100 X 100 Brasil – Desafio Socioambiental

O mercado cinematográfico vem crescendo a cada ano. Jovens que buscam construir carreira no segmento audiovisual também. E o melhor: há espaço para todos.  E foi pensando nisso, que na próxima segunda-feira (14) a escola audiovisual Cinema Nosso receberá participantes de projetos sociais parceiros da instituição para o 100 X 100 Brasil – Desafio Socioambiental. A proposta é produzir um filme, com a temática socioambiental, em apenas 100 horas. Serão no total 19 jovens, entre 18 e 23 anos, de diferentes estados brasileiros. A maratona vai até dia 19, data que marca a exibição dos filmes produzidos pelos participantes, no Cinema Nosso.

Os jovens dos projetos Vida no Semiárido (Paraíba), Poço de Carbono Juruena (Mato Grosso), De Olho na Água (Ceará), Semeando Sustentabilidade (Rondônia), Cinema Nosso (Rio de Janeiro) e Barra do Piraí (Rio de Janeiro) chegarão a cidade para participar de diversas atividades durante esses cinco dias. Palestras, aulas e oficinas de câmera, som, produção, roteiro, direção e edição farão parte da programação, que contará também com passeios turísticos e exibição de curtas. Vale lembrar que no dia 18, às 9h30, será realizado o Seminário Brasil 3.0. O evento terá a presença de gestores de projetos que falarão sobre temas socioambientais e a relação com a comunicação e tecnologia. Todos os parceiros envolvidos fazem parte do Programa Socioamebiental da Petrobras.

Cinema Nosso

Instituição sociocultural com mais de 12 anos de atividades. Sua missão é a democratização do audiovisual para a juventude carioca. Hoje é uma das maiores escolas populares de Audiovisual da América Latina, realizando cursos, oficinas, produções, palestras, mostras, sessões de cinema e festivais. Situada em um casarão do século XIX no coração da Lapa, no Rio de Janeiro, a organização prioriza o estímulo à reflexão e ao respeito, diversidade, pluralidade e cultura popular. A ação foi iniciada a partir do processo de produção do filme “Cidade de Deus” dos diretores Fernando Meirelles e Kátia Lund. Equipada com tecnologia digital 3D, é uma sala de cinema de rua alternativa e polivalente que viabiliza o acesso ao audiovisual, a formação de público e também se configura enquanto local de criatividade e descontração.