“Grand Théâtre Pão e Circo” – Eu fui!

A premiada atriz Carol Kahro é mestre de cerimônias de seu espetáculo “Grand Théâtre Pão e Circo”. O termo “espetáculo” é bem apropriado no caso, pois o tema central da peça é a sociedade em que vivemos. Baseado na obra “A sociedade do espetáculo”, do escritor Guy Debord, Carol utiliza texto forte e recursos audiovisuais para ilustrar e criticar a fase em que vivemos.

Nas telas que compõem o cenário, são exibidas imagens reais de televisão. Alguns com programas de entretenimento, outros com imagens de telejornais, explorando a violência urbana. O recurso também é a parte da realidade do espetáculo, assim como o texto que, como a própria atriz – que é a diretora e roteirista – declarou, é baseado em fatos reais. Carol os narra através de personagens e situações, algumas exageradas. Aproveita-se deles para criticar alguns comportamentos hipócritas, em que a pessoa se comove com o que vê na televisão, mas não enxerga a realidade que existe próxima de si.

Como mestre de cerimônias, Carol faz uma interpretação com oratória debochada. Como atriz, é versátil e se desdobra fácil e rapidamente em vários personagens de uma mesma história. Como diretora e roteirista, a criatividade impressiona devido às diversas situações criadas. Por todos esses motivos, assistir a “Grand Théâtre Pão e Circo” vale a pena, tanto para conferir o trabalho multifacetado da artista, quanto para pensar no que foi visto no palco, e no que presenciamos na vida real. Porque pouco provável que o trabalho não mexa contigo.

P.S.: Agradeço à Sede das Cias pelo convite.

Anúncios

Um comentário sobre ““Grand Théâtre Pão e Circo” – Eu fui!

Os comentários estão desativados.