“Um Piano Flamenco” com Clarice Gonzallez

A cantora e pianista Clarice Gonzallez apresenta uma mistura intensa e colorida de temas brasileiros com um toque flamenco. Um pouco de fusión, jazz, flamenco, manouche e música clássica. Esse é o projeto “Um Piano Flamenco”, um espetáculo de intensa pesquisa com concepção de Clarice Gonzallez Prieto, que é pianista, mezzo soprano, preparadora vocal e diretora musical.

O início deste trabalho foi em 1994, com um Duo de piano/canto e uma bailarina. Nos três anos seguintes, o grupo chegou a contar com 10 artistas e juntos, participaram da temporada no antigo Teatro Casa Grande (1999), no projeto “Casa Grande Vive”.  Foram várias apresentações por todo o Brasil, algumas com Chancela do Consulado da Espanha, e também, inúmeros programas de TV e Rádio como, Jô Soares, da Tv Globo e Sem Censura, da antiga TVE do Rio de Janeiro, hoje TV Brasil.

Em 2018, Clarice retoma o antigo projeto, que já se chamou: “Recital Andaluz”, “Aire Andaluz”, “Mezcla” e “Hispanidad”, só que agora com novas parcerias.O show apresenta um som diferenciado, com arranjos “aflamencados” que a cantora e pianista vem desenvolvendo há muitos anos. Sua origem hispânica aparece em inúmeros momentos e revela uma apresentação com bastante ritmo e identidades sonoras de diversos povos. Belas canções estabelecem um verdadeiro diálogo, não existindo fronteiras entre estilos, apenas a música em sua expressão plena. É uma mistura intensa, colorida de temas brasileiros com ênfase no flamenco.

Para acompanhar Clarice no palco, os músicos Marcelo Conti, Tibor Fitel, Sergio Otero e a bailaora espanhola, Vanessa Dominguez.

 

Currículos:

Clarice Gonzallez – piano e canto. Mestre em canto pela Uni-Rio (2008), pianista pela UFRJ. A cantora lírica, pianista e atriz, tem forte presença no cenário operístico, teatro musical e em projetos autorais. Foi, por seis anos, do coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Protagonista de óperas, interpretando Carmen, na ópera Carmen de Bizet; Santuzza, na ópera Cavaleria Rusticana de Mascagni, Penélope, na ópera contemporânea Plastic Flowers de João McDowell. Trabalhou em cinco novelas da TV Globo e uma na TV Record, como cantora e atriz além de mais de 10 peças de teatro musical, com diretores como: Ignácio Coqueiro, Wolf Maya, Ciro Barcelos, Karen Acioly. Participou de três cds e um dvd pela Som Livre, além de um independente chamado “Afinidades”. Em 2016, preparou o coro, Iboc Chorus, na cidade de Nova York, para o concerto da ópera Sétimo Selo, de João McDowell.

Marcelo Conti é bacharel em cordas brasileiras pelo Conservatório Brasileiro de Música. Foi contrabaixista de grupos como “Orquestra de Sopros da ProArte”, em festivais no Brasil como o Mimo, Natura Musical, acompanhando no palco artistas como Gilberto Gil, João Bosco, Carlos Malta, Robertinho Silva. Gravou o disco “Porquê da Voz”César Lacerda com participação de Lenine e turnê no Brasil e Europa, no SESC do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Na “Tupiniquim Jazz Orquestra”, tocou no Viradão Cultural Carioca e de Belo Horizonte, o Leblon Jazz Festival bem como em teatros municipais do Rio de Janeiro. Compositor, estreou seu EP em Berlim em 2015, e hoje compõe para o duo “Elísio Freitas e Marcelo Conti”. Também acompanha os artistas como Vitor Serejo, Lizza Dias, entre outros. Iniciando seus estudos na Tabla indiana com os Mestres Ustad Shambu Sharma e Pandit Ravi Tripathi em Varanasi – Índia, em 2014, hoje é tablista da Orquestra Soundpainting Rio e acompanha o flautista Mitul Verma, além de arranjador do projeto BrasIndia.

Tibor Fitel é pianista, acordeonista, compositor e arranjador, formado em música na UFRJ, com bacharelado em piano. Tocou com artistas como Elba Ramalho, Carlos Lyra, Leny Andrade, Robertinho de Recife, Rildo Hora, Fagner, Martnalia, Zelia Duncan, Claudette Soares, entre outros, além de participar de gravações de trilhas para novelas e minisséries da Globo. Assina trilha de espetáculos de teatro e circo, como “Pinochio” e “João e Maria”, de Daniel Porto, “O Princípio de Arquimedes”, do catalão Josep Maria Miró, com direção de Daniel Dias, além de diversos espetáculos de circo da Cia UpLeon. Trabalhou como pianista e acordeonista em musicais de Tim Rescala e José Mauro Brandt, Nelson Rodrigues Filho, Camila Amado, Fernando Bicudo, tendo participado de gravação de trilhas para novelas e minisséries da Globo. Integra do Duo Sanfonado, de acordeões, e o Duo Querubim, voz e acordeón. Com Robertinho de Recife, gravou o álbum Back for More, pela Sony Music International.

Sergio Otero – percussão e violão. Nascido em uma família de músicos, teve contato com a música ainda muito jovem, já tendo estudado desde violoncelo até bateria. Há 15 anos dedica-se ao estudo do violão. Fez cursos de especialização em teoria e percepção musical pela Unirio, onde também estudou ritmos brasileiros como samba e choro. Desde 1995 dedica-se à guitarra flamenca, tendo vivido na Espanha em 1997 onde estudou. Hoje em dia, vem trabalhando com expoentes do flamenco do Rio e São Paulo, atuando como violonista e percussionista.

Vanessa Dominguez – bailaora e coreógrafa. Sua familia é de artistas flamencos, aos 9 anos começou seus estudos de dança espanhola e flamenco em Torremolinos, Málaga (España) na academia de sua tia Paloma Ripoll e Kyra Sánchez. Aos 18 anos vai para Madrid dançar no Centro de Flamenco Amor de Dios com os maiores mestres da dança flamenca: La Tati, Domingo Ortega, Antonio e Manuel Reyes, La Truco, La China, Paco Romero. Também em Sevilha fez cursos com Farruquito, Torombo, Belén Maya, Yolanda Heredia e Juana Amaya.

 

Repertório completo do show:

M. de Falla               Danza ritual del fuego. 
Lecuona                  Malagueña

Vicente Amigo         Roma

Tião Carvalho          Nós

Dori Caymmi           Alegre Menina

Los Panchos           Historia de um amor

Rodrigo Amarante  Tuyo

Piazzola                  Yo soy Maria Libertango

Vinicius Castro       Cantos D’alma

Gypsy Kings            Moorea

Django                    Minor Swing

Ross/Adler             Whatever Lola wants

Djavan                    Milagreiro

Farruca                   Flamenco

Gypsy Kings            Mi Manera

 

Artistas:

Clarice Gonzallez – Direção musical canto e piano

Marcelo Conti – Contrabaixo e tabla

Tibor Fitel – Acordeon

Sergio Otero – Percussão e violão

Vanessa Dominguez – Bailaora flamenca

 

Serviço:

Show: Clarice Gonzallez Quinteto em Um Piano Flamenco 

Sala Baden Powell – Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360
  Dia: 26 de agosto – domingo – 15h
  Domingos Clássicos Internacionais

  Ingressos: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada)