Mostra de Cinema Russo Contemporâneo

A CAIXA Cultural do Rio de Janeiro apresenta, de 3 a 13 de fevereiro (terça a sexta-feira), a Mostra de Cinema Russo Contemporâneo, com a exibição de 16 filmes representativos do período da “Perestroika” e da produção dos últimos 20 anos do país. O projeto inédito é uma realização da Ars et Vita com curadoria de Luiz Gustavo Carvalho. Além da programação de filmes, a mostra contará com a participação de convidados, cineastas e críticos especialmente convidados para palestras e atividades durante o evento.

Serão exibidos filmes relevantes para a história do cinema russo e do próprio país como Penitência, de Tengiz Abuladze, considerado marco da Perestroika nas artes visuais; Garota Internacional, de Piotr Todorovskiy, um dos primeiros filmes a abordar o tema da prostituição na União Soviética; O assassino do Czar, de Karen Shakhnazarov, que conta a verdadeira história sobre o assassinato da família imperial russa e O Sol Enganador, de Nikita Mikhalkov, ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro em 1994.

Na abertura, em 3 de fevereiro (terça-feira), às 18h, haverá mesa redonda com a participação da historiadora de cinema da Rússia Elena Plakhova, da cineasta Maria Saakyan, do crítico Andrei Plakhov e do jornalista Irineu Perpétuo, além do curador da mostra, Luiz Gustavo Carvalho. No dia 4 de fevereiro (quarta-feira), às 17h30, Elena Plakhova e a diretora executiva da mostra, Maria Vragova, falam sobre o filme Assa, de Serguei Soloviev, que será exibido em seguida. E no dia 5 (quinta-feira), a cineasta Maria Saakyan comenta o seu filme Farol, às 18h15. Todas as sessões comentadas têm entrada franca.

“O cinema russo foi, com certeza, sempre um dos mais expressivos do mundo e o país contribuiu de maneira singular para o desenvolvimento da sétima arte no século XX, por meio de filmes de realizadores como Serguei Eisenstein, Andrey Tarkovsky e Alexander Sokurov, que são conhecidos internacionalmente. O cinema russo atual e os realizadores responsáveis pela continuação desta grande escola são, ao contrário, desconhecidos de grande parte do público. A mostra de cinema russo contemporâneo tem o objetivo de proporcionar a mudança dessa situação, apresentando ao público brasileiro alguns dos melhores exemplos do cinema russo após a queda da União Soviética”, explica Luiz Gustavo.

Programação:

3 de fevereiro (terça-feira)

Cinema 1

15h – Penitência (1984), Tenguiz Abuladze, 153 min, URSS, livre

18h – Mesa redonda com a participação da historiadora de cinema da Rússia Elena Plakhova, da cineasta Maria Saakyan, do crítico de cinema Andrei Plakhov e do curador Luiz Gustavo Carvalho (Entrada Franca)

19h15 – Querida Elena Sergueevna (1988), Eldar Ryazanov, 94 min, URSS, livre

4 de fevereiro (quarta-feira)

Cinema 1

15h30 – Melodias das noites brancas (1976), Serguei Soloviev, 97 min, URSS/Japão, livre

17h30 – Sessão comentada pela historiadora de cinema da Rússia Elena Plakhova e pela diretora executiva da mostra, Maria Vragova do filme Assa (1987), Serguey Soloviev (Entrada Franca)

18h30 – Assa (1987), Serguey Soloviev, 153 min, URSS, 14 anos

5 de fevereiro (quinta-feira)

Cinema 1

16h – Essa não sou eu (2012), Maria Saakyan, 102 min, Rússia/Armenia, livre

18h15 – Sessão comentada pela cineasta Maria Saakyan do filme Farol (2006), Maria Saakyan (Entrada Franca)

19h15 – Farol (2006), Maria Saakyan, 98 min, Rússia/Armênia/Holanda, livre

Cinema 2

16h – Melodias das noites brancas (Serguei Soloviev) 97 min – livre

6 de fevereiro (sexta-feira)

Cinema 1

17h – Entropia (2012), Maria Saakyan, 75 min, Rússia, 14 anos

19h30 – Mercadoria 200 (2007), Alexei Balabanov, 90 min, Rússia, 18 anos

Cinema 2

15h – Querida Elena Sergueevna (1988), Eldar Ryazanov, 94 min, URSS, livre

18h – Idade meiga (2000), Serguei Soloviev, 130 min, Rússia, 14 anos

7 de fevereiro (sábado)

16h – A branca e o malhado (1986), URSS, 95 mins, Serguei Soloviev, livre

18h – O sol enganador (1994), Nikita Mikhalkov, 151 min, Rússia/França, 14 anos

Cinema 2

16h30 – Essa não sou eu (2012), Maria Saakyan, 102 min, Rússia/Armenia, livre

19h – Melodias das noites brancas (1976), Serguei Soloviev, 97 min, URSS/Japão, livre

8 de fevereiro (domingo)

Cinema 1

15h – Rosa preta – emblema da tristeza, rosa vermelha – emblema do amor, Serguei Soloviev , 139 min, URSS, livre

18h – O assassino do Czar, Karen Shakhnazarov, 104 min, Rússia, livre

Cinema 2

16h30 – O país dos surdos, Valery Todorovskiy, 105 min, Rússia, 14 anos

19h – Melodias das noites brancas, Serguei Soloviev, 97 min, URSS, livre

10 de fevereiro (terça-feira)

Cinema 1

16h – Rosa preta – emblema da tristeza, rosa vermelha – emblema do amor (1989), Serguei Soloviev, 139 min, URSS, livre

18h45 – A casa sobre o céu estrelado (1991), Serguei Soloviev, 121 min, URSS, 14 anos

Cinema 2

17h – Assa (1987), Serguey Soloviev, 153 min, URSS, 14 anos

11 de fevereiro (quarta-feira)

Cinema 1

16h30 – Entropia (2012), Maria Saakyan, 75 min, Rússia, 14 anos

18h30 – Garota internacional (1989), Piotr Todorovsky, 151 min, Suécia/URSS, 16 anos

Cinema 2

18h – Idade meiga (2000), Serguei Soloviev, 130 min, Rússia, 14 anos

12 de fevereiro (quinta-feira)

Cinema 1

17h – O assassino do Czar (1991), Karen Shakhnazarov, 104 min, Rússia, livre

19h – Farol (2006), Maria Saakyan, 98 min, Rússia/Armênia/Holanda, livre

Cinema 2

16h – A branca e o malhado, Serguei Soloviev, 95 min, livre

18h – Penitência (1984), Tenguiz Abuladze, 153 min, URSS, livre

13 de fevereiro (sexta-feira)

Cinema 1

15h30 – O sol enganador (1994), Nikita Mikhalkov, 151 min, Rússia/França, 14 anos

18h30 – Garota internacional (1989), Piotr Todorovsky, 151 min, Suécia/URSS, 16 anos

Cinema 2

16h – A casa sobre o céu estrelado (1991), Serguei Soloviev, 121 min, URSS, 14 anos

Serviço:
Mostra de Cinema Russo Contemporâneo
Data: 3 a 13 de fevereiro
Horário: Consultar Programação
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1 e 2
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Classificação Indicativa: Consultar Programação
Ingressos: R$ 2,00 (inteira) e R$ 1,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal

Anúncios