O Acompanhamento

O metalúrgico TUCO, pouco antes de sua aposentadoria, abandona o trabalho para viver seu grande sonho: tornar-se cantor. Ridicularizado pelos amigos e pressionado pela família, TUCO se tranca em um porão. Nesse refúgio ele ensaia sozinho enquanto aguarda a chegada dos violões, o acompanhamento prometido por um conhecido. Mas quem bate à porta é SEBASTIAN, um velho amigo cuja missão é trazê-lo de volta à razão. Essa é a trama que Carlos Gorostiza usa para criar a história sobre amizade mais famosa da dramaturgia moderna argentina. O Acompanhamento tem a direção de Daniel Archangelo, e conta com Wilmar Amaral como TUCO e Roberto Frota como SEBASTIAN. O espetáculo estreia,no dia 09 de Abril sua primeira temporada no Teatro Eva Herz da Livraria Cultura Vitória (Rua Senador Dantas 45 – Centro).

Texto muito popular na Argentina com diversas montagens, mas ainda inédito nos palcos cariocas, O Acompanhamento é o segundo espetáculo da parceria de Wilmar Amaral, ator e produtor com o diretor Daniel Archangelo. É, também, o quinto projeto da Wilmar Amaral Produções Culturais LTDA. Os anteriores foram O Lugar do Passado, Dirigir-se aos Homens, Depois Daquele Baile e A Moratória.

Quando começamos a busca por um novo texto procurávamos cumplicidade, não apenas uma obra com um elenco maior, mas uma peça cuja relação entre os personagens fosse o principal elemento cena. Explica Archangelo.

Roberto Frota e Wilmar Amaral pela primeira vez se encontram em cena. Frota possui longa carreira nos palcos e na Tv, fez história com o espetáculo Diálogos do Pênis, peça que apresentou por doze anos. Wilmar entregou-se ao teatro já na maturidade, iniciou sua jornada pelos palcos depois de se destacar como médico e pintor. Recentemente protagonizou o espetáculo O Lugar do Passado.

Mais Sobre Carlos Gorostiza:

Um dos principais autores contemporâneos da Argentina, Carlos Gorotiza acumula prêmios por sua dramaturgia. Homem de Teatro, em 1981, mesmo ano em que finalizava O Acompanhamento, foi um dos principais promotores do Open Theater, um movimento de resistência cultural contra a ditadura. Em 1984 foi nomeado Secretário de Cultura do primeiro governo democrático liderado por Raul Alfonsin. Suas obras são traduzidas em diversos idiomas.

Mais Sobre a Wilmar Amaral Produções:

Fundada por Wilmar Amaral em 2009, a Wilmar Amaral Produções Culturais realizou várias Exposições de Pintura com destaque para Aquarelas, realizada na Filadélfia em 2001. Destacou-se também no mercado editorial ao lançar em 2002, o livro: Wilmar Amaral Pintor e Médico. No Teatro produziu: A Moratória – Jorge Andrade, Depois daquele Baile – Rogério Falabella, Dirigir-se aos Homens – Gorki, Sologub, Tchekhov, O Lugar do Passado – Aníbal Machado, Machado de Assis.

Ficha Técnica:
Autor: Carlos Gorostiza
Tradução e Adaptação Daniel Archangelo e Wilmar Amaral.
Direção: Daniel Archangelo
Elenco: Wilmar Amaral e Roberto Frota
Cenografia: Carlos Augusto Campos
Figurino: Ricardo Rocha
Iluminação: Daniel Archangelo
Contra Regra: João Batista
Assistente de Direção: Marianna Mugnaini
Assistente de Cenografia: Yuri Azevedo
Cabine: Daniele de Deus e Gustavo Martins
Realização: Wilmar Amaral Produções Culturais Ltda
Assessoria de Imprensa: Waléria De Carvalho
Formação de Platéia: Aline Peres
Art Designer: André Lacaz Amaral
Fotos: Luiz Luz

Serviço:
O Acompanhamento
Temporada: 09 de Abril a 30 de Maio de 2015
Horários: 19:30h (QUI, SEX e SAB)
Local: Teatro Eva Herz (Rua Senador Dantas 45 – Centro / Dentro da Livraria Cultura).
Capacidade: 178 lugares (4 lugares para cadeirantes) Bilheteria: Tel.: (21) 3916-2600
Ingressos: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada para os casos previstos em lei)
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos