Tio Samba volta aos palcos em Niterói recordando Carmen Miranda

Após três anos sem tocar em Niterói, o Tio Samba volta ao Teatro da UFF para prestar homenagem a Carmen Miranda em fevereiro, mês de aniversário da cantora, que é considerada como a artista brasileira de maior projeção na Era do Rádio no Brasil (1930 – 1945). O grupo vai reviver o repertório do seu show “É Batata!”, produzido originalmente para ser apresentado na comemoração do centenário de nascimento da cantora e todo dedicado à recriação das músicas lançadas por Carmen. O espetáculo já foi apresentado com sucesso em vários palcos no Rio de Janeiro e São Paulo em 2009 e 2010, e deu origem ao segundo CD gravado pelo grupo. Canções como “Na Baixa do Sapateiro”, O tic tac do meu coração”, “Camisa listada” e outros sucessos lançados pela Pequena Notável, deram muita sorte à carreira do Tio Samba que, graças ao sucesso do show e do CD “É Batata!, foi indicado entre os finalistas do Premio da Música Brasileira de 2011, na categoria Melhor Grupo de Samba.

A expressão “É Batata!”, que dá nome ao CD, era uma das gírias favoritas e mais utilizadas por Carmen Miranda para dizer que alguma coisa era infalível e certamente teria êxito. Todas as canções de seu repertório foram compostas nos anos trinta, um tempo em que tudo era alegria e os eventuais dissabores eram enfrentados com fina ironia e inspiravam obras primas da nossa música popular. No entanto, os arranjos, feitos especialmente para o Tio Samba, mostram que mesmo os elementos mais tradicionais da estrutura musical que caracterizam o samba podem ser reapresentados de maneira inovadora e surpreendente. E a interpretação dos dois cantores do grupo, Carlos Mauro e Luciana Lazulli, tanto nos solos como nos duetos, apresenta uma leitura atualizada e, ao mesmo tempo, fiel em espírito aos clássicos da nossa música.

A intenção do Tio Samba também é a de apresentar uma “Pequena Notável” não muito conhecida, aquela cantora que foi a maior e a mais ousada da música popular brasileira dos anos trinta. Uma Carmen esquecida da memória do público brasileiro, traída pela imagem de humorista sul-americana propagada pelos filmes de Hollywood. Uma Carmen “pré-American Bombshell”.

 

Uma orquestra típica de samba

Surgido em 1998, na cidade de Niterói, RJ, o Tio Samba define-se como uma “orquestra típica de samba”. Seu repertório é constituído de composições de autores como Noel Rosa, Ary Barroso, Geraldo Pereira, Ataulfo Alves, Cartola, Ismael Silva, Assis Valente, Tom Jobim, Baden Powell, Chico Buarque e outros gênios da nossa música popular, além de sambas de autoria dos próprios integrantes do grupo. Seu principal diferencial são os arranjos que, ao unir os típicos violão, cavaquinho e percussão dos regionais de samba com os instrumentos de sopro geralmente utilizados nas bandas de música, produzem uma sonoridade ímpar, muito vibrante e também sofisticada.

O grupo já tocou com grandes intérpretes e compositores de samba: dentre eles Wilson Moreira, Walter Alfaiate, Delcio Carvalho, Tia Surica e Paulo Marquez, além de ter se apresentado com artistas como Nana Caymmi, Germano Mathias e Luciana Alves. Em seu currículo, incluem-se apresentações em diversas casas de espetáculo destacando-se o Imperator, a Sala Sidney Miller, da Funarte, o Centro Cultural da Light, o Teatro Rival, o Teatro Municipal de Niterói, o Teatro da UFF, o Teatro Municipal de Nova Friburgo, a Choperia do Sesc Pompéia, o Allegro Bistrô da Modern Sound, o Centro de Convenções do Anhembi, a Sala Baden Powell, o Centro Cultural da Justiça Federal e o Centro Cultural Carioca.

Em 2003, o Tio Samba lançou seu primeiro CD, Quero Ver com composições próprias e sambas de autores consagrados. Em 2010, lançou o CD “É Batata!”. Em 2012, produziu “Mais pra cá do que pra lá”, um CD com repertório totalmente autoral. Finalmente,  em 2014, lançou “Show”, DVD que registrou a apresentação de aniversário de 15 de existência do grupo.

O Tio Samba tem como integrantes: Carlos Mauro – voz; Luciana Lazulli – voz; Fabiano Segalote – trombone; Marcio Arese – sax tenor; Beatriz Stutz – clarineta e sax alto; Maico Lopes – trompete; Carlos Vega – tuba; Bernardo Dantas – violão; Thiago Cunha – cavaquinho; Marconi Bruno – percussão; Diogo Barreto – percussão; Alfredo “Fred” Alves – percussão.

 

Serviço: Tio Samba

Local: Teatro da UFF

Rua Miguel de Frias, nº9, Icaraí, Niterói

Data e horário: quarta-feira, 21/02/2018, às 16h

Ingressos a R$ 50,00 (R$ 25,00 para estudantes e idosos)

Classificação: Livre

Duração do espetáculo: 80 minutos