Cinequanon – Eu fui!

Há alguns anos fui ver o espetáculo “As canções que você dançou para mim”, da Focus Cia de Dança. Na época o que me chamou a atenção foi o inusitado medley feito com as músicas de Roberto Carlos – o tema da obra em questão, haja vista o título – e as coreografias. Curto muito dança contemporânea e a habilidade dos bailarinos foi algo que apreciei.

Agora no finzinho de 2017, depois de um, digamos, hiato de espetáculos de dança – não que eles não estejam rolando, eu que não tenho acompanhado muito -, resolvi conferir outro trabalho da mesma companhia. Desta vez o tema central era o cinema. Amantes dessas duas formas de arte podem contemplar no palco clássicos da telona sendo interpretados.

Mas não é tarefa para amadores. “Cinequanon” une um repertório respeitável de filmes indispensáveis para cinéfilos ou aspirantes a. E a maioria não é homenageada de forma tão evidente. “Tempos modernos”, “Psicose”, “O Poderoso Chefão”, “Dogville”, “Matrix”, “Ensaio sobre a cegueira”, “Tudo sobre minha mãe”, entre outros, têm figurinos, cenários, trilhas sonoras e interpretações reproduzidas, mas sob os olhos da Focus. O que não deixa de ser interessante e divertido de se ver.

Habilidade e entrega dos bailarinos em cena são as grandes estrelas do espetáculo. O que me mostraram que mesmo depois de anos sem conferir o trabalho da companhia, criatividade nas coreografias se mantém.

P.S.: Agradeço à Daniella Cavalcanti pelo convite