Estreia de “Escobar, a Traição”

Escobar, a Traição”, dirigido pelo espanhol Fernando Leon de Aranoa, estreia nesta quinta-feira, 11, no Cinema de Arte do Cinépolis Santa Úrsula. O longa é uma adaptação do romance “Amando Pablo, Odiando Escobar”, escrito em 2007 pela ex-modelo e jornalista colombiana Virgínia Vallejo (hoje com 69 anos), onde detalha a sua ascensão e queda.  À época, Virgínia era amante de Pablo Escobar, o mais temido traficante do mundo.

Produzido por Javier Bardem e rodado na Colombia, o filme é o terceiro trabalho de Aranoa com Bardem, seu ator preferido. Juntos, fizeram “Segunda-Feira ao Sol” (2002), “Princesas” (2005) e “Um dia Perfeito” (2015).

CRÍTICA ESTRANGEIRA

Instigante ao retratar as intimidades.
André Miranda, o Globo/Brasil

Muito é dito nesta versão cinematográfica do best-seller de Virgínia Vallejo, “Escobar, a Traição”, mas uma coisa continua a roer: de onde esse bandido obtém o seu carisma?
Marie-Paule, CineSaln.com/Alemanha

A definição cuidadosa do tempo (anos 80 e início dos 90) serve ao cineasta madrilenho para colocar o espectador na neurose criminal que marca cada uma das cenas do filme, projetado para mostrar o interior de um indivíduo tão perigoso e sanguinário – ao qual Javier Bardem empresta o seu físico ameaçador e camaleônico.
Miguel Juan Payan, revista Acción/Espanha

PREMIAÇÃO

PRÊMIO PLATINO ÍBEROAMERICANO-2018

  • Prêmio do Público

A PALAVRA DE ARANOA

15 anos atrás eu falei com Javier Bardem sobre um filme sobre Pablo Escobar (…) Ele teve um impacto enorme em vários níveis. Eu queria que o roteiro o delineasse num quadro geral: as escolas de sicários, assassinos em motocicletas, das favelas para o ambiente burguês de políticos, mesmo a casa branca. Na minha opinião, histórias como esta, a história de fato, tem que ser contada na tela grande, como no cinema (…) Escobar era uma personalidade forte e eu queria ver sua intensidade na tela.
Fernando Leon de Aranoa, cineasta

SINOPSE
1981, Colômbia. Líder do Cartel de Medellín, Pablo Escobar (Javier Bardem) é um dos maiores traficantes de cocaína para os Estados Unidos, o que faz com que governo de Ronald Reagan insista na criação de um tratado entre os dois países que permita que ele seja julgado em solo americano. Decidido a combater tal ideia, Escobar se candidata e é eleito deputado federal. Paralelamente, ele se envolve com Virginia Vallejo (Penélope Cruz), uma popular apresentadora de TV que não se importa em como o amante consegue sua fortuna, apenas em como o dinheiro é empregado.

FICHA TÉCNICA
LOVING PABLO – ESCOBAR, A TRAIÇÃO
Espanha – Bulgária, 2017
Direção: Fernando León de Aranoa
Elenco: Javier Bardem, Penélope Cruz, Peter Sarsgaard, Julieth Restrepo, Óscar Jaenada, Juan Sebastián Calero e Joavany Alvarez.
Drama – Biografia. 123 minutos. 16 anos.
Distribuição: Califórnia Filmes.

Serviço
Cinema de Arte Cinépolis Santa Úrsula – Sala 02
R. São José, 933 – Higienópolis, Ribeirão Preto – SP, 14010-160
De segunda-feira a sexta-feira – 19h30
Sábados e Domingos – 13h30
Mais informações: www.cinemadearte.com.br

Sobre a Cinépolis Brasil
A Cinépolis é a maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, com um total de 607 cinemas, opera mais de 5.018 salas, 100% digitais, em treze países.

Desde sua chegada ao Brasil em 2010, é a rede com maior crescimento no mercado. Atualmente, opera 51 cinemas em todo o Brasil com 388 salas, com marcas destaque como Macro XE e IMAX e Junior. A Cinépolis é a maior operadora de salas VIP no mundo e no Brasil foi a pioneira na implantação da tecnologia 4DX – salas com poltronas com movimentos e instalações para gerar mais de 20 efeitos especiais sincronizados com o filme.

Em 2018, pela terceira vez, o Cinépolis JK Iguatemi foi eleito pelo Guia da Folha como o melhor cinema da cidade de São Paulo (2015, 2017 e 2018) e sua sala IMAX foi apontada como a melhor sala individual do circuito.  Em 2017 e 2016, a rede Cinépolis ficou em 1º lugar no “Prêmio Estadão Melhores Serviços”, na categoria redes de cinema.

A constante inovação e o bom desempenho tem sido reconhecidos com diversos prêmios, dentre eles: Melhor Exibidor por quatro anos consecutivos (2011, 2012, 2013 e 2014), concedido no Prêmio ED (Exibição & Distribuição), realizado pelo Sindicato das Empresas Exibidoras do Estado de São Paulo.

Mais informações, acesse: http://www.cinepolis.com.br

Siga-nos nas redes sociais 😉
Facebook: https://www.facebook.com/cinepolisbrasil/
Twitter: https://twitter.com/cinepolisbrasil
Instagram: @cinepolisbrasil

Sobre O Cinema de Arte
O Cinema de Arte é um projeto criado em Fortaleza em 1963, que tem o objetivo de exibir filmes de arte no circuito comercial de cinemas. A Cinépolis inclui o projeto em sua programação em dez capitais do Brasil: Fortaleza, São Luís, Natal, Recife, João Pessoa, Salvador, Manaus, São Paulo, Jundiaí e Ribeirão Preto.

O Cinema de Arte visa criar acessibilidade e fidelização do público, já que traz filmes premiados em Festivais Nacionais e Internacionais, destacados pela crítica e imprensa e que habitualmente não chegariam na maioria das cidades, onde é realizado.

O projeto exibe produções francesas, espanholas, brasileiras, argentinas, canadenses, alemãs, iranianas, entre outras. A seleção é feita através do acompanhamento dos filmes em exibição em festivais no exterior e no Brasil.