Canta Cartola e Martinho

Com pouco mais de 20 anos de carreira, o Arranco de Varsóvia estreia o show “Canta Cartola e Martinho”. Presentes em projetos separados, no CD “Samba de Cartola” (1998) e no DVD “Pãozinho de Açúcar – Arranco Canta Martinho”, dois dos maiores nomes do samba e da música popular brasileira serão homenageados no palco do Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia, no dia 02 de novembro, no espetáculo preparado pelo quarteto vocal.

 

A apresentação contará com a participação especial de Ivan Lins. Além de cantarem juntos alguns dos sucessos do autor de Madalena, Novo Tempo e outros clássicos da MPB, será apresentado o inédito “Samba Clara”, primeira parceria de Paulo Malaguti Pauleira com Ivan Lins.

 

Ao juntar as obras de Cartola e Martinho no mesmo show, Andrea Dutra, Cacala Carvalho, Elisa Queirós e Paulo Malaguti Pauleira evocam alguns dos mais importantes sambas da história, como “O Sol Nascerá”, “Disristimia”, “Divina Dama” e “Canta, Canta, Minha Gente”.

 

Em 1998 o Arranco de Varsóvia participou de uma grande homenagem ao mestre mangueirense no que seria seu aniversário de noventa anos. Imediatamente transformado em CD e lançado pela Dubas, “Samba de Cartola” foi escolhido como um dos dez melhores lançamentos de 1998 por críticos do Jornal “O Globo”. Cumprindo brilhante trajetória, “Samba de Cartola” se transformou em referência tanto para o mundo do samba como para o universo dos grupos vocais.

 

Doze anos depois, do CD “Samba de Cartola”, a releitura do Arranco de Varsóvia em CD e DVD gravados ao vivo para as canções de Martinho da Vila ganhou aprovação total do próprio artista, que considera o grupo diferente, e elogiou a nova gravação de Pãozinho de Açúcar: “O compositor geralmente gosta de ver a sua obra tendo outra leitura, outra forma. A gente só não gosta quando essa nova leitura tira a essência. Mas no Arranco, ela até chamou a atenção para determinados fatos da música que passavam despercebidos. É um avanço!”, diz Martinho da Vila, que participou da gravação do DVD.

 


 

Ficha técnica:

Voz, teclado, direção musical e arranjos: Paulo Malaguti Pauleira

Vozes: Andrea Dutra, Cacala Carvalho e Elisa Queirós

Violão de 7: Domingos Teixeira

Percussão: Daniel Karin e Felipe Tauil

Participação especial: Ivan Lins

 


Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Data: 02 de novembro (sexta). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$ 60,00 (Inteira), R$ 40,00 (promoção para os 100 primeiros pagantes), R$ 30,00 (meia-entrada). Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/Ingressos2z0P23j. Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

 

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo