O Grande livro dos Pequenos detalhes

No dia 08 de maio estreia, no Teatro Oi Futuro Flamengo, o espetáculo ‘O Grande livro dos Pequenos detalhes’, um projeto de intercâmbio e residência internacional (Brasil – Portugal – Inglaterra), com dramaturgia do inglês Alexander Kelly e direção dos próprios atores, Cláudia Gaiolas, Michel Blois, Paula Diogo e Thiare Maia. O espetáculo começa quando algo acontece. Algo fora do normal. Algo que não costuma acontecer. Um mistério a ser resolvido. Que precisa ser investigado. Seguir as pistas e ver onde levam. Inspirada em mistérios policiais, histórias infantis e relatos de pessoas, a montagem convida o público a uma investigação. A parar, olhar o mundo à nossa volta e perguntar “como seria se eu sentisse que tudo isso não é normal?”. A ver o mundo de um modo diferente.

No enredo, duas histórias, como se fossem dois episódios de uma serie de TV. Uma locutora de rádio que dá noticias de trânsito um dia resolve dar as informações todas erradas, causando um caos na cidade e no dia seguinte não aparece para trabalhar. Paralelo a isso, um departamento secreto que tem a finalidade de causar distrações no mundo, para dar um colorido, uma poesia diária a vida das pessoas, fazendo com que elas olhem para outras coisas que não sejam seus próprios problemas. A partir desta sinopse, artistas criadores brasileiros, portugueses e ingleses produziram este espetáculo inédito.

O projeto reuniu dois atores brasileiros, (Michel Blois e Thiare Maia), duas atrizes portuguesas (Paula Diogo e Cláudia Gaiolas) e um dramaturgo inglês (Alexander Kelly). Eles estiveram juntos no Rio de Janeiro em dois meses de residência para a criação do espetáculo. Neste período, Alexander acompanhou o processo de criação, desenvolvendo o seu trabalho em cima do que os atores traziam para a sala de ensaio. Nada inovador, mas este ainda continua sendo o modo mais eficaz de produzir uma obra viva, sem hierarquia, em que de fato o produto final faça parte da alma e desejo de todos artistas envolvidos.

Esta pareceria Brasil–Portugal não é a primeira deste grupo. Em 2009 trabalharam juntos em Lisboa (PT), no Projeto Estúdios, do grupo Mundo Perfeito, onde montaram os espetáculos “Sempre”, “Pedro procura Inez” e “Bobby Sands vai morrer Thatcher assassina”.
SERVIÇO
Estreia para convidados e público: 08 de maio (sexta-feira), às 20h
Temporada: 08 de maio a 14 de junho
Local: Oi Futuro Flamengo (Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo)
Informações: (21) 3131-3060
Horário: quarta a domingo, às 20h
Ingressos: R$20,00
Duração: 70 minutos
Gênero: Suspense Cômico
Classificação: 14 anos
Capacidade: 63 lugares
Bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 20h
Vendas pela internet: ingresso rápido

FICHA TÉCNICA
Criação e Direção: Cláudia Gaiolas (PT), Michel Blois (BR), Paula Diogo (PT) e Thiare Maia Amaral (BR)
Dramaturgia: Alexander Kelly (ING)
Elenco: Cláudia Gaiolas / Keli Freitas, Michel Blois / Guilherme Dellorto, Paula Diogo e Thiare Maia Amaral
Iluminação: Wagner Azevedo
Tradução e Revisão: Alex Cassal e Joana Frazão
Cenário: Elsa Romero
Programação Visual: Felipe Braga
Assessoria de Imprensa: Daniella Cavalcanti
Mídias Sociais: Marina Murta
Fotografia: Carlos Cabéra
Filmagem: Marina Murta e Marina Cavalcanti
Operação de luz: Nina Balbi
Montagem de luz: Mauro Luis
Assistência de cenografia: Jefferson Ribeiro
Contrarregragem: Fernando Blauth Klipel
Costura do cenário: Claudia Phoenyx
Cenotecnia: Carlos Elias
Direção de Produção: Michel Blois e Natasha Corbelino
Realização: Nome da Firma Produção e Comunicação Ltda