Diogo Nogueira no Imperator

Nos primeiros dias de novembro, Diogo Nogueira vai ser o “rei da zona norte”, bairro carioca que frequentou quando criança, e ainda frequenta, e onde seu pai João Nogueira nasceu e morou por longo tempo. Hoje, João Nogueira batiza o Centro Cultural do Imperator, onde Diogo apresenta o show “Munduê”, nos dias 01, 02 e 03 de novembro, quinta, sexta e sábado.

E, além dos três shows no Imperator, Diogo também participa do projeto “Batuque da Boa”, evento gratuito no Parque Madureira, no dia 03 de novembro, sábado, às 19h.  No domingo, dia 04/11, às 17h, Diogo lança a roda de samba “Samba de Rua”, a preços populares no Viaduto de Madureira, numa grande celebração às tradicionais rodas de samba, em que homenageia os grandes sambistas e mostra alguns sambas clássicos das rodas, seus sucessos, além de músicas inéditas em primeira mão, num verdadeiro “laboratório do samba”, com convidados. Essa é a primeira edição e o evento tem previsão de acontecer uma vez por mês no tradicional Viaduto de Madureira, coração do samba.

Diogo cresceu participando de rodas de samba e bebeu muito nesta fonte. E Madureira sempre foi seu porto e inspiração. Ali, sem muito alarde, emplacou quatro sambas-enredo na sua escola, a Portela, em carnavais consecutivos, todos com nota 10 dos jurados. Além de integrar-se nas várias rodas, comandou semanalmente o programa de rádio “Batukada Boa”, com uma roda de samba ao vivo, na Rádio Transcontinental, São Paulo, até o mês passado.

Hoje, com 10 anos de carreira e um dos principais nomes do atual cenário do samba brasileiro, o show do novo álbum “Munduê”, seu primeiro projeto autoral que traz uma sonoridade que privilegia a batucada e o samba de raiz, conquistou o público e crítica, com lotação esgotada por onde passa. O disco está indicado ao Grammy Latino deste ano na categoria de Melhor Álbum de Samba/Pagode – prêmio que já ganhou por duas vezes. Em setembro Diogo fez sua quarta turnê americana por palcos consagrados como o Berklee Performance Center (Boston), Melrose Ballroom (New York), Buckhead Theatre (Atlanta), House of Blues (Orlando), além de shows em Boca Raton, na Flórida, e São Francisco e Los Angeles, na Califórnia.

Com cenário de Helio Eichbauer, luz de Arthur Farinon e figurino assinado por Milton Castanheira, o cenário de “Munduê” é baseado no teatro chinês e traz uma tela branca gigante onde são projetadas sombras e imagens, de acordo com o momento do show. Fernanda Montenegro, já homenageada por ele no disco “Mais Amor”, de 2013, faz uma participação especial numa locução gravada de um trecho do livro “Grande Sertão: Veredas”, de João Guimarães Rosa, do qual uma frase inspirou Diogo a compor a música “Coragem”.

Pela primeira vez, Diogo Nogueira assina todas as faixas do álbum, produzido por Rafael dos Anjos com Alessandro Cardozo. Ao longo de 14 composições, ele apresenta parcerias com nomes da nova geração e dedica o trabalho a mestres do gênero, como Noel Rosa, Zeca Pagodinho, Cartola, Candeia, Monarco, Paulinho da Viola, Jorge Aragão, Nelson Cavaquinho e Martinho da Vila, que terá uma homenagem especial durante o show.

No repertório, destaque para o samba com pé no chão, com muito batuque, foco na ancestralidade, através das músicas inéditas de sua autoria deste seu último álbum e também composições que fizeram sucesso e marcaram a sua carreira. Além da canção que dá título ao disco, “Munduê” (Diogo/Bruno Barreto/Hamilton de Holanda), “Coragem” (Diogo/Fred Camacho/Leandro Fab), que ganhou clipe recentemente, “Tempos Difíceis”, de Diogo e Leandro Fregonesi, e “Império e Portela” (parceria dele com Dona Ivone Lara/Bruno Castro/Ciraninho), outras canções do CD dão o recado de positividade e esperança em tempos melhores, assim como “O Homem Também Chora (Menino Guerreiro)”, de Gonzaguinha, e “Apesar de Você”, de Chico Buarque. O nordeste, que sempre marcou presença nos shows de Diogo, neto de nordestinos, tem seu momento de destaque na inédita “Mercado Popular” (Diogo e Fregonesi).

A banda que o acompanha é formada por João Marcos (baixo e direção musical), Henrique Garcia (cavaquinho), Wallace Pres (violão), Jefferson Rios (bateria), Maninho (percussão), Bruno Barreto (percussão e coro), Wilsinho (percussão) e Fabiano Segalote (trombone).

SERVIÇOS:

 

Show: Diogo Nogueira em “Munduê”

Local: Imperator Centro Cultural João Nogueira (Rua Dias da Cruz, 170 – Meier – Tel: 21-2597-3897 http://www.imperator.art.br/)

Data: 01, 02 e 03 de novembro, quinta, sexta e sábado

Horário: Quinta e sexta, às 21h, e sábado às 22h

Duração: 140min.

Classificação: 16 anos

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

 

Show: SAMBA DE RUA com Diogo Nogueira e convidados

Local: Viaduto de Madureira ((Viaduto Negrão de Lima – s/n)
Data: dia 4 de novembro, domingo
Horário: a partir das 17h

Preço: R$ 20,00

Ingressos: www.ingressocerto.com.br e lojas South

Livre