórico, La Floripondio surgiu nos subúrbios orientais de Valparaiso, com um grupo de jovens frustrados no país recém-democrático, após mais de 17 anos de ditadura militar. Com grande força, energia, letras e som selvagem, Floripondio sempre abordou questões políticas, a injustiça, a juventude e liberdade, onde ganharam respeito e reputação no seu país. Jovens, rebeldes e punks contra o sistema e a velha geração formaram uma das maiores bandas underground do Chile.

Horário: 20h

Ingressos: R$25 (antecipado) / R$30 (na hora)

18/03

Subcena: Conjuração 44 / Luisa Lemgruber e Priscilla Menezes

Conjuração 44 é um coletivo formado por mulheres lésBIcas que vai encenar um ritual performático, poético, sonoro, de cura anti-neoliberal, contra-patriarcal. Fora do palco, em roda, em uma frequência disruptiva. Elas darão sentidos à experiência traumática – verbais, gestuais, sonoros, olfativos, táteis. Com as poetas Maria Isabel Iório, Adriana Azevedo, Gabriela Sad, Marina Sereno, Aline Miranda e Fernanda Vaz. Sonorização com Clarissa Ribeiro e Singo Valla. Luisa Lemgruber cria sonoridades. Trabalha com sobreposições, capturas e produção de sons. Priscilla Menezes pesquisa a palavra e a imagem. Escreve poemas e desenha. Nesse encontro irão relacionar seus trabalhos a partir de dois eixos simbólicos: a água e a pedra. Nesse encontro, sonoridades, palavras, corpos e imagens evocarão e manejarão  essas forças: entre o que se alastra e o que demarca uma fratura.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

19/03

Guilherme Monteiro e Pedro Sá

Os músicos Guilherme Monteiro e Pedro Sá se unem no projeto “Guitarra Paisagem”. Pedro Sá é músico e produtor. Guitarrista de Caetano Veloso há mais de 10 anos, ele traz em seu currículo trabalhos como Mulheres Q Dizem Sim, Orquestra Imperial e duas turnês com Lenine. Como produtor, ele trabalhou nos discos “Cê”, “Zii e Zie” e “Abraçaço”, de Caetano Veloso, e o disco “Coisa Boa”, de Moreno Veloso. Ao seu lado no palco, Guilherme Monteiro é músico que mora há mais de 20 anos em Nova Iorque e exibe o talento com desenvoltura ao lado com o grupo brasileiro Forro in the Dark. Monteiro teve a oportunidade de trabalhar com uma diversidade de artistas: de Gal Costa a David Bryne; Ron Carter à banda Gogol Bordello.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

20/03

Adaury Mothé

O pianista, compositor e arranjador Adaury Mothé lança “Dois Amigos” , seu CD de estreia, gravado com os amigos e parceiros de longa data Vitor Vieira na bateria e Rodrigo Ferrera no contrabaixo. O disco reúne oito faixas instrumentais autorais inéditas onde toca piano, acordeon, teclado e escaleta, além de assinar todos os arranjos. O repertório passeia pelo samba jazz, bossa nova, choro, ijexá, entre outros estilos, influenciado por suas experiências com a música brasileira e o jazz ao longo de seus 26 anos de carreira.

Horário: 20h

Ingressos: R$25

21/03

Anna Ratto

Part. especial: Matheus VK

O show Tantas chega à Audio Rebel. Anna Ratto estará acompanhada dos dois produtores do álbum – Jr Tostoi (guitarrista) e Marcelo Vig (baterista) – além de Fernando Caneca (violão e guitarras) e  Hugo Noguchi (baixo). A cereja do bolo fica por conta da participação especial de Matheus VK. O repertório tem como base seu álbum mais recente, Tantas, com canções de Caio Prado, Matheus VK, Ana Clara Horta, Rodrigo Maranhão, Bruna Caram e Duda Brack, além de outras surpresas selecionadas por Anna e Bianca Ramoneda, que assina a direção artística do espetáculo.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

22/03

Posada sem o Clã

O cantor e compositor Carlos Posada se apresenta em formato solo, voz e violão, com repertório de seus três álbuns: “Posada”, “Isabel” e “Posada e o Clã”. Além disso, antecipa canções de seu próximo trabalho. Filho de mãe brasileira e pai argentino, nascido na Suécia, criado em Pernambuco e radicado no Rio, Carlos Posada começou a se destacar na cena independente com a banda de manguebeat Bárbara e os Perversos e se tornou um compositor destaque pelos seus versos pesados e poéticos sobre um Brasil urbano e contemporâneo. Suas canções já foram gravadas por artistas como Lenine, Duda Brack, Aíla e Ana Cañas.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

23/03

Galileu

Galileu representa uma explosão de infinitas ideias e universos. A banda é formada por quatro mundos distintos que se encontram na música. Composto por um baixo, uma guitarra, um teclado, uma bateria e três vozes, o grupo traz uma sonoridade original, pop e dançante.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

24/03

Sound Bullet, Amsterdan e Terceiro Mundo Bom

A noite reúne três empolgantes trabalhos autorais da cena rock independente. A Sound Bullet retorna à Rebel com a turnê de seu álbum de estreia, lançado em 2017 e considerado um dos melhores do ano por veículos especializados. Além de “Terreno”, o repertório terá também os singles do EP “Ninguém Está Sozinho” e o sucesso “When it Goes Wrong”, que já soma mais de 800 mil execuções apenas no Spotify. O grupo é formado por Guilherme Gonzalez (voz e guitarra), Fred Mattos (baixo), Rodrigo Tak-ming (guitarra), Henrique Wuensch (guitarra) e Pedro Mesquita (bateria) e lançará em breve o próximo álbum via Sony Music. A Terceiro Mundo Bom celebra seu primeiro EP, homônimo, que acaba de ser lançado com produção de Lucas Vasconcellos (Letuce, Legião Urbana). A banda reúne Diogo Brandão (Rockz, Benflos), Marcos Almir (Revolt), Robson Riva (B Negão e os Seletores de Frequência) e Guga Leão. Amsterdan é uma mistura de influências e sons, contando com sintetizador marcante, modulações de guitarra, linhas complexas de baixo e bateria presente. A banda vem se tornando cada vez mais relevante na cena nacional. O grupo é formado por Rafael Reis (voz), Mateus Muniz (baixo e backing vocal), Ygor Kauling (guitarra e backing vocal), Gustavo Tavares (guitarra) e Victor Luz (bateria).

Horário: 20h

Ingressos: R$20

25/03

ouiea + granmostarda

Thiago Mattos (voz e guitarra) sobe ao palco com seu projeto ouiea, ao lado de Gabriel Barbosa (bateria), Marcos Luz (baixo), e apresenta canções próprias. ouiea tem em seu repertório canções que passeiam entre o inglês e português como sotaques de um mesmo idioma; com uma linguagem que remete ao minimalismo e à metalinguagem, ouiea soa tropical em seus grooves e faz música original com malemolência brasileira. Na mesma noite, a banda granmostarda apresenta sua sonoridade rock n’ roll. O trio é formado por Farrah Sento Sé (guitarra/vocal), Lucas Lua (bateria/vocal) e André Falcão (baixo/vocal).

Horário: 19h30

Ingressos: R$15

26 e 27/03

DEAFKIDS + Rakta

DEAFKIDS foi formado em 2010, produzindo uma mistura infundida de Crust Punk, DIY, muito fuzz e D-beat. Nove anos, nove lançamentos e mais de 400 shows com extensivas turnês pelo Brasil e Europa e passagens por aclamados festivais internacionais como Supersonic/UK, Obscene Extreme/CZ, Integraciones/Peru, Punk Illegal/SWE e nacionais como Festival DoSol/RN, Coquetel Molotov/PE, Bananada/GO e Porão do Rock/DF. 2019 vê o lançamento de seu terceiro álbum, “Metaprogramação”, que leva tal exploração sônica além de tudo o que a banda já alcançou anteriormente, e será lançado em LP, CD e Digital pela Neurot Recordings no dia 15 de Março. DEAFKIDS produz esmagadoras marchas guiadas pelos sentidos, que carregam um imprimatur Brasileiro e Latino-Americano. A banda divide o palco com Rakta, que retorna à Rebel. A partir do lançamento do primeiro álbum autointitulado em 2013, o projeto viveu uma vertiginosa ascensão e passou pela América do Norte e Europa numa longa turnê. Seguiram-se outros lançamentos e a banda continuou evoluindo até chegar no novo álbum “III”, em que se reconfigura como um trio, reinventando sua sonoridade. As letras são entoadas como mantras, o formato verso-refrão é subvertido de maneira em que cada música deixa de ser uma canção e passa a ser um processo, a tradução de uma emoção em ritmos e sons sobrepostos e arranjados no limite do caos.

Horário: 20h

Ingressos: R$25 (antecipado) / R$30 (na hora)

28/03

Epilepsia + Acavernus + Yantra

“Michel Temer” (voz, bateria, sintetizadores) se une a Marcos Campello (guitarra elétrica) e Felipe Zenicola (contrabaixo elétrico) no Michel Temer Trio, novo projeto cujo primeiro álbum foi lançado em janeiro deste ano. Na mesma noite, o power trio carioca Chinese Cookie Poets retorna ao palco da Rebel para mostrar mais de sua combinação de Free Jazz e No Wave. Por fim, a entidade schizofunk Wallace Função, egresso diretamente dos bailes de corredor dos anos 90, funk free para ouvidos fortes.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

29/03

Ivan Paiva

O músico Ivan Paiva, conhecido por integrar projetos como o Cachorro Neon – banda batizada em homenagem ao eterno e saudoso mascote da Rebel – apresenta seu novo projeto solo, onde desenvolve uma sonoridade folk. Nessa noite, ele mostra canções como o single “Gritos do Afeto” e canções da Cachorro Neon, com quem lançou um EP.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

Sobre a Audio Rebel

Localizada em um sobrado de Botafogo, Zona Sul carioca, a Audio Rebel é um complexo com quatro salas interconectadas e isoladas acusticamente, uma loja de instrumentos e acessórios e uma oficina de luthieria (confecção de instrumento de cordas). Oferecemos serviços de sound design, trilha sonora, foley, dublagem, mixagem 2.0 e 5.1, masterização, gravação de voz, gravação de áudios adicionais para cinema, gravação e produção de áudio books e book trailers, áudio para instalações e performances artística.

Serviço

Local: Audio Rebel

Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 – Botafogo – Rio de Janeiro/RJ

Classificação: 16 anos

Capacidade da casa: 90 pessoas (lotação máxima)

Forma de pagamento: para o ingresso, apenas dinheiro; no bar, todos os cartões de crédito.

Casa equipada com ar condicionado e wi-fi gratuito

Horário de funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h

 

Anúncios