16º Concerto da Série dos Santos Anjos

Este concerto apresentará a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca sob a regência do Maestro Anderson Alves, interpretando obras de Dvorak, Tchaikovsky, Rimsky-Korsakov, Mahler, Holst, Gershwin, Leyden, Mestre Duda, e a estreia mundial do Concertino para Oboé e Orquestra do próprio Maestro, compositor reconhecido com encomendas internacionais.

 Natural do Rio de Janeiro, o jovem maestro Anderson Alves também é compositor e pianista. Atualmente é Maestro e Diretor Musical da Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca – Programa Orquestra nas Escolas, desenvolvido pela Secretaria de Educação do Rio de Janeiro. É coordenador pedagógico do Projeto Som+Eu e dirige o Circuito Cultural Zona Sul.

16º Concerto de Música Clássica na Paróquia dos Santos Anjos (Av. Afrânio de Melo Franco, 300, esquina de Humberto de Campos, Leblon, fone 2239-1349/8043).

Sábado, 27 de outubro de 2018 às 15h30

Este concerto apresentará a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca sob a regência do Maestro Anderson Alves, interpretando obras de Dvorak, Tchaikovsky, Rimsky-Korsakov, Mahler, Holst, Gershwin, Leyden, Mestre Duda, e a estreia mundial do Concertino para Oboé e Orquestra do próprio Maestro, compositor reconhecido com encomendas internacionais.

O concerto dura cerca de uma hora, incluindo a contextualização das obras pelo Maestro. O concerto terá entrada ao preço nominal de R$5 (cinco reais) com meia -entrada para maiores de 60 anos, professores e estudantes, a ser recolhida na entrada. A receita reverterá para melhoria das condições de execução dos concertos na Paróquia. O próximo concerto será no sábado 3 de novembro, às 15h30 com o emérito violonista e professor Humberto Amorim.

A estação Jardim de Alá do Metrô, saída B, Almirante Pereira Guimarães, fica a 150 metros da Paróquia.  Há abundante transporte por ônibus que trafegam pela Av. Ataulfo de Paiva. Os Shoppings Leblon e Rio Design Center oferecem amplo estacionamento pago.

A Paróquia dos Santos Anjos através do seu Pároco Thiago de Azevedo e a Curadoria da Série Música Clássica dos Santos Anjos através de seu titular Nelson de Franco desejam-lhe um excelente concerto.

 Programa:

Duração Musical: 49’

1. Antonin Dvorak (1841-1904), Dança Eslava No.1 (Furiant), Opus 46, em Dó Maior, Presto, 1878, 5’

2. Nicolay Rimsky-Korsakov (1844-1908), Sherazade, Opus 35, 1888, Temas com Arranjo de Richard Meyer, 6’. A Suíte Sherazade tem 4 movimentos: i) The Sea and Sinbad’s Ship; Largo e maestoso. Allegro non troppo; ii) The Legend of the Kalendar Prince; Lento. Andantino. Allegro molto. Con moto; iii) The Young Prince and The Young Princess; Andantino quasi allegretto. Pochissimo più mosso. Come prima. Pochissimo più animato; iv) Festival at Baghdad. The Sea. Ship Breaks upon a Cliff Surmounted by a Bronze Horseman; Allegro molto. Vivo. Allegro non troppo maestoso.

3. Piotr Ilyich Tchaikovsky (1840-1893), Abertura Romeo e Julieta, 1869, Arranjo Richard Meyer, 7’ (a peça completa tem um 2º movimento: Fantasia).

4. Gustav Mahler (1860-1911), Sinfonia Nº1 em Ré Maior, Titã, Tema do 3º movimento: Marcha Fúnebre/Frère Jacques, 1888, Revisão 1896, 5’.

5. Gustav Holst (1874-1934), Suíte Os Planetas, 1914-1916, 4º Movimento: Júpiter, O Portador da Alegria, Opus 32, 1914, 8’ (A obra contém 7 movimentos para cada um dos planetas, exceto Plutão, que foi descoberto em 1930).

6. George Gershwin (1898-1937), Ópera Porgy and Bess, Ato 2: I Got Plenty O’ Nuttin, 1935, Arranjo Anderson Alves, 4’.

7. Norman Leyden (1917-2014), Serenata para Cordas, 1971, 4’: i) Prelúdio, 2’; ii) Fuga, 2’ (A Serenata tem os movimentos finais Noturno e Cakewalk).

8. Anderson Alves (n. 1986), Concertino para Oboé e Orquestra, 2018, estreia mundial, 10’: i) Lembranças; ii) Lúdico. Solista: Guilherme Portilho.

9. José Ursicino da Silva, Maestro Duda (n. 1935); Suíte Nordestina para orquestra, 1982, 5:30: i) Lento; ii) Baião; iii) Seresta; iv) Maracatu; v) Frevo.

 

Natural do Rio de Janeiro, o jovem maestro Anderson Alves também é compositor e pianista. Atualmente é Maestro e Diretor Musical da Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca – Programa Orquestra nas Escolas, desenvolvido pela Secretaria de Educação do Rio de Janeiro. É coordenador pedagógico do Projeto Som+Eu e dirige o Circuito Cultural Zona Sul.

Em regência orquestral, aperfeiçoou-se com Isaac Karabtchevsky; Eduardo Lopes; Kirk Trevor (Inglaterra); Ricardo Rocha e Fabio Mechetti. Fez especialização em regência de ensembles com Eduardo Lopes (prof. do conservatório de Bourdeaux, França). Em 2009, fez especialização em regência com o maestro Felipe Cattapan (Prof. da Escola Superior de Berna, Suiça).

Dentre as orquestras que já regeu destacam-se: Orquestra Sinfônica de Heliópolis (Instituto Baccarelli); Orquestra Filarmônica de Minas Gerais; Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e Orquestra Sinfônica Nacional – UFF, na qual tem atuado como maestro convidado desde 2014. Como compositor tem obras para diversas formações, incluindo: Fantasia para Orquestra Sinfônica (estreada em 2014 pela OSN-UFF); Divertimento para Trio (dedicada ao Trio Capitu e parte do CD “Novos Ventos”.