Travessias 3 – Arte contemporânea na Maré

Com apresentação do fotógrafo Mauro Restiffe, o encontro contará com a participação do arquiteto e urbanista Manoel Ribeiro, do arquiteto Pedro Évora e do geógrafo e diretor do Observatório de Favelas Jorge Barbosa. O evento será gratuito e acontecerá no sábado, dia 1º de novembro, das 17h30 às 19h30, no Centro de Artes da Maré. O projeto Travessias 3 – Arte contemporânea na Maré é uma realização do Observatório de Favelas e da produtora Automatica.

Debate: As cidades ficam prontas?
A cidade contemporânea é palco e ator de quase tudo. Mas será que chegaremos a um modelo de cidade? Quais intervenções e relações sociais e econômicas deixam marcas na cidade? Como a cidades e, mais especificamente o Rio de Janeiro, estão permanentemente se transformando neste contexto?

Participantes:

Mauro Restiffe
Natural de São José do Rio Pardo, SP. A investigação formal de Mauro Restiffe abrange paisagens de São Paulo, Taipei, Istambul, interiores modernistas e retratos do cotidiano. O olhar atento do artista é revelado em suas composições de geometria precisa, estruturadas na intensa granulação e nas gradações de cinza de suas fotografias. Nas imagens de Brasília e Washington D.C, feitas durante a posse de Lula (2003) e Barack Obama (2008), respectivamente, escolhe ângulos menos privilegiados imprimindo qualidades atemporais a estes eventos históricos.

Pedro Évora
Graduou-se na FAU UFRJ em 2003. Foi professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ entre 2007 e 2009 e atualmente é professor na PUC-Rio e mestrando pelo PROURB-UFRJ.

Manoel Ribeiro
Arquiteto e urbanista, especializado em urbanização de favelas e programas sociais. Foi consultor do “Porto novo” – Estudos sobre perspectivas de desenvolvimento imobiliário no entorno da área do Porto Maravilha, no Rio de janeiro. Coordenou o Plano Master da cidade de Petrópolis.

Jorge Barbosa
Diretor do Observatório de Favelas, professor e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense, Doutor em Geografia Humana, especialista em favelas, urbanização e políticas sociais.

Sobre o Travessias 3

Aberta ao público no dia 23 de agosto, a exposição Travessias – Arte Contemporânea na Maré chega ao seu terceiro ano de atividades se consolidando como um projeto de reflexão e discussão sobre a arte contemporânea e as transformações do espaço urbano na atualidade.

Com organização do artista plástico carioca Daniel Senise, o projeto reúne trabalhos inéditos e de acervo dos artistas Barrão, Dora Longo Bahia, Sandra Kogut, Mauro Restiffe, Jonathas de Andrade, Cao Guimarães, Luiz Zerbini e dos fotógrafos do Imagens do Povo, programa realizado pelo Observatório de Favelas.

Uma realização do Observatório de Favelas e da produtora Automatica, Travessias 3 fica em cartaz, gratuitamente, até 16 de novembro, no Galpão Bela Maré.

3º Encontro Travessias
Apresentação: Mauro Restiffe
Convidados: Manoel Ribeiro (arquiteto e urbanista) e Pedro Évora (arquiteto)
Provocador: Jorge Barbosa (diretor do Observatório de Favelas)

Serviço
Data: 01/11 (sábado)
Horário: 17h30 às 19h30
Local: Centro de Artes da Maré
Endereço: Rua Bittencourt Sampaio, 181 (Entre as passarelas 9 e 10 da Av. Brasil)
Entrada gratuita