“Fishman” no CCBB

O projeto “Bagaceira 15 anos”, patrocinado pelo Ministério da Cultura e pelo Banco do Brasil, consiste na sequência de três temporadas de espetáculos recentes do grupo, oferecendo ao Rio de Janeiro um panorama do que o Bagaceira vem produzindo em sua fase mais amadurecida. Serão ao todo 72 apresentações (24 de cada espetáculo, 8 por semana), a partir de 17 de setembro, com estreia para convidados no dia 16 de setembro, às 20h.

O coletivo, de Fortaleza/CE, consolidou-se nacionalmente através da linguagem peculiar de seus espetáculos, que associam provocações visuais à criação de dramaturgias inéditas. Em quinze anos de trajetória, o grupo conquistou premiações, promoveu importantes parcerias e participou de festivais dentro e fora do Brasil.

Desde o surgimento, o Bagaceira mantém uma produção ininterrupta, construindo, desse modo, um repertório diversificado e inteiramente autoral. “Interior” é uma peça singela, conduzida por duas velhinhas irreverentes, que se recusam a morrer. Uma homenagem à cultura interiorana, às avós e a todas as coisas que jamais serão engolidas pelo tempo. “A Mão na Face” traz o diálogo disparatado entre uma prostituta e uma travesti. Público e personagens trocam olhares, através de espelhos distorcidos. Na oscilação entre momentos densos e patéticos, a comovente relação de Mara e Gina é revelada. Em “Fishman”, o mais novo espetáculo do Bagaceira, dois homens estão em um pequeno bote sobre as águas de um lago, frente a frente, sem saber o que dizer. Um mergulho poético na complexidade humana e no misterioso fluxo da vida.

São três espetáculos intimistas, feitos para dois atores e com foco na palavra; porém, com linguagens bem distintas entre si e diferentes experiências de aproximação com a plateia. Todos os espetáculos possuem dramaturgia de Rafael Martins e direção de Yuri Yamamoto, este último vencedor do quadro ‘Como Manda o Figurino’, do Fantástico (TV Globo), em abril deste ano, e faz parte da equipe de figurinista da nova minissérie da Globo ‘Ligações Perigosas’, que estreia ano que vem. As peças têm capacidade de público reduzida. Desta forma, o grupo fará a maior parte da temporada de cada espetáculo em sessões duplas.

‘Interior’ está desde junho em turnê por cindo estados do Nordeste e passou, em agosto, por em Uberlândia e Belo Horizonte, sempre com uma ótima recepção de público e criticas. Já ‘Fishman’, fez, também em agosto, sua segunda temporada em BH.

OS 15 ANOS

Criado em 2000, o Grupo Bagaceira alcançou reconhecimento nacional pela sua pesquisa autoral. Com textos e direções próprias, o grupo lançou desafios no âmbito da construção cênica e dramatúrgica, o que resultou no adensamento de uma linguagem própria. Os espetáculos em repertório são apresentados nos principais festivais e mostras de todo país, provocando uma reflexão sobre um novo olhar do que é produzido no nordeste. Com 15 espetáculos no currículo e mais de 20 esquetes, contabiliza mais de 800 apresentações.

O Grupo Bagaceira é formado por: Démick Lopes, Rafael Martins, Ricardo Tabosa, Rogério Mesquita, Samya de Lavor, Tatiana Amorim e Yuri Yamamoto. Com sede em Fortaleza, a Casa da Esquina, o grupo também conta com a produtora Mikaelly Damasceno e a secretária Carla Sousa.

Em 2015, o Bagaceira comemora os 15 anos e realiza várias apresentações e temporadas por todo o país. Logo no início do ano, o grupo esteve em uma temporada de 2 meses em São Paulo, com o seu primeiro espetáculo: Lesados. O coletivo também se apresentou na Bolívia, participando com dois espetáculos do X FITCRUZ, Festival internacional de Teatro de Santa Cruz de La Sierra. Houve ainda circulação pelas cidades de Belo Horizonte, Salvador, Recife, Teresina, Sousa, Maceió, Aracaju, dentre outras programações.

Respaldado pela trajetória de peças inteiramente autorais e pela assinatura construída durante esse tempo, o Grupo Bagaceira chega agora ao Rio de Janeiro com o projeto “Bagaceira 15 anos”, para apresentar três temporadas de uma só vez, em uma estadia mais longa na cidade, marcando este ano de comemorações.

FICHA TÉCNICA

FISHMAN

Texto: Rafael Martins

Direção: Yuri Yamamoto

Assistência de direção: Rafael Martins

Elenco: Ricardo Tabosa e Rogério Mesquita

Colaboração artística: Juliana Galdino

Cenário e Figurinos: Yuri Yamamoto

Iluminação: Tatiana Amorim

Técnica: Rafael Martins e Yuri Yamamoto

Interlocução artística: Georgette Fadel e Grace Passô

Produção: Rogério Mesquita

Produção executiva: Mikaelly Damasceno

Bagaceira 15 anos

Direção de produção: Rogério Mesquita

Textos programa: Rafael Martins

Design Gráfico: Darwin Marinho

Assessoria de imprensa: Daniella Cavalcanti

Secretaria: Carla Sousa

SERVIÇO

Bagaceira 15 anos – Temporada de repertório

“Fishman” – de 28 de outubro a 15 de novembro https://www.youtube.com/watch?v=IcsOaqDA2YE

Horário: Quartas e quintas, às 19h30. Sextas, sábados e domingos, às 17h30 e às 19h30

Local: Teatro III do Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Primeiro de Março, 66 – Centro)

Informações: (21) 3808-2020

Ingresso: R$10,00

Horário da bilheteria: de quarta a segunda, das 9h às 21h

Gênero: Drama

Duração: 50 minutos

Capacidade: 86 lugares

Classificação indicativa: 16 anos

Sinopse: no mais novo espetáculo do Grupo Bagaceira, dois homens estão em um pequeno bote sobre as águas de um lago, frente a frente, sem saber o que dizer. Um mergulho poético na complexidade humana e no misterioso fluxo da vida.