Avenida Samba-Canção no Rival

O show Avenida Samba-Canção desembarca no Teatro Rival Petrobras, 22 de agosto, trazendo a beleza e poesia dos sambas-enredo na voz de Paula Santoro e Marcos Sacramento. Os sambas que marcaram antigos Carnavais são contextualizados na História do Brasil pelo jornalista e pesquisador Hugo Sukman no papel de narrador enquanto Igor Eça ao violão e Mingo Araújo, percussão, destacam o lirismo de sambas emblemáticos em arranjos surpreendentes. “Das maravilhas do mar, fez-se o esplendor de uma noite”, (Portela, 1981), “Sonhar não custa nada”, (Mocidade, 1992), “Caymmi mostra ao mundo o que a Bahia e a Mangueira tem” (Mangueira, 1986) e “Domingo”, (União da Ilha, 1977) são algumas das composições no repertório.  Dia 22 de agosto, às 20h, no Teatro Rival Petrobras, no Centro.

“As músicas são cantadas e tocadas mais lentamente e com arranjos que destacam as palavras, jogando o foco na poesia. O samba enredo narra uma história, muitas vezes com letras primorosas que, com o ritmo das baterias e a plasticidade das alegorias, acabam não sendo as únicas estrelas do desfile”, explica Igor Eça, idealizador, diretor musical e arranjador do espetáculo. O percussionista Mingo Araújo que, ao lado de Igor Eça ao violão forma a base do espetáculo, monta a sonoridade de uma mini bateria de escola de samba ressaltando as nuances musicais do gênero.

Paula Santoro é mineira e se lançou na música com a benção dos compositores do “Clube da Esquina”, fez carreira internacional e, de volta ao Brasil, ingressou no universo do samba fazendo uma participação especial nos shows do grupo Gafieira de Bolso, liderado pelo saxofonista Eduardo Neves. O grupo se apresentou durante dois anos na Lapa, no Rio de Janeiro. A participação especial de Marcos Sacramento, nascido em Niterói, destaca a potência dos vocais. Sua atuação na cena musical brasileira conquistou o elogio do escritor Ruy Castro: “Não há nada que ele não possa cantar. Seu domínio é absoluto quando solta a voz e, se quiser, se adianta e se atrasa, faz recitativo ou breque, muda de tom no meio de uma palavra e aterrissa com perfeição na última silaba, tudo isto com o maior balanço. Não é apenas um sambista perfeito, mas um cantor completo. (…) Não há muita gente por aí capaz dessas proezas” (Outubro, 2004).

O espetáculo, em apresentação passada com vocais de Verônica Sabino no Blue Note, angariou elogios do consagrado pianista e arranjador Gilson Peranzeta: “Fiquei encantado e emocionado ao assistir o espetáculo ‘Avenida Samba Canção’. A concepção harmônica e os arranjos inspirados de Igor Eça somados à voz de Verônica Sabino e à percussão de Mingo Araújo conferem um novo olhar a sambas-enredo que, se já eram bonitos, ficaram lindos. Os andamentos mais lentos permitem apreciar a beleza das melodias e das letras. Parabéns a todos pelo espetáculo sensível e criativo.” Gilson Peranzzetta.

A realização e coordenação de produção do projeto são assinadas por Dulce Lobo.

ROTEIRO

Avenida Samba Canção – Show com Igor Eça, Mingo Araújo, Paula Santoro, Hugo Sukman e Marcos Sacramento.

Data: 22 de agosto

Horário: 19h30

Local: Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33 – Tel: 2240-4469

Setor A: R$ 60,00 (Inteira) – R$ 30,00(Estudante/Idoso/Professor da Rede Municipal/Funcionário Petrobras)

Setor B: R$ 50,00 (Inteira) – R$ 35,00 (Promoção para os 200 primeiros pagantes) –

R$ 25,00(Estudante/Idoso/Professor da Rede Municipal / Funcionário Petrobras)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 1h10

Lotação: 352 lugares

Gênero: Samba Enredo, Samba Canção e MPB