“João, o Maestro” estreia em agosto

Baseado na vida do maestro João Carlos Martins, o filme tem roteiro e direção de Mauro Lima (de “Meu nome não é Johnny” e “Tim Maia”) e estreia em todo o país no dia 03 de agosto.

Um dos maiores pianistas do mundo, o brasileiro João Carlos Martins foi considerado, juntamente com Glenn Gould, um dos maiores intérpretes de Bach e o único a gravar a obra completa do autor. No papel do músico se revezam os atores Alexandre Nero, Rodrigo Pandolfo e Davi Campolongo, em fases distintas. Fernanda Nobre é Sandra, personagem que representa as primeiras mulheres de João Carlos Martins e Alinne Moraes é Carmen, atual esposa do músico. Caco Ciocler também integra o elenco e será José Kliass, o professor de piano de João Carlos Martins.

Nascido em São Paulo, em 1940, João Carlos Martins começou a estudar piano aos oito anos de idade e iniciou a carreira profissional aos treze. Estreou no Carnegie Hall, em Nova Iorque, aos 20 anos e todas as suas apresentações tiveram ingressos esgotados. Por conta de diversos problemas de saúde foi obrigado a deixar de lado a carreira de pianista, definitivamente, em 2002. Por não conseguir viver longe da música, em 2004 o artista passou a se dedicar aos estudos de regência. Com coprodução da Globo Filmes, RioFilme, Canal Brasil e distribuição da Sony, “João, o Maestro” tem patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, GOL Linhas Aéreas, Drogaria Araújo, SESI, Fiesp, Achè, Basf, BB DTVM, Unilever e Petrobras.

Links:

Trailer – https://youtu.be/ICIkv-iGkko

Fotos – https://we.tl/UFI1GZKmom

Sobre a LC Barreto: 

Fundada em 1963, a L.C. Barreto Produções Cinematográficas possui uma trajetória tão rica que até se confunde um pouco com a história do cinema no Brasil e da América Latina. São mais de 80 produções e coproduções de curta e longa-metragem, realizadas dentro de rigorosos padrões técnicos e artísticos. Muitos deles são considerados parte do patrimônio artístico e cultural do nosso país, como: “Vidas Secas”  e “Memórias do Cárcere”, de Nelson Pereira dos Santos; “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e “O Que é Isso Companheiro?” de Bruno Barreto; “Bye Bye Brasil”, de Cacá Diegues; “O Quatrilho”, de Fábio Barreto; entre outros.

 

Sobre a Globo Filmes:

Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 200 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como, ‘Tropa de Elite 2’, ‘Minha Mãe é uma Peça 2’ – com mais de 9 milhões de espectadores -, ‘Se Eu Fosse Você 2’, ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’, ‘Getúlio’, ‘Carandiru’ e ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

 

Sobre a RioFilme:

Empresa da Prefeitura do Rio de Janeiro, dedicada ao desenvolvimento da indústria audiovisual na cidade, com investimentos em desenvolvimento, produção, distribuição e exibição de conteúdo audiovisual carioca. A RioFilme realiza investimentos em cinema, TV e novas mídias, patrocina, eventos setoriais, a expansão e modernização do parque exibidor, além de promover ações de acessibilidade, formação de público, capacitação e internacionalização, estimulando a produção audiovisual brasileira e gerando emprego e renda.

Sinopse:

João Carlos era uma criança com sérios problemas de saúde. Por conta disso, teve uma infância reclusa. Até que um piano entrou na casa e na vida de João. A partir daí surge um garoto obstinado que, em poucos anos, se transforma em uma das maiores promessas da música erudita mundial e chegou a ser considerado um dos maiores intérpretes de Bach do século XX. Uma série de acidentes passam pela vida do músico e fazem com que ele se afaste do piano gradativamente até que um último acontecimento brutal interrompe sua carreira de pianista. Como João nunca desistiu, seguiu em frente, descobriu a regência, se tornou maestro e segue superando todas as dificuldades por amor à música.

Ficha técnica:

Direção e Roteiro – Mauro Lima

Produção de elenco – Marcela Altberg

Produção Executiva – Paula Barreto e Rômulo Marinho Jr

Direção de Produção – Fernanda Polastri

Coordenação de Produção – Paula Batalha

Fotografia – Paulo Vainer

Diretor de Arte – Claudio Amaral Peixoto

Montagem – Bruno Lasevicius, AMC e Julia Pechman

Técnico de Som – George Saldanha

Música original – Todas as execuções em cena são gravações originais de João Carlos Martins

Produção: LC Barreto

Coprodução: Globo Filmes e RioFilme e Canal Brasil

Distribuição: Sony

Elenco:

Alexandre Nero – João (adulto)

Rodrigo Pandolfo – João (jovem)

Caco Ciocler – Kliass

Alinne Moraes – Carmem

Fernanda Nobre – Sandra

Davi Campolongo – João (criança)

Catherine Sansone – Marina

Caio Laranjeira – José Eduardo (criança)

Matheus Guerra – Ives (criança)

Rafael Trombeta – Persio

Rennan Rodrigues – José Paulo (criança)

Joca Andreazza – Presidente Fiesp

Edu Guimarães – vendedor loja de piano

Junior Lopes – porteiro

Eder Giaretta – dublê (João jovem)

Giulio Lopes – José Martins

Ondina Clais – Alay

Giovana Gasparini – Secretária Kliass

Benjamin Herchcovitch – médico anos 40

Marcelo Laham – âncora de TV

Alice Assef – Professora Ainda

Domingos Antonio – policial