“Aqui Jaz Henry” Eva Herz

Espetáculo solo de Renato Wiemer, com direção artística de Clarissa Freire, Aqui Jaz Henry estreia no Teatro Eva Herz, em temporada de 4 a 27 de outubro, com sessões às quintas, sextas e sábados, às 19h.

Com figurinos de Claudio Tovar e visagismo de Leopoldo Pacheco, o monólogo apresenta um homem que tenta explicar uma série de fatos sobre a existência humana. Nem ele mesmo sabe o que é verdade – e nem teria como saber – porque mente a respeito de tudo, até sobre a própria mentira.

Renato Wiemer traduziu a escrita polissêmica do autor canadense Daniel MacIvor, conhecido no Brasil pelas peças In On It, À Primeira Vista e Cine Monstro. “MacIvor tem uma maneira particular de escrita, uma dramaturgia não linear, meio ‘torta’, dissonante, mas que no final faz todo o sentido. Henry fala e se relaciona o tempo todo com a plateia. Quebrando a ‘quarta parede’, o espetáculo transporta o espectador para dentro da sua narrativa”, define Wiemer.

A paixão do ator pelo estilo de MacIvor nasceu ao assistir a uma montagem de In On It. “Minha experiência ao testemunhar a escritura dramatúrgica e a riqueza impressa do texto me trouxe a certeza que não me interessava qual história contar, mas, sim, como contá-la. Nada importa para além do que é dito. Mesmo que sejam mentiras”, reforça.

O texto do espetáculo foi concebido em um workshop ministrado pela Da Da Kamera Cia. de Teatro, no Festival Antigonish, e sua primeira montagem aconteceu no Six Stage Festival, no Buddies In Bad Times Theatre, em Toronto. A montagem brasileira estreou em outubro de 2017, no Teatro Pequeno Ato, em São Paulo.

Daniel MacIvor

O canadense Daniel MacIvor é ator, roteirista e diretor de teatro e cinema, além de fundador da Cia. de Teatro Da Da Kamera, em Toronto. Ele já recebeu um dos mais importantes prêmios de seu país nas Artes Cênicas, o Siminovitch Prize. Algumas das peças em que MacIvor trabalhou como ator e diretor são: See Bob Run (1989), 2-2 Tango (1991), Never Swim Alone (1991) e This is a Play (1992), todas dirigidas por Ken McDougall; Yes I Am and Who Are You? (1989), por Edward Roy; Wild Abandon (1990), por Vinetta Strombergs; Somewhere I Have Never Travelled (1990), por Andy McKim; Jump (1992) e Cul-de-Sac (2003), por Daniel Brooks; The Lorca Play (1992), co-dirigida por ele e Daniel Brooks; In On It (2000); e A Beautiful View (2006).

Renato Wiemer

Formado pela CAL – Casa das Artes de Laranjeiras, no Rio de Janeiro – o ator, tradutor e locutor Renato Wiemer participou de workshops ministrados Moacyr Góes, Marcio Vianna, Rubens Correa, Luis Carlos Vasconcelos, Ana Kfouri e Walter Lima Jr. Alguns de seus principais e mais recentes trabalhos no teatro são as peças Catraca (2015), dirigida por Marcia Abujamra; Day By Night (2014), por Emanuel Aragão; Chá com Limão (2013) e O Clã das Divorciadas (2011), por Alexandre Reinecke; Estranho Casal (2009-2012), por Celso Nunes; Toalete (2007-2008), por Cininha de Paula; Carícias (2006), por Marcia Abujamra; Tistu – O Menino do Dedo Verde (2005-2006), por Kiko Mascarenhas; Em Prol (2005), por Debora Dubois; e Tangos, Boleros e Tcha Tcha Tcha (2003), por Bibi Ferreira.

Clarissa Freire (Kika Freire)

Ganhadora do Prêmio Qualidade Brasil 2015 de melhor direção pelo espetáculo Pulsões, Clarissa Freire se formou em Artes Cênicas em São Paulo com o grupo de teatro Domus, levando o espetáculo Feminina Lunar ao Festival Internacional de Teatro de Havana, Cuba (1987). Na dança, tem formação clássica e atuou profissionalmente ainda no ballet moderno e na dança flamenca.

Como atriz participou de espetáculos como A Vida de Galileu Galilei, direção de Marcus Vinícius de Arruda Camargo, Pic-Nic no Front, direção Gilberto Gawronski, e Banheiro Feminino, de Regiana Antonini. No cinema, atuou em filmes como Feliz Natal, de Selton Mello, e A Vida de Chico Xavier, com direção de Daniel Filho. Fez preparação/direção de elenco em filmes como: Rio, Eu Te Amo, Maresia, Júlio Sumiu, Bach in Brazil, É Fada! e Eu fico Loko. Dirigiu Pulsões, projeto que idealizou sobre a obra da psiquiatra Nise da Silveira, Aqui Jaz Henry, de Daniel Maclvor, As Robertas – Loucas Pelo Rei, Amor em Possível, Duvidosa e o coral Coro de Cor.

Ficha técnica:

Título Original: Here Lies Henry. Autor: Daniel MacIvor. Dramaturgia: Daniel Brooks. Tradução: Renato Wiemer. Direção de Artística: Clarissa Freire (Kika Freire). Idealização, concepção e atuação: Renato Wiemer. Iluminação: Paulo Cesar Medeiros. Figurino: Claudio Tovar. Cenário: Teca Fichinski. Trilha Sonora: Renato Wiemer. Visagismo: Leopoldo Pacheco. Projeto Gráfico: Karin Palhano. Operação de luz e som: Júnior Brasil. Assessoria de imprensa: Lu Nabuco Assessoria em Comunicação. Direção de produção: Joana D’aguiar. Produção: Wiemer Produções e Sopro Escritório de Cultura. Realização: Wiemer Produções e Sopro Escritório de Cultura.

Serviço:

AQUI JAZ HENRY – Estreia dia 04 de OUTUBRO no Teatro Eva Herz.

Duração: 65 minutos. Classificação: 16 anos. Ingressos: R$50 (inteira); R$25 (meia-entrada).

Temporada: De 4 a 27 de outubro. Quintas, sextas e sábados, às 19h.

Local: TEATRO EVA HERZ – Livraria Cultura – Unidade Cine Vitória – Rua Senador Dantas 45 – Centro.

Bilheteria: Terça a sábado, das 17h às 21h

Informações: 21 3916-2600

Vendas Ingresso Rápido.

In