Show Caio Prado – Eu fui!

Quem conhece a Lapa sabe que o bairro tem a música presente em todos os cantos. Nomes consagrados ou iniciantes fazem do local seu ambiente para quem valoriza o bom som brasileiro. Pertencente ao segundo grupo citado, Caio Prado levou para a Sede das Cias um show em que apresenta seu primeiro trabalho autoral.

“Variável Eloquente” traz uma proposta minimalista, e o disco foi construído em torno de um violão e um quarteto de cordas. Para o show, Caio preparou também uma apresentação intimista, levando em conta o pequeno – mas empolgado – público presente. O jovem cantor arranca xingamentos elogiosos deste rs. Tudo no maior carinho e serviam para enaltecer o talento do artista.

Caio capricha no vocal, e brinca com as notas, imprimindo seu estilo em suas próprias canções, que compunham a maior parte do repertório. Parece ousado, mas a técnica do cantor o faz se arriscar sem que a afinação seja comprometida. O show também teve as participações de Diego Moraes e Isabella Moraes, que mostraram sintonia e se rasgaram em elogios ao amigo. Os covers foram ecléticos, com “High and Dry”, do Radiohead, e “Clube da Esquina Nº 2”, de Milton Nascimento e Lô Borges. Aliás, a influência de Bituca no trabalho de Caio Prado parece bem evidente em seu jeito de cantar.

Com variadas referências, Caio se lança para o público como mais uma aposta de renovação na música brasileira, tão rica em talentos. Desejamos sorte ao novo artista, e que nos encontremos em muitos palcos e bares da vida.

 

P.S.: Agradeço à Sede das Cias pelo convite

 

Anúncios