“O que vem depois?” na Casa Rio

As angústias, desejos e pensamentos de uma mulher dividida entre dois homens permeiam o espetáculo “O que vem depois?”, uma livre adaptação do conto “Uma desgraça”, de Anton Tchekhov (1860-1904), que estreia dia 07 de setembro, na Casa Rio, um espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ e faz temporada todas quintas e sextas, às 21h, até o fim do mês. Thiago Bomilcar Braga, que assina a direção e a autoria do texto, transpôs a trama centenária para o tempo presente, mostrando que questionamentos existenciais ainda podem se apresentar atuais e pertinentes, ao longo dos séculos.

A história, contada pelo elenco formado por Joana Pimenta, Kiko do Valle, Leandro D’Melo e Paula Jardim e, apresenta Sofia, que vê a sólida estrutura de seu casamento de oito anos com Yuri ser abalada por uma declaração de amor de seu grande amigo, Ivan. Entre as intensas e quentes investidas de Ivan e a madura, porém fria relação com o marido, Sofia passa a questionar o amor, o desejo e a moral. Diante do triângulo amoroso, Sofia começa a acessar sentimentos e sensações que ela desconhece e não sabe controlar.

“O que vem depois?” usa uma linguagem não-linear, com cenas que se fundem ou se cortam, como o ir e vir de pensamentos. A direção corrobora para que a sensação de fluxo de consciência seja absorvida pela plateia, fazendo com que se identifique com as motivações e questionamentos da protagonista.

O movimento feminista, que vem ganhando nova força e ressignificado nos últimos anos, já pairava entre as páginas de Tchekhov no século XIX. Suas personagens femininas desejavam mudanças e novas possibilidades como indivíduos atuantes na sociedade. O autor russo, por meio das falas de sua personagem, agora adaptada para os dias atuais, ambicionava um futuro mais libertador, condição que as mulheres lutam até hoje para conquistar.

“Os conflitos da personagem são tão atuais, que quisemos contar essa história agora, justamente quando as questões de gênero estão sendo rediscutidas, quando a desigualdade vem despertando indignação e maior consciência nas pessoas. É o momento ideal para falar da condição da mulher através dos tempos”, diz Thiago Bomilcar Braga, que se apoiou no olhar das duas atrizes em cena para afinar a linguagem da trama.

A peça ficará em cartaz até o dia 28 de setembro na Casa Rio, residência para artistas e produtores, sem fins lucrativos, aberta pela Secretaria de Estado de Cultura do Rio/ FUNARJ, com apoio da Queen Mary University of London e gestão da People’s Palace Projects do Brasil. A casa, em Botafogo, funciona como um espaço de trocas e intercâmbios para profissionais da cultura, artistas e pesquisadores, e também como um centro cultural de programação versátil. A encenação será na sala da casa.

A ficha técnica da peça inclui cenografia e arte de Martha Pedalino, figurino de Rosa Ebbe e trilha sonora de Fernando Hurtado. A produção é de Joana Pimenta, com realização da Delirium Produções.

SERVIÇO:

“O que vem depois?”

De 07 a 28 de setembro de 2018

Quintas e sextas às 21h

R$ 40 (meia-entrada a R$ 20 para estudantes e idosos)

Casa Rio – Rua São João Batista 105 – Botafogo

Classificação 12 anos

60min

Lotação: 30 pessoas

FICHA TÉCNICA:

Texto e direção: Thiago Bomilcar Braga

Elenco: Joana Pimenta, Kiko do Valle, Leandro D’Melo e Paula Jardim

Cenografia e Arte: Martha Pedalino

Figurino: Rosa Ebbe

Trilha sonora: Fernando Hurtado

Fotografia: Flávio Dantas

Iluminação: Nanda Mattos

Produção: Joana Pimenta

Realização: Delirium Produções