Heisenberg – A Teoria da Incerteza

A partir de 12 julho (para convidados, e dia 13 de julho para público) o Teatro Poeira recebe a montagem inédita de Heisenberg – A Teoria da Incerteza, de Simon Stephens e direção de Guilherme Piva, com tradução e adaptação de Solange Badim. O espetáculo se utiliza da ‘Teoria da Incerteza’, de Werner Heisenberg – que diz que é possível medir a velocidade ou a posição das partículas subatômicas, mas nunca ao mesmo tempo – para falar do inusitado encontro entre duas pessoas, com vivências e universos muito particulares, além de explorar as singularidades de cada personagem a partir de alguns conceitos da física quântica. O texto aborda o encontro entre um homem e uma mulher, interpretados pelos atores Bárbara Paz e Everaldo Pontes, que, circunscritos à solidão e ao tédio, enxergam nesse encontro a possibilidade de significar suas existências e o próprio mundo.

Heisenberg – A Teoria da Incerteza é um retrato de dois atores que, reagindo um ao outro, registram as mudanças que ocorrem a cada encontro, cada revelação, cada palavra falada. Com uma mistura de foco austero e fluidez emocional, nossos personagens respondem um ao outro de forma fragmentada. A partir deste pressuposto, a intenção da equipe artística é valorizar ainda mais o texto, as entrelinhas e os silêncios dos personagens, sublinhando não somente o que está sendo dito, mas especialmente o silêncio e subjetividades dos personagens.

Simon Stephens, considerado pela crítica especializada uma das vozes mais importante do teatro inglês da atualidade, é vencedor de diversos prêmios, entre eles o Tony Award 2015, e autor de mais de 20 peças, com montagens na Europa e nos Estados Unidos. Seus textos são escavações profundas sobre a condição humana, retratadas num traço estilístico muitas vezes brutal e repleto de subjetividades, mas encerradas com otimismo e autenticidade, características dos autores de sua geração.

Sugestionado pela teoria da incerteza de Werner Heisenberg, Stephens cria um trabalho onde interessa menos a física quântica, e mais a particularidade dos corações humanos. Mas, física quântica à parte, o que o autor está realmente interessado nesta doce e suave trama do encontro entre dois seres improváveis, é em como a nossa percepção do outro e dos relacionamentos se alteram de acordo com o que sabemos, vemos, ou do lado que estamos. Atitudes aparentemente sem sentido revelam motivos razoáveis, fatos consolidados dissipam-se e desaparecem no decorrer da trama.

Poderíamos achar que se trata apenas de mais uma trama onde uma jovem excêntrica encontra o herói inibido e transforma sua vida em um trem descarrilhado de emoções. Porém, o autor se utiliza de uma narrativa sutil, que exige do público percepções mais complexas, subjetivas e com deslocamentos sensoriais, quando, por exemplo, numa determinada cena o personagem propõe que ela não só escute a canção, mas ouça as pausas e silêncios como o que há de mais instigante e revelador naquela experiência, aparentemente despretensiosa.

Segundo o diretor Guilherme Piva, montar Heisenberg – A Teoria da Incerteza é poder levar para palco os dissabores e surpresas que os encontros nos permitem, é perceber o amor como ferramenta de transformação de destinos, é celebrar o teatro como um espaço de esperanças e aprimoramento de sentidos, mesmo que isso nos pareça tarde.

“O que se vê como percepção do outro e dos relacionamentos, se altera de acordo com o que sabemos, vemos, mas também com aquilo que nos era, aparentemente, uma mera casualidade. Atitudes aparentemente sem sentido revelam motivos razoáveis e, às vezes, tornam-se definitivos em sua despretensão”, conclui Piva.

Serviço

Heisenberg – A Teoria da Incerteza

Estreia convidados: dia 12 de junho (quinta, às 20h)

Temporada: de 13 de julho a 02 de setembro

Local: Teatro Poeira (Rua São João Batista, 104 – Botafogo – RJ. Tel.: 2537-8053)

Horário: quinta a sábado, às 21h | domingo, às 19h

Ingressos: R$70,00 (inteira) | R$35,00 (meia)

Duração: 80 minutos

Classificação: 16 anos

Gênero: comédia dramática

Horário de funcionamento: terça a sábado, das 15h às 21h | domingo, das 15h às 19h

Vendas online: http://www.tudus.com.br/

Site: www.teatropoeira.com.br

 

Ficha Técnica

Autor:  Simon Stephens

Tradução e adaptação: Solange Badim

Direção: Guilherme Piva

Elenco: Barbara Paz e Everaldo Pontes

Direção de Movimento: Marcia Rubin

Iluminação: Beto Bruel

Cenografia: Sérgio Marimba

Direção Musical: Marcelo H

Figurino: Antonio Rabadan

Programação visual: Cubículo

Assessoria de Imprensa: Daniela Cavalcanti

Coordenação Artística: Valencia Losada

Produção Executiva: Thiago Miyamoto

Assistente de Produção: Eduardo Alves

Direção Geral: Verônica Prates

Produção: Quintal Produções