Baile de Gala do Sarau do Escritório

No próximo sábado (22) a Lapa recebe o Baile de Gala do Sarau do Escritório, a edição comemorativa de um ano da ocupação artística da Praça João Pessoa, evento mensal idealizado pelo Coletivo Peneira e realizado pelo Movimento das Utopias e Fricções Artísticas (Mufa Produções).

Cerca de 100 atrações vão passar pelos quatro palcos montados nas esquinas das ruas Mem de Sá com Gomes Freire, durante oito horas de programação, o que inclui microfone aberto para quem quiser experienciar. Música, poesia, performance, teatro, intervenção, dança, circo, além de instalações plásticas, libertação e lançamento de livros, bazar de roupas, editorial de moda e um circuito gastronômico de comidas artesanais produzidas por coletivos que vendem seus artigos em eventos de rua, fazem parte das atividades.

A programação começa às 14h, com a performance poético-funcional “As águas vão rolar”. O ato inspirado nos cantos de trabalho – tradição musical indígena mesclada com influências europeias e africanas – rediscute a questão da limpeza e ocupação dos espaços públicos, e conta com a participação do Theatron de DyoNises, um grupo de atores-curadores-terapeutas residentes no Hotel e Spa da Loucura, que vão tocar instrumentos de percussão enquanto o público é convidado a interagir com a ação.

Entre as 16h e as 22h as atrações se revezam em quatro palcos sob a curadoria de cinco coletivos convidados. São eles, o Perto do Leão Etíope do Meier (Meier), Rádio Rua (Centro), Movimento Nefelista (Campo Grande), Ratos Di Versos (Lapa) e Balalaica (Catete).

Uma das características do Sarau do Escritório é o resgate da memória afetiva da região central do Rio de Janeiro, por intermédio do homenageado do mês, que é sempre uma figura popular que circula pelas ruas, mas que poucas pessoas sabem sua real história. O grupo procura apurar a biografia do celebrado, e divulga em intervenções e postagens na internet. Para a edição Baile de Gala o evento vai contar com 10 celebrados.

O Baile da Gala do Sarau do Escritório acontece na Praça João Pessoa s/n°, na Lapa.

SERVIÇO:
Baile de Gala do Sarau do Escritório
Data: Sábado, dia 22 de novembro
Horário: Das 14h às 22h
Local: Praça João Pessoa, s/n° – Lapa
Informações: http://www.facebook.com/SaraudoEscritorio
Evento: http://migre.me/mUvTd
Classificação: Livre
Grátis

PROGRAMAÇÃO:

Palco Sergio Contreiras (Bar da Cachaça), com curadoria da Mufa Produções e Rádio Rua;

Intervenção “As águas vão rolar” com participação do Theatron de DyoNises

Pedro Pinheiro (circo)

Aleff Henrique (dança)

Leticia Brito (poesia)

Ana Karina Bucciarelli (poesia)

Marcio Rufino (poesia)

Tiago Malta (poesia)

Cleber A. Dos Santos (poesia)

Maria Tereza (música)

Cel Bentin (poesia)

Amanda Carvalho (poesia)

Barbara Leite (poesia)

Lançamento do livro “Histórias da Guitarra”, de Leandro Souto Maior e Ricardo Schott

Ricardo Escudeiro (poesia)

Thiago Mourão (poesia)

Severino Honorato (cordel)

Mauricio Galo (música)

Lucas Batista (performance)

Senhor Palhaço (circo)

Coletivo Tantas Letras / Sarau Lapada Poética – SP (poesia)

Ludi Um e as Cabeças (música)

Pedro Tostes (poesia)

Bruno Duarte (intervenção)

Felappi (música)

A Batida que seu Coração Pulou (música)

Palco Letícia (Choperia do Papai), com curadoria do Movimento Nefelista

Intervenção “As águas vão rolar” com participação do Theatron de DyoNises

Claudio Costa (circo)

Gaia (poesia)

Sem Rotina (música)

Lucas Batista (performance)

Viviane Sales (poesia)

Dani Santos (poesia)

Beatriz Barros (música)

Felipe Araújo (poesia)

Nélio Fernando (poesia)

Xarles Xavier (música)

Carta na Manga (música)

Tarja Preta (música)

Gui Fleming (música)

Eu Uso Bamba (música)

Negro’ x Rappers (música)

Bob Tiago (poesia)

Uri Silvani (poesia)

Lançamento do livro “Sputo”, de Lucas Barata

Sidney Machado (poesia)

Paulo Bessy (música)

Banda DSD (música)

Paula Beatriz Albuquerque (poesia)

Bonanza (música)

Trupe Nefelista (música e poesia)

Palco Jaime Sabino (Drogaria Max), com curadoria do Perto do Leão Etíope do Meier

Intervenção “As águas vão rolar” com participação do Theatron de DyoNises

Margarita Palhaça (circo)

Balé das Yabas

Marcondes Mesqueu (poesia)

Vinicius Varela (poesia)

Pamela Fom (música)

Jair Soares (Música)

Jessé Andarilho (poesia)

Allen Jeronimo e a Rave de Raíz (Música)

Felipe Espindola (performance)

Ph Lima (Rap)

Moustrack (música)

Xota K (performance)

VJ Raton (música)

Palco Presidente (antigo Manoel & Juaquim), com curadoria do Balalaica e Ratos Di Versos;

Intervenção “As águas vão rolar” com participação do Theatron de DyoNises

Edmilson Santini (cordel)

Jéssica Castro (dança)

Doralyce Gonzaga (música)

Grupo Fé Capoeira Escola de Guerreiros (dança)

Bruno Black (poesia)

Avla Cortex (poesia)

Laurent Gabriel (poesia)

Cozinha Experimental (poesia)

Heyk Pimenta (poesia)

Dan Juan (poesia)

Bio (música)

Thiago Diniz (poesia)

Elaine Freitas (poesia)

Matheus Mineiro (poesia)

Henrique Santos (poesia)

Zuza Zapata (poesia)

Monique Nix (poesia)

Sarau Fulana de Tal (poesia)

Suzy Savreda (poesia)

Duda do Rio (música)

Flávio XL (música)

Raquel Gaio (performance)

Arthus Fochi (música)

Beatriz Provasi + Flávia (performance)

Dudu Pererê e Caixa Ferro (música e poesia)

Balalaica (poesia)

Ratos Di Versos (poesia)

AnarcoFunk (música)