Rita Benneditto – Lançamento 7Marias

Em comemoração aos 15 anos do projeto Tecnomacumba, a cantora maranhense Rita Benneditto lança seu primeiro single, 7Marias, nas plataformas digitais no dia 21 de setembro acompanhado de videoclipe no Youtube, no dia 24 de setembro de 2018 ao meio-dia.

Gravado numa grande festa no Cais da Imperatriz, no bairro da Saúde, centro do Rio de Janeiro, o videoclipe de 7Marias traz uma atmosfera animada e glamourosa, onde é revelado o universo mágico e criativo de sete mulheres que conservam consigo o instinto, a sensibilidade e a fé herdados do ancestral. Aqui são evocadas entidades, pombagiras, as sete marias, representadas por Rita Benneditto e seis grandes atrizes, Amanda Calabria, Carmen Eça, Dani Ornellas, Isabel Chavarri, Leona Cavalli e Tati Villela.

A música 7Marias (Rita Benneditto/Felipe Pinaud) foi gravada por Rita Benneditto (direção, arranjo, voz e vocais), Fred Ferreira (direção, arranjo e guitarras), Pedro Dantas (contrabaixo) e Ronaldo Silva (bateria e percussões), com participação especial de Felipe Cordeiro (guitarras). Distribuída pela ONErpm em parceria com o selo Manaxica em formato single, 7Marias “é uma música feita em homenagem às pombagiras, entidades cultuadas nos terreiros de candomblé e umbanda brasileiros. A canção é uma reverência ao sagrado feminino, à força natural e divina das mulheres em sua máxima expressão de afirmação e igualdade”, conta Rita.

Com direção de Gabriel Calderon, Rafael Saar e Thais Gallart, direção de arte de Rui Cortez e direção de fotografia de Tiago Rios, o videoclipe de 7Marias tem foco no empoderamento feminino através da personificação do espírito sedutor e irreverente das pombagiras, mulheres que sobreviveram e superaram sua sorte com alegria e sabedoria, e continuam nos inspirando até hoje. Rita explica que foi uma alegria fazer essa linda festa para as sete Marias brilharem: “a festa-clipe contou com a participação especialíssima de seis maravilhosas mulheres, atrizes, guerreiras e senhoras de si que ‘incorporaram’ as damas da noite de uma forma esplendorosa e consciente da importância de se realizar um trabalho que tem como objetivo, não apenas o entretenimento, mas o reconhecimento e respeito à força feminina do universo. 7Marias é hoje uma realidade!”.

Realizada pela Manaxica Produções sob coordenação geral de Elza Ribeiro, a “festa-clipe” foi uma verdadeira catarse! Além do elenco, as sete pombagiras, amigos e fãs da cantora estiveram presentes vibrando numa mesma frequência de muita alegria, liberdade e axé. Dentre estes convidados, estavam as drag queens cariocas, Linda Mistakes, Ma Ma Horn e Maybe Love, somando à narrativa do clipe a fundamental visibilidade de pessoas LGBTQI+, que aqui se faz dentro de um contexto de celebração ao feminino, pois “7Marias foi feita pra dançar, pensar e se empoderar do feminino que habita em todos nós”, afirma Rita.

Em 2018 Rita Benneditto comemora os 15 anos de seu bem-sucedido projeto Tecnomacumba. Porém, é desde sempre que festeja e enaltece o universo das religiões de matriz africana, tão perseguido nos tempos de ontem e ainda hoje. 7Marias, ao mesmo tempo que quer desconstruir a imagem negativa que se tem das entidades relacionadas ao Orixá Exu, exalta as mulheres através da pombagira, Elegbara (forma feminina do Orixá). São seres provocadores, brincalhões e sensuais, têm sua porção positiva e negativa, assim como o próprio ser humano.

“Eita pombagira tá louca, tá solta no salão!”, canta Rita Benneditto, evidenciando de forma escancarada e bem-humorada a mulher que usa e abusa de sua autonomia. As sete marias são todas aquelas que desafiam diariamente o status quo de uma sociedade ainda fundamentada por conceitos sexistas. Laroyê, pombagira!

 

Teaser 7Marias: https://youtu.be/rSQ-8R-hylQ

 

___________________________

Agenda do show Tecnomacumba – 15 anos de festa e fé

16/09 – 9º Festival de Curimba (Clube Atlético Juventus), São Paulo
29/09 – Festival Puroritmo (CCBB), Brasília
30/11 – Circo Voador, Rio de Janeiro
01/12 – Cultural Bar, Juiz de Fora

 

___________________________

Tecnomacumba

Em termos musicais, “Tecnomacumba” se caracteriza por fusões sutis da MPB a sons eletrônicos e pontos e rezas das religiões afro-brasileiras. Com elas, Rita Benneditto busca mostrar que o alicerce da MPB e dos ritmos eletrônicos é a musicalidade ancestral dos tambores, dos terreiros de candomblé, centros de umbanda, batuques e xangôs espalhados pelo país.

Idealizado e produzido por Rita Benneditto com todo o seu matiz africano, o projeto foi concebido apenas para uma temporada no Rio de Janeiro em 2003. Porém, “Tecnomacumba” ganhou vida própria e foi apresentado por todo Brasil e no exterior. Deixou sua grande marca no cenário internacional em um megafestival na cidade de Dakar (Senegal, África), em programação que reuniu artistas de vários continentes. Agora, atravessando esse longo período de maturidade e resistência, retorna reafirmando a força do Tempo em sua trajetória.

 

___________________________

Rita Benneditto | BIOGRAFIA

Rita nasceu em São Benedito do Rio Preto, Maranhão. A origem pautou a escolha do novo nome artístico. Projetada como Rita Ribeiro, a artista decidiu adotar em 2012 o nome de Rita Benneditto para homenagear sua cidade natal e seu pai, que se chamava Fausto Benedito Ribeiro.

Rita começou sua carreira em São Luís, aos 15 anos. Morou no Chile em 1986 e lá estudou canto erudito. Na volta ao Brasil, no ano seguinte, ganhou o prêmio de melhor intérprete e o segundo lugar no FUMP (Festival Universitário de Música Popular), de Minas Gerais.

Ao lado de Ney Matogrosso, Milton Nascimento, Zeca Baleiro e Chico César, apresentou-se na noite brasileira do Festival de Jazz de Montreux, na Suíça.

Em 2000 participou do Festival Todos os Cantos do Mundo, dividindo o palco com Lokua Kanza, considerado um dos grandes expoentes da música pop africana. No mesmo ano, após Rita ter lançado seu segundo disco na Europa, fez uma turnê internacional nas principais cidades americanas e canadenses para platéias de 15 mil pessoas.

Em 2001 foi indicada ao Grammy Awards 43rd, na categoria de melhor álbum de pop latino pelo CD Pérolas aos Povos.

Sua popularidade, sempre crescente, aumentou mesmo com o inovador Tecnomacumba. Resultado de uma intervenção cultural, o show virou um fenômeno independente da mídia. Através desse projeto, Rita ganhou o Prêmio Rival Petrobras de Música na categoria Melhor Show e o 21º Prêmio da Música Brasileira como Melhor Cantora – Categoria Canção Popular.

Tecnomacumba – a tempo e ao vivo, lançado em CD e DVD gravado no Vivo Rio, contou com a participação especial de Maria Bethânia, texto de apresentação de Caetano Veloso e depoimentos de Alcione, Ney Matogrosso, Ângela Leal e Jean Wyllys.

Tecnomacumba – 15 anos de festa e fé. Em 2018 o projeto comemora o Tempo através de novas apresentações e material inédito, como o lançamento do single e do videoclipe da música 7Marias, composição de Rita Benneditto e Felipe Pinaud.

Em, 2017, ao lado de Donatinho, Fred Ferreira e Ronaldo Silva, a artista realizou a pré-estreia de Zabumba Beat, espetáculo que reverencia os tambores do Brasil. No mesmo ano, Rita retomou sua face de intérprete intimista e melódica com o show Suburbano Coração, onde as interpretações da cantora aparecem emolduradas pelos instrumentos de cordas do maestro, compositor e arranjador Jaime Alem.

Simultaneamente, Rita Benneditto se envereda por três projetos distintos: Tecnomacumba, Suburbano Coração e Zabumba Beat, explorando ao máximo sua potência e versatilidade artística.

 

Leia a biografia completa em: http://ritabenneditto.com.br/biografia/

___________________________

Rita Benneditto | DISCOGRAFIA

1997 – CD Rita Ribeiro

(produção de Mario Manga e Zeca Baleiro)

1999 – CD Pérolas aos Povos

2001 – CD Comigo

(produção de Marco Mazzola, co-produção de Rita Benneditto e de Pedro Mangabeira)

2006 – CD Tecnomacumba

2008 – CD e DVD Três Meninas do Brasil

(Rita Benneditto, Jussara Silveira e Teresa Cristina – direção musical do maestro Jaime Alem)

2009 – CD e DVD Tecnomacumba – a tempo e ao vivo

2014 – CD Encanto

2015 – CD Som e Fúria

(Rita Benneditto e Jussara Silveira – direção artística de José Miguel Wisnick e Alê Siqueira – idealizado por Sergio Guerra)

2018 – Single 7Marias

(música de Rita Benneditto e Felipe Pinaud)