Mostra protagonizada por mulheres leva à Escadaria Selarón programação cultural de fôlego durante quatro dias

De 24 a 27 de novembro, a Sede das Cias, na Lapa, recebe a mostra SEDE DAS MULHERES, que traz espetáculos, shows, debates, performance, leitura e exposições. Todos os trabalhos são realizados por mulheres, retratando o efervescente movimento feminista que vem acontecendo na cena teatral carioca. SEDE DAS MULHERES tem idealização e curadoria de Diana Herzog e Ivan Sugahara, com atrações gratuitas ou a preços populares. A mostra celebra também os quatro anos da Sede da Cias, incluindo uma festa para a data comemorativa no sábado, dia 25/11, às 23h.

 

Mulheres de Buço, Coletivo As Minas, Alessandra Colasanti, Márcia Zanelatto, Ellen Paes, Caroline Valansi, Mayara Yamada, Cristina Flores, Maria Rezende, Georgiana Góes, Ana Paula Bouzas, Mariana Patrício, Lana de Holanda, Dandara Vital, Ana Flavia Cavalcanti, Carolina Ferman, Ana Abbott, Isis Pessino, entre outros nomes, apresentam trabalhos e reflexões em ocupação total da casa.

 

Também será apresentado o espetáculo “Efêmera”, fruto de um intercâmbio internacional entre Brasil e Inglaterra, coordenado por Cathy McIlwaine e Paul Heritage (Londres) e Eliana Sousa e Miriam Krenziger (Rio). Abordando a violência contra a mulher a partir de depoimentos reais colhidos em Londres e no Complexo da Maré, a peça foi escrita e dirigida pela brasileira Gael Le Cornec, residente em Londres, onde participou de filmes como “Sonhando Acordado” e “Lethe”. Em “Efêmera”, Gael contracena com a inglesa Rosie MacPherson, atriz de filmes como “Antes de Dormir” e “Run Away With Me”. Após a estréia em Londres no CASA FESTIVAL em outubro de 2017, a montagem será apresentada no Rio, no dia 24 de novembro no Centro de Artes da Maré e no dia 25 na Sede, como parte da mostra SEDE DAS MULHERES. A sessão na Sede será seguida de debate com os coordenadores do projeto.

 

_______________________________________________________________

Em 2015, o feminismo foi ressignificado com a campanha #primeiroassedio e com a passeata (espalhada pelo Brasil) “Mulheres contra Cunha”. “Feminismo”, a palavra “maldita”, o movimento que havia se tornado tabu e fora rechaçado pelas próprias mulheres durante anos, estava de volta, com força, diversidade e uma agenda necessária para garantir os direitos das mulheres. Na época, o deputado Eduardo Cunha queria aprovar o PL 5069/13, que dificultava o atendimento a vítimas de violência sexual e o acesso ao aborto legal. Hoje a PEC 181 pretende criminalizar o aborto até em casos de estupro.

Num momento aonde o fascismo cresce junto com o machismo, a homofobia, o racismo, um movimento contrário floresceu. Em meio a tantas ameaças, o feminismo ressurgiu com relevância, inclusive na cena teatral. Diversos coletivos de jovens mulheres – como “Mulheres de Buço” e “As Minas” – se juntaram para reivindicar espaço e voz, numa cena e numa cultura lideradas historicamente por homens. Ao mesmo tempo, uma profusão de solos femininos – de atrizes como Andréa Beltrão, Debora Lamm, Flavia Millioni, Rita Elmôr, Grace Passô, Sara Antunes, entre muitos outros – ocupou teatros e espaços alternativos. Mulheres escrevendo, dirigindo, atuando. Mulheres ocupando toda a ficha técnica. Mulheres decidindo que querem falar e ser ouvidas. Mulheres tomando o protagonismo.

Nesta ebulição feminista da cena carioca, a Sede das Cias, encabeçada pelo diretor Ivan Sugahara, aos poucos veio se tornando um espaço de acolhimento e projeção de variadas vozes de mulheres. Em abril de 2016, o espetáculo “Nora”, idealizado e dirigido por Diana Herzog, estreava na Sede, voltando para uma 2ª temporada em setembro do mesmo ano. Em março de 2017, a peça “Eu (Quase) Morri Afogada Várias Vezes”, do coletivo “As Minas”, estreou na casa, retornando para uma 2ª temporada em julho, quando a Sede também recebeu a reestreia de “Pineal”, do Teatro de Afeto, numa programação duplamente feminina. Já em outubro, “Variações Nina”, com direção de Cristina Flores, fez sua estreia no jardim da casa. Todos esses trabalhos, assumidamente feministas, tiveram grande sucesso de público. É fato que a Sede das Cias passou 2016 e 2017 com muita gente na porta querendo entrar para assistir mulheres denunciarem os absurdos ainda vividos numa cultura machista.

Do encontro entre Diana Herzog e Ivan Sugahara, nasceu o desejo de fazer uma mostra de mulheres na Sede – a “Sede das Mulheres”. São muitas mulheres se juntando, tomando a frente, fazendo arte, fazendo teatro. A “Sede das Mulheres” é uma celebração dessa efervescência e comemora o segundo ano da parceria entre a Sede das Cias e o movimento feminista, entre a Sede e a cena das mulheres.

Hoje podemos falar de uma cena teatral carioca feminista, feminina. A “Sede das Mulheres” é uma pequena mostra desse movimento, com atrações gratuitas ou a preços populares. Pequena porque são apenas 4 dias e 4 dias não dão conta da proporção de trabalhos e grupos hoje espalhados pelo Rio de Janeiro. 4 dias concentrados, que expandem o teatro e ganham o foyer e o jardim da Sede. 4 dias de teatro, mas também de encontros, conversas e debates, além de shows, performances e uma exposição permanente.

SERVIÇO

SEDE DAS MULHERES

De 24 a 27 de novembro

Local: Sede das Cias (Rua Manuel Carneiro, 12, Lapa – Escadaria Selarón)

Tel: (21) 2242-4176

Sinopse: Durante quatro dias, a Sede das Cias recebe peças, shows, debates, performance, processo, leitura e exposições protagonizadas por mulheres, retratando o efervescente movimento feminista que vem acontecendo na cena teatral carioca.

 

FICHA TÉCNICA DA MOSTRA

Curadoria e Idealização: Diana Herzog e Ivan Sugahara

Direção de Produção: Marcela Bull

Técnico: Douglas Mazzoni

Assessoria de Imprensa: Daniella Cavalcanti

Marketing Digital: Laura Limp

Programação Visual: Ana Paula Bouzas

Equipe de Apoio: Alexia Srch, Elisa Barbosa, Glauco Deris, Lucélia Pontes, Mariana Pompeu e Mariana Votto

 

​​PROGRAMAÇÃO

Exposição “Pornografia Política”

De Caroline Valansi

Local: FOYER

Ingresso gratuito

 

Exposição Sonora “Não tem altura o silêncio das mulheres”

De Diana Herzog e Isadora Medella

Local: FOYER

Ingresso gratuito

 

Sexta-feira 24/11

17h Debate “Feminismos”

Com Ellen Paes, Lana de Holanda, Marcia Zanelatto e Mariana Patrício

Local: JARDIM

Ingresso gratuito

19h Espetáculo “Gineceu ou Cenas de uma mulher qualquer” – Okearô Teatro

Com Daniella Nery, Fabiana Vilar, Massuel Bernardi, Priscila Manfredini e Tatiana Henrique

Texto: Okearô Teatro

Direção: Rodrigo Viegas

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

https://youtu.be/Lf7fYRYO76E

20h30 Leitura “Engravidei, pari cavalos e aprendi a voar sem asas” 

De Cidinha da Silva

Direção: Marcia Zanelatto

Local: JARDIM

Ingresso gratuito

21h30 Espetáculo “Anticlássico – a Bailarina de Vermelho”

(comemorando 10 anos)

De Alessandra Colasanti

Participação: João Velho

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

https://www.youtube.com/watch?v=7kLa1NPB4jU

23h30 Show “Mulheres de Buço” (40º show do coletivo)

Com Beatriz Morgana, Carolina Repetto, Clarice Sauma, Joana Castro, Lilia Wodraschka, Lucia Barros e Manuela Llerena

Banda: Silvia Autuori, Emilia B. Rodrigues e Julie Fonteles

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

https://www.youtube.com/watch?v=e9LjQ7_Po60

Sábado 25/11

17h Espetáculo “Eu organizo o movimento”

Com Ana Paula Bouzas

Criação: Paulo Marques e Ana Paula Bouzas

Direção: Paulo Marques

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

18h15 Espetáculo “Variações Nina”

Com Aline Batista, Carolina Aleixo, Duda Gambogi, Flor Amaro, Gabi Castro, Giovanna Langone, Joana Caetano, Julia Zibetti, Maria de Fátima, Marcela Rebel, Mary Stephanie e Veridiana Cardoso

Direção: Cristina Flores

Local: JARDIM

Preço único: 10 reais

20h30 Espetáculo “Efêmera” (BRASIL / INGLATERRA)

Com Gael Le Cornec e Rosie MacPherson

Direção e Dramaturgia: Gael Le Cornec

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

21h30 Debate “Efêmera”

Com Cathy McIlwaine, Eliana Sousa, Miriam Krenziger e Paul Heritage

Local: JARDIM

Ingresso gratuito

23h Festa 4 anos da Sede das Cias

Ingresso antecipado ou até meia-noite: 20 reais

Ingresso após meia-noite: 25 reais

Domingo 26/11

17h Espetáculo “Pequenos e Grandes Gestos de Despedida”

Atuação e Dramaturgia: Georgiana Góes

Direção: Luiz André Alvim

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=aXq9kSf8vu8&feature=youtu.be

íntegra: https://vimeo.com/198918246

18h15 Performance “Arma Biológica”

De Mayara Yamada

Local: JARDIM

Ingresso gratuito

19h Espetáculo “Cenas Afora – Solos Femininos”

·         Solo “Vênus Erótica”

De Chia Rodriguez

https://www.youtube.com/attribution_link?a=ab_J12N63ff_7pEM&u=/watch%3Fv%3DfxccP1B2MXU%26feature%3Dem-upload_owner

·         Solo “Diva da Sarjeta”

Com Dandara Vital

Direção: Johi Farias

·         Solo “Serviçal”

De Ana Flavia Cavalcanti

·         Solo “O Tempo”

Com Monique Vaillé

Texto: Flávia Prosdocimi

Direção: Carolina Godinho e Diego Molina

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

20h30 Espetáculo “Carne do Umbigo”

De Maria Rezende

Local: JARDIM

Preço único: 10 reais

Segunda 27/11

17h Debate “A Cena das Mulheres”

Com as artistas participantes da Sede das Mulheres

Mediação: Diana Herzog

Local: JARDIM

Ingresso gratuito

19h Cenas Femininas

·         Cena “Aguarde para ser atendido obrigado por aguardar”

Atuação e Direção: Ana Abbott e Raquel Alvarenga

Dramaturgia Clara Meirelles

https://www.youtube.com/watch?v=18rE_o38fco

·         Cena “Do Fim para Frente” – Coletivo Dupla de 3

Atuação e Direção: Isis Pessino e Juliana Firme

Texto: Isis Pessino

·         Processo “Abas”

Atuação e Dramaturgia: Carolina Ferman

Direção: Felipe Storino

Local: SALA BEL GARCIA

Preço único: 10 reais

21h Show “Coletivo As Minas”

Com Ayene Vieira, Elisa Caldeira, Isadora Cecatto, Jessica Obaia, Lucélia Pontes, Maíra Garrido, Maria Carolina Rocha, Naara Barros, Natasha Pasquini e Rayza Noiá

Banda: Carol Mathias e Marina Chuva

Local: SALA BEL GARCIA

Ingresso gratuito