Toni Costa no Dumont Arte Bar

Guitarrista, violonista, arranjador e compositor, Toni Costa completa seus 40 anos de estrada na música com encontros musicais no Dumont Arte Bar (antiga Casa da Gávea), no dia 08/03, quinta, com participação de Tacy Campos  (a Cássia Eller no teatro musical) e Emanuelle Araujo (atriz, cantora e parceira na banda Moinho) – um evento do produtor Luciano Strazzer.

Neste show Toni faz um apanhado de seus cinco álbuns lançados, um trabalho instrumental totalmente autoral. Traz uma panorâmica destes álbuns, uma mescla de MPB, que vai do choro ao rock, com violões e guitarras. O primeiro disco, “Gente da Rua”, foi lançado em 1989, com participações de Caetano Veloso, Gal Costa, Léo Jaime, Carlinhos Brown, Milton Guedes, Leo Gandelman e Raul Mascarenhas. O segundo, “A Sorte Muda”, de 1998, teve Cássia Eller, Luis Melodia, Armandinho (A Cor do Som), Jussara Silveira e Elba Ramalho, seguido de “Violão Brasileiro”, em 2000, que contou com a Camerata de Violões do Conservatório Brasileiro de Música, Marcos Suzano, Toninho Horta e Miguel Gandelman. O quarto CD, “Textura Colorida”, é de 2012, com o Quinteto Toni Costa, e o quinto e último álbum, “Berçário das Estrelas” (2016), teve participações  de Serginho Trombone, Tacy Campos, parceria com  Zeca Baleiro, Renato Massa, Marcelo Martins, Henrique Band, Jessé Sadoc e Altair Martins.

Toni também trabalhou nas bandas de Gal Costa, Elba Ramalho, Luis Melodia, Leo Gandelman, Leo Jaime, Nelson Gonçalves, Jonnhy Alf, Morais Moreira, Caetano Veloso, Maria Bethânia e Sergio Sampaio e tem parcerias com Caetano Veloso, Zeca Baleiro, Morais Moreira e os poetas Carlos Rennó, Antonio Risério, Chacal e Fred Góes.

Atualmente integra a banda Moinho, ao lado de Emanuelle Araújo (voz) e Lan Lan (percussão), com a qual gravou vários discos e fez shows por todo Brasil.

No repertório músicas Instrumentais autorais como “Choveu na Horta”, Chimpanzé” e Sou Seu Fã” e mais “Grito de Guerra” (Toni Costa/Antonio Risério), sucesso na voz de Morais nos anos 80, “A Sorte Muda” (Toni Costa/Chacal), interpretada na gravação original por Cássia Eller e, no show, por Tacy Campos, que viveu Cássia no teatro musical. Tacy também participa em “Resplandecente Brilhar” (Toni Costa/Maria Vasco), música que ela gravou no último CD, “Berçário das Estrelas”. Emanuelle Araújo vem dar uma pitada da banda Moinho no show em “Indiana” (Ballard Mcdonald/James Hanley), um jazz de 1917, com versão em samba de Toni Costa e Lan Lan gravada por eles no CD “Éolo”, mais a inédita “Escravo dos Seus Olhos” (Toni Costa/Luis Ariston), cuja letra fala desse momento caótico em que nos encontramos de intolerância total na nossa sociedade.

Toni estará acompanhado de músicos do naipe de Marcos Ninmricheter (teclados), André Tandeta (bateria), Alexandre Caldi (sax e flauta), Miguel Dias – filho da flautista Andrea Ernest Dias (baixo) e Diogo Viola – seu filho, que produziu o último CD (bandolim e guitarra).

Serviço

Show: Toni Costa

Local: Dumont Art Bar (Praça Santos Dumont, 116 – Gávea)

Data: 08 de março, quinta-feira

Horário: 21h

Abertura da casa: 18hs

Preço: R$ 25,00

Lotação: 150 pessoas

Classificação: Livre